Mais rápido que trem e menos burocrático que avião, a maneira mais prática de viajar no Chile é de ônibus. Entre as várias companhias que existem no país, as gigantes Pullman e Tur-Bus são as geralmente mais recomendadas. E agora vou descrever minha experiência com elas.

Assim como você, eu estava em dúvida entre as duas empresas para fazer uma longa viagem no Chile. Pesquisei em fóruns como o Mochileiros, outros blogs de viagem, wikipedia e até artigos de jornais no google do Chile. Na dúvida eterna entre Tur-Bus e Pullman, acabei me decidindo por comprar a ida em uma e a volta em outra.

 

Comparativo Pullman x Turbus

Critério 1: vendas online

Aqui do Brasil, meses antes da viagem, comecei a procurar as passagens nos sites das duas empresas. De cara o site da Turbus me pareceu muito mais amigável, até lembrando os portais de companhias aéreas que estamos mais acostumados. Além da melhor funcionalidade, o site ainda apresenta os 4 tipos de ônibus que fazem os trajetos pelo país:

• Clásico – ônibus normal, como estamos acostumados no Brasil.

• Semicama – ligeiramente mais espaçoso, com poltronas que reclinam levemente mais.

• Cama – poltrona bem mais larga e com uma reclinação de 155 graus.

• Premium – pra viajar deitado.

Já o site da Pullman tinha uma aparência de menos confiável, principalmente porque o domínio não tem o nome da empresa, é simplesmente www.ventapasajes.cl.

Fora isso, os dois sites não aceitaram minha compra tão antecipada, cerca de 4 meses antes da viagem. Dei tempo ao tempo e voltei a acessar os endereços da Pullman e da Tur-Bus faltando menos de um mês para embarcar, e assim finalmente consegui visualizar horários, preços e tipos de ônibus para cada trajeto.

A complicação do RUT

Com cartão de crédito e passaporte em mão, fui finalizar a compra da minha passagem de ida pela TUR-BUS. Na hora de preencher os dados, me deparei com o tal do RUT.

Descobri que RUT é a versão chilena do CPF. Uma sequência de 8 números que todo chileno tem e que obviamente não deveria ser dado obrigatório num site  que se propõe a vender passagens para estrangeiros.

Pesquisei formas de driblar o RUT, como inventar números aleatórios ou trocar as letras iniciais do passaporte por números, e assim fazer uma gambiarra, criando o que poderia ser chamado de PASSAPRUT.

Nada funcionava. Achei até um “RUT GENERATOR”, que criou códigos aparentemente válidos, mas mesmo assim a compra era impossível de finalizar. Resumindo, após 6 meses de tentativas de planejamento e antecipação, não consegui comprar a passagem online.

Critério 2: horários

Apesar de ter chegado ao Chile sem as passagens de ônibus, sabia de cor diversas rotas e seus horários de saída. Pelos sites, o que se percebe é um massacre da TUR-BUS sobre a PULLMAN nesse quesito.

Enquanto o site da Pullman me mostrava apenas uma opção da ônibus por dia em trajetos importantes como SANTIAGO-ANTOFAGASTA e SANTIAGO-PUCÓN, a TUR-BUS apresentava dezenas de horários por dia, com diferentes tipos de ônibus saindo dos vários terminais e rodoviárias de Santiago.

Terminal Alameda, uma rodoviária exclusiva

Pullman e Turbus simplesmente têm um terminal rodoviário só para elas, no centro de Santiago. É um terminal relativamente pequeno, mas muito bem estruturado, com farmácia, lan-house, lanchonete e acesso interno ao metrô, pela estação Universidad de Santiago.

Mas as empresas também operam nas outras e maiores rodoviárias de Santiago. Escolhi essa por ser mais próxima do meu hotel e mais fácil de lidar, por ser menor. No Terminal Alameda, fui direto na TUR-BUS e comprei dois trajetos:

• Santiago-Viña del Mar – ônibus semicama – 3.000 pesos chilenos, tipo 15 reais.

• Viña del Mar-Pucón – ônibus cama – 35.000 pesos chilenos, tipo 170 reais.

 

Viagem de ida: Turbus (nota 4)

onibus chile 2
Visão da minha poltrona, na primeira fila. À frente, ônibus da empresa Condor (que ainda não conheço) e a expectativa de caminhar por Viña del Mar e Valparaíso.

O primeiro trecho foi sensacional. Escolhi a primeira poltrona da parte de cima do ônibus e viajei como se o parabrisa (já de acordo com a nova regra gramatical, sem hífen) fosse uma verdadeira tela de cinema. Agora, vamos ao segundo e terrível trecho.

Entrei no ônibus esperando no mínimo o mesmo padrão de qualidade anterior, só que com ainda mais espaço e serviços. Mas, apesar do preço elevado da passagem e, até então, das boas experiências de viagens no Chile, tive uma sequência de desapontamentos:

• Equipe preguiçosa. O funcionário deu uma de João sem Braço na hora de colocar as malas no bagageiro.

• Ônibus sujo. Sim, cheirando a fim de viagem, como se tivesse atravessado metade do sertão.

• Barulho. Como na hora de comprar só restavam as poltronas do primeiro andar, viajei colado à entrada de ar do ar-condicionado, que mais parecia um fusca velho ladeira acima.

• Mais sujeira. O filtro do ar-condicionado, a menos de meio metro do meu nariz alérgico, parece que nunca foi limpo. Estava cheio de fuligem e pó, habitat dos temidos ácaros e bactérias.

• Não servem água a bordo. Fui procurar e achei uma cueca velha dentro do compartimento. Os  ônibus do Chile não eram assim antigamente.

• Banheiro enferrujado. As bordas da privada estavam gastas, comidas pela ferrugem. Cheirava mal, é claro.

É isso, assim foi a viagem, espirrando e sem dormir por conta do barulho. Ah, e se você esquecer de levar uma água já era, porque ele faz apenas duas paradas no caminho e não permitem que os passageiros desçam. Turbus nunca mais.

Viagem de volta: Pullman (Nota 10)

pullman pucon
Terminal da Pullman Bus em Pucón, na região de Araucanía.

No terminal exclusivo da Pullman em Pucón, encontrei um horário excelente para voltar a Santiago.

Pucón-Santiago – ônibus cama – 26 mil pesos chilenos – Tipo 130 reais.

Sim, praticamente a mesma distância e por um preço bem menor que pela TUR-BUS.

Dessa vez tive sorte e encontrei passagens na parte superior do ônibus. Mesmo assim, na entrada verifiquei a limpeza do filtro de ar na parte inferior, pra ver se via um padrão de sujeira. Que nada. O ônibus da Pullman estava um brinco de cima em baixo. Os funcionários muito simpáticos, desde a hora de colocar as malas até no momento chato de conferir as passagens a bordo.

Resumo das minhas viagens de ônibus no Chile

Pode ter sido um acaso do destino a minha experiência negativa com a TUR-BUS, mas como o pacote levava sujeira, cara feia dos funcionários e barulho constante, não vou dar outra chance à empresa. Na próxima viagem de ônibus no Chile ou mesmo num mochilão pela América do Sul, certamente vou escolher a Pullman ou alguma outra companhia menor, dependendo do trecho a ser percorrido.

 

Mais Buenas Dicas no Chile

16 coisas que amamos no Chile

Os 7 melhores hostels de Santiago

Valparaíso x Viña del Mar

Onde ficar em Santiago

Guia completo de Santiago

 Como economizar na viagem:  

  • Booking: descontos exclusivos em hotéis e reservas com cancelamento grátis
  • Seguros Promo: compare preços de seguro viagem (cupom de desconto: BUENASDICAS5)
  • RentCars: compare preços de aluguel de carro

50 Comentários

  1. Charlles Coelho Responda

    Tentei comprar as pasagens de Santiago – Pucon pelo site da Pullman e deu erro, duas vezes! Será que consigo chegar no dia e comprar as passagens? Estou com programação para ir dia 14 e voltar dia 18. Por conta do feriado nacional será que consigo?

  2. Ola!!! Adorei o site!!!
    Estou indo para Santiago e quero passar um dia em ValParaiso e outro em Viña. MAs queria deixar minha bagagem em um guarda volume na rodoviaria de Viña. Existe algum na rodo? É seguro passar a noite por la?

    • Obrigado, Rayanne! Tem sim. Usei duas vezes e foi tranquilo. Fica no subsolo da rodoviária de Viña de Mar. Mesmo sendo de boa, é sempre bom ter um cadeado pra trancar sua mala.

      • Que maravilha! E pra passar a noite por la? É seguro fazer isso meu ônibus só sai pela manhã…

          • Rayanne Rosa

            Isso, mas é seguro fazer isso e possível?

          • A rodoviária de vina é pequena. Lembro que tinham poucos bancos pra sentar, e por isso fui fazer hora no shopping que fica bem em frente. Da uma olhada no Google imagens.
            Se tiver que esperar algo mais do que 7 horas, por exemplo, eu pegaria um hostel barato por perto… Ou perto do metrô.

  3. Chegamos hoje em Pucon, tivemos a péssima ideia de vir pela Thurbus,conforme citado, não usem. Péssimo atendimento, pessoal preguiçoso, ônibus sujo, não tem nem água e o pessoal de atendimento do terminal mentiram descaradamente que tinha serviço de bordo. Chegamos na cidade com crianças e o terminal estava escuro e fechado, além ter ter que coloccar as malas na saída de Santiago e na chegada em Pucon. Corram e fujam desta empresa.

  4. Josué Leandro Responda

    amigo, tudo bem? estarei indo para Chile de 14out a 31out, penso em fazer Santiago, Pucon e Atacama. Desço de avião em Santiago e estou montando o roteiro, vc me recomenda ir direto a Pucon ou ir antes a Vina del Mar? grato

      • Josué Leandro Responda

        Bom dia amigo. Desde já agradeço a rapidez da atenção.
        Fiquei em dúvida, para ir para Pucon , preciso voltar para Santiago, ou a saída para ir a Pucon necessariamente tem que ser de Vina del Mar? Chegarei dia 14 e penso em ir para Pucon no dia 15 a noite. Quanto a ida para o Atacama, sim, creio que o melhor e meus planos ir de Avião. Após o retorno de Pucon. Ainda pesquisando se preciso voltar para Santiago ou consigo sair algum aeroporto próximo de Pucon. Caso tenha alguma sugestão agradeceria imensamente. Bom dia

        • Ah sim. Você tem as duas opções. Existem trechos de ônibus Viña del Mar-Pucón e também Santiago-Pucón.

          – Viña del Mar-Pucon: a viagem dura umas 12 horas, porque passa pela rodoviária de Santiago. Mas só passa, não precisa trocar de ônibus.

          – Santiago-Pucón: a viagem dura umas 10 horas. A oferta de horários é muito muito maior. Dá uma olhada nos sites que indiquei no post.

          Sobre a ida de Pucón ao Atacama:

          A aeroporto de Pucón é pequeno e só funciona em altíssima temporada. Então é melhor olhar voos de Temuco, que tem o melhor aeroporto próximo e transporte fácil a partir de Pucón. Olhei aqui no Decolar e existem voos TEMUCO-CALAMA e TEMUCO-ANTOFAGASTA, cidades grandes próximas a San Pedro. Todos com escala ou conexão em Santiago. Preços por volta de 300 a 600 dólares.

          • Josué Leandro

            boa noite amigo, agradeço novamente sua gde atençao, me ajudou muito, estou a disposição, grato

  5. estou indo ao Chile em janeiro,e estou tentando comprar as passagens de ônibus entre santiago e pucon, e não consigo! você que já foi, acha que existe perigo de não conseguirmos passagem ao chegarmos lá,e o preço seria mais alto que comprar agora?

    • Laís, a sempre chance sempre existe, claro, principalmente se for em cima da hora e numa data concorrida, como ano novo. Mas em janeiro é mais tranquilo. Tenta passar na rodoviária pelo menos um dia antes pra garantir um assento melhor. Os preços são fixos, mudam de acordo com horário e tipo de ônibus, então não vai ter esse problema. Pra tentar comprar daqui sem o RUT, outra leitora indicou o app RECORRIDO.Cl. Olha aqui embaixo no comentário da Aline.

    • Américo, até ano passado, sei que a Pluma e a Chile Bus faziam esse trajeto direto São Paulo-Santiago e custava R$ 350. É possível também ir pela Crucero del Norte (http://www.crucerodelnorte.com.ar/index.php) até Buenos Aires e lá emendar a viagem até Santiago. Lembrando que ir de São Paulo ao Chile de ônibus leva mais de 50 horas. Considerando ida e volta, são mais de 100 horas de viagem e R$ 800 de passagem. Pelo mesmo preço ou até menos, dá pra ir e voltar de avião.

      • Américo Francis Responda

        Obrigado buenasdicas, consegui achar um preço bacana através de um amigo que tem Agência de Viagens e vou voar pela SkyAirlines, paguei 770 a passagem ida e volta! Porém só vou voar a ida! Obrigado pela atenção e dicas, estava procurando pela Latam e Gol os preços estavam meio salgados pra data em questão!

          • Américo Francis

            Vou pra Maintecillo, não vou ficar em Samtiago, sabe o preço da passagem e qual ônibus devo pegar!?

          • Não conheço a cidade, mas vi as fotos da praia e já estou querendo ir. Parece ter boas estradas, certamente vai encontrar ônibus pra lá.

          • Américo Francis

            Legal, anota meu contato e caso um dia apareça me manda mensagens terei prazer em te ajudar se acomodar, não em minha casa pois irei morar numa rep do trampo mas pelos lugares!

          • Que bacana, está indo pra morar!? Ainda estou sem planos de voltar pro Chile em 2016. Contato anotado. Se você também curtir escrever, o Buenas está aberto pra convidados, contando suas primeiras impressões e outras dicas do Chile, agora como local. E boa sorte lá!

          • Américo Francis

            Siiim, estou bem feliz com essa mudança, novos ares, já viajei por alguns lugares mas nada igual ao que estou fazendo agora; Gosto muito de escrever, não em blogs, geralmente escrevo coisas aleatórias mas gosto da ideia, quem sabe não role algo. Agradeço a atenção e muito obrigado!

        • Oi Américo
          Poxa cara se puder me passar o contato da agência, agradeço imensamente, preciso de 2 passagens para maio
          Aguado contato
          Abraço

  6. Poliana Santos Responda

    Olá!
    Gostaria de saber se para comprar passagens rodoviárias no Chile é preciso passaporte ou consigo comprar com a carteira de identidade.
    Obrigada!

  7. Olá, chegaremos em Santiago ás 11h e iremos para Pucon a noite (21h ou 22h), acha que vale a pena ir nesse dia em Viña Del Mar/Valpo ou melhor passar o dia no Centro de Santiago explorando?
    Se for válido ir para Viña, sabe se a rodoviária tem guarda volume? Iremos com 2 malas e queriamos guardar e ficar andando. Obrigada

    • Tem sim um guarda-volume por lá. ;) Eu usei nesse última viagem.

      Então, seu voo chega em Santiago 11h? Se for isso mesmo, até ir pra rodoviária e chegar em Vina del Mar, no mínimo serão duas da tarde. Isso se for ágil e der tudo certo.

      Se o seu onibus for Vina-Pucon, vai ter umas 5 horas pra explorar a cidade. Seria meio corrido, mas da pra dar uma volta na praia e conhecer alguma cerro de Valparaiso

      Se seu onibus for Santiago-Pucon, aí fica inviável, lembrando que o trajeto Santiago-Vina leva cerca de 1h30 na estrada, sem contar os deslocamentos internos e esperas.

      • Obrigada, acabei optando por ficar em Santiago.

        Galera, comprei as passagens com passaporte pelo app “RECORRIDO.Cl” só tem a Pulmann. Tudo é pago pelo Pagseguro. Rola de entrar no site e comprar pelo site também. Primeira mão essa minha informação pois não há nenhum blog falando que consiga comprar daqui as passagens.

        Bjs

  8. OLa , estou com dificuldade de comprar passagem antecipada de Santiago a Pucon em janeiro , pois não tenho o RUT , ou seja vcs que ja foram podem me dizer se a concorrencia de lugares é muito grande , pois pretendo sair de Santiago numa sexta feira em direção a Pucon . Eu chego dois dias antes em santiago é claro que ja vou comprar , mas tenho receio de não conseguir . ou é tranquilo Aguardo ajuda

    • Estrela, também pela falta do RUT precisei comprar direto na rodoviária em Santiago, mais especificamente no Terminal Alameda, que é dividido pela Pullman e pela Tur-Bus. Comprei pela Tur-Bus o trecho de Viña del Mar (onde fui passar o dia) a Pucón, com saída de Viña às 20h. Era uma quinta-feira, dia seguinte ao Natal. Ou seja, um dia bastante movimentado.

      Quando comprei, pela manhã, ainda tinham vários assentos disponíveis. Mas como queria dois juntos, precisei viajar nos terríveis bancos da parte baixa do ônibus.

      Acho que comprando com um dia de antecedência você consegue fácil um bom lugar e no horário que precisa.

      • Agradeço seu retorno , como antes vou ficar em São Pedro do Atacama vou pesquisar se lá tem agencia Tur Bus que vende passagem de Santiago a Pucon , se vc souber agradeço .

        • Fui pra San Pedro de Atacama já tem 4 anos, mas lembro que comprei vários trechos de passagens num terminal da Pullman. Até vi a fachada agora pelo google street view, mas não vi mais referências na internet. Boa sorte!

  9. Douglas Silvério Maria Responda

    Viajei para Pucón saindo de Valparaiso pela Tur Bus em cama premium (opção mais cara). A viagem foi ótima, o funcionário até nos colocou o cobertor. Esses assentos ficam na parte de cima e o ônibus era bem novo. Na volta de Pucón para Santiago optamos pela Pullman em cama. Foi terrivel, o ônibus cheirava a bom ar, o banheiro estava gorfado, não deu para dormir, fora que balançava demais e ficava na parte debaixo. Nos arrependemos amargamente de não ter voltado de Tur Bus. A vendedora em Pucon nos vendeu gato por lebre pois a intenção era voltar numa cama premium também, que pelo site da Pullman deveria ser igual ao da Tur Bus. Resumindo, a experiência conosco com a Pullman foi péssima. Mas acredito que o problema é viajar em cama e no andar debaixo, pois tanto comigo quanto com você foi ruim, independente da empresa.

    • PUTZ, haha, só rindo mesmo dessa infeliz coincidência contrária. O problema realmente pode ser esse lance dos bancos da parte inferior do ônibus. Pelo menos o meu não tinha vômito, só sujeira em excesso na saída de ar. Já fiz o trajeto de Santiago pra Viña algumas vezes, sempre de tur-bus e não tive problema, realmente só na parte baixa do bus leito. Obrigado por compartilhar, vou alertar pro seu comentário no post. Abraço.

  10. adorei seu post. Vou passar por isso em janeiro 2016 com esse mesmo roteiro. na realidade já aluguei um carro mas estou indeciso se faço esses dois trajetos de carro ou ônibus. Esse passeio vale a pena o sacrifício?
    obrigado

    • Valeu, Luiz. Então, nem achei assim um sacrifício, tirando a alergia no ônibus da ida. Realmente foi muito tempo de ônibus pra pouco tempo em Pucón (só 3 noites), mas a cidade é muito bonita, a comida é a melhor do Chile e a pousada que fiquei era daquelas pra hibernar, perfeita mesmo pra dormir. Minha ideia inicial também era ir de carro, pra ir curtindo a paisagem. Mas calculei por cima e vi que ia custar tipo 4 vezes mais caro que ir de ônibus. Com a vantagem de que no ônibus da pra ide de madrugada, ganhando tempo e economizando hotel. Chegando em Pucón, o dono do hostel disse que foi uma boa escolha, porque o visual da estrada é normalzinho, não valeria a pena. Por fim, aluguei um carro baratinho lá em Pucón mesmo, só pra ir no vulcão e nas cachoeiras.

Escreva seu comentário