Airbnb em Lisboa: dicas, apartamentos e quando vale a pena usar

Utilizo o Airbnb desde 2013 e encontrei um bom apartamento para me hospedar em Lisboa. Mas nem sempre o site de hospedagem “particular” vale a pena, o que depende da duração da viagem, das taxas de limpeza e serviço e outros fatores que formam o custo-benefício.

A oferta de quartos a apartamentos inteiros pelo Airbnb em Lisboa é grande, inclusive nos principais bairros do centro histórico, como Baixa, Chiado e Alfama. Nessa região mais turística, bons hotéis de 3 a 4 estrelas tem diárias na faixa dos R$ 500 a R$ 700. Enquanto isso, apartamentos pelo Airbnb em padrão similar custam a partir de R$ 300.

Já viu os apartamentos do Vrbo em Lisboa? Esse site funciona da mesma forma que o Airbnb e é super confiável, sendo parte do Grupo Expedia, o mesmo do Hoteis.com e outras plataformas do setor do turismo.

Bondinho elétrico na Baixa de Lisboa. Região rica em hotéis e apartamentos de temporada.
Bondinho elétrico na Baixa de Lisboa. Região rica em hotéis e apartamentos de temporada pelo Airbnb.

Airbnb em Lisboa parece mais barato que hotel, mas tem taxas extras

Apesar da comparação acima, Airbnb tem suas desvantagens e pode acabar custando mais do que um hotel. Vou usar uma comparação com preços reais (e em Real). Exemplo:

Encontrei no Brown Downtown, um bem avaliado hotel 3 estrelas na Baixa, diárias de R$ 524. Esse valor inclui café da manhã para duas pessoas, arrumação diária de quartos, elevador e portaria 24 horas. Extra de R$ 17,98 em impostos. Se reservar três noites, a conta final será de R$ 1.589. Se for pagar em cartão de crédito e dependendo de onde fez a reserva, terá incidência de 6,38% de IOF.

Pelo Vrbo, o Apartamento Baixa é luxuoso e bem localizado. Mas não oferece serviços de um hotel na mesma faixa de preço por pessoa. Por isso é importante comparar.

Na mesma região, o apartamento Praça da Figueira, também de alto padrão, está anunciado no Airbnb com diárias a R$ 425. Some ainda a taxa de limpeza (R$ 224) a taxa de serviço (R$ 193) e um tal imposto de ocupação (R$ 54). Se reservar três noites, a conta final será de R$ 1.745. E você ainda gastaria uns R$ 50 por dia pra comprar o café da manhã, em mesmo nível do hotel, numa padaria.

Nesse caso, o hotel ganhou fácil. E isso é recorrente em casos de viagens em dupla com estadia curta em Lisboa, digamos que de até sete dias.

Rua Augusta, centro histórico de Lisboa. Região estratégica para se hospedar.

Quando Airbnb Vrbo em Lisboa compensa mais que hotel

A maioria dos apartamentos pelo Airbnb no centro de Lisboa acomoda mais de duas pessoas. Boa parte tem camas para 4, 5 e até 6 hóspedes. E o número de gente raramente interfere no preço. Inclusive em apartamentos de mesmo padrão da comparação acima, pode chegar em turma e pagar a mesma coisa. Saindo muito barato pra dividir. Por exemplo, esse apartamento na Alfama, é estiloso e acomoda bem até 2 pessoas. Ideal para casal.

Em viagens mais longas, a valor das taxas extras é ainda mais diluído, não impactando tanto no valor final da hospedagem. E em viagem longa, com mais bagagem e bagunça, é bom ter mais espaço e uma cozinha pra não precisar jantar fora todo dia. Diferenciais mais comuns no Airbnb do que em hotéis.

Outra situação em que compensa usar Airbnb em Lisboa, é se vai estar de carro. Isso porque hotéis cobram taxas extras de garagem, em valores de variam de 10 a 30 euros por dia. Sim, até R$ 120 pra diária de um estacionamento. E pelo Airbnb, selecionando estacionamento nos filtros, você encontra prédios com garagem, sem cobrança a mais.

Escadaria na Alfama, em Lisboa. Região com muitas ofertas pelo Airbnb.

Minha experiência com Airbnb em Lisboa

Eu fiquei no Boa Vista Central, perto do Elevador da Bica, do Miradouro de Santa Catarina e do Mercado da Ribeira. Ótima localização, numa ruela pouco movimentada, a 15 minutos de caminhada do metrô Cais do Sodré. Sala pequena, cozinha pequena, banheiro e dois quartos, um de solteiro e outro de casal. Pelo preço, valeu a pena, com as vantagens e desvantagens do Airbnb.

Vantagens: preço bom para estadia longa e grupo de três pessoas, wi-fi bom (o que é raro em hotel), cozinha pra quebrar um galho e a leve sensação de ter uma casa em Lisboa.

Desvantagens: segundo andar de escada, “checkin” com chave retirada de cofre eletrônico, sem café da manhã e aquela coisa estranha de chegar, ficar e sair não ver ninguém. Porque nem todo anfitrião Airbnb aparece pra te receber, como foi esse caso.

Viaje com tudo reservado

Descontos para você economizar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *