Zoológico de Luján. Um dos melhores passeios que se pode fazer em Buenos Aires não é necessariamente em Buenos Aires. É ao zoológico de Luján, que abriu suas portas (ou grades) em 1994 e hoje atrai milhares de visitantes por semana.

O diferencial deste zoo está na interação com os animais. Lá mesmo você pode comprar um pacote de ração para alimentar bodes, lhamas e elefantes diretamente na boca. E ainda, é possível entrar em algumas jaulas e acariciar tigres ou dar leite em mamadeira a filhotes de leão (Infelizmente essa é uma prática de turismo cruel, que só é possível por doparem com tranquilizantes os animais. Descobri somente depois de escrever esse post. Não entre na jaula, não corrobore com esse turismo cruel). Só não caia na besteira de jogar ração ou aos gansos ou deixá-los farejar a comida. Eles são perseguidores implacáveis, por vezes até agressivos.

Agora, se o seu negócio é explorar a selva de pedra, vá direto à cidade, que fica alguns quilômetros depois do zoológico.

1-catedral-lujan-argentina
Basílica de Nuestra Señora de Luján

Com aproximadamente 67 mil habitantes e a 67 km de Buenos Aires, Luján é uma pitoresca cidade do interior argentino.

O que vale a visita é o imenso contraste. Na entrada, uma belíssima catedral ao final de uma longa praça. Coisa de cinema, ou, pelo menos, com ares de alguma histórica cidade europeia, como Nuremberg ou Florença, por exemplo.

Mas a beleza tradicional acaba por aí. As ruas além da praça principal são típicas de um interior de país subdesenvolvido: muita gente, trânsito caótico e uma profusão de carros bregas, iluminados estilo Velozes e Furiosos, entoando clássicos do Reggaeton no máximo volume.

Para uma cidade tão estranha, são de se estranhar as muitas opções de hospedagem. Com vista para a Catedral, bem na rua da grande praça, estão albergues e hotéis confortáveis a preços bem acessíveis. E próximo à rodoviária existem mais alguns hotéis.

Quanto à alimentação, não espere a mesma qualidade de cidades do interior argentino como Mendoza, Bariloche e El Calafate. O negócio é comer pizza e voltar pra debaixo do edredon.

Isso se você for no inverno, pois em Luján o frio é bem mais intenso do que em Buenos Aires.

Como chegar Zoo de Luján

Evite ser explorado pelas agências de turismo, que cobram centenas de pesos pelo passeio ao zoo, superfaturando transporte e ingresso.

Então, acorde cedo,vá direto à Plaza Itália (av. Santa Fé, Palermo) e compre o ticket do ônibus para Luján por um pechincha. Aí, é só pedir pro motorista parar no zoológico.

Pra voltar é a mesma coisa. Pegue o ônibus para Buenos Aires na estrada em frente ao zoológico ou, se estiver em Luján, vá á rodoviária. De lá, são inúmeras linhas até a capital.

Viajar com tudo reservado é bem melhor
      • Booking: descontos exclusivos em hotéis e reservas com cancelamento grátis
      • Real Seguros: compare preços de seguro viagem
      • Passagens aéreas: melhores sites para pesquisar preços de passagens
      • Airbnb: reservas de quartos e apartamentos de temporada

Descontos para economizar na viagem (e antes dela)

        • Utilize o cupom BUENASDICAS5 na Seguro Promo e tenha   5% de desconto  em seguro viagem
        • Acesse o Airbnb por esse link e ganhe mais de  R$ 150 em crédito  de hospedagem se ainda não for cadastrado.
Autor

Criador e editor do Buenas Dicas, o blog de viagem super sincero. Siga nossas redes sociais e para dúvidas, propostas e parcerias, veja nosso contato.

2 Comments

  1. Foi muito boa a dica, PORÉM, FALTA INFORMAR QUANTO CUSTA A ENTRADA NO ZOO DE LUJAN, BEM COMO, O PREÇO DA PASSAGEM DE ÔNIBUS E QUAL O ÔNIBUS,
    Muito obrigado pela informação.
    Sou muito grato

    • Nivaldo responder

      Olá, Carlos. Retirei essas informações pois é um post de 2013. Nesses 5 anos a inflação comeu na Argentina e mudou muito os preços de entradas, passagens, comida etc. Horários e números de ônibus também podem ter sofrido alterações, por isso retirei tudo o que pode confundir o viajante. Aqui estão apenas dicas gerais sobre o passeio. Boa viagem!

Comentários