San Diego é conhecida como uma das cidades mais bonitas e animadas da Califórnia. Fica bem ao sul no litoral, pertinho do México. Quase 1,5 milhões de pessoas vivem lá, num ambiente de praias lindas, festas divertidíssimas, culinária delícia, museus de tudo quanto é tipo de coisa, parques de diversão, jardins, galerias de arte e o gigantesco Parque Balboa.

Sem exageros, um dos melhores destinos de férias da Califórnia, que agrada jovens, famílias com crianças, idosos e surfistas. E aqui vão todas as dicas de San Diego para você aproveitar o melhor desse paraíso.

Como chegar a San Diego

Se estiver em San Francisco, sugiro alugar um carro, pegar a estrada californiana que é muito tranquila de dirigir e ir pingando nas cidades lindas da costa: Monterey, Carmel, Santa Bárbara, Ventura, Malibu, Santa Mônica, Laguna Beach, Long Beach e chegar em Torrey Pines, La Jolla e Coronado, já em San Diego.

Valeu a pena ir de carro

Como estávamos num grupo de 4 brasileiros querendo conhecer a costa da Califórnia, valeu a pena alugar um carro e ter a liberdade de ir parando onde queríamos. Uma diária de carro em SF custa a partir de 35 dólares. Você pode pesquisar preços e alugar direto pela RentCars, que isenta da cobrança de IOF se pagar direto pelo site.

Ao todo, passamos 4 dias viajando. Se pegássemos um carro econômico daria ao todo 140 mais taxas (que não são poucas, mas que mesmo assim sai bem em conta), mais gasolina, mais as diárias no meio do caminho. Dividido por 4 pessoas, é um bom negócio. Mas se for por na ponta do lápis e seu interesse for só San Diego, o voo pode ser uma boa escolha porque economiza um bom tempo de viagem que costuma ser cansativo.

Passagem de avião de SF pra SD não custa tão caro

Se planejar com antecedência, um voo “barato” saindo de San Francisco pra San Diego ou pra Los Angeles custa 125 dólares ida e volta. Em seguida, pra ter liberdade de passear, alugue um carro ou manda ver no Uber ou Lyft.

  • Melhor transporte: avião ou carro, depende do que pretende conhecer
  • Preço: com antecedência, por volta de 125 doletas o voo para San Diego ou Los Angeles, a partir de SF. De carro, a partir de 35 dólares por dia, mais taxas.
  • Tempo de viagem: 1h30 de avião (SFO para SAN ou LAX) ou 8 horas de carro saindo de San Francisco sem parar.
  • Quanto tempo ficar: no mínimo 2 dias em San Diego pra conseguir ver o principal. A quantidade ideal pra ir com calma acho que é de 4 dias.

Hospedagem – Melhor bairro de San Diego para turistas

Os melhores bairros para turistas são Downtown (região da Mission Valley e Gaslamp), North Park,  Ocean Beach, Coronado e Pacific Beach. Pra mim, o número 1, que considero o melhor bairro para se hospedar em San Diego é o Centro, mais especificamente na região histórica do Gaslamp Quarter, onde tem mais restaurantes e coisas para fazer à noite.

Como segunda opção, indico a região de Ocean Beach, perto do Balboa Park, que é um dos principais pontos turísticos de San Diego, onde dá pra passar horas.

Quarto do Kimpton Palomar, no melhor bairro para se hospedar em San Diego

Gaslamp Quarter – O que fazer e porque é o melhor bairro

“Gaslamp Quarter. Historic Heart of San Diego”. Como diz essa frase no pórtico de entrada do bairro, Gaslamp é mesmo o coração histórico de San Diego. E mais: ele também é o centro da vida noturna da cidade, onde estão muitos bares, restaurantes, botecos, lounges, pubs, algumas lojas e muita gente jovem e interessante. É nessa região que também estão os teatros Spreckels e Balboa.

Para quem está sem carro ou gosta de fazer tudo a pé, não há lugar melhor para se hospedar em San Diego. Mas, por isso mesmo, é também a região mais cara da cidade.

Numa noite só, dependendo da disposição, dá pra parar em alguns bares e sentir o clima dos locais. Estive no The Tipsy Crowe Whiskey Girl. O Tipsy Crow tem um bar bem espaçoso e um subsolo de balada, com jogo de luz e DJ. Já o Whiskey Girl é um espaço que dá pra conversar melhor, mas que também tem música (alguns dias ao vivo) e espaço pra jogatina.

Dicas de hotéis no Gaslamp Quarter

Duas boas sugestões com preços razoáveis e localização maravilhosa são o Palomar San Diego e o  Indigo San Diego. Se tiver na disposição de enfrentar hostel e dividir quarto, no HI San Diego Downtown Hostel você consegue pagar 120 reais por diária. Para os padrões da California e do melhor bairro de San Diego, é até barato.

 O que fazer em San Diego

Não faltam pontos turísticos realmente interessantes em San Diego. A cidade tem grandes parques, ótimos museus e lindas praias. Como falei no início, atrações pra família inteira. Selecionei e comentei aqueles sobre que considero os melhores lugares para visitar em San Diego.

Balboa Park – O maior parque cultural dos Estados Unidos

O Balboa Park é o maior parque cultural da América do Norte. Lá estão o zoológico San Diego Zoo, 17 museus e instituições culturais, mais de 10 jardins (Japanese Friendship Garden, Alcazar Garden, Zoro Garden, Australian Garden, Marston House Garden e o Desert Garden, por exemplo), galerias de arte e aquela estrutura de parque bem alto nível, com gente tocando instrumentos em alguns cantinhos.

O SanDiego Botanical Garden foi um dos jardins que mais gostei, porque tem essa carinha de palácio europeu e uma área interna que não precisa pagar pra entrar. É bem lindinho. O jardim japonês não é lá essas coisas, mas esse vale a pena passar! Dá uma olhada nas fotos.

Pra entrar no parque é de graça, e a maior parte dos passeios ao ar livre também são gratuitos. Lá dentro tem algumas feirinhas de artesanato em um ambiente bem gracinha.

Melhores museus para visitar em San Diego

Como falei anteriormente, se você estiver no Balboa, já vai ter cerca de 17 museus para visitar, por exemplo:

  • Reuben H. Fleet Science Center
  • San Diego Automotive Museum
  • Timken Museum of Art
  • San Diego Air & Space Museum
  • San Diego Natural History Museum
  • Museum of Man
  • San Diego Museum of Art

Se não acha suficiente, também tem o USS Midway Museum, Maritime Museum, Museum of Contemporary Art o The New Children’s Museum e mais um monte. Vale um post inteiro só pra falar de cada museu de San Diego e seus temas e especialidades, mas eu não investi nesse tipo de passeio.

Hoje, no Balboa Park, apenas 5 museus são de graça: San Diego Museum of Man, Japanese Friendship Garden, Mingei International Museum, San Diego Museum of Art e Timken Museum of Art. Os valores de ingresso costumam variar de 8 a 60 dólares.

Os horários de funcionamento mais comuns são de 10h. até 17h. Nos sites oficiais, você descobre valores e horários exatos.

As 4 melhores praias de San Diego

As praias de San Diego são bem diferente entre si. Por isso, e porque cada um tem seu gosto próprio nesse quesito, selecionei vários tipos de praias, entre as melhores que visitei em SD. Olha qual mais combina com você.

1. La Jolla Cove Beach – Um linda praia fedida

La Jolla Cove é uma praia bem diferentona e charmosa de San Diego. Estivemos lá num dia nublado e mesmo assim ela estava linda. Mas o que os olhos veem, o nariz não cheira. HAHA desculpa.

La Jolla tem aquelas palmeiras típicas da Califórnia, pedras grandes, areia fina, e um bocado de leões marinhos, focas e pássaros. Eu particularmente achei o cheiro bem ruim e preferi ficar um pouco mais distante das pedras que eles estavam. Depois fui dar uma pesquisada e descobri que costumam avisar aos potenciais visitantes de La Jolla Cove que o odor das focas e das fezes dos pássaros é forte, e tende a piorar nos dias mais quentes. A contaminação fecal torna a praia ruim para banho, embora ela seja uma reserva natural marinha muito rica e diversa, motivo pelo qual é popular entre mergulhadores. Vai entender, né?

2. Torrey Pines State Beach – Praia e lindas trilhas

É uma praia, que fica dentro de uma reserva natural, que é um deserto costeiro de florestas de pinheiros e cânions de areia. O parque tem uma série de trilhas bem cuidadas, que proporcionam uma experiência legal pra todos os níveis, desde caminhos fáceis para famílias e trilhas mais avançadas para os profissionais da escalada. E o visual é incrível porque em todo tempo você consegue enxergar o Oceano Pacífico. É demais.

3. Coronado Island – Praia e luxo

É uma ilha que tem um resort, localizada depois da San Diego Bay. Cruzar essa ponte é uma sensação e tanto e o visual é lindíssimo mesmo. Mas chegando na praia ela não tem nada de muito diferente. Ela tem uma faixa gigantesca de areia branquinha e fina, e a água é transparente e gelada até no verão (como é de costume na Califórnia). Dá pra mergulhar, mas tem que ter coragem. Ela está num bairro bem rico, com casas lindíssimas, e é de graça pra entrar na praia por lá.  

4. Sunset Cliffs Natural Park – Passeio perfeito e pôr-do-sol na praia

O nome Sunset é pra deixar claro que é um dos lugares mais indicados pra ver o pôr-do-sol em San Diego. Pra quem topa uma caminhada ou escalada, agende esse passeio para o fim do dia. A vista é de tirar o fôlego.

Vida Noturna em San Diego – Outras opções do que fazer à noite

Os moradores da cidade indicam as festas do The Observatory North Park, que é um bar de comida excelente que tem DJ que começa a tocar a partir de certa hora da noite, e que em alguns eventos abre um espaço para música ao vivo.

A Pacifico Beach também é outra sugestão. Essa praia tem um píer semelhante ao de Santa Mônica e reúne todo tipo de gente em bares e restaurantes muito animados.

Se a ideia é só comer bem, o passeio na Little Italy é sempre uma ótima idéia também. Ótimos restaurantes, super bem conceituados, ruazinha fofinha.

Tem muita coisa pra fazer em San Diego, eu sei, mas se conseguir organizar direitinho, planeje também uma ida a Laguna Beach, mais uma horinha de carro. A praia é linda e vale a visita.

Quer mais dicas de San Diego?

Aqui estão os principais pontos turísticos, os melhores museus, as praias mais famosas e dicas de hospedagem e também de como chegar a San Diego. Se quiser saber algo mais, ou ficou com alguma dúvida, é só perguntar. E se já conhece bem a cidade e quer acrescentar para ajudar o próximo viajante, mande sua dica de San Diego pelos comentário abaixo.

Viajar com tudo reservado é bem melhor
  • Booking: descontos exclusivos em hotéis e reservas com cancelamento grátis
  • Real Seguros: compare preços de seguro viagem
  • RentCars: aluguel de carro pelo menor preço em dezenas de países
  • Get Your Guide: ingressos e tours para atrações no mundo inteiro

Descontos para economizar na viagem (e antes dela)

Autor

Pago de blogueirinha ripe, mas tô lançando a moda tilelê-geek. Sou designer de formação, peregrina por opção, cidadã do mundo de coração. Amo viver novas experiências, principalmente se forem mágicas e transformadoras.

Comentários