Porto de Galinhas

Porto de Galinhas: dicas sinceras para aproveitar mais

Saiba o que esperar de Porto de Galinhas e comece a planejar sua viagem.

Coloquei Alceu Valença pra tocar no Spotify e de repente comecei a escrever essas dicas de Porto de Galinhas. Não vou mentir: a vila e algumas praias me decepcionaram um pouco. Por isso é ainda mais importante ler esse relato para planejar sua viagem sem erro.

Entenda aqui como é a vila de Porto de Galinhas, com dicas de restaurantes e pousadas, como são as praias, se vale a pena ou não alugar carro, médias de preços e outras informações importantes.

Saiba mais: Melhores praias de Porto de Galinhas

Rua das Piscinas Naturais, a mais simpática de Porto de Galinhas

Como chegar em Porto de Galinhas – Vale a pena alugar carro?

Porto de Galinhas fica a apenas 52 km de distância do Aeroporto de Recife. Um transfer em van de agência de turismo, ida e volta, custa em média R$ 150 por pessoa. É possível encontrar transporte mais barato, não regulamentado, no aeroporto.

Se é uma viagem curta e em grupos de 2 a 7 pessoas, compensa mais alugar um carro. Pesquisando aqui, consegui alugar um Chevrolet Spin por menos de R$ 170 por dia. Carros populares são bem mais baratos.

A saída de Recife é complicada e estava com trânsito pesado. Mas logo em seguida, a pista chamada Antiga Estrada Rodovia tem longos trechos duplicados em boas condições, até o trevo de Porto de Galinhas. Atenção ao grande número de ciclistas pelos acostamentos.

A grande vantagem de ir de carro, é poder fazer passeios para várias praias e poder se hospedar FORA DO CENTRO sem gastar rios de dinheiro com táxi. No nosso caso, que estávamos hospedados na Praia de Muro Alto, facilitou muito.

Como é Porto de Galinhas – Centro, principais ruas e gastronomia

Quem conhece lugares como Arraial d’Ajuda e Jericoacoara, não consegue achar graça em Porto de Galinhas.  O vilarejo não tem charme. Exceto pela simpática Rua das Piscinas Naturais e pela beleza do mar cheio de jangadas  logo à frente, Porto de Galinhas é um amontoado de casas sem estilo e fios emaranhados (Certo, como grande parte das cidades brasileira, com a diferença que Porto de Galinhas vive do turismo e deveria investir mais em sua estrutura para os visitantes).

A região que podemos chamar de turística em Porto de Galinhas, onde se concentram restaurantes, pousadas e lojas de artesanatos, é um trecho com cerca de 1 km de extensão, da Rua das Piscinas Naturais até o fim da Rua da Esperança, uma espécie de “Passarela do Álcool” de Porto de Galinhas.

O lado gastronômico também me decepcionou bastante. Esse centrinho de Porto de Galinhas está abarrotado de letreiros feios e “churrascarias gaúchas”.  Cadê a culinária pernambucana?  Fui nos restaurantes regionais mais indicados e foi uma sequência de lugares caros e ruins. Prefiro nem mencionar nomes.

O baiano Raul Seixas ao lado dos pernambucanos Alceu Valença e Chico Science em artesanato vendido em Porto de Galinhas
Portal no centro de Porto de Galinhas
Jangadas na praia no centro de Porto de Galinhas

Hospedagem e praias em Porto de Galinhas – Onde ficar?

Se vai sem carro, é melhor se hospedar nessa região central, pois poderá fazer muitas coisas a pé e tem a praia principal bem perto. Inclusive aqui tem dicas de Pousadas boas e baratas em Porto de Galinhas, todas no centrinho.

Mas se está de carro, tem dezenas de lugares melhores do que o centro para se hospedar. Por exemplo, na Praia do Cupe, que também tem piscinas naturais, com a vantagem de não precisar de jangada. Nessa praia tem bons hotéis e pousadas, como a charmosa Pousada Tabapitanga, pé na areia e muito bem avaliada.

Se prefere ainda mais tranquilidade, procure os grandes hotéis e condomínios da Praia de Muro Alto. Particularmente, achei uma praia muito parada, tipo uma grande represa. Mas esse “piscinão” dá tranquilidade a quem vai com crianças. Por ter poucas barracas, a praia é dominada pelos hóspedes locais, o que dá certa exclusividade. O Samoa Beach resort é uma das melhores opções de Muro Alto.

Praia de Muro Alto, em frente ao Nannai Residence
Rua principal do turismo em Porto de Galinhas. Se vai ficar na vila, melhor se hospedar aqui perto.

Principais passeios em Porto de Galinhas

Além das praias e da ida de jangada até as piscinas naturais, há outros passeios para fazer em Porto de Galinhas. Como eu estava com um carro alugado, conheci os lugares mais importantes por conta própria. Mas tem como fazer tours com agências de turismo.

Em Porto de Galinhas mesmo, o passeio mais comum é o chamada Passeio de Buggy de Ponta a Ponta, que passa pelas praias de Muro Alto, Cupe e Maracaípe. Em média tem 4 horas de duração, e início previsto para às 8h ou 14h. O veículo acomoda até 4 passageiros. Se estiver cheio, custa a partir de R$ 60 por pessoa.

Um passeio mais longo, também pelas redondezas, é para as Praias de Cabo de St. Agostinho. O roteiro mais comum inclui passeio de catamarã na Praia do Suape e trajetos de buggy para a Igreja de Nazaré e a Praia de Calhetas. Em média tem 8 horas de duração, desde a saída até o retorno ao hotel.

Já as outras atividades possíveis incluem trajetos mais longos. Eu fui de carro até a Praia dos Carneiros, que é mais mais bonita do que qualquer praia de Porto de Galinhas. Vale a pena. Também é possível ir em passeio com agência de turismo. O mesmo vale para bate e volta até Recife e Olinda.

Preços em Porto de Galinhas – Quanto gastar?

Tudo depende de como você vai, de onde vai ficar e do seu padrão de viagem. Simulando um roteiro de 5 dias (contando dias da chegada e partida) para casal focado no melhor custo-benefício, podemos estimar uma média de custos assim:

  • 5 diárias de aluguel de carro popular – R$ 400 / R$ 200 por pessoa
  • Combustível do carro – R$ 150 / R$ 75 por pessoa
  • 5 diárias em pousada confortável na Praia do Cupe – R$ 1.000 / R$ 500 por pessoa
  • 8 refeições em restaurantes – R$ 700 / R$ 350 por pessoa
  • Compras e outros gastos – R$ 300 por pessoa
  • TOTAL:  R$ 1.425

Esse cálculo considera uma viagem com o melhor-custo benefício, comendo bem e se hospedando bem, sem perrengue e sem ostentação. Mas é possível gastar muito menos em Porto de Galinhas. Sim, dá pra viajar com menos de mil reais no bolso. E também dá pra gastar muito mais, depende do seu estilo de viagem.

Vale a pena visitar Porto de Galinhas?

Depende do seu perfil e das expectativas que você cria.

  • Sim. A vila ainda é uma das melhores bases para explorar o litoral sul de Pernambuco e tem seus atrativos, como as bonitas praias e piscinas naturais de fácil acesso. Além de ser próxima ao aeroporto e ter uma grande variedade de hotéis e resorts. É uma boa viagem para fazer em família, visto que possui atrativos bem ecléticos.
  • Não. A média de preços em Porto de Galinhas é alta para o nordeste. As estradas até as praias mais bonitas são ruins. Os restaurantes, generalizando, são fracos e caros para o que oferecem. As praias e piscinas naturais, apesar de bonitas, ficam lotadas e enlameadas o ano inteiro. Turismo massivo. Porto de Galinha perde fácil se comparada a outras vilas como Pipa, Jericoacoara e Arraial d’Ajuda, por exemplo.

Dicas diferentes de Porto de Galinhas

Recomendo ver também outro ponto de vista sobre Porto de Galinhas. Quem pareceu que gostou muito mais do que eu foi o canal Trip Partiu, que fez tem um vídeo bem legal na Youtube. Vale a pena assistir e anotar ainda mais dicas:

Boa viagem para Porto de Galinhas!

Viajar com tudo reservado é bem melhor
      • Booking: descontos exclusivos em hotéis e reservas com cancelamento grátis
      • Real Seguros: compare preços de seguro viagem
      • Touron: ingressos e tours em todo o Brasil
      • Airbnb: reservas de quartos e apartamentos de temporada

Descontos para economizar na viagem (e antes dela)

        • Utilize o cupom BUENASDICAS5 na Seguro Promo e tenha   5% de desconto  em seguro viagem
        • Acesse o Airbnb por esse link e ganhe mais de  R$ 150 em crédito  de hospedagem se ainda não for cadastrado.

Criador e editor do Buenas Dicas, o blog de viagem super sincero. Siga nossas redes sociais e para dúvidas, propostas e parcerias, veja nosso contato.

1 Comment

Comentários