Gramado

Templo Budista de Três Coroas: a melhor parada a caminho de Gramado

Entre Porto Alegre e Gramado, esse templo é um dos lugares mais bonitos da Serra Gaúcha. Saiba como chegar, o que ver, horários e como é a visita.
Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr

Saindo de Porto Alegre, a melhor estrada para Gramado passa por Três Coroas. Justamente nesse caminho está o Templo Budista Chagdud Gonpa Khadro Ling. O nome é complicado, mas a visita é fácil de fazer e vale a pena conhecer o local, mais bonito do que parece nas fotos.

Como chegar ao Templo Budista de Três Coroas

A localização no mapa é esta aqui. Para chegar lá, o melhor acesso é pela Rua Águas Brancas, em Três Coroas. A rua começa asfaltada e logo se transforma numa estradinha de pedra. Pista íngreme e cheia de curvas. Pra lá do meio do caminho, vira uma estrada de terra em boas condições, que vai assim até o templo.

Vá devagar. Há moradores na região, gente andando a pé (não tem acostamento) e os malucos que descem rápido pela pista estreita. Da entrada em Três Coroas até o tempo, são cerca de 6 km de distância, que dá pra fazer em cerca de 20 minutos.

Como é a visita – Entrada, estacionamento e templos

O Templo Budista não foi feito para ser uma uma atração turística. É como se fosse a igreja dos budistas. Logo, não cobra entrada. O estacionamento é amplo e gratuito. Mas você pode fazer doações, contribuindo com qualquer valor nas caixinhas espalhadas pelo local.

São vários templos, dedicados a diferentes deuses. Não vou entrar nesse mérito, pois não entendo nada de budismo. Foi apenas como turista, para observar a beleza do lugar. Além dos templos, também tem um local dedicado às Rodas do Darma.

Há dois templos principais. Esse vermelho é o maior, onde acontecem as cerimônias. É permitido visitar seu interior em alguns horários. A 5 minutos de caminhada, pelas trilhas pavimentadas do complexo, está o segundo maior templo, branco de telhas douradas. Lá dentro, diversas divindades. Conversei com um monge no local, bastante simpático, que explicou um pouco do templo e sua divindade.

Cuidado com as formigas

Em todos os caminhos, atenção para não pisar nas formigas. Inclusive há diversas passagens para elas andarem em segurança. Assim como todos os seres vivos, elas são sagradas para os budistas. Aliás, cabe dizer que grande parte dos budistas tem alimentação vegetariana, mas isso não é obrigatório, segundo este site de Budismo Japonês.

Vale a pena visitar o Templo Budista?

Sim! Não sou budista e gostei bastante do passeio. É um lugar muito bonito, que superou minhas expectativas. Ainda tive a sorte de ir num dia de sol, o que favoreceu as fotos. Apenas não recomendo se estiver chovendo, pois a visita é praticamente toda a céu aberto, além da chuva atrapalhar a subida na estrada de terra.

O templo fica a apenas 30 km de distância de Gramado. Então, mesmo que chegue à cidade por outro caminho, pode ir lá conhecer. Em meio a tantas atrações relacionadas a vinhos e chocolates, é legal variar e conhecer o Templo Budista, que fica no alto de uma colina e tem uma ótima vista para a Serra Gaúcha.

Horários de visitação

  • Quartas, quintas e sextas: das 9h às 11h30 e das 14h às 17h
  • Sábados*, domingos e feriados: das 9h às 16h30
  • Fechado para visitas às segundas e terças

É permitido acessar a área dos templos apenas em veículos como carros, motos, ônibus e vans. Por razões de segurança, não permitem o ingresso de pessoas a pé. O que é bom pra todo mundo, porque haja perna pra subir andando aquele morro.

Galeria de fotos do Templo Budista de Três Coroas

Viajar com tudo reservado é bem melhor
  • Booking: descontos exclusivos em hotéis e reservas com cancelamento grátis
  • Real Seguros: compare preços de seguro viagem
  • RentCars: aluguel de carro pelo menor preço em dezenas de países
  • Get Your Guide: ingressos e tours para atrações no mundo inteiro

Descontos para economizar na viagem (e antes dela)

Criador e principal editor do Buenas Dicas, o blog do viajante inteligente (que é você 😄). Siga nossas redes sociais e para dúvidas, propostas e parcerias, veja nosso contato.

Comentários