Localizado nas montanhas da Sierra Nevada, na Califórnia, o Yosemite National Park conta com mais de 3 mil km2, e chega a até 4 mil metros de altitude. A partir de San Francisco, são 265 km de distância, em 4 horas de viagem de carro. Uma ótima opção de passeio para quem curte trilhas, caminhadas na natureza e quer se desconectar da agitação da cidade.

A seguir, entenda como chegar, o que levar, onde se hospedar e o que fazer em Yosemite, que é o quarto parque nacional mais visitado dos Estados Unidos, famoso por suas geleiras, cachoeiras e sequoias gigantes (aliás, lá estão algumas das maiores árvores do mundo). Para saber onde se hospedar, veja onde ficar em Yosemite.

 

Como chegar a Yosemite?

Paisagem da estrada para Yosemite

A opção mais simples é, sem dúvidas, alugar um carro. Recomendo reservar seu carro com antecedência, assim os valores serão bem mais em conta. Opções de locadora não faltam em San Francisco. O caminho até a entrada de Yosemite é bem tranquilo, e todo o trajeto é asfaltado e bem sinalizado.

Também é possível ir de transporte público. É mais complexo, mas não impossível:

  • Vá até a estação Richmond, de BART (é o sistema de trens da Bay Area);
  • Na estação, saia do BART e vá até a área da Amtrak. Lá, compre um ticket e pegue o trem com destino a Merced. O trajeto leva cerca de 2 horas e meia.
  • Na estação Merced Amtrak, pegue um dos ônibus YARTS com destino a Yosemite Valley. Este ônibus te deixará dentro do parque.
  • Dentro do parque, você pode utilizar o Yosemite Shuttle, sistema de transporte gratuito do parque, para se locomover entre uma atração e outra.

Importante: verifique os horários dos trens e ônibus para coordenar a troca de transportes!

Shuttle do Yosemite National Park

Dá pra fazer bate e volta a Yosemite?

Algumas empresas de turismo oferecem passeios de 1 dia para o Parque Nacional de Yosemite, partindo de San Francisco e algumas outras cidades da Bay Area. Particularmente, acho que não vale a pena. O parque é imenso e possui muitas atrações. Considerando que são aproximadamente 4 horas para ir e 4 horas para voltar, sobra pouquíssimo tempo para curtir o parque.

Ainda assim, se você tiver MUITA vontade de ir e MUITA disposição, os passeios param em alguns mirantes bonitos e você conseguirá boas fotos.

Avistar animais selvagens é bem comum em Yosemite. Entre os mais comuns, estão veados, lobos e raposas, entre outros mamíferos.Cerca de 500 ursos negros também vivem no parque. Dizem que são herbívoros e pacíficos. De qualquer forma, melhor manter distância.

Quando ir para Yosemite

A paisagem do parque muda bastante conforme as estações do ano. Fui no final de março, início da primavera no hemisfério norte, e a temperatura durante o dia chegava a, no máximo, 10 graus. Meu primeiro dia lá foi ensolarado e bastante confortável para caminhar. No dia seguinte, enfrentei chuva e um pouco de neve, e a sensação era de MUITO frio. À noite, as temperaturas ficam negativas, próximas de 0 ºC.

Independente da época que você escolher, é importante estar bem preparado, tanto para o clima quanto para alimentação, pois o parque não possui grande estrutura.

Cook’s Meadow Trail, trilha que leva até Yosemite Falls, com neve

O que levar para Yosemite

Como falei, o parque não tem grande infraestrutura. Por isso é importante preparar suas malas com atenção, levando itens essenciais para seu conforto no parque.

• Comida

Nem dentro do parque, nem nos arredores, é possível encontrar restaurantes e lanchonetes com facilidade. Por isso, é importante planejar com antecedência e levar mantimentos para o período em que for ficar lá.
No meu caso, passei dois dias inteiros, dormindo apenas uma noite. Ovos mexidos, sanduíches e chocolates deram conta do recado. E também leve água!

• Roupas

Vestir-se em camadas, com casaco e sapatos impermeáveis, vai garantir que você aproveite o melhor de Yosemite com conforto. Levar uma muda de roupas extra também pode ser uma boa! (Você não vai querer passar o dia com meias molhadas, por exemplo.)

Tunnel View
• Para a neve

Em alguns trechos do parque só é permitido prosseguir de carro com correntes nas rodas. Não é possível alugar as correntes junto com o carro. No caminho para o parque, você encontrará diversas lojas oferecendo as correntes. Dentro do parque não é possível comprar. Importante: compre as correntes! Você não conseguirá chegar a diversos pontos de interesse sem elas.

Hospedagem, preços e internet

• A entrada para o parque custa US$ 30 por veículo, e é válida por 7 dias.

• Hospedar-se perto das áreas de interesse é o segredo para aproveitar ao máximo o passeio. Yosemite possui, ao todo, 4 entradas. Defina os locais que você quer visitar antes de reservar sua hospedagem. Eu fiquei hospedada bem perto de uma das entradas, em El Portal (a mais próxima para quem vem de San Francisco), no Yosemite View Lodge. Nele, todos os quartos possuem uma mini-cozinha. Além disso, o hotel possui um restaurante e um bar, que não utilizei.

• Nessa região, não há sinal de celular e o wifi do hotel é apenas razoável (e custa 10 dólares!).

• Uma dica importante é baixar mapas offline. Como não há sinal algum de celular, é bom ter GPS disponível. Pensando nisso, fiz este mapa com os principais pontos de interesse em Yosemite:

Para salvar o mapa:

1. Esteja logado em sua conta Google. 2. Clique no ícone da estrela, ao lado direito do nome “Yosemite – Principais Pontos”. 3. Pronto, agora é só ir no seu aplicativo Google Maps, clicar em “Seus Lugares” e em seguida em Mapas para encontrar este mapa, que se chama “Yosemite – Principais Pontos”.

 

Atrações e o que vale a pena conhecer em Yosemite

Selecionei os principais pontos do Parque Nacional de Yosemite. Só os lugares que realmente vale a pena conhecer, incluindo cachoeiras e outras paisagens espetaculares desse parque californiano.

• Mirror Lake
Mirror Lake, Yosemite

Dentro do parque, é possível seguir por boa parte do caminho de carro. A partir de um determinado trecho, você deve percorrer a pé. É uma caminhada tranquila e que vale muito a pena, Mirror Lake é um dos pontos mais bonitos de Yosemite. Passei a tarde caminhando por lá, sem pressa, e recomendo o mesmo!

• El Capitán
El Capitán

Um dos símbolos de Yosemite, El Capitán é ainda mais impressionante quando visto ao vivo. Pouco depois da entrada “Arch Rock”, você avistará El Capitán à sua esquerda.

• Bridalveil Fall

É um dos principais pontos de parada de quem vai para Yosemite. A quantidade de água na cachoeira varia conforme a época do ano. Como fui no início da primavera, boa parte da neve estava derretendo, garantindo um espetáculo com muita água. Cuidado para não escorregar!

• Yosemite Falls
Yosemite Falls

Através da Cook’s Meadow Trail, uma trilha bem tranquila, é possível conhecer estas lindas cachoeiras. No dia em que fui, havia neve em boa parte do trajeto, o que deixou a paisagem ainda mais especial!

• Tunnel View

É um túnel com vista panorâmica na estrada que leva até Glacier Point. É dali a paisagem mais conhecida de Yosemite, com El Capitán, Half Dome e Bridalveil Fall. Vale a pena parar para fotografar!

Tunnel View, Yosemite
• Glacier Point

É um dos pontos mais altos do parque, de onde saem diversas trilhas. Infelizmente, não consegui chegar até lá pois estava sem correntes nas rodas. Não cometa o mesmo erro!

Vista da estrada para Glacier Point

Sem dúvida, Yosemite possui muito mais atrações do que as que eu citei aqui. Conheci, com calma, os pontos citados (menos o Glacier Point!) em dois dias. Lembre-se: o parque é enorme e planejar muitas coisas para um dia só pode deixar seu roteiro muito corrido. Curta seu passeio com a tranquilidade que Yosemite merece!

Para planejar sua viagem:  
  1. Booking: descontos exclusivos em hotéis e reservas com cancelamento grátis
  2. Real Seguros: compare preços de seguro viagem
  3. RentCars: aluguel de carro pelo menor preço nas principais locadoras do mundo
Viaje com descontos:
  1. 100 reais de desconto no Airbnb
  2. 5% ou mais de desconto em Seguro Viagem

1 Comment

Escreva seu comentário