Planejamento de viagem

Maxmilhas: minha experiência (negativa) na compra de passagens aéreas

Comprei, viajei e voltei para contar minha experiência com a Maxmilhas. Ela é confiável? É mais barato mesmo? Maxmilhas ou Decolar? Vale a pena? Entenda.
Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr

Se não bastasse uma, comprei duas passagens com a Maxmilhas. Ela é a mais conhecida empresa de venda de passagens aéreas emitidas por meio de programas de milhagem, e muitas pessoas me perguntam se é confiável, quais são os problemas, se é mais barato e se vale a pena comprar por lá. Então vamos por partes.

Comprei minhas duas passagens pela Maxmilhas separadamente. Primeiro um voo LATAM de Guarulhos para Tel Aviv, em Israel, e depois um voo TAP de Lisboa para São Paulo. Já de volta dessa viagem, aqui vai meu relato sobre preços, atendimento e problemas que tive com a empresa.

Por que comprei na Maxmilhas?

Primeiro porque, como blogueiro de viagem, costumo me utilizar de cobaia, assim posso responder com propriedade aos leitores. Depois, porque a passagem de ida estava realmente mais barata pelo Maxmilhas. Enquanto a LATAM vendia o voo direto de GRU para TLV por mais de R$ 3.000, encontrei essa passagem na Maxmilhas pela metade do preço.

Já a viagem de volta ao Brasil, um voo TAP direto de Lisboa para Brasília, estava um pouco mais caro no site da Maxmilhas. Mas aí me lembrei que havia me cadastrado num programa de afiliados da empresa e poderia receber parte do dinheiro de volta. Eu explico: sites de viagem, como o Buenas Dicas, têm diversos parceiros comerciais. Se você clicar nesse link do Maxmilhas e comprar algo por lá, eu recebo uma porcentagem (em teoria). E no caso do meu voo, essa porcentagem igualaria os preços e ainda me possibilitaria testar a eficácia do programa.

Meus problemas com a Maxmilhas

A dor de cabeça começou assim que comprei a segunda passagem. Depois de finalizar todo o processo de compra, me cobraram apenas uma taxa de R$ 15, sendo que a passagem toda custava R$ 1.800. Esperei por horas o e-mail de confirmação e nada da passagem.

Falhas de comunicação e alteração de preço após compra

Tentei contato de várias formas, até que alguém da Maxmilhas me adicionou no WhatsApp. Por lá me disseram que a TAP precisava cobrar uma taxa extra e por isso a compra estava travada. Algo como R$ 17 a mais. Como a essa altura a passagem no site oficial da TAP já estava bem mais cara, autorizei o acréscimo e finalmente a passagem foi emitida.

Calote no crédito para o blog afiliado

Lembra que escolhi a Maxmilhas porque eu receberia de volta uma porcentagem? Fiz a compra utilizando meu link de blog parceiro, o que me renderia cerca de R$ 120 de volta. Mas não recebi um mísero centavo. Entrei em contato com a Zanox/Awin, responsável pelo programa de afiliados, e disseram que a Maxmilhas não identificou essa compra pelo meu link. Vergonhoso. Se uma empresa não é confiável para o próprio parceiro, como ela vai tratar um cliente? Por isso gosto de testar cada produto antes de indicar no site.

Voo internacional sem mala de porão

Virou moda empresa aérea cobrar para despachar mala em voos nacionais. Mas foi a primeira vez que vi algo assim num voo internacional. Mas isso só aconteceu porque comprei pela Maxmilhas. Nos dois voos, viajei com um amigo que comprou suas passagens direto no site das companhias aéreas, em tarifa promocional. Ele despachou, sem custo, sua mala de 23 kg. Mas meus bilhetes incluíam apenas mala de bordo. Se quisesse despachar, teria que pagar uma taxa extra para a companhia aérea. No caso da TAP, seriam 95 Euros, equivalente a R$ 405 na cotação de hoje. Por sorte viajei apenas com mochila.

Bilhete Maxmilhas: passagem internacional incluindo apenas bagagem de mão. Não vi esse detalhe na hora da compra.

Afinal, a Maxmilhas é confiável?

A empresa realmente existe e funciona. Mas é preciso ficar muito atento aos detalhes e a cobranças extras. No meu caso, tive esses três problemas (taxa extra pós-compra, comissão não paga e cobrança para despachar mala) e por isso vou evitar a Maxmilhas no futuro, além de não recomendá-la aos leitores. Sempre que possível, compre diretamente pelo site da companhia aérea, mesmo que custe um pouco mais.

Maxmilhas tem passagens mais baratas mesmo? Vale a pena comprar?

Como falei no início, é possível sim encontrar voos mais baratos na Maxmilhas do que em sites de agências online, como Decolar, Submarino, Edreams e Viajanet. Mesmo os sites das próprias companhias aéreas podem apresentar preços mais altos. Também é possível encontrar voos muito mais caros. Isso depende de vários fatores, então sempre pesquise em vários locais, principalmente em comparadores de preços de passagem, como o Skyscanner.

Relembrando minha experiência negativa, no meu caso não valeu a pena. Se por acaso encontrar um voo muito mais barato, veja também outros relatos e a reputação da empresa no site Reclame Aqui, que reúne diferentes tipos de experiência com a empresa.

Alguma dúvida ou relato a fazer sobre a Maxmilhas?

Se tiver alguma experiência pra contar, seja positiva ou negativa, comente aqui nesse post. Assim mais possíveis compradores poderão entender se vale a pena ou não comprar passagem pela Maxmilhas e se é mesmo confiável, entre outras informações úteis aos viajantes.

Viajar com tudo reservado é bem melhor
  • Booking: descontos exclusivos em hotéis e reservas com cancelamento grátis
  • Real Seguros: compare preços de seguro viagem
  • RentCars: aluguel de carro pelo menor preço em dezenas de países
  • Chip Internacional: internet no celular em qualquer lugar do mundo

Descontos para economizar na viagem (e antes dela)

Criador e principal editor do Buenas Dicas, o blog do viajante inteligente (que é você 😄). Siga nossas redes sociais e para dúvidas, propostas e parcerias, veja nosso contato.

Comentários