Um dos paraísos naturais dos Estados Unidos, situado a apenas 3 horas de distância de San Francisco, o Lake Tahoe é uma das atrações mais queridinhas dos amantes de esportes de inverno. Clima de cidade pequena, porém com ótima estrutura para atender turistas em busca de quase todo tipo de entretenimento. Eu, por exemplo, não esperava encontrar em volta do maior lago alpino da América do Norte, uma quantidade considerável de parques, praias e cassinos.

O Lake Tahoe é o segundo mais profundo lago dos Estados Unidos com 501 metros (só perde pro Lake Crater no Oregon), não congela quando o inverno tá mais tenso e hospedou O Poderoso Chefão na trilogia, numa mansão estilosa, que até hoje recebe gente. Em volta do lago estão cidades fofíssimas como Carson City, Sacramento, Reno e Truckee.

Dicas de viagem para Lake Tahoe, Califórnia

A programação pode ser muito diversa, depende do período da viagem. Como estive lá no verão, no meio de junho, consegui tanto ver neve quanto curtir belíssimas praias, aos 28ºC. Os valores para alimentação são abaixo de San Francisco (quase óbvio, mas sempre bom lembrar que quem sai de SF pra um passeio nos arredores não sofre tanto com o preço), e os de hospedagem são bem razoáveis. Pra mim, essa foi uma das viagens que mais valeu a pena na Califórnia.

Quando ir

Antes de comprar a passagem, é bom pensar que tipo de atividades você gostaria de fazer. Se sua coisa é curtir neve e esquiar, pense em aparecer lá no inverno ou primavera, e vá para o norte. Se quiser saber de atividades no calorzinho, foque no verão e pense no sul. Os meses mais indicados pra quem quer ver neve são de março a maio ou de setembro a novembro.

Estive lá no começo do verão e, como eu nunca tinha visto neve, acabei tirando um dia pra explorar a parte norte. De um lado pro outro, se gasta mais ou menos 1 horinha de viagem, mas se seu foco for apenas uma das coisas, vale a pena se hospedar no lado mais próximo do seu rolê e por lá ficar.

Como chegar ao Lake Tahoe

O melhor jeito de explorar a ilha é alugando um carro. É mais barato também. Não dá pra fazer muita coisa sem carro nas redondezas e não seria vantajoso, ao meu ver, chegar até o lago e não conhecer as cidades em volta dele. Na parte sul de Lake Tahoe, vi patinetes compartilháveis rodando, mas só em áreas bem pequenas, próximas a parques. E pra quem tem medo de dirigir fora do país de origem, vai tranquilo porque as estradas na Califórnia são uma belezinha, tudo lisinho e bem cuidado. Chegando no Lake Tahoe, para estacionar nos lugares é bem tranquilo, mas algumas das praias mais famosas cobram 10 dólares.

Outras formas de chegar em Lake Tahoe

Avião. É possível também pegar um voo saindo de San Francisco, direto para o aeroporto internacional de Reno-Tahoe. Essa brincadeira custa por volta de R$ 1.000,00, mas economiza 2 horas de viagem. Indo de avião, você precisa ainda pegar dois ônibus. E dependendo do local de hospedagem, pegar um Uber ou alugar um carro. Então calcula aí mais meia horinha. A dica é: não faça isso com você mesmo.

Ônibus ou Trem. A Amtrak California Zephyr faz paradas na estação de Truckee, que é uma cidade muito gracinha e bem localizada no lago. O bilhete desse trajeto custa a partir de 40 dólares. Outras paradas possíveis seriam em Denver, Reno, Sacramento ou Emeryville. De qualquer forma, o carro seria necessário pra completar a viagem. Esses meios de transporte levam a partir de 10 horas no trajeto. Tem um charme, mas depende muito da experiência que você quer.

O visual do caminho é incrível, invariavelmente. De carro, ônibus, trem ou avião, vale a pena ficar de olho nos cenários, porque é bem lindo.

Dá pra fazer bate e volta?

Até que dá, mas só se você estiver muito focado em algo específico, tipo esquiar no Alpine Meadows durante 1 dia. Nesse caso, eu sugiro pegar um tour direto pra estações de esqui, como esse aqui do Squaw Valley. Eu gostei tanto do Lake Tahoe que não iria pra passar apenas um dia.

O que levar

As cidades próximas ao lago tem boa estrutura, principalmente ao lado sul, onde estão os cassinos. Os preços para alimentação são bem razoáveis e tem mercado, McDonalds, Ihop, CVS, Ross… então pode ir tranquilo. No caso de se planejar esquiar, é importante alugar equipamentos na cidade antes de subir nos vales.


 Sabia que seguro viagem é obrigatório em vários países? Compare preços na Real Seguros

Onde se hospedar e dicas de hotéis

Os valores médios para hospedagem em hotéis são a partir de 100 dólares a diária. Quando você achar algo por 150 doletas nessas cidades da Califórnia, já é de se considerar um bom valor. No caso do Lake Tahoe, foi esse o preço que pagamos, felizes da vida. Só pra medida de comparação: se for se hospedar em uma cabana em Yosemite você vai pagar isso, também pra duas pessoas.

Sempre vale fazer aquela busca marota nos sites brasileiros e ver o preço em real, porque às vezes rolam boas promoções e quase sempre você consegue dividir o valor em várias vezes. Pra essa viagem aproveitamos uma promoção da Decolar e fiquei hospedada com minha amiga no Hard Rock Hotel & Casino, ao sul do lago, a parte do South Lake Tahoe que os turistas mais gostam.

Dicas de hotéis em Lake Tahoe

Além do Hard Rock, onde me hospedei, selecionei outros hotéis bem localizados e com ótimas avaliações. Aqui vai um pouco mais sobre cada um.

1. Hard Rock Hotel & Casino Lake Tahoe, Stateline

A estrutura do hotel é incrível, tem piscina, academia, cassino e restaurantes dentro. Só toca música boa o dia inteiro (rock yeah \m/), a decoração é bem descolada, os quartos espaçosos. Os preços das comidas não são muito caros e é tudo muito bem servido. Fica próximo do Heavenly Place, que é uma região movimentada com lojas e bares.

2. Montbleu Resort Casino & Spa

Esse hotel fica em frente ao Hard Rock Hotel. Parece mais fancy, mas hoje mesmo vi ofertas de quartos a partir de 99 dólares. Como expliquei acima, isso é muito barato para um hotel em Lake Tahoe. A estrutura é incrível também e o cassino é um dos mais famosos da região.

3. Lake Tahoe Resort Hotel

Esse hotel é bem próximo ao teleférico da estação de esqui Heavenly e das lojas de Heavenly Village. Tem quartos espaçosos, com suítes de quartos privativos, TV, área de estar e de trabalho e uma mini-cozinha. Além disso, na área comum tem piscina coberta, banheira de hidromassagem e academia. É um pouco mais caro pra se hospedar nesse lindinho, mas tem café da manhã.

4. Hotel Azure

Uma da principais opções de hospedagem na mesma região, esse hotel cobra preços muito semelhantes aos demais, oferecendo café da manhã, piscina, quartos com varanda privativa e uma vista linda para o lago. Aqui dá pra fazer sua reserva de esquis e de tickets pra passeios. Dá também pra utilizar as bicicletas gratuitas para explorar as trilhas em volta.

Dicas de Airbnb em Lake Tahoe

Tem casas muito interessante para alugar pelo Airbnb, como essa preciosidade abaixo, com espaço para 9 pessoas e fica na região de Emerald Bay, onde estão algumas praias e cachoeiras. Olha que linda, bem de frente pro Lago:

Imagina uma festa nesse lugar… Seria demais. Então a dica é essa: verifica que lugares você acha os passeios mais interessantes e procura algo próximo a eles. Se sua viagem não estiver focada no esqui, a região do South Lake Tahoe é a melhor opção de estadia.

O que fazer em Lake Tahoe: 10 atrações que vale a pena conhecer

Como estávamos querendo conhecer de tudo, nos dois primeiros dias tentamos explorar um lado do lago e depois fomos atrás do “frio”. Infelizmente não dá pra fazer tudo num dia só, porque todos os cantinhos merecem sua horinha de contemplação. Os pontos que sugiro passar:

O que fazer em South Lake Tahoe

  • 1. Cassinos
  • 2. San Harbor Beach
  • 3. Emerald Bay e Fannette Island
  • 4. Heavenly Village
  • 5. Tahoe Keys e Public Beach
  • 6. Pope Beach

O que fazer em North Lake Tahoe

  • 7. Squaw Valley: para esquiar
  • 8. Truckee
  • 9. Donner Memorial State Park
  • 10. Donner Summit Bridge
  • 11. Donner Ski Ranch

1. Cassinos

Se o seu negócio é a jogatina, ao sul você vai se esbanjar com o “complexo” de cassinos. Tem o Hard Rock, o Montbleu (um em frente ao outro), Lakeside, Harveys, Harrah’s, entre outros. São estruturas bem parecidas aos cassinos de Vegas, só que menores, com espaço pra jogatina em máquinas e em mesas com outras pessoas. As garçonetes servem as pessoas que estão na área do cassino e o vinho é liberado pra quem joga nas mesas. FREE WINE, oba! Felizmente (pra mim), durante as manhãs esses ambientes não estavam muito cheios como costuma ser em Vegas, o que dá um ar diferente pra esses cassinos do Lake Tahoe. Talvez os visitantes da cidade estejam vivendo aventuras ao ar livre durante o dia (vamos ser otimistas).

2. Sand Harbor Beach 

Uma das praias mais lindas que já pisei na vida, a Sand Harbor Beach é o tipo de praia pra relaxar com um visual incrível. Pra estacionar é importante chegar mais cedo (antes das 10h da manhã), porque em alta temporada o estacionamento lota rápido. Custa 10 dólares pra parar seu carro bem próximo a praia, só que a estrutura é bem diferente das praias brasileiras: tem banheiro limpo e água, restaurante e uma lojinha de lembrancinhas. Pena que não tem queijo coalho, né? Se não, seria perfeito. ;)

A faixa de praia é pequena e a areia é daquelas bem grossas que pode machucar pés mais sensíveis, mas super fácil de tirar das coisas e do corpo. A água é transparente e nada salgada, mas bem gelada. Quando estive lá a temperatura fora da água estava 28ºC e 14ºC dentro. Dá pra dar um mergulho e se acostumar depois de alguns minutos, mas é preciso ter coragem.

3. Emerald Bay 

É um parque que tem um monte de cachoeirinha, a Vikingsholm (uma famosa mansão de 38 quartos que você pode conhecer num tour) e a Tea House, que fica numa ilha chamada Fannette Island, no meio do Emerald Bay State Park. Dizem que é um dos lugares com o pôr-do-sol mais bonitos do Lake Tahoe. Vale alugar aquela casa incrível do Airbnb ou só fazer uma reserva de kayak pra conferir.

4. Heavenly Village

É um espaço próximo a estação de ski ao sul, conhecido por ter uma concentração de lojas, restaurantes, bares, mercadinhos e galerias de arte. É uma área mais comercial bem bonitinha, com uma gôndola passando o tempo inteiro pra passeios. Os residentes do Lake Tahoe sugerem esse espaço pra happy hours.

5. Tahoe Keys 

O Tahoe Keys é uma das áreas mais ricas em volta do Lake Tahoe. Imagina várias ruas com canais que saem do lago, tipo ruas barcos estacionados em “garagens” aquáticas. Muito phyno, né? Essa região é toda privativa, muitas casas estão disponíveis para aluguel de temporada (inclusive no Airbnb), mas se você quiser só dar uma passada por lá, tem a Public Beach aberta ao público. É tudo lindo nesse lugar.

6. Pope Beach

Próxima a região da riqueza de Tahoe Keys é possível parar numa outra praia famosa e badalada, a Pope Beach. Pra estacionar é 10 doletas e ela é bem parecida com as demais praias.

7. As estações de esqui de Squaw Valley

Indo para o norte, é preciso ficar ligado com o horário de funcionamento das estações de ski. Como eu fui no verão (meio de junho), algumas estações já estavam fechadas. As que ainda estavam abertas, fechavam por volta das 3 ou 4 da tarde, o que dificultou muito o passeio. O valor pra dar uma olhadela lá de cima dos vales ou pra tentar esquiar num estágio mirim da coisa é a partir de 35 dólares. Se sua coisa é aproveitar esse tipo de atrações, sugiro que vá no inverno ou na primavera. No verão é mais complicado encontrar estações e neves delicinhas e fofas

De qualquer forma, o Squaw Valley é uma das regiões mais famosas porque foi lá que sediaram as olimpíadas de inverno em 1960 e a estrutura é demais. Tem desde piscina aquecida a passeio na neve. Algumas atrações mais baratas que outras, e quase nada de graça. Ainda pelo norte, você encontra também o Alpine Meadows Ski Resort, outro canto famoso semelhante ao Squaw Valley, porém menor.

8. Truckee

Caso dê azar e não consiga fazer o passeio na neve (como eu), Truckee é uma cidadezinha próxima a região de ski que é fofíssima e vale demais a visita, nem que seja só pra almoçar. Nessa cidade tem o Lago Donner, que é uma belezinha pra relaxar e um monte de praia maravilhosa privativa em volta.

9. Donner State park

À beira do lago Donner existe um canto público que é de fácil acesso e custa 5 dólares pra entrar, o Donner State Park. As pessoas costumam ir pra lá pra fazer stand up paddle, curtir um pedalinho de glitter, ou cozinhar pra família. É um parque bem gostoso pra fim de tarde e dá pra mergulhar também (lembrando sempre: a água é gelada!).

10. Donner Bridge Summit

Dizem que esse é dos Top 3 lugares pra ver o pôr do sol no Lake Tahoe. Se você chegar até aqui ao norte do lago, não deixe de passar pela Donner Bridge Summit, uma das vistas mais incríveis do lago Donner. Dependendo do período do ano que você for fazer sua visita, é aqui que você vai conseguir ver a neve e o verão acontecendo juntinhos.

11. Donner Ski Ranch

Subimos só mais um pouquinho depois dessa ponte e demos de cara com montanhas de neve. Demos muita sorte porque não conseguimos esquiar, mas como essa ponte está a uma altitude considerável (como você pode ver nas imagens) conseguimos ver montes com neves. Aí já viu, né? Brasileirinha vendo neve pela primeira vez é só alegria. E de graça então, melhor ainda!

A noite do Lake Tahoe

Dependendo da disposição, tem essa coisa da noite do Lake Tahoe ser muito jovem e animada. A cidade de Genoa tem alguns bares que valem o passeio, tem o Heavenly Village com algumas outras atrações noturnas também, e os cassinos que sempre bombam à noite. Sempre tem o que fazer e o público é bem jovem. Muita gente de outros estados americanos povoa as noites do Lake Tahoe.

Vale a pena conhecer o Lake Tahoe?

Muito. Dentre as minhas explorações nas cidades próximas a San Francisco, essa foi uma das que ganhou 5 estrelas pra mim. Curti praia, parque, neve, achei tudo lindo, me senti segura 100% do tempo, não me faltou nada. Amei, de todo coração.

Viajar com tudo reservado é bem melhor
  • Booking: descontos exclusivos em hotéis e reservas com cancelamento grátis
  • Real Seguros: compare preços de seguro viagem
  • RentCars: aluguel de carro pelo menor preço em dezenas de países
  • Touron Turismo: ingressos e tours em Buenos Aires e em todo o Brasil

Descontos para economizar na viagem (e antes dela)

  • Utilize o cupom BUENASDICAS10 na EasySim4U e tenha  10% de desconto  em chip internacional
  • Utilize o cupom BUENASDICAS5 na Seguro Promo e tenha   5% de desconto  em seguro viagem
Autor

Pago de blogueirinha ripe, mas tô lançando a moda tilelê-geek. Sou designer de formação, peregrina por opção, cidadã do mundo de coração. Amo viver novas experiências, principalmente se forem mágicas e transformadoras.

Comentários