No árido noroeste da Argentina, as províncias de Salta e Jujuy têm exóticas atrações e algumas das mais belas paisagens da América do Sul.

Mas, talvez por falta de divulgação, recebem menos turistas que lugares como Patagônia e Puerto Iguazú, além de  também perderem visitantes para o Atacama chileno e a região do Salar de Uyuni, na Bolívia.

• Veja também: onde ficar em Salta

Com cenários compatíveis aos dos vizinhos e peculiaridades fascinantes, Salta e Jujuy (ou, como dizem os argentinos, “rrurrui”), fazem valer cada dia de um roteiro dedicado à região.

Pra começar, as duas províncias estão aos pés da Cordilheira dos Andes, em um belíssimo altiplano que varia entre 3 mil e 4 mil metros de altitude.

Além da natureza exótica, com planícies desérticas, salares e animais adaptados à difícil vida com escassez de água, Salta e Jujuy também conquistam por suas históricas cidades e aldeias, que conservam heranças incas, indígenas e da colonização espanhola.

Se você acha que levaria muito tempo percorrendo as principais belezas da região, não se preocupe. Um roteiro de apenas 3 ou 5 noites é o suficiente para explorar Salta e Jujuy e voltar com recordações inesquecíveis e fotos inacreditáveis.

Os 10 motivos para viajar a Salta e Jujuy

 

1. SALTA

FOTO_SALTA_ARGENTINA

A cidade de Salta, capital da província de mesmo nome, é um raro caso na Argentina de cidade colonial preservada. Fundada no século XVI, Salta mantém intocável seu traçado urbano e conserva parte razoável da arquitetura deixada pelos espanhóis. Entre outras atrações, possui um Museu Antropológico dedicado ao chamanismo e o Museo de Arqueología de Alta Montaña, com múmias e objetos incas.

Uma atração à parte em Salta é a culinária, uma das mais apreciadas da Argentina. Além da famosa empanada salteña, pratos com truta e carne de lhama e cabra também se destacam.

Reserve aqui seu hotel ou hostel em Salta.

 

2. “TREN A LAS NUBES”

tren a las nubes salta argentina
Belas paisagens pelo caminho do trem | Foto de Sarmale / Olga (CC)

Uma ousada obra da engenharia. Percorrer os 216 km do trajeto desse trem, entre Salta e a fronteira com o Chile, é se aventurar por túneis, penhascos, pontes e intermináveis caracóis. Nessa famosa atração do turismo nacional argentino, o trem parte de uma altura de 1200 metros de altitude e alcança 4500 metros. Para você realmente ficar sem fôlego.

Seu ponto de partida é  a cidade de Salta, às segundas e sábados, de abril a novembro.

 

3. OS TEMPOS COLONIAIS

cabildo salta
Arcos do Cabildo, lugar mais fotografado de Salta | Foto de Rodrigo Soldon (CC)

Como uma típica região isolada que conserva sua arquitetura desde os tempos mais remotos, era de se esperar que Salta e Jujuy também guardassem tradições culturais.

As principais dessas tradições remontam à Sevilha moura.

Ninguém diria que a cultura árabe assimilada pelos espanhóis iria parar num deserto no noroeste da Argentina. Vale conferir.

 

4. RAÍZES INDÍGENAS

Sim, tem quem use a folha de coca em Salta
Sim, tem quem use a folha de coca em Salta | Foto de Mariano Mantel

Os argentinos de Buenos Aires, que tanto se gabam de sua ascendência ítalo-espanhola, devem mesmo achar que índio é coisa de Chile, Bolívia e Paraguai. Mas o noroeste da Argentina compartilha com os vizinhos algumas etnias, como os Aymaras e os Quechas.

Povos que habitam o país provavelmente antes mesmo dos Incas terem chegado por lá. E eles também preservam tradições culturais e religiosas, demonstradas principalmente em suas festas típicas. Mais uma relíquia que merece ser explorada no passeio.

 

5. VALLES CALCHAQUÍES

Vinho de Mendoza

Mendoza pode ser a capital argentina dos vinhos, mas a região de Salta vem ampliando cada vez mais a qualidade de suas produções. No centro dessa evolução, está a cidade/povoado de Cafayate, um excelente destino para os apaixonados por vinho, que dispõe de hotéis e spas que oferecem o “banho de vinho”.

Melhor que degustar os melhores vinhos, é fazer isso em meio a uma fantástica paisagem, repleta de montanhas nevadas e cactos gigantes, como os encontrados no Parque Nacional de los Cardones, que pode ser facilmente visitado a partir da pequena cidade de Cachi.

Aliás, pra quem gosta de igreja, vale a pena dar uma parada na praça da cidade para apreciar a igrejinha de arquitetura colonial, reconhecida como patrimônio histórico nacional da Argentina.

 

6. SALINAS GRANDES

SALAR_ARGENTINA_JUJUY

Reserve aqui seu hotel ou hostel em Salta.

Apesar do nome, os salares da Argentina não chegam a ser tão grandes quanto o Salar de Uyuni, na Bolívia. Tampouco são tão visitados quanto o Salar de Atacama no Chile, que surfa na onda interminável de turistas em San Pedro de Atacama.

Mas, ainda assim, é um verdadeiro espetáculo.

Estar em um salar é uma das experiências mais fascinantes que uma pessoa pode ter. Além de dar vazão à imaginação, naquelas clássicas fotos com ilusões de perspectiva, causadas pelo belíssimo cenário branco e plano.

Quando estiver por lá, pode passar a mão no chão e provar: é sal mesmo!

 

7. PURMAMARCA E O CERRO DE LOS SIETE COLORES

CERRO_7_COLORES_ARGENTINA

Quem estiver vindo de San Pedro de Atacama ou já conhece a cidade de outras viagens, logo vai reconhecer a semelhança. Mas Purmamarca seria apenas mais um povoado com típicas casas de adobe se não fosse aos pés do mágico Cerro de los Siete Colores, montanha que, como o nome já diz, possui sete cores.

Essa exótica e multicolorida formação geológica é um dos principais cartões postais da região, espalhado por toda a Argentina.

Ao norte de Purmamarca está a cidade de Tílacara, também na província de Jujuy.  A quase 2500 metros acima do nível do mar, Tílcara, que é considerada a capital arqueológica da Argentina, possui inúmeros museus e as famosas ruínas de Pucara de Tílcara, uma fortaleza do período pré-colombiano

Casas coloniais em Purmamarca, com o cierro de los siete colores ao fundo | Foto de AHLN
Casas coloniais em Purmamarca, com o cierro de los siete colores ao fundo | Foto de AHLN

Outra atração interessante em Tílcara é o Museu do Carnaval, uma das muitas festas que marcam o calendário folclórico  (e turístico) da cidade.

Reserve aqui sua hospedagem em Purmamarca.

 

8. QUEBRADA DE HUMAHUACA

QUEBRADA DE HUMAHUACA SALTA JUJUY ARGENTINA

Em pleno clima desértico, não faltam paisagens coloridas em Jujuy.  A Quebrada de Humahuaca é um cânion seco, cujas laterais apresentam uma bela formação geológica multicolorida.

O local é considerado Patrimônio Cultural e Natural da Humanidade. Prepare o cartão de memória da sua câmera, pois esse é mais um excelente lugar para fotografar.

Reserve aqui seu hotel ou hostel em Jujuy.

 

9. PARQUE NACIONAL EL REY

dicas salta parque el rey

A 170 quilômetros da cidade de Salta, o Parque Nacional El Rey é praticamente um oásis na desértico noroeste argentino. Um verdadeiro paraíso selvagem, com muitas espécies de aves, como o Tucano Real, e mamíferos como antas, macacos e raposas. Bom para quem gosta de fazer trilhas, trocar o deserto por um clima mais, digamos, tropical. Sem dúvidas também merece um espaço no seu roteiro de viagem.

 

10. TUDO O QUE O TURISMO EM LARGA ESCALA PODE PROPORCIONAR

Piscina do Kkkala Boutique Hotel, um dos melhores hotéis de Salta
Piscina do Kkala Boutique Hotel, um dos melhores hotéis de Salta

Desbravar a natureza e atravessar paisagens quase intocadas é uma maravilha. Mas, entre uma aventura selvagem e outra, é bom também realizar aventuras clássicas do turismo moderno, como rafting, trekking, trilha de bicicleta, passeios a cavalo e por aí vai.

São passeios que você pode fazer em quase qualquer outra cidadezinha de montanha, mas que em Salta e Jujuy tem uma exótica e deslumbrante paisagem como pano de fundo.

 

• Mais Buenas Dicas na Argentina:

As 12 melhores praias da Argentina

5 hotéis 5 estrelas em Buenos Aires

Onde ficar em El Calafate

Onde ficar em Buenos Aires

Os 7 melhores hostels de Buenos Aires

 

Fontes: turistaloserastu.esnorteargentino.gov.ar

 Como economizar na viagem:  

  • Booking: descontos exclusivos em hotéis e reservas com cancelamento grátis
  • Seguros Promo: compare preços de seguro viagem (cupom de desconto: BUENASDICAS5)
  • RentCars: compare preços de aluguel de carro

Escreva seu comentário