Em novembro, tudo muda no turismo. Grande parte da América do Sul fica quente e chuvosa, derretendo o que restava de neve. É hora de trocar de vez os acessórios de esqui pelas roupas de praia. O que significa malas mais leves, bebidas tropicais e clima caliente à beira mar. Mas também tem alguns destinos frios e grandes metrópoles na lista. E tem dois destinos brasileiros, que entram para nossa série Viagem Brasil.

Por que viajar em novembro? É a última chance do ano de viajar em baixa temporada, com preços abaixo do normal na maioria dos destinos, enquanto não vem reveillon e férias, que elevam os preços ao máximo. Então vem com a gente e veja para onde viajar em novembro na América do Sul, incluindo destinos por Brasil, Chile, Argentina, Uruguai e Colômbia.

🇧🇷 Feriados Nacionais em novembro:  dia 2/11, que é Finados, e dia 15/11, que é Proclamação da República.

 

1. Alter do Chão, Brasil

Novembro é o único mês em que se pode chegar andando à Ilha do Amor, cartão-postal e praia mais bonita de Alter do Chão, vila paraense às margens do Rio Tapajós. Considerada “O Caribe da Amazônia”, Alter do Chão tem outras atrações que valem a visita, como a Praia do Cajueiro e a Praia de Ponta das Pedras.

 

2. Santiago, Chile

Chove pouco e o sol é forte em novembro na capital chilena, mas ainda não faz tanto calor quanto em dezembro. Então, se quer aproveitar Santiago antes do calor infernal e da alta temporada de dezembro, é melhor se apressar. E nem é preciso passar muito tempo por lá. Como em novembro o sol se põe só depois das 20h, o dia é longo o suficiente para aproveitar tudo o que tem pra fazer em Santiago. Se sobrar um dia, vá curtir a praia ali pertinho, em Viña del Mar.

→ Veja mais dicas de Santiago

 

3. Bariloche, Argentina

Em novembro a neve já foi embora de vez de Bariloche. Mas isso não significa que não tem o que fazer na cidade. Isso porque novembro é o início da temporada de esportes de verão na cidade, como rafting, trilhas, caiaque e cavalgadas. Outra vantagem é que nessa época chove muito pouco na Patagônia Argentina. Mas atenção: novembro ainda é frio em Bariloche, com temperaturas oscilando entre 3 ºC e 17 ºC. O que combina com os chocolates, os vinhos e a excelente argentina.

 

4. Punta del Este, Montevidéu e Colonia del Sacramento

Novembro é um dos meus meses favoritos no Uruguai. Isso porque o sol já voltou a reinar nas praias, chove pouco e os preços são mais baixos do que na alta temporada, que começa em dezembro. E ainda faz um friozinho, especialmente à noite, o que combina com as gostosas comidas típicas do Uruguai.

Aproveite que a época é boa e o país é pequeno para conhecer os 3 destinos turísticos mais importantes do Uruguai: a luxuosa Punta del Este (em novembro a cidade começa a ganhar vida novamente, mas o mar ainda é gelado), a pacata capital Montevidéu e a romântica Colonia del Sacramento, que considero um dos melhores destinos para Lua de Mel na América do Sul.

→ Conheça as 10 melhores praias do Uruguai

 

5. Jericoacoara, Brasil

Enquanto o centro-oeste literalmente pega fogo e já começa a chover no sul do Brasil, o nordeste vive dias incríveis. Entre as diversas lindas praias da região, recomendo Jericoacoara. O paraíso cearense tem lindas lagoas, mar de águas calmas, ótimos restaurantes e um céu azul cheio de kites voadores.

Vá correndo! Em dezembro, principalmente às vésperas do Réveillon em Jericoacoara, as pousadas ficam caríssimas. Então novembro é a última chance do ano de aproveitar a vila sem gastar demais com hospedagem. Aproveite e veja nosso guia de onde se hospedar em Jericoacoara e também as 8 dicas de Jericoacoara.

 

6. Atacama, Chile

Nem tão quente, nem tão frio, nem tão caro. Novembro é o mês do meio termo em San Pedro de Atacama, principal base para explorar o deserto. Isso significa que a cidade vai estar mais vazia do que o normal, o que é bom para aproveitar as pousadas e os hotéis incríveis do Atacama a preços mais em conta.

Com a temperatura amena, os passeios também ficam mais agradáveis de serem feitos. O único porém são as tempestades de areia, então evite ir de moto nessa época. Senão, olha aqui nesse vídeo como vai ser sua viagem.

 

7. Buenos Aires, Argentina

A capital argentina também segue a lógica de boa parte da América do Sul em novembro: volta o calor, voltam as chuvas e é média temporada, o que significa cidade mais tranquilo e hotéis mais baratos do que em dezembro e janeiro. Então, aproveite todas as nossas dicas de Buenos Aires para curtir o melhor da cidade, como as pizzarias, as empanadas, as hamburguerias e os cafés, de preferência hospedado nos melhores bairros de Buenos Aires.

 

8. Nuquí, Colômbia

Encontro inusitado no mar de Nuquí, Colômbia, em 2011| Foto: Dan Merkel/Barcroft Media/Getty Images)

As praias abaixa da fronteiro com o Panamá, ou seja, fora do Caribe Colombiano, não são as mais bonitas do país, mas reservam experiências inesquecíveis para os viajantes. Esse é o caso de Nuquí, listada entre as melhores praias da Colômbia e um paraíso da vida marinha. E novembro é o último mês da temporada das baleias jubarte na região, que começa em junho. Aproveite e combine a viagem com alguns dias em Bogotá e Cartagena.

Dicas de hotel em Bogotá

 

9. Ilhabela, Brasil

 

Piscina da Casa Apoema, uma das melhores pousadas de Ilhabela

 

Junto a outubro, novembro é a melhor época para curtir Ilhabela. É quando a cidade (e consequentemente a balsa para chegar lá) está mais tranquila, com poucas chuvas e mais dias de sol, sem o calor exagerado do verão. Novembro é a última chance do ano para ter Ilhabela mais pra você, já que em dezembro São Paulo inteira resolve aproveitar as lindas praias, o centrinho charmoso e toda a natureza que fazem de Ilhabela uma das 10 melhores praias do litoral de São Paulo.

Vista incrível da piscina da Pousada Mariola

Ilhabela tem algumas das melhores pousadas praianas do Estado de São Paulo, e em novembro as diárias custam um pouco menos do que em dezembro e janeiro.

 

10. Pucón, Chile

Novembro e dezembro são os melhores meses do ano em Pucón, quando a neve vai embora e começa a chover menos. Essa é a melhor época para fazer a subida ao topo do vulcão Villarrica e também para aproveitar os lagos e cachoeiras da província de Araucanía, ao redor de Pucón. A vantagem de novembro sobre dezembro, são os preços mais baixos dos hotéis, que aumentam muito nas semanas próximas ao réveillon. Fiz uma lista completa sobre o que fazer em Pucón, além de um guia com dicas de pousadas e onde ficar.

 

11. Salar de Uyuni, Bolívia

Flamingos de toda a América do Sul voam ao Salar de Uyuni em novembro, para procriar. É a melhor época para admirar e fotografar a espécie, que deixa as lagunas coloridas ainda mais bonitas. É também o último mês recomendável para fazer a expedição completa, antes que a chuva alague algumas partes dessa que é uma das regiões mais incríveis da Bolívia e do mundo. E se chover na véspera da sua viagem, terá a chance de ver o incrível efeito do salar espelhado. E a excursão clássica também passa por gêiseres, picos nevados, cactos gigantes e termina perto da fronteira com o Chile, de onde você pode ir direto ao Atacama.

– Vai lá, faz pose de tiranossauro pra mim. – Ah não, vou dar uma de Joãozinho sem braço.

No Salar de Uyuni, é normal fazer pose brega para as fotos em perspectiva. Finja que é forte, que está sendo pisado, que sua chave é maior que você… Só não publique no seu face, beleza? Porque é muito cafona. (Falou o estilosão)

Turismo na Bolívia: cidades e paisagens incríveis

 

Fotos: Dinossauro em Uyuni e Flamingos em Uyuni (Esmee), Alter do Chão (We Travel the World)

 Como economizar na viagem:  

  • Booking: descontos exclusivos em hotéis e reservas com cancelamento grátis
  • Seguros Promo: compare preços de seguro viagem (cupom de desconto: BUENASDICAS5)
  • RentCars: compare preços de aluguel de carro

Escreva seu comentário