Planejamento de viagem

Airbnb é seguro? Vale a pena? Veja todas as dicas

Tudo sobre o Airbnb. Dicas para reservar, se é confiável, taxas como IOF, como ganhar dinheiro ou crédito e outras informações importantes.
Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr

Utilizo o Airbnb desde 2013. O site, especializado em aluguel de quartos pelo mundo, cresceu e hoje também oferece apartamentos inteiros, diárias em pousadas e experiências turísticas. Mas muita gente tem o pé atrás. Afinal, Airbnb é seguro? Quais os perigos? É mais barato que hotel? Quais as vantagens e desvantagens? Cobra em Dólar ou Real? Veja todas as dicas para usar o Airbnb.

O que é o Airbnb?

Criado em 2008 nos Estados Unidos, o Airbnb surgiu como um site de reservas de quartos em casas de pessoas pelo mundo. Por exemplo, você tem um quarto sobrando e gostaria de ganhar um dinheiro com isso? Faça um anúncio no Airbnb e receba hóspedes. Essa era a ideia básica.

Nesses 11 anos, a plataforma cresceu bastante, surgiu o aplicativo e o Airbnb se tornou um dos maiores sites de reservas do mundo, concorrendo com gigantes como o Booking. Hoje é possível alugar apartamentos e casas inteiras, além de quartos em pousadas e hotéis. Com ele, se tornou mais barato viajar para diversos destinos. Apesar de ser mais antigo do que o aplicativo de transportes, pode se dizer que o Airbnb é o “Uber da hospedagem”.

E recentemente foi lançado o Airbnb Experiências, voltado a atividades turísticas. Por exemplo, já fiz uma aula de tango em Buenos Aires, um curso rápido de pastel de nata no Porto e um tour fotográfico em Nápoles. São atividades que custam menos do que em agências de turismo, com a vantagem de ser uma experiência mais genuína, favorecendo o contato mais próximo com a cultural local.

Essa foto em tirei no tour fotográfico em Nápoles, que comprei pelo Airbnb

Airbnb é confiável?

Sim! Pode confiar no Airbnb. Já utilizei diversas vezes, em diferentes países, sem problemas. Pagamento sempre online, pelo site da empresa, no cartão de crédito. O valor é repassado ao anunciante, geralmente o proprietário do imóvel, e o site recebe uma comissão. Já utilizei Airbnb em Barcelona, Buenos Aires, São Paulo, Florianópolis, Bertioga, Amsterdam, Montreal, Toronto, NY, Lisboa e Porto, sempre tranquilamente, atento à comunicação e com anfitriões educados e eficientes. Inclusive é normal fazer amizade com os anfitriões.

Quarto de hotel em Buenos Aires, que reservei pelo Airbnb: dicas de hospedagem em Buenos Aires

Três dicas para evitar problemas com o Airbnb

Leia atentamente as regras de cada “anfitrião”, como são chamado os responsáveis pela hospedagem. Diferente de um hotel, onde a logística de reserva e chegada é parecida, no Airbnb cada lugar tem muitas particularidades. É preciso ver com atenção os detalhes. Por exemplo:

1. Atenção ao tipo de hospedagem

No Airbnb, você pode escolher diferentes tipos de acomodação, desde um sofá-cama na sala de alguém, até um quarto num barco ou uma fazenda inteira. Os principais meios de hospedagem são os seguintes:

  • Quarto inteiro – Você ficará no mesmo imóvel que o anunciante, às vezes dividindo banheiro
  • Quarto compartilhado – Além de ficar na casa com um morador, você poderá ter um colega de quarto
  • Apartamento inteiro –  Espaço todo pra você. As comodidades são descritas, como se tem TV, fogão, geladeira, números de camas e outros detalhes. Em alguns casos, o anfitrião é uma empresa de locação por temporada.
  • Suíte em pousada – É cada vez mais comum encontrar pousadas no Airbnb. A vantagem é que a maioria tem café da manhã e recepção 24 horas.

2. Observe as avaliações do local e quem é o anfitrião

Assim como sites de hotéis, no Airbnb você pode ver avaliações de hóspedes anteriores. Dessa forma você pode ver opiniões e confirmar informações, como se a localização é realmente boa, se o prédio é limpo, se o anfitrião é gente boa, entre outras. Uma dica de ouro:

  • Superhost – Os melhores anfitriões da plataforma, aqueles que recebem as notas mais altas, são indicados com este selo de qualidade. Tem como buscar apenas imóveis de Superhosts. Geralmente custam um pouco mais caro, afinal a experiência geralmente é melhor.

3. Veja como será o checkin ou entrega das chaves

Airbnb não é hotel. Muitos locais não têm ninguém para te receber. Alguns prédios não têm nem porteiro. Então como entrar na casa? Esses detalhes são muito importantes para ter uma experiência positiva. Já fui recebido de diferentes formas. Por exemplo:

  • Pelo próprio anfitrião morador – Melhor forma de chegar, pois o dono já te explicará tudo e pode chegar a qualquer hora.
  • Pelo anfitrião com horário marcado – É preciso marcar um horário exato de chegada, assim o anfitrião vai pessoalmente receber você.
  • Chave com porteiro – Mais comum em caso de flats em prédios modernos.
  • Chave em cofre com senha – Acontece mais em países ricos e seguros, como o Canadá. O anfitrião utiliza um pequeno cofre com senha, que fica preso à fechadura ou em local próximo. Ele te passa uma senha. Aí você chega e retira e chave.

Já me aconteceu de o anfitrião passar a senha do cofre ou o endereço exato em cima da hora. Por isso é importante ter um chip internacional no celular. A troca de mensagens pelo aplicativo é eficiente, com avisos também por SMS, pra gente não perder nada.

Documentos dos hóspedes

Enquanto alguns condomínios proibiriam Airbnb, outros impõem  regras de segurança, como a necessidade de envio de nomes e cópias de documentos dos hóspedes. Esse pedido, se necessário, geralmente é feito pelo anfitrião após a reserva ser feita. Então fique atento às mensagens e e-mails que recebe. É preciso enviar com antecedência, para que seja entregue ao condomínio.

Formas de pagamento e impostos – Airbnb cobra IOF?

Cartão de Crédito (sempre) e Paypal (somente em alguns casos). Essas são as únicas formas de pagar pela hospedagem ou experiência no Airbnb.  A cobrança é feita sempre no momento da reserva pelo site. Não é necessário pagar nada pessoalmente ao anfitrião.

Utilizo sempre o Airbnb brasileiro (.com.br) configurado para mostrar preços em Reais. Dessa forma, o pagamento também é em Real. A transação é nacional, sem cobrança da taxa de 6,38% de IOF.

Políticas de cancelamento e reembolso

Toda reserva pode ser cancelada. O que muda é o quanto você recebe de volta. Existem três tipos principais de regras de cancelamento possíveis.

  • Flexível – Se cancelar até 24 horas antes do horário de check-in, receberá de volta tudo o que pagou, incluindo taxas de limpeza e serviço.
  • Moderada – Se cancelar até 5 dias antes do check-in, receberá reembolso parcial, com desconto apenas da taxa de serviço.
  • Rigorosa – Se cancelar até 7 dias antes do check-in, receberá reembolso de 50%, exceto a taxa de serviço.

Em todos os casos acima, até o momento, o hóspede tem 48 horas após o pagamento para fazer o cancelamento. Há outras três políticas de cancelamento, menos comuns, que são “super rigorosas” ou de longa duração. Confira atualizações e detalhes nesta página do Airbnb.

Animais de estimação

Se pretende viajar com seu cachorro ou gato, observe se animais são aceitos pelo anfitrião. Inclusive é possível fazer a busca somente entre quem aceita animais. Vá em “Mais Filtros” e marque a opção no tópico Regras da Casa. Como é mostrado nessa tela do site atual:

De qualquer forma, mesmo que a casa permita, pergunte ao anfitrião como funciona. Por exemplo, onde o animal poderá circular e se ele próprio tem bicho. Imagine chegar com um gato numa casa com cachorros. Diálogo sempre.

Airbnb é mais barato do que hotel?

Depende. Há apartamentos de luxo e pousadas butique na plataforma que custam mais do que um hotel 5 estrelas. Buscando locais de mesmo padrão, também depende. Não é uma regra, mas geralmente acontece assim:

Airbnb costuma ser mais barato em estadas longas. Como expliquei no post Booking ou Aribnb, ele cobra taxas extras, como serviço e limpeza, que geralmente são fixas. Então, se você ficar apenas 2 noites num apartamento, o valor dessas taxas pode o mesmo de uma estada de 10 dias. Dessa forma, viagens rápidas têm custo-benefício pior no Airbnb.

Em cidades grandes e caras, como Nova Iorque e Londres, por exemplo, o Airbnb também leva alguma vantagem, pois hotéis costumam ser muito caros e, devido ao alto custo de vida, moradores querem receber um extra alugando parte de seus apartamentos, o que gera um bom número de locais para reserva.

Cuidados para ter no Airbnb – Perigos, casos de acidentes e abusos

Além das dicas para escolher melhores seu apartamento e anfitrião, é sempre bom dar uma geral no imóvel quando chegar. Afinal já aconteceram casos de câmeras instaladas para espionarem os hóspedes, sequestros e vazamentos de gás. Algumas dessas notícias:

Outros casos, como infestação de insetos, fraude, anfitriões violentos, entre outros, foram listados pelo blogueiro Asher Fergusson, que reuniu 1021 histórias de terror acontecidas em hospedagens pela plataforma.

Além desses casos assustadores, cabe lembrar que o Airbnb já foi proibido em diversas cidades do mundo. Ele enfrenta problemas legais em New York, Berlim, Barcelona, Paris, San Francisco e em casos particulares, como de condomínios que tentam proibir proprietários de alugar por curtas temporadas.

Como cadastrar seu imóvel e ganhar dinheiro com o Airbnb

O Airbnb aceita dezenas de tipos de imóveis. Afinal os viajantes buscam experiências diferentes, ou simplesmente o menor preço. Se você tiver uma cabana, casa de campo, espaço para camping, um apartamento inteiro ou simplesmente um quarto sobrando, pode se cadastrar. Um pequeno passo-a-passo para você ver como é fácil:

  1. Clique em “Adicionar Anúncio” – link localizado na barra superior no site
  2. Selecione “Criar um novo anúncio” e clique no botão “próximo”
  3. Selecione o tipo de espaço que você tem para alugar
  4. Prossiga adicionando todos os detalhes, como número de quartos, camas, banheiros etc
  5. Terminado o processo, o Airbnb avaliará seu anúncio para poder publicá-lo no site

Como ganhar créditos de reserva pelo Airbnb

Outra forma de ganhar com o Airbnb é divulgar seu link para cadastro de novos usuários. Por exemplo, como usuário, eu gerei este link aqui. Se alguém clicar nele e se cadastrar no site, ganhará um desconto de cerca de R$ 170 (esse valor varia com o Dólar) na próxima reserva. E eu receberei um crédito de R$ 60 também para usar no site. Resumido:

  • R$ 170 de desconto na próxima reserva para novos usuários
  • R$ 60 de crédito no Airbnb para quem ofereceu o desconto

Tudo sobre esses créditos está explicado no post Cupom de desconto no Airbnb. Aliás, se você ainda não faz parte, cadastre-se e ganhe este desconto na próxima reserva.

Alguma dúvida sobre o Airbnb?

Respondi às dúvidas mais comuns, com muitas dicas do Airbnb, como taxas, se é confiável, se é mais barato que hotel, quando vale a pena e como ganhar dinheiro com ele, além de dicas para cadastrar um imóvel, entre outras. Se tiver alguma dúvida diferente, pergunte aqui abaixo pelos comentários. Eu respondo sempre o mais rápido possível.

Mais dicas sobre sites de reservas:

Viajar com tudo reservado é bem melhor
  • Booking: descontos exclusivos em hotéis e reservas com cancelamento grátis
  • Real Seguros: compare preços de seguro viagem
  • RentCars: aluguel de carro pelo menor preço em dezenas de países
  • Chip Internacional: internet no celular em qualquer lugar do mundo

Descontos para economizar na viagem (e antes dela)

Criador e principal editor do Buenas Dicas, o blog do viajante inteligente (que é você 😄). Siga nossas redes sociais e para dúvidas, propostas e parcerias, veja nosso contato.

Comentários