Depois de pegar 3 voos pela Viva Colombia, acho que já posso dar meu pitaco sobre  essa companhia aérea colombiana de baixo custo. A empresa, que tem como principal acionista a irlandesa Ryanair, hoje oferece alguns dos voos mais baratos entre os principais destinos da Colômbia, como Bogotá, Cartagena, Medellín e San Andrés. E também voa para Peru, Panamá e Estados Unidos.

Descobri a Viva Colombia por acaso, comparando preços de voos no Skyscanner. Como as passagens estavam muito mais baratas do que pela LATAM, resolvi comprar. Adiantando, minha experiência com a companhia teve algumas turbulências.

(Antes de embarcar, leia 15 dicas de viagem para a Colômbia)

Viva Air ou Viva Colombia?

A companhia surgiu como Viva Colombia. Inclusive o site colombiano da empresa é o vivacolombia.co/co.

Com a expansão para outros países, o nome Viva Air passou a ser utilizado, por exemplo, nos sites internacionais. Como na versão do Peru, que é vivaair.com/pe. Imagino que intenção seja divulgar mais o nome Viva Air, suprimindo aos poucos o nome Viva Colombia, que remete mais a uma empresa doméstica.

Na minha viagem, utilizei aviões com as diferentes marcas pintadas na fuselagem, todos com interior e serviços semelhantes.

 

Comunicação da Viva Colombia

Passados alguns dias após a compra das passagens, recebi um e-mail para completar meu cadastro. Acessei e inseri as informações necessárias. Mas não tive confiança no botão pra confirmar a operação. Isso porque o único botão na página se chama CHANGE BOOKING, ou seja, mudar reserva. E eu não queria mudar a reserva.

Pra resolver isso, pensei em ligar. Mas antes de encontrar algum número de atendimento pra brasileiros, encontrei o canal de chat de Viva Colombia. A tal da SOFI.

SOFI é como eles chamam esse canal de atendimento via bate-papo. Qualquer profissional que trabalhe ali, é chamado de Sofi o dia todo pelos clientes. Bizarro, né? Fora essa questão humanitária, a Sofi funciona. Tem atendentes em inglês e espanhol, que respondem na hora e aparentemente resolvem os problemas dos clientes.

Mas, mesmo a Sofi afirmando que meu cadastro agora estava completo, recebi mais alguns e-mails dizendo que não estava. Acessei todos, preenchi meus dados e cliquei no botão de nome duvidoso, confirmando a operação. Ao longo da viagem, continuei recebendo esses e-mails, dizendo que, se não completasse as informações, não embarcaria.

Embarque na Viva Colombia

Infelizmente a Ryanair levou um dos seus principais atrasos para a Viva Colombia: o cartão de embarque impresso. Enquanto praticamente todas as companhias aérea do mundo aceitam o cartão de embarque virtual, na tela do celular, a Viva Colombia obriga os passageiros a levar o cartão impresso.

E você não pode  imprimir todos os cartões de embarque que vai precisar no conforto da sua impressora: o checkin é liberado apenas 72 horas antes de cada voo. Dessa forma, o passageiro vai ter que ralar atrás de impressora no meio das férias.

Ou você chega no embarque com seu cartão impresso, ou terá de pagar uma taxa de 10 mil pesos no Chekin.

Malas de bordo e despachadas na Viva Colombia

Outra vez o velho estilo Ryanair, em que a bagagem precisa seguir um padrão que ninguém segue. Na Viva Colombia, a única bagagem que pode embarcar sem taxa extra é uma mala de mão de até 6 kg e medidas reduzidas, informadas na hora da compra e quase todos os dias por e-mail. Impossível chegar no embarque sem saber disso. Mas, se a regra fosse seguida à risca, quase ninguém embarcaria.

Acontece que, em vez de fazerem vista grossa geral, os funcionários da empresa escolhem apenas algumas pessoas para estragar a viagem. Geralmente as pessoas que tem as malas mais próximas do padrão. Vi gente entrando no avião com malas grandes de rodinha, bolsa e mochila, sem nenhum problema. E vi pessoas com malas pequenas, sendo obrigadas a pagar a taxa extra porque a mala ultrapassou 5 cm a medida padrão.

Então, se você vai viajar apenas com mala de bordo acima de 6 kg e maior do que a dimensão padrão, saiba o seguinte: você pode cair na malha fina na hora do embarque. Ou não. No meu caso, que viajava sempre com uma mochila e uma sacola de praia, caí apenas uma vez. Por sorte, a sacola de praia coube dentro da mochila e não precisei pagar a taxa extra de 54 mil pesos colombianos (tipo R$ 60 na conversão de hoje).

Minha dica para a companhia resolver essas injustiças, é estabelecer um padrão menos absurdo. Por exemplo, com as medidas reais do bagageiro do avião, cobrando apenas quem levar malas que realmente não caibam a bordo.

Se vai despachar uma mala de até 20 kg, também tem cobrança adicional. E é sempre melhor pagar pelo site, porque na hora do checkin pode ser mais caro. Hoje, pra despachar o custo é de 46 mil pesos colombianos, tipo R$ 50).

Escolha da poltrona no avião

Você não pode escolher seu lugar no avião sem pagar taxa extra. Mesmo que queira viajar sem poltrona reclinável à frente da saída de emergência, você precisa pagar a mais. Acho essa a estratégia mais sacana da empresa. Tudo bem cobrar a mais por cadeiras com mais espaço, mas eles privam o passageiro de qualquer que seja a escolha.

Aí, o lugar é escolhido pelo sistema, na sorte. A minha funcionou. Nos 3 voos, fui na janela, em poltronas da asa para frente, onde gosto de viajar. Se você tem superstição no voo, sua melhor chance é pagar pela escolha de um lugar, senão vai ficar à mercê do sistema.

A maior maldade dessa técnica capitalista é separar casais e famílias. Por mais que você tenha cobrado duas passagens ao mesmo tempo, a Viva Colombia faz questão de selecionar poltronas distantes dentro do avião. Mas aí é só pedir pra trocar de lugar com alguém, certo? De jeito nenhum. As aeromoças tem olhos de lince e impedem todas as mudanças de lugar dentro do avião. Mesmo as mudanças para lugares teoricamente piores. Por exemplo, eu estava poltrona 1A, que é janela e tem mais espaço para as pernas. Fui me sentar lá no meio do avião, numa poltrona de meio. A aeromoça mandou voltar, sem piedade.

Resumindo, se você faz questão de viajar com seu companheiro ou com sua família, é melhor pagar a taxa, que hoje custa entre 14 mil e 29 mil pesos colombianos. Ou tente contar com a sorte de ter comissários de voo mais simpáticos, menos apegados a essa regra desumana.

Serviços de bordo

Nem água, nem barrinha de cereal. Na Viva Colombia, tudo é pago. Por isso mesmo o carrinho dos comissários para rápido pelo corredor. Preferi não gastar com isso também. Se vai fazer apenas voos domésticos, como eu fiz, a dica é levar uma garrafa de água e algum petisco pra comer no voo. Mas, se quiser comprar a bordo, os preços não são assustadores. Diferente da Gol, que vende água, café e misto a preço de ouro, os lanches e bebidas na Viva Colombia tem preços normais, similares ao de lanchonetes colombianas.

Como não consumi nada, não posso opinar sobre a qualidade dos produtos. Embora eu tenha certeza de que o café é aguado, não vou afirmar isso aqui. =D

O avião e os voos na Viva Colombia

Felizmente, as maiores turbulências que tive com a Viva Colombia foram na comunicação, no embarque e na hora de tentar mudar de poltrona dentro do avião. Os voos foram excelentes, todos em aviões aparentemente novos, limpos e em bom estado. Nos três voos que fiz, o embarque e a decolagem aconteceram exatamente na hora marcada.

Apesar de novos, os aviões não tem entretenimento tecnológico a bordo, como TV ou rádio. Existe apenas uma revista da companhia, com algumas dicas sobre seus destinos, tudo em espanhol. Fiz apenas voos rápidos, com menos de duas horas de duração, então não sofri de tédio.

Como não despachei malas e não fiz o checkin pessoalmente, pra não pagar nada a mais, não tenho experiências com bagagem, extravios e coisas assim pra comentar.

E aí, comprar ou não a passagem na Viva Air?

Se a passagem estiver muito mais barata do que nas outras companhias, fica difícil resistir. E é bem possível que isso aconteça, porque os preços são quase sempre os mais baratos que se pode encontrar.

Mas se a diferença não for muita, lembre-se que o barato pode sair muito caro. Afinal, a Viva Colômbia aproveita todas as oportunidades possíveis para ganhar o dinheiro do passageiro: reserva de assento, mala pra despachar, segunda mala de bordo, cartão de embarque e até água são itens que a companhia vende.

Voando ou não pela Viva Colombia, fique ligado em todos os detalhes e boa viagem!

Viajar com tudo reservado é bem melhor
  • Booking: descontos exclusivos em hotéis e reservas com cancelamento grátis
  • Real Seguros: compare preços de seguro viagem
  • RentCars: aluguel de carro pelo menor preço em dezenas de países
  • Chip Internacional: internet no celular em qualquer lugar do mundo

Descontos para economizar na viagem (e antes dela)

Autor

Criador e principal editor do Buenas Dicas, o blog do viajante inteligente (que é você 😄). Siga nossas redes sociais e para dúvidas, propostas e parcerias, veja nosso contato.

9 Comments

  1. Entrei no site da Latam da Colombia e achei os valores muito bons. Exemplo: San Andres – Cartagena (ida e volta) R$ 230,00, sendo que no site da Latam do Br estava por R$ 650,00. No Viva Colombia estava por R$ 370,00. Todos sem bagagem!

  2. Boa noite. Obrigado pelas informações. Solicito outras orientações para San Andres. Gostaria de viajar para San Andres no final de dezembro entre os dias 27 a 29 e ficar até o dia 03/01. Dicas para passagem aérea e estadia em San Andres.

    • Nivaldo responder

      Olá, José. Por alguma razão a resposta não apareceu aqui. Se ainda for em tempo: como falei, comprei a internacional pela Copa Airlines e as nacionais pela Viva Colômbia. Sobre hospedagem, recomendo ler o artigo Onde ficar em San Andrés, no qual explico em detalhes as melhores localizações e dicas de hotéis.

  3. Que maravilha! Obrigada pelo retorno! Vou com criança, então, a gente sempre acaba levando mais do que pretendia.

  4. Oi! Eu fiquei confusa, sempre acho posts falando que a bagagem sem custo é de 6kg, mas no site da Viva Colombia diz que é de 10kg, com dimensões: 40x35x25 cm. Sua viagem é bem recebente, abril de 2018. Será que essa alteração também é recente ou realmente é algo que pregam, mas não seguem? Estou indo em setembro e gostaria de ajustar isso.

    • Nivaldo responder

      Olá, Suellem. Acabei de simular uma compra de passagem no site da Viva Colombia e realmente mudaram os limites da mala de bordo. Agora o limite é de 10 kg, mesmo na categoria “Viva”, de passagens promocionais mais baratas.

      Ótima notícia para os viajantes.

      • Estou indo agora em agosto, mas minha preocupação maior não é o peso e sim as medidas da bagagem. Tenho uma mochila de 50 litros, mas vou levar bem vazia mesmo, será que passa tranquilo?

        • Olá, Caroline. Olha, como falei no post, eles não conferem as medidas de todas as malas, apenas dão uma olhada geral e tiram da fila quem está com a mala destoando muito. Se isso acontecer com você, vão te pedir pra colocar sua mala no medidor da Viva, que fica ao lado do portão de embarque. Se couber lá dentro, aí tudo bem. Como é uma mochila e vai vazia, provavelmente dá pra amassar e fazer ela caber lá. O problema maior são malas grandes e rígidas, que não tem como se adaptarem.

    • Olá Suellem, tudo bem? Você conseguiu viajar com a mala de mão sem pagar as taxas? Estou pensando se compro as passagens pela Viva Colômbia ou não. Conta pra gente sua experiência. Abraço.

Comentários