Mais conhecida por ter a “Pousada do Paulo Zulu” e ser figura certa nos rankings de melhores praias de Santa Catarina, Guarda do Embaú é um destino que agrada muita gente. De grupos de amigos a famílias com crianças, de jovens a idosos, todo mundo tem seu canto nas areias da praia

Pertinho de Florianópolis, Guarda do Embaú é uma das praias mais concorridas de Santa Catarina, tanto por sua inegável beleza, quanto por sua particular geografia: de uma lado do istmo está o mar azul de ondas fortes, do outro está o tranquilo Rio da Madre, que desemboca sem pressa no oceano.

Em diferentes cidades de Santa Catarina, perguntei para os locais qual era a melhor praia ou a praia mais bonita do estado. E a resposta de quase todos foi a mesma: “Guarda do Embaú, tu tens que ir lá”. Segui as dicas e agora vou compartilhar as informações mais importantes e minhas melhores fotos.

Bate e volta ou hospedagem em Guarda do Embaú

Entre o centro de Florianópolis e a vila turística de Guarda do Embaú, no município de Palhoça, são apenas 50 km de distância. A viagem, que leva 50 minutos em dias com trânsito leve, pode ter o tempo triplicado com os engarrafamentos da alta temporada, principalmente na saída da Floripa. Mas nem se compara ao trânsito intenso e pesado rumo ao norte do estado, em direção a Bombinhas, Balneário Camboriú, Curitiba e São Paulo.

É tranquilamente possível fazer um bate e volta a partir de Florianópolis, de preferência em dias de semana e horários alternativos, pra evitar o trânsito. Melhor ainda, é se hospedar em uma pousada na vila, pra poder ir andando até a praia, sem stress, como Guarda do Embaú merece.

Onde estacionar: no principal acesso à praia, no centrinho da vila, é praticamente impossível encontrar estacionamento gratuito. Quanto mais cheia a praia, mais chances do Detran passar multando geral. Então é melhor não se arriscar. O melhor é levar dinheiro vivo e estacionar em local privado, pertinho do praia.

Dicas de pousadas: para poder ir andando até a praia e aos restaurantes, é melhor se hospedar no centrinho de Guarda do Embaú, como na Pousada Vera Lúcia ou na Pousada Maktub, entre outras da região.

Travessia até a praia

De um lado o mar, do outro o rio | Foto de Andrei, do alto da Pedra do Urubu

O único jeito de chegar à ponta da praia de Guarda do Embaú, onde se concentra o maior número de gente e perto do centrinho da vila, é de barco. Como cheguei numa manhã de segunda-feira de novembro, ainda no início da alta temporada, imaginei que não encontraria barcos pra fazer a travessia. Total engano.

Pelo menos 5 canoeiros estavam dispostos na margem urbano do rio e um dos barcos já estava quase cheio, Junto a uma família de 5 pessoas, entrei na canoa e curti a bucólica travessia do Rio da Madre. Foi muito rápido, mal tive tempo de pegar o celular e tirar algumas poucas fotos. Não cronometrei, mas acho que não passei mais de 3 minutos na canoa.

Preço: R$ 3 a ida + R$ 3 a volta. Antes de chegar lá, eu tinha lido uma matéria do Estadão de 2010, que citava a travessia pelo preço de R$ 2,00. Então, se em 7 anos subiu apenas 1 real, acho que a inflação capitalista desenfreada ainda não chegou em Guarda do Embaú. E que permaneça assim, porque a remada é curta e ninguém merece pagar caro por um dia de praia.

Li em algum lugar que, se a maré estiver baixa, é possível ir andando. E que os mais animados fazem a travessia a nado. Como reparei que estava fundo e não gosto de nadar em rio, fui de barco mesmo.

Guarda do Embaú é para a família inteira

Além do oceano inteiro pela frente, para quem surfa ou gosta de pegar jacaré em ondas fortes, a praia de Guarda do Embaú tem uma longa faixa de areia. Mas quase todo mundo fica mesmo é pertinho de onde atracam as canoas da travessia, no encontro do rio com o mar.

Nesse local fica a maioria dos quiosques de bebidas e comidas, o pessoal que aluga cadeira e guarda-sol e, pelo menos quando estive lá, vi também pranchas de SUP para alugar. Nas águas tranquilas e levemente menos geladas do rio, é o lugar ideal para nadar e remar. Bom para crianças, jovens, idosos e famílias inteiras.

Não pesquisei sobre vida noturna. Mas, pra quem gosta de comer bem, Guarda do Embaú tem boas opções de restaurantes, bares e lanchonetes. A vila é pequena e útil.

Quando ir para Guarda do Embaú

Apenas 50 km ao sul de Florianópolis, o clima na vila é semelhante ao da capital. A alta temporada é no verão,  de dezembro a março. É nessa época que o sol forte faz a água gelada ser até agradável. Mas é possível que em outubro o calor já tenha chegado e dure até abril. O problema é que o calor traz as chuvas, então tem que contar um pouco com a sorte. Na minha última viagem, no início de novembro, peguei 10 dias de sol consecutivos em Santa Catarina.

Pra saber a chance de chuva em cada mês, fique de olho nesta tabela climatológica. Se mora perto e vai de carro, acompanhe o clima neste site, que mostra a previsão do tempo com até 10 dias de antecedência.

Para planejar sua viagem:  
  1. Booking: descontos exclusivos em hotéis e reservas com cancelamento grátis
  2. Real Seguros: compare preços de seguro viagem
  3. RentCars: aluguel de carro pelo menor preço nas principais locadoras do mundo
Viaje com descontos:
  1. 100 reais de desconto no Airbnb
  2. 5% ou mais de desconto em Seguro Viagem
Autor

Escreva seu comentário