Viagem de Maceió a Maragogi: melhor caminho e condições das estradas

Fiz em carro alugado a viagem de Maceió a Maragogi, e aqui vão todas as informações sobre as condições das estradas e dicas sobre o caminho.

Para poder comparar os trajetos, pistas e níveis de segurança, fiz a viagem de ida passando por São Miguel dos Milagres e Porto das Pedras, pelo litoral, e voltei pela AL-105, via Porto Calvo.

Como eu queria visitar também orla de Maceió, tanto na ida quanto na volta, nas duas viagens passei por Ipioca, ao invés de seguir pelo caminho mais curto indicado pelo GPS para quem sai do Aeroporto de Maceió.

AL-101, perto da Praia de Ipioca. Um dos melhores trechos da estrada de Maceió a Maragogi.

Condições das estradas no litoral norte de Alagoas

Como pode, destinos tão cobiçados e visitados como São Miguel dos Milagres e Maragogi, entre outros, não serem interligados ao aeroporto da capital por pistas duplicadas?

As estradas que conectam Maceió às belíssimas praias do litoral norte de Alagoas, estão, de modo geral, em condições decentes, pois não apresentam grandes trechos esburacados e a sinalização é razoável.

Mas o trânsito é intenso e pesado, o que não combina em nada com as curvas fechadas e a baixa visibilidade devido às plantações na beirada da pista, onde deveria haver acostamento.

Sabendo disso, preferi fazer a viagem em carro alugado (consulte valores), pois confio mais na minha paciência do que na pressa de motoristas profissionais, como de táxis, ubers e agências de viagem.

Em todas as estradas, reparei em muitos postos de gasolina e lugares para comer. São todas vias públicas, sem pedágios.

Estrada em frente ao Maragogi Brisa Exclusive Hotel, onde fiquei hospedado na Praia do Antunes, bem ao lado de Maragogi.

Confira a seguir os detalhes sobre minha viagem de ida e volta entre Maceió e Maragogi, passando por diferentes caminhos.

Viagem de Maceió a Maragogi – Rota cênica, via São Miguel dos Milagres

  • Duração: fiz em 4 horas, contando a travessia de balsa

Numa linda manhã de quarta-feira, peguei o carro na locadora (consulte preços) e quando entrei na avenida, o trânsito na saída do Aeroporto de Maceió já estava ruim. É preciso atravessar uma grande área de comércio no caminho, com tráfego intenso de motos.

Foram 30 minutos pra chegar até a orla, na Praia de Jatiúca.

De lá, segui pela AL-101 até a Praia de Ipioca, onde passei algumas noites no Ipioca Beach Resort (recomendo).

Estrada simples, em boas condições e bem sinalizada, na maior parte do trajeto em pista de mão dupla, com acostamento estreito ou ausente. Tráfego mediano.

Seguindo viagem depois da Praia de Ipioca

Na saída de Ipioca, num sábado, o trânsito estava muito pior. A AL-101 passa no meio de Paripueira, onde mais parece uma avenida, com muito comércio, motos, bicicletas e pedestres.

Mas o pior estava por vir.

Em Santa Luzia, a estrada bifurca simplesmente DO NADA em duas pistas, de uma forma muito perigosa, sem sinalização alguma. E bem nesse momento, vinha um van de agência de turismo na CONTRAMÃO, ultrapassando um caminhão em local proibido.

Segui pela estrada da esquerda, a AL-101, que sobe até Passo de Camaragibe, entre curvas sinuosas e canaviais atrapalhando a visibilidade. Perigoso, tenha atenção redobrada.

Descida da serra para o litoral

Já em Passo de Camaragibe, uma cidadezinha bem simpática, é preciso voltar rumo ao litoral. A descida até Barra de Camaragibe passa por lindas fazendas, de colinas verdejantes e cercas coloridas.

Colinas? Pois é. Eu não imaginava que tinha serra em Alagoas. Apesar de ser uma rota cênica e as estradas estarem em ótimas condições, tem uma sucessão de curvas fechadas, então respeite os limites de velocidade e tenha atenção às placas.

A estrada litorânea até São Miguel dos Milagres também está em bom estado.

Travessia de balsa de Porto das Pedras para Japaratinga

De lá segui pela orla até Porto das Pedras, com mirantes e praias pelo caminho. Não tem ponte sobre o Rio Manguaba. É preciso entrar na cidade e seguir até a Balsa Porto de Pedras a Japaratinga.

A balsa é pequena. Precisamos aguardar uns 20 minutos até surgirem outros carros para a travessia, que custa R$ 20 por veículo de passeio.

A bordo da Balsa Barracuda, foram cerca de 10 minutos de navegação até o desembarque em Japaratinga.

De Japaratinga a Maragogi foram cerca de 40 minutos de viagem, por uma estradinha em boas condições, passando por vilas, resorts famosos como o Japaratinga All Inclusive e praias lindíssimas.

Foi uma viagem cansativa. Contando o tempo desde a saída de Maceió e a espera na travessia de balsa, foram mais de 4 horas de viagem.

Vale a pena passar por São Miguel dos Milagres no caminho para Maragogi?
Bom, eu gostei. Apesar de ter levado 1 hora a mais do que pelo caminho mais curto, a paisagem na rota é mais bonita, incluindo praias e mirantes. É verdade que tem muito mais curvas nas estradas, mas o trânsito também é mais leve. Se tiver tempo, recomendo esse trajeto, de preferência na ida.

Viagem de Maragogi a Maceió – Caminho mais rápido

  • Duração: fiz em 3 horas (sem contar o engarrafamento para o Aeoporto)

Esse trecho eu fiz na viagem de volta, de Maragogi a Maceió, passando pelo caminho mais curto indicado pelo GPS, via Porto Calvo, seguindo pela AL-105 até São Luís do Quitunde.

Apesar de ser uma estrada em condições decentes, sem buracos e com sinalização adequada, eu acho AL-105 uma estrada perigosa, por diferentes fatores:

  • Trânsito pesado, com muitos caminhões e ônibus.
  • Falta de acostamento e poucos pontos de ultrapassagem.
  • Curvas fechadas e péssima visibilidade, devido às plantações de cana.
  • Motoristas imprudentes, acima do limite de velocidade e ultrapassando em locais proibidos.

Por isso, em vez de seguir pela AL-105 até o norte de Maceió, com mais fácil acesso ao Aeoporto Zumbi dos Palmares, preferi descer até a orla. Na AL-101, passando novamente por Ipioca, o trânsito é mais intenso e o trajeto foi maior, mas tem menos caminhões e poucas curvas.

Cheguei a Maceió junto com uma chuva fora de época. Pegamos engarrafamento na cidade inteiro. Nunca vi tantas motos juntas. O trajeto da orla até o aeroporto, que em condições normais teria duração de 30 minutos, me custou mais de uma hora. Sem contar esse imprevisto, a viagem toda levou 3 horas.

É melhor ir a Maragogi via Maceió ou Recife?

Também já fui a Maragogi via Recife, numa viagem anterior, quando passei também por Porto de Galinhas e Praia dos Carneiros.

Do Aeroporto do Recife até Maragogi, pelo caminho mais curto, são 125 km. Já com saída do Aeroporto de Maceió, são 130 km.

Embora a distância seja praticamente a mesma, há duas vantagens ao desembarcar em Recife: o aeroporto fica na saída da cidade e uma parte das estradas são duplicadas, mais ou menos até a descida a Porto de Galinhas. Depois, é preciso enfrentar a maior parte de viagem em pistas de mão dupla, rodeadas de plantação de cana e repletas de motoristas imprudentes, assim como quem chega por Maceió.

A dica é escolher a estrada de acordo com os preços da passagem e com o seu roteiro. Como eu já conhecia o litoral sul de Pernambuco, preferi chegar em Maceió, para assim conhecer também Ipioca e São Miguel dos Milagres.

Independentemente do caminho escolhido, simplesmente vá para Maragogi, onde estão praias maravilhosas como essa, a Praia de Antunes, que por si só já vale toda a viagem.

Viaje com tudo reservado

Descontos para você economizar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *