Depois de anos passando pelo Eixo Monumental, finalmente parei para conhecer o Memorial dos Povos Indígenas, que funciona em simpática estrutura desenhada por (adivinha) Oscar Niemeyer. Fica em frente ao Memorial JK, e é simples combinar as duas visitas com outros pontos turísticos de Brasília. Tirei muitas fotos do memorial, um passeio grátis que, a seguir, vou avaliar se vale a pena ser feito na Capital Federal, seja por moradores ou por turistas.

O nome correto é mesmo Memorial dos Povos Indígenas. Estou dizendo isso porque eu mesmo sempre preciso jogar no Google pra lembrar o nome, porque sempre me vem à cabeça Museu do Índio, o que é errado. Então continuem acertando comigo.

Vale a pena visitar o Memorial dos Povos Indígenas?

Está longe de ser uma galeria em padrão europeu, mas o memorial tem um acervo permanente que merece ser conhecido, com armas indígenas originais, instrumentos musicais, bancos de madeira dos Yawalapiti e Juruna, máscaras e outros acessórios de tribos do Alto Xingu e Amazonas, conforme dica do site do governo do DF. Foi inaugurado em 1987.

Além de ser grátis, o memorial permite tirar fotos de tudo lá dentro, incluindo artesanatos indígenas, fotos de tribos, acessórios históricos e painéis com imagens e textos explicativos, que são bem úteis pra gente entender o significado e a importância dos índios brasileiros.

E se você é fã de arquitetura, o interior do prédio é ainda mais legal do que o lado de fora. Entre e veja a simulação, by Niemeyer, do pátio central de uma oca indígena.

Além de ser em pleno Eixo Monumental, em frente ao Memorial JK, perto da Torre de TV e no caminho da Esplanada dos Ministérios, Congresso Nacional e Itamaraty, o que facilita muito em termos de logística com esses e outros pontos turísticos de Brasília.

Vale sim a visita.

 

Minhas fotos do Memorial dos Povos Indígenas

Tirei muitas fotos do interior do Memorial, mas vou postar só algumas, assim você também tem o que descobrir lá dentro, senão estrago a surpresa da visita. Além do que, minhas fotos ficaram péssimas, então saiba que lá dentro é melhor do que as imagens abaixo, beleza?

Tanga de Miçangas
Pátio central do Memorial dos Povos Indígenas de Brasília
Lanças e armas de caça e guerra dos índios brasileiros
Colar de Tucum

 

Horários de funcionamento:

• De terça a sexta, das 9h às 17h

• Sábados, domingos e feriados, das 10h às 17h

Contatos do Memorial dos Povos Índigenas

• Telefones: 61 3344 92 71, 3344 1154 e 3342 1156

Para agendar visita escolar, de instituições e saber mais informações, mande um e-mail para agendamento.mpi@gmail.com

Onde se hospedar em Braília: melhores bairros e hotéis

Melhores pizzarias de Brasília

 Como economizar na viagem:  

  • Booking: descontos exclusivos em hotéis e reservas com cancelamento grátis
  • Seguros Promo: compare preços de seguro viagem (cupom de desconto: BUENASDICAS5)
  • RentCars: compare preços de aluguel de carro

Escreva seu comentário