Dicas de Gramado para você viajar melhor. Afinal, sua viagem para Gramado, no Rio Grande do Sul, exige um mínimo de planejamento. Pronto para decolar nessa viagem?

Confira esse guia completo com as melhores dicas de viagem para Gramado, com tudo o que você precisa saber para planejar todas os detalhes, desde o transporte até lugares imperdíveis. E como colocar só o que vale a pena no seu roteiro.

Tudo por conta própria, sem precisar comprar pacote e gastar mais ainda na sua viagem para Granado. Olha só como organizar suas férias é mais fácil do que você pensa. Com dicas de lugares baratos (e outros nem tanto).

Dicas de Gramado – Como planejar sua viagem

Gramado é a mais conhecida cidade da Serra Gaúcha e um dos principais destinos turísticos do Rio Grande do Sul e de todo o Brasil. Mais conhecida pelo inverno frio e pelas atrações ligadas à colonização alemã, Gramado também tem muitos parques temáticos e fica numa região rica em belezas naturais.

Nas nossas dicas de Gramado, você vai ver como é viajar para lá, com informações básicas e também meus relatos e opiniões. E no final, entenda se vale a pena visitar Gramado de acordo com seu perfil. Índice:

  1. Época ideal para viajar
  2. Voos mais baratos
  3. Quantos dias ficar
  4. Como chegar em Gramado
  5. Como escolher seu hotel
  6. Lugares para visitar
  7. Dicas de passeios
  8. Onde comer em Gramado
  9. Roteiros prontos
  10. Vale a pena?

Prefere ver dicas de Gramado em vídeo? Então olha que legal estas dicas, inclusive pra ter um ponto de vista diferente do meu:

Onde fica Gramado – E informações gerais

A cidade de Gramado fica no estado brasileiro do Rio Grande do Sul. Está localizada na região da Serra Gaúcha, próxima de outras importantes cidades turísticas do RS, como Canela, Caxias do Sul, Bento Gonçalves e Nova Petrópolis. Está a 103 km de distância da capital, Porto Alegre, e a 449 de distância de Florianópolis, capital de Santa Catarina. Veja no mapa onde fica Gramado.

  • População de Gramado: 36 mil habitantes (estimativa de 2019 do IBGE)
  • Altitude de Gramado: 830 metros acima do nível do mar

1. Época ideal para viajar a Gramado

Gramado pode ser visitada em qualquer época do ano e tem atrativos de janeiro a dezembro. Para planejar quando ir, é preciso saber suas prioridades e o que deseja ver e fazer. Aqui no blog tem um guia completo de quando ir para Gramado, com temperaturas e estações do ano. Abaixo, um resumo sobre cada época em Gramado:

  • Baixa temporada, com hotéis e passeios mais baratos: vá nos meses de fevereiro, março e abril, além do final de setembro e início de outubro, para encontrar Gramado mais tranquila. Desvantagem: não faz frio. E em fevereiro e março pode fazer muito calor.
  • Alta temporada de inverno: para curtir o frio da Serra Gaúcha, vá entre o final de maio e o início de setembro. Mas, frio pra valer mesmo, inclusive com chance de neve em Gramado, é mais provável em julho e agosto. Desvantagem: preços altos e super lotação nas atrações.
  • Natal Luz em Gramado: para ver a cidade toda iluminada, com eventos musicais e teatrais, vá no período do Natal Luz, entre o final de outubro e início de janeiro. Desvantagem: calor e preços altos, especialmente em dezembro.

2. Passagem aérea: para qual aeroporto comprar e quanto custa

Em tempos remotos, fui para Gramado de ônibus, saindo de Goiânia, numa viagem de quase 30 horas. Sofrido, né? Hoje em dia, a não ser que você esteja no Rio Grande do Sul ou em Santa Catarina, compensa muito mais ir de avião.

Apesar de o Aeroporto de Caxias do Sul ser o mais próximo de Gramado e receber voos nacionais, as passagens são quase sempre mais baratas para o Aeroporto de Porto Alegre, além da logística da chegada por lá ser mais fácil.

Se pesquisar nos melhores sites para comprar passagem aérea, vai entender. Por exemplo, saindo de Brasília e São Paulo, já paguei menos de R$ 400 em voos de ida e volta. Mas, se não pesquisar bem, vai acabar gastando mais de R$ 700 saindo das principais capitais.

3. Quantos dias ficar em Gramado

Eu já fiz até bate e volta para Gramado e, sinceramente, acho que não vale a pena. Se vai se abalar até lá, gastando tempo e dinheiro, é melhor que vá cedinho e durma no mínimo uma noite. Assim poderá conhecer os principais atrativos do centro.

Mas recomendo que durma pelo menos duas noites em Gramado. Pois, apesar da cidade ser pequena e não ter tantas atrações de fato essenciais, gasta-se muito tempo com amenidades, como para saborear chocolates, tirar fotos nas casinhas coloniais, ver o vaivém na Rua Coberta…e isso é o mais legal da viagem.

Um dia é pouco e dois dias é aceitável. Mas, ideal mesmo, é ficar 3 noites em Gramado. Assim você terá dois dias inteiros. Então, além de Gramado, poderá conhecer os principais pontos turísticos de Canela, ou fazer passeios que demandam mais tempo, como para o Snowland (foto acima), onde tem pistas de esqui e neve artificial e patinação no gelo

4. Traslado para Gramado

Já expliquei em detalhes no blog como chegar em Gramado a partir do Aeroporto de Porto Alegre. Como aqui as dicas são rápidas e práticas, olha este resumo das melhores formas de transporte até Gramado:

  • Ônibus: a passagem custa a partir de R$ 43 e o embarque é no próprio Aeroporto Salgado Filho. São duas horas de viagem até a Rodoviária de Gramado. Pode comprar no site da Citral ou no guichê do terminal. Eu fiz essa viagem e escrevi um relato: como é ir de ônibus de Porto Alegre para Gramado.
  • Transfer: muitas agências de turismo realizam esse traslado por agendamento. O veículo depende do número de passageiros. Por exemplo, eu contratei esse transfer aqui, que utilizou uma van. Leva e busca diretamente no hotel.
  • Carro: tem muitas locadoras de carros no Aeroporto Salgado Filho. Se for pela melhor estrada, a viagem até Gramado é tranquila e dura cerca de 1h30. Vale a pena se seu roteiro incluir lugares mais distantes do centro e for num grupo maior.

5. Como escolher seu hotel em Gramado

Gramado oferece diferentes estilos e padrões de hospedagem. Para definir sua localização, pense nas suas preferências. Todos os detalhes dos bairros estão no artigo Onde Ficar em Gramado, mas aqui vai um resumo das dicas:

  • Quer fazer muitas coisas a pé? Por exemplo, sair para jantar, passear pelas lojas de doces, visitar as principais atrações e ainda ficar de bobeira na Rua Coberta, sem se preocupar com estacionamento ou engarrafamento. Nesse caso, é melhor se hospedar no Centro de Gramado, como no Hotel Fioreze, da foto acima.
  • Quer mais tranquilidade? Gramado tem charmosos bairros residenciais que mais parecem a Europa, como a Região do Lago Negro, onde fica a confortável (e romântica) Estalagem St. Hubertus.
  • Quer uma localização estratégica para os passeios? Na bonita avenida entre Gramado e Canela, estão pousadas com ótimo custo-benefício, como a Pousada Borô, próxima a lugares muito visitados, como o Museu do Automóvel e o Museu Medieval, além de bons restaurantes.

6. Lugares imperdíveis para visitar em Gramado

Aqui no blog tem uma seleção super completa com 23 lugares para conhecer em Gramado e Canela. Para ir direto ao ponto, listei abaixo os lugares que são realmente indispensáveis.

Na minha opinião, independente de idade ou gênero, você não pode sair de Gramado sem conhecer estas atrações:

  • Rua Coberta – Mais do que um ponto turístico, é um local de encontro, gastronomia e muita música ao vivo nos bares e restaurantes.
  • Praça das Etnias – Uma das raras atrações gratuitas de Gramado, essa praça tem casas em estilo colonial em homenagem aos três principais grupos de imigrantes que povoaram a cidade: alemães, italianos e portugueses. Ótima região para comprar artesanatos e comidas típicas, como a Cuca da Casa do Colono.
  • Mini-Mundo  Para quem gosta de viajar, o Mini-Mundo é uma atração imperdível. Contém réplicas de lugares famosos e verdadeiras cidades em miniatura. Ótimo para adultos, ideal para ir com crianças.
  • Mundo a Vapor – Apesar de geograficamente fazer parte do município de Canela, fica pertinho de Gramado. É o parque temático mais interessante da região, onde se acompanha, em miniaturas, todo o ciclo das indústrias movidas a vapor, com direito a uma simpática ferrovia em miniatura.
Sobre os famosos chocolates de Gramado

Já imaginou pagar R$ 10 num chocolate quente, e te servirem um leite com Toddy? Isso acontece muito em Gramado.

E acontece principalmente nas maiores redes de lojas, naquelas que parecem saídas da Fantástica Fábrica de Chocolates. A impressão que tenho, é que quanto maior a loja, pior é o chocolate.

E olha que provei centenas, em dezenas de lojas. Mesmo produtos caros têm aquela textura de cera. E são vendidos a peso de ouro. Não vou dizer nomes para não ser processado.

Para encontrar chocolates decentes, procure as lojas menores, sempre peça para degustar e leia opiniões em sites como o Tripadvisor.

7. Passeios pelos arredores de Gramado

Além de Canela, uma viagem com tempo razoável para Gramado deve incluir outros passeios. Por exemplo, o passeio para Nova Petrópolis é um dos mais baratos e interessantes, além de ser a cidade com os melhores restaurantes alemães do Rio Grande do Sul.

Degustação em vinícola de Bento Gonçalves. Dá pra fazer um bate e volta (sem dirigir, é claro).

Também tem passeios pela cinematográfica paisagem do Cânion Itaimbezinho, além de atividades como tirolesa, rafting e roteiros gastronômicos, como a rota cervejeira. Indo um pouco mais longe, pode fazer tours por vinícolas e embarcar no famoso trem do vinho.

Para entender mais detalhes sobre outras cidades e passeios pela região, recomendo ver nossas Dicas da Serra Gaúcha, um verdadeiro guia, muito completo.

8. Pratos típicos e onde comer em Gramado

Comer é uma das partes mais “produtivas” da viagem para Gramado. Estas abaixo são algumas das comidas que recomendo que você prove em Gramado, com dicas dos melhores lugares e restaurantes de cada especialidade.

Tábua de frios em Café Colonial em Gramado.
  • Rodízio Colonial – De origem italiana, trata-se de uma sequência de pratos praticamente igual em todos os restaurantes do tipo, incluindo polenta, sopa tradicional, massa à escolha, galeto assado e, de sobremesa, sagu com creme. Em Gramado, gostei muito da galeteria Mamma Mia. Em média, os preços partem dos R$ 70 por pessoa.
  • Churrasco Gaúcho – O melhor rodízio de carnes que provei em Gramado foi no El Cordero, em plena Av. Borges de Medeiros. Fui em 2019 e agora fui conferir e o local mudou o nome para Boteco do Gnomo. Não sei dizer se mantém o cardápio.
  • Comidas alemãs – O mais tradicional restaurante alemão, onde comi e gostei, é o Rasen Platz, na Rua Coberta. Para experimentar a tradicional torta da maçã “apfelstrudel”, vá até o Castelinho Caracol, em Canela, combinando com o passeio ao Parque do Caracol.
  • Fondue – De origem suíça, o fondue é um dos pratos mais vendidos em Gramado. Perfeito para os dias frios. Os mais elogiados do ramo em Gramado são o Restaurante C’est Mieux e o Maison De La Fondue.
  • Pizza – Tem boas pizzarias em Gramado, onde se come bem e não se gasta tanto. E tem pizzarias temáticas animadas, como a Pizzaria Cara de Mau e a Texas Saloon Pizzaria.
  • Café Colonial – Também originado nas colônias italianas, trata-se de um banquete com embutidos frios, queijos, pães, tortas e doces. Como quase tudo em Gramado, são lugares muito turísticos e caros. Os mais conhecidos são o Café Colonial Bela Vista, na Villa Suíça, e o Torre Café Colonial, no Centro de Gramado.

9. Roteiros prontos para sua viagem

Já fiz 5 viagens para Gramado e em cada uma delas fiz roteiros completamente diferentes. O primeiro passo para definir o roteiro depende de quanto tempo você vai ficar em Gramado. Também é importante já ter uma ideia sobre transporte e de preços e quanto gastar em Gramado.

Supondo uma viagem rápida, focada no melhor custo-benefício, de 4 dias e 3 noites, esta seria minha sugestão para o dia a dia do roteiro:

  • Dia 1 – Chegada em POA, traslado para Gramado, jantar leve em restaurante perto do hotel.
  • Dia 2 – Tour no centro de Gramado: Rua Coberta, Palácio dos Festivais, Igrejinha e Mini-Mundo. Jantar em fondue.
  • Dia 3 – Passeio em Canela, incluindo o Mundo a Vapor e a Cascata do Caracol. Jantar em rodízio colonial.
  • Dia 4 – Foco em atrativos de Gramado, como o Lago Negro e a Praça das Etnias. Jantar alemão.
  • Dia 5 – Manhã de compras de chocolate. Retorno para Porto Alegre.

Mas nunca leve um roteiro ao pé da letra. Sempre busque alternativas e faça a viagem no seu tempo, sem se obrigar a bater ponto em atrações e lugares famosos. Para mais dicas, aqui no blog mesmo tem este Roteiro para 3, 4 ou 5 dias em Gramado, com ainda mais informações.

10. Vale a pena visitar Gramado?

Se você chegou até aqui, é porque segue interessado em viajar a Gramado. A cidade obviamente tem seus fatores que pesam contra, para algumas pessoas, como os preços altos e o excesso de “clima de excursão”, com lugares turísticos demais e quase sempre lotados.

Por outro lado, é um dos destinos turísticos mais completos do Brasil, que combina gastronomia variada, parques temáticos, arquitetura charmosa em estilo europeu e belas paisagens naturais.

Tudo isso com muito segurança e uma infraestrutura de primeira, o que facilita muito a logística, sendo um bom destino inclusive para idosos, portadores de necessidades especiais e famílias com bebês, crianças e adolescentes. E que agrada muito quem gosta de organização.

Resumindo: quer um destino barato, para aproveitar tudo e gastar pouco? Fuja de Gramado. Mas, em todas as outras situações, vale muito a pena viajar para Gramado.

Você está no blog especialista em Gramado

Já viajei para Gramado de diferentes formas, com variados orçamentos, tanto focado em baladas e festivais de bebidas, até a viagem mais recente, em casal, junto a amigos com o filho pequeno.

E aqui você encontra dicas completas para diferentes perfis, com experiências pessoais, relatos sinceros e dicas dos melhores lugares para visitar em cada momento ou situação.

Então aproveite para ver mais dicas de Gramado e se aprofundar no seu planejamento de viagem. E se tiver qualquer dúvida, ou se quiser uma consultoria personalizada de viagem para gramado, entre em contato pelo e-mail nivaldo@buenasdicas.com.

Veja mais dicas sobre Gramado e região:

Viajar com tudo reservado é bem melhor
      • Booking: descontos exclusivos em hotéis e reservas com cancelamento grátis
      • Real Seguros: compare preços de seguro viagem
      • Touron: ingressos e tours em Buenos Aires e em todo o Brasil
      • Confidence: compra de moedas e cartão pré-pago internacional

Descontos para economizar na viagem (e antes dela)

→ Utilize o cupom BUENASDICAS5 na Seguro Promo e tenha   5% de desconto  em seguro viagem → Acesse o Airbnb por esse link e ganhe mais de  R$ 150 em crédito  de hospedagem se ainda não for cadastrado. → Chip internacional de dados e voz com  15% de desconto  se usar o cupom CHIPMAISBARATO.
Autor

Criador e editor do Buenas Dicas, o blog de viagem super sincero. Siga nossas redes sociais e para dúvidas, propostas e parcerias, veja nosso contato.

Comentários