Quando comparei Viña del Mar e Valparaíso, ficou claro o quanto a segunda cidade é estilosa, retrô, decadente, moderna, caótica e pacata ao mesmo tempo. Valparaíso é puro contraste, e agora eu vou mostrar um pouco mais dessa pitoresca cidade no litoral do Chile.

Estas são dicas de Valparaíso muito sinceras e objetivas, sem patrocínio, baseadas em minhas experiências reais na cidade. Cá entre nós, isso é cada vez mais raro.

Minha primeira experiência em Valparaíso

Eu não gostei de Valparaíso da primeira vez. Hospedado em Viña del Mar, fui só passar uma tarde em “Valpo” e achei a cidade imunda. Me senti na parte feia do centro velho de São Paulo, mergulhado em fumaça de ônibus. Subi umas ladeiras, que me lembraram as favelas cariocas. Fiz o passeio de barco pelo litoral e pensei que estava sendo levado para a prisão, aspirando fumaça preta.

Minha segunda experiência em Valparaíso

Cinco anos depois, voltei ao Chile e fui novamente passar uma tarde em Valparaíso. Cheguei com o pé atrás, mas saí com a certeza de que é umas das minhas cidades preferidas da América do Sul. A cidade, que tem quase 500 anos, não mudou nada. O que mudou foi minha cabeça, pois agora eu soube apreciar o charme empoeirado dessa velha cidade portuária.

O que ver e fazer em Valparaíso

Para quem faz o bate e volta a partir de Viña del Mar ou mesmo de Santiago, Valparaíso tem algumas atrações básicas que devem ser visitadas. Selecionei aqui os principais lugares para visitar em apenas um dia na cidade.

Um porto decadente, mas colorido

porto valpo chile

O porto de Valparaíso já foi o mais importante da América do Sul, nos tempos em que os navios vindos da Europa e da África precisavam dar a volta pra chegar aos Estados Unidos. Aí veio o canal do Panamá, encurtou a distância e deixou pra trás os tempos de glória em Valparaíso. Mesmo assim, o porto é a chave pra entender a essência de Valparaíso. Se chegar de metrô, vai desembarcar em frente a ele. Tem alguns passeios de barco pra fazer e ver a região do mar.

O caótico centro histórico de Valparaíso

placas valparaiso chile

Não tente dirigir em Valparaíso. Você vai se perder, não vai conseguir estacionar e ainda vai ficar assustado com as ladeiras. Isso se você conseguir encontrar alguma, em meio às feiras ao livre que acontecem na cidade. Não chequei nomes, só sei que cheiravam a peixe.

Tentando sair da feira generalizada, topei com uma marcha de policiais e estudantes. Não sei se os primeiros comemoravam e os segundos assistiam, ou se os segundos protestavam e os primeiros reprimiam. Coisas de Valparaíso. E coisas também de quem não segue o roteiro. Por isso é importante sair um pouco da rota programada e ver o que te chama pelo caminho.

O cerros coloridos de Valparaíso

rua valparaiso chile

Enquanto o centro de Valparaíso é velho, sujo e intransitável, a parte alta da cidade é uma mistura de lugares legais pra conhecer e vistas inacreditáveis para o Oceano Pacífico. Se tem um roteiro obrigatório em Valparaíso, sem dúvidas é subir algumas dessas colinas. A começar pelo Cerro Florida, onde fica La Sebastiana, a casa museu de Pablo Neruda, que tem uma vista espetacular.

É como se a cidade estivesse debruçada sobre o mar. Dos mirantes de Valparaíso, a sensação que temos é de que os navios gigantes que atracam no porto estão invadindo as casas, que por sua vez também têm seu charme, em cores vibrantes e com gatos em cima dos muros. Aliás, sem dúvidas os gatos são os animais preferidos dos locais, pois eles parecem ter casa, enquanto os cachorros vivem nas ruas.

Pra subir aos cerros, onde estão os melhores restaurantes e vistas de Valparaíso, não pense em ir de carro ou andando. Suba de trolebus ou de ascensor, os históricos (e assustadores) funiculares de Valparaíso. Alguns deles têm mais de cem anos, mas continuam ativos.

restaurante valparaiso chile

Utilizei dois dos mais turísticos, que levam às partir mais interessantes das colinas:

Ascensor Concepcíon

Subi e conferi as melhores vistas de Valparaíso. Lá em cima tinha um café interessante e uma pequena feira de artesanato, além de lojas legais. Trata-se do mais antigo ascensor de Valparaíso, em funcionamento desde 1881.

Ascensor Reina Victoria

A vista é legal, mas um pouco menos interessante, assim como as atrações no alto. De legal, só um restaurante panorâmico. Foi inaugurado em 1903.

Os famosos grafites de Valparaíso

grafite hostel valparaiso chile

Pra quem conhece bem São Paulo, é fácil explicar Valparaíso. A cidade parece uma enorme Vila Madalena, toda grafitada, com lojas estranhas, restaurantes legais, escadarias sem fim e hostels brotando a cada esquina. Se você não conhece a Vila Madalena, então vá direto pra Valparaíso, porque além de todos os lugares da moda, a cidade ainda tem a vista privilegiada pro mar, praticamente de qualquer lugar do alto de um cerro.

Aliás, não só as paredes são pintadas, como é possível encontrar belas artes pelos chãos da cidade e dentro de bares e restaurantes, que levam para seu interior o estilo artístico da cidade.

Um pouco da história de Valparaíso

Valparaíso foi fundada em 1544. É mais velha do que São Paulo e Buenos Aires, por exemplo. No Brasil, só “perde” para cidades como Recife, Santos e Salvador. Assim como nas anciãs brasileiras, os anos passados fizeram muito bem para a arquitetura de Valparaíso. Seu centro histórico é hoje Patrimônio Mundial da UNESCO.

Monumentos, palácios, igrejas e teatros históricos estão espalhados por toda a cidade, como:

  • Edifício da Aduana de Valparaíso – 1855
  • Edifício da ex-Escola Naval do Chile – 1893
  • Biblioteca Santiago Severín – 1873
  • Palacio Lyon – 1881
  • Igreja da Matriz – 1559 / 1842
  • Torre Reloj Barón – 1865
  • Hotel Reina Victoria – 1902
  • Edificio Armada de Chile – 1910

centro valparaiso chile

Em 2014 boa parte da cidade foi destruída por um incêndio. Estive lá pouco depois disso e não vi nem sinal da tragédia. Ou o governo chileno é rápido, ou o fogo não chegou nas partes turísticas, ou Valparaíso é um organismo vivo, pronto pra se reinventar.

Vale a pena conhecer Valparaíso?

Se você chegou aqui depois de ler todo o texto, provavelmente já fez sua escolha. Se não, vou resumir muito pra ajudar na sua escolha.

  • SIM – Vá se você gosta de arte de rua, prédios históricos, cidades movimentadas e vistas incríveis para o mar.
  • NÃO – Evite Valparaíso se você não gosta de cidades sujas, prédios mal cuidados, trânsito ruim e alta concentração de gente.

Continue planejando sua viagem para o Chile

Além das dicas do que fazer em Valparaíso, aqui no blog você encontra artigos completos, que são verdadeiros guias de viagem para os principais destinos turísticos do Chile. Então continue no blog e veja informações importantes para resolver sua viagem. Por exemplo:

Viajar com tudo reservado é bem melhor
      • Booking: descontos exclusivos em hotéis e reservas com cancelamento grátis
      • Real Seguros: compare preços de seguro viagem
      • Passagens aéreas: melhores sites para pesquisar preços de passagens
      • Airbnb: reservas de quartos e apartamentos de temporada

Descontos para economizar na viagem (e antes dela)

        • Utilize o cupom BUENASDICAS5 na Seguro Promo e tenha   5% de desconto  em seguro viagem
        • Acesse o Airbnb por esse link e ganhe mais de  R$ 150 em crédito  de hospedagem se ainda não for cadastrado.
Autor

Criador e editor do Buenas Dicas, o blog de viagem super sincero. Siga nossas redes sociais e para dúvidas, propostas e parcerias, veja nosso contato.

8 Comments

  1. Estamos indo para Santiago e estávamos pensando em locar um carro para ir a Valpo e Vinã , mas vi que não é muito
    Legal ir de carro. Você pode me indicar qual a melhor maneira de ir de Santiago para Valpo e Vinã?
    Obrigada

    • Nivaldo responder

      Olá, Daniela. Então, só compensa alugar carro se pretende curtir mais cidades e praias no litoral, por exemplo um roteiro que passe rapidamente por Viña, Valpo, Algarrobo, Isla Negra e San Antonio. Só pra Viña del Mar e Valparaíso, é muito mais barato e tranquilo ir de ônibus. Dá uma olhada no post Ônibus no Chile, onde comento mais sobre empresas e tem mais dicas.

  2. Que bom encontrar esse post! Um dos mais honestos e claros que li!
    Eu, maridão e nosso pequeno mochileirinho, de 4 meses, estamos com viagem programada para o Chile. Alugamos um carro para percorer Valpo e Vinã. E a dúvida crucial é: chegando em Valparaíso, qual seria uma boa parada para estacionarmos o carro e percorrermos a pé a cidade alta?
    Obrigada!

    • buenasdicas responder

      Oi Ingrid, que bom que foi útil.

      Valparaíso é uma cidade bem complicada pra dirigir. Ladeiras, trânsito ruim, feiras de rua… Por isso nunca fui de carro pra lá. Certamente tem estacionamentos pagos na parte baixa. Procurando agora por “aparcamientos” lá, achei um na cidade baixa, perto do Mercado Puerto. Se chama Estaciomiento Kiara. Devem ter outros perto.

      Ou você pode estacionar perto do metrô de Vina del Mar.

  3. Renan Seguin responder

    Estou lendo acerca do Chile nestes dias. Em dezembro estarei saindo em ‘Lua de mel’ e incluímos essas duas cidades em nosso roteiro. Seus posts tem nos ajudado muito para que não façamos passeios “desnecessários”. Obrigado, sua escrita é admirável. Como disse Neruda: “Escrever é fácil. Você começa com uma letra maiúscula e termina com um ponto final. No meio você coloca idéias.” – suas ‘ideias’ estão bem desenvolvidas. Abraços.

    • Muito obrigado, Renan! Suas palavras são um incentivo para continuar escrevendo e viajando em busca de novas dicas.

      Escolheu bem seu destino. O Chile sabe ser romântico, especialmente Viña del Mar e Valparaíso, com seus defeitos e belezas.

      Boa viagem! E qualquer dúvida, conte com a gente.

    • Obrigado! Aproveite muito sua viagem pra Valparaíso. Se precisar de alguma dica que não tem aqui, é só perguntar. Abraço.

Comentários