O azul quase infinito do lago Titicaca. A Cordilheira Real com seus picos nevados ao fundo. Resquícios da civilização Inca em obras como a Escalera Inca, passagem obrigatória para subir à ilha.

Assim é a Isla del Sol, um paraíso parado no tempo e um dos maiores tesouros da Bolívia.

A seguir, algumas fotos da Isla del Sol que podem até ser bonitas, mas não chegam perto de representar a real beleza do lugar.

ISLA DEL SOL 7
Nas partes mais remotas das ilhas, visitantes deixam sua marca empilhando pedras
ISLA DEL SOL 8 LHAMAS
As lhamas não nos deixam esquecer: estamos na Cordilheira dos Andes
ISLA DEL SOL BOLIVIA
No horizonte, a Isla de la Luna e a Cordilheira Real
ISLA DEL SOL BOLIVIA 2
Isla del Sol: fantástica do nascer ao pôr do sol
ISLA DEL SOL BOLIVIA 4
Mais um dia de sol para os moradores de ilha
ISLA DEL SOL BOLIVIA 5
No fim da tarde, o frio vai chegando à Isla del Sol
ISLA DEL SOL BOLIVIA 6
Nada como tomar um vinho admirando essa paisagem. Um dos poucos estabelecimentos turísticos que chegaram à ilha
ISLA DEL SOL BOLIVIA 9
Navegar no Lago Titicaca é tranquilo, mas nem pense em nadar nas águas geladas…
ISLA DEL SOL BOLIVIA 10
Ao fundo da Isla del Sol, novamente a Isla de la Luna
ISLA DEL SOL BOLIVIA 11
Os incas deixaram suas marcas nas tradições e na paisagem da Isla del Sol
ISLA DEL SOL BOLIVIA 12
Barco similar aos da Isla de Uros, feito com um tipo de palha do Lago Titicaca

Gostou das fotos? Então saiba que a Isla del Sol é muito mais bonita ao vivo.

Como chegar à Isla del Sol

Chegar até lá é bem fácil: se estiver em La Paz, vá até a rodoviária e pegue um ônibus para a cidade de Copacabana. São cerca de 140 quilômetros de distância, por estradas boas para os padrões bolivianos, com belíssimas vistas para o Lago Titicaca.

Embora seja perto, a viagem ultrapassa 3 horas de duração, principalmente por ser necessário atravessar de balsa um braço do Titicaca. O que também vale a pena e aumenta o clima de aventura do passeio.

ISLA DEL SOL BOLIVIA 3

A rodoviária de Copacabana é suja e feia – isso se seu ônibus não parar em uma praça que também não é lá essas coisas. Mas é fácil achar a rua turística da cidade, uma ladeira repleta de bares, hostels, pousadas e restaurantes. Entre em alguma das pequenas agências de turismo para comprar seu bilhete do barco que faz o trajeto até a Isla del Sol.

Os barcos geralmente partem duas vezes por dia para a ilha, de manhã e à tarde. Não digo exatamente os horários pra não complicar o roteiro de ninguém. Recomendo pesquisar na véspera da viagem pra evitar alguma alteração recente.

O barco não tem luxo. Na verdade, é bem rústico, bem Bolívia Way of Life mesmo. Mas a brisa do Lago Titicaca faz valer cada segundo do caminho.

Chegando à Isla del Sol, respire fundo e tome fôlego para encarar os milhares de degraus da Escalera Inca em direção às pousadas da ilha. Por alguns bolivianos, os garotos de píer se oferecem para subir com suas bagagens. Geralmente eles estão combinados com alguma pousada e tentarão te convencer a ficar nela. Talvez valha a pena, mas fique esperto.

No geral, as pousadas da ilha são simples e baratas. O mesmo vale para os restaurantes. Existem algumas poucas mercerias, coisa de interior do século passado

Ande, explore, faça trilhas para todos os cantos. Admire a Isla de la Luna. Se impressione com a inacreditável beleza da Cordilheira Real. E feliz Isla del Sol pra você!

Viajar com tudo reservado é bem melhor
  • Booking: descontos exclusivos em hotéis e reservas com cancelamento grátis
  • Real Seguros: compare preços de seguro viagem
  • RentCars: aluguel de carro pelo menor preço em dezenas de países
  • Get Your Guide: ingressos e tours para atrações no mundo inteiro

Descontos para economizar na viagem (e antes dela)

Autor

Criador e principal editor do Buenas Dicas, o blog do viajante inteligente (que é você 😄). Siga nossas redes sociais e para dúvidas, propostas e parcerias, veja nosso contato.

2 Comments

    • Nossa, desculpa a demora para responder. Ele mora na Isla del Sol?? Deve ser incrível, ainda mais se ele consegue se ocupar por lá, afinal é lindo para visitar, mas o marasmo do titicaca pode enjoar.

Comentários