Santiago

17 principais pontos turísticos de Santiago do Chile

Entre mirantes, parques e museus, selecionei as mais interessantes atrações da capital chilena. Conheça agora os principais pontos turísticos de Santiago.
Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr

Saber quais são os principais pontos turísticos de Santiago do Chile é o primeiro passo para montar seu roteiro. Assim você descobre o que é mais interessante para seu estilo de viagem e o que vale a pena ou não conhecer.

Aos pés da Cordilheira dos Andes, Santiago tem mais de 470 anos de idade e mais de 5 milhões de habitantes. Suas principais atrações envolvem belezas naturais, história e conquistas da engenharia moderna, além de eixos gastronômicos e lugares para bate e volta.

Dicas gerais e dúvidas sobre Santiago e suas atrações

Depois de várias visitas a Santiago, finalmente selecionei os lugares mais importantes para o turismo na cidade. Se tiver alguma dúvida, pergunte. Se tiver mais dicas, mande pelos comentários. E se quiser guardar para ler depois, salve esta imagem no Pinterest ou o link do Google Pocket.

 

1. Plaza de Armas e edifícios históricos ao seu redor

Marco do Chile zero e principal praça do Centro de Santiago. Foi inaugurada em 1775. No meio da praça acontecem apresentações artísticas e feiras. No seu entorno estão edifícios históricos importantes como a Catedral Metropolitana de Santiago, o Correo Central e o Palacio de la Real Audiencia de Santiago.

Vale a pena conhecer? Central e rodeada de estações de metrô, é praticamente impossível não passar por ela. Recomendo tirar algumas fotos e não perder muito tempo. Cuidado com batedores de carteira.

2. Palacio de la Moneda: palco da história chilena

Antiga Casa da Moeda, onde era feito o dinheiro no Chile no século XIX. Em 1932 foi transformado em residência oficial do presidente da república. Lá ocorreu o cerco, bombardeamento e suposto suicídio do presidente Salvador Allende, e consequente início da Ditadura Militar no Chile, com Augusto Pinochet. Hoje é sede da Presidência da República.

Vale e pena conhecer? Se gosta de história, pode fazer a visita guiada gratuita, com aproximadamente 1 hora de duração. Lá acontece a troca de guardas, que acontece em dias ímpares ou pares de acordo com o mês.

3. Cerro Santa Lucía: belezas históricas e naturais

Portal no alto do Cerro Santa Lucia, no Centro de Santiago

Com 69 metros de altura, equivalente a um prédio de 35 andares, essa elevação repleta de construções históricas é um dos principais pontos turísticos do Centro de Santiago. Lá está o Castillo Hidalgo, de 1816, que durante anos recebeu a maior festa de réveillon da cidade. Suba as trilhas e escadarias até o mirante no topo e tenha uma das mais bonitas vistas de Santiago.

Vale e pena conhecer? Se não se importa em caminhar morro acima e quer fazer lindas fotos de Santiago, vale a pena sim. Mas se tiver que escolher entre ele o San Cristóbal (a seguir), vá somente no segundo.

4. Cerro San Cristóbal: a melhor vista de Santiago

Com 300 metros de altura, essa colina é um dos principais pontos turísticos de Santiago. Para subir ao mirante, pode escolher entre caminhada, funicular ou teleférico. Lá no topo tem uma pequeno centro comercial, onde pode comprar camisetas, artesanatos e presentes típicos. Foi lá que experimentei o mote con huesillo, uma das melhores bebidas típicas do Chile. E a vista é impressionante, especialmente se for num dia de céu limpo, para ver os andes nevados.

Vale e pena conhecer? Sim! Eu fui de funicular, pois na época oo teleférico estava desativado. Mas hoje todas as formas de acesso estão disponíveis. Melhor vista e mirante natural de Santiago. Passeio imperdível, um dos únicos que considero obrigatórios em Santiago (Horários e preços aqui)

5. Sky Costanera, mirante do Costanera Center

Tá vendo esse prédio mais alto da foto? Ele também é o mais alto do Chile e da América Latina, com 300 metros de altura. Seu nome é Gran Torre e faz parte do complexo Constanera, onde também está um shopping. O mirante Sky Costanera fica no 61º andar, a 261 metros de altura, e tem uma das melhores vistas de Santiago.

Vale a pena conhecer? Depende. Considerando o alto preço do ingresso, coloque como uma segunda opção, já que a vista do Cerro San Cristóbal é igualmente bonita e custa muito menos. (Horários e preços aqui)

6. Barrio Paris-Londres: ruas históricas em estilo europeu

Colado no Centro de Santiago, está um dos menores e mais interessantes bairros da cidade. O pequeno Paris-Londres preserva rua de paralelepípedos, luminárias de época e construções em estilo arquitetônico do século XVI. Esse pedacinho da Europa sem dúvidas é uma das mais interessantes atrações de Santiago.

Vale a pena conhecer? Sim! Ao lado do centro e próximo a duas estações de metrô, o bairro é um ponto turístico grátis. Pode gastar pelo menos 1 hora para percorrer suas ruas e tirar lindas fotos.

7. Barrio Lastarria: charme e gastronomia

Gastronomia. Essa palavra resume bem o que esperar do pequeno bairro Lastarria. Em poucas ruas, ele concentra alguns dos melhores cafés e restaurantes de Santiago, como o Bocanariz, o Mulato e o Chipe Libre, considerado um dos melhores lugares para tomar o pisco chileno.

Vale a pena conhecer? Sim! Vá com fome de comidas típicas e sede de vinhos chilenos. Sente-se numa mesa colocada na rua José Victorino Lastarria e curta esse que ainda é um dos melhores bairros para se hospedar em Santiago.

8. Casa Museu La Chascona, a casa de Pablo Neruda

Poeta, diplomata e bom vivant, Pablo Neruda foi uma das maiores personalidades do Chile. Recebeu o Prêmio Nobel de Literatura em 1971, dois anos antes de sua morte. Sua casa no bairro de Bellavista se tornou museu, com uma mostra permanente de suas obras e objetos pessoais.

Vale a pena conhecer? Apenas se você conhece um pouco da vida e da obra de Pablo Neruda. A localização facilita uma visita combinada com o Cerro San Cristóbal e bares do Bellavista. (Preços e horários aqui)

9. Museo Chileno de Arte Precolombino

Saiba como era a América antes da chegada dos espanhóis. No museu estão coleções pré-colombianas não só do Chile, como também da América Central, da Colômbia, do Caribe e da Amazônia.

Vale a pena conhecer? Depende se você gosta ou não de história. O acervo do museu mostra a grandiosidade de culturas como Maia e Inca, aniquiladas pelo Império Espanhol. O ingresso é barato e a localização é central, perto do metrô. (Preços e horário aqui)

10. Museo Interactivo Mirador (MIM)

O MIM (Museo Interactivo Mirador) é um museu de ciência e tecnologia altamente interativo, como diz o próprio nome. Lá é possível admirar e se encantar com a evolução e descobertas da humanidade, desde o sistema solar a instrumentos musicais e meios de locomoção. As crianças adoram.

Vale a pena conhecer? O local é mais indicado para quem viaja com crianças. Claro que é possível um adulto ir sozinho e gostar, mas as interações conquistam especialmente os pequenos. (Preços e horários aqui)

11. Museu da Memoria e dos direitos humanos

A Ditadura Militar foi um período sangrento na história do Chile. Para que o povo nunca se esqueça desse período de repressão, assassinatos e torturas, foi criado o Museo de la Memoria e de los Derechos Humanos. Dedicado às vítimas da Ditadura Pinochet.

Vale a pena conhecer? Se você tem alguma dúvida de como é uma ditadura, já coloque no seu roteiro. Faça o mesmo se tem interesse pela história chilena. A entrada é gratuita. (Horários e solicitação de visita guiada)

12. Mercado Central

Foto do Mercado Central de Santiago, no Centro da Cidade

Inaugurado em 1872, foi declarado monumento histórico em 1984. Mas foi por outro motivo que ele se tornou um dos principais pontos turísticos de Santiago: lá dentro estão restaurantes especializadas na tradicional culinária chilena. São dois andares e 241 lojas, entre açougues, padarias, queijarias e restaurantes, principalmente de frutos do mar.

Vale a pena conhecer? Já fui duas vezes e não gostei. Escolhi os restaurantes mais famosos, paguei caro e comi mal. Por isso não recomendo. Mas se quiser tentar a sorte, a localização é central e tem metrô perto. (Horário e informações aqui)

13. Parque Araucano de Las Condes

Localizado em Las Condes, bairro nobre de Santiago, o Parque Araucano é um dos mais belos e seguros parques da cidade. Bom lugar para praticar esportes, caminhar ou simplesmente apreciar essa vista impressionante para a Cordilheira dos Andes.

Vale a pena conhecer? Apenas se estiver hospedado em Las Condes ou de passagem por algum local da região, como o luxuoso Parque Arauco Shopping. Além de não ser uma atração obrigatória, são 10 km de distância até o centro.

14. Viña del Mar e Valparaíso

O charme praiano de Viña del Mar constrasta com as colinas coloridas e caóticas de Valparaíso. Coladas uma à outra, elas são o bate e volta perfeito a partir de Santiago em qualquer época do ano. Antes de visitar, leia O que fazer em Viña del Mar e Ame ou Odeie Valparaíso.

Vale a pena conhecer: Sim! Elas fazem parte do mais básico dos roteiros para Santiago e é barato e rápido se for de ônibus. Se tiver pelo menos 3 dias no Chile, um deles deve ser explorando as vizinhas famosas.

15. Cajón del Maipo

Quer ver neve e paisagens andinas de beleza incrível perto de Santiago? Então coloque Cajón del Maipo no seu roteiro. Lá está o famoso Embalse El Yeso, entre outras atrações. Tudo isso a apenas 1 hora de distância de Santiago.

Vale a pena conhecer? Sim! O visual é impressionante e aqui você terá as melhores fotos da sua viagem. Não vá apenas se a sua viagem for no inverno (junho a setembro), quando a neve torna as estradas perigosas na região (Como chegar em Cajón del Maipo)

16. Vinícola Concha Y Toro

Entre as dezenas de vinícolas próximas a Santiago, a Concha y Toro é a preferida dos brasileiros. Ela é a maior do Chile e a mais visitada da América Latina. Lá são produzidos rótulos como Casillero del Diablo, Frontera e Carmim de Peumo. Uma das atrações é a apresentação contando a lenda do Casillero del Diablo.

Vale a pena conhecer? Se gosta de vinho, sim. O acesso é fácil e barato, pois é possível ir de metrô + táxi ou ônibus. E a visita inclui degustação. Particularmente, como não bebo vinho, evito conhecer vinícolas por achar entediante. Mas isso vai de cada um.

17. Valle Nevado, o principal ponto turístico no inverno

Entre junho e setembro, a temporada de neve lota as estações de esqui próximas a Santiago, como Farellones, Portillo e La Parva. Mas a mais conhecida sem dúvidas é Valle Nevado, que também é a única a ficar aberta para visitação o ano inteiro.

Vale a pena conhecer: se vai esquiar, sim! Apesar para fotografar e ver o local, particularmente acho que não compensa todo o dinheiro e tempo gasto para ir até lá. Mas vai do gosto de cada um.

Mapa de pontos turísticos em Santiago

Todos os pontos turísticos indicados estão nesse mapa que fiz no Google Maps. Clique na imagem (ou aqui no link) para ver o mapa interativo, traçar rotas e ver distâncias entre as atrações e ver avaliações de outros viajantes. Se gostar, basta clicar no ícone ESTRELA para salvá-lo no seu perfil no Maps.

Quer mais dicas de Santiago?

A capital chilena é tema recorrente no Buenas Dicas. Se você busca mais informações, navegue por nossos artigos. E se já conhece a cidade e tem mais dicas de pontos turísticos, sejam eles obrigatórios ou para roteiros alternativos, mande sua dica pelos comentários. E se tiver qualquer dúvida, é só perguntar. Boa viagem!

Viajar com tudo reservado é bem melhor
  • Booking: descontos exclusivos em hotéis e reservas com cancelamento grátis
  • Real Seguros: compare preços de seguro viagem
  • RentCars: aluguel de carro pelo menor preço em dezenas de países
  • Chip Internacional: internet no celular em qualquer lugar do mundo

Descontos para economizar na viagem (e antes dela)

Criador e principal editor do Buenas Dicas, o blog do viajante inteligente (que é você 😄). Siga nossas redes sociais e para dúvidas, propostas e parcerias, veja nosso contato.

4 Comments

    • Oi Mayara. Que bom que gostou. A ideia é essa mesmo, que seja o guia mais completo para uma primeira viagem a Santiago. Se tiver dúvidas sobre alguma atração, é só perguntar.

  1. Olá,
    Tudo bem?
    No ano passado, na primeira semana de setembro, fomos para Santiago, Chile, e fizemos alguns passeios por empresas de Turismo, Concha Y Toro, Embalso Del Enso, Monte Nevada, e um tur na cidade de Santiago.
    Este ano vamos ficar do dia 20/8 a 1/9.
    Vamos ficar hospedados no Centro de Santiago.
    Como são 11 dias, gostaríamos de fazer um tur o mais completo possível.
    Vocês poderiam enviar um roteiro inesquecível e tirar uma dúvida, o que sai mais barato, empresa de turismo ou alugar um carro.
    Se puderem ajudar, sou grato.

    • Nivaldo responder

      Olá, Marcos. Beleza. Como você já conhece Santiago e vai passar 10 dias, daria pra ver várias vezes cada ponto turístico desses. Acho que não vale a pena, ainda mais porque tem tempo suficiente para conhecer outras cidades.

      Roteiro de carro Santiago ao sul e Patagônia

      Numa das dicas de roteiro, pode alugar um carro (gosto de comparar preços nesse site) e seguir em direção à Patagônia Chilena. Passando por Sewell (cidade fantasma), Rancágua (Parque Safari), Pichilemu (melhores ondas do Chile) e Pucón (lagos vulcânicos e vulcões). Se estiver num ritmo bom, sem se demorar nos destinos, dá tempo de seguir viagem até Puerto Montt. É uma rota de 1.000 km (mais se desviar para o litoral), e se devolver o carro no mesmo destino sai muito mais barato, então pode fazer algumas paradas na ida e outras na volta.

      Roteiro de carro Santiago ao norte e Atacama

      Em direção ao norte de Santiago, pode fazer uma rota mais tranquila pelas praias, passando por Valparaíso, Viña del Mar e encerrando em La Serena. Se tiver um ritmo mais acelerado, pode rodar os 1600 km de distância entre Santiago e San Pedro de Atacama. As estradas são boas.

      Outra alternativa, mais barata se estiver em até duas pessoas, é seguir para algum destino desses de ônibus (dicas de ônibus no Chile). Particularmente, recomendo Pucón, que acho mais interessante que o Atacama, além de ser mais em conta.

Comentários