Mendoza

Onde comer em Mendoza – Restaurantes e hamornizações

Dicas de restaurantes no centro e bodegas para fazer harmonização de pratos e vinhos em Mendoza.

Mendoza é pura gastronomia. Entre passeios para vinícolas, muitos deles com harmonização de pratos e vinho, e caminhadas pela cidade, comer é uma das principais atividades.

Entenda aqui onde comer em Mendoza, com dicas de restaurantes especializados no melhor da culinária argentina, especialmente na famosa “parrilla”, onde é assado o tradicional churrasco argentino.

Já visitei Mendoza três vezes e experimentei um pouco de tudo. De restaurantes baratos no centro, a harmonizações nas vinícolas, além, é claro, de bons restaurantes na região central da cidade.

Dicas de onde comer em Mendoza

Antes de viajar, eu não li nenhuma lista tipo essa. Saí andando por Mendoza e fui descobrindo, pelo caminho, restaurantes interessantes.

Uma dica para viver assim e se dar bem, é ficar do olho nas notas dos restaurantes em sites como Tripadvisor e no próprio Google Maps. Se, nessa última plataforma, a nota for superior a 4,5 significa que a chance de ser realmente bom é grande.

Onde estão mais restaurantes em Mendoza

A Av. Aristides Villanueva é um pólo gastronômico de Mendoza. Lá estão dezenas de bons restaurantes e “restobares”, além de pubs que servem excelentes pratos típicos.

Os preços não assustam. O que costuma impressionar é o tamanho dos pratos.

No entorno da Plaza Independencia também estão ótimos restaurantes.

Algumas dicas de restaurantes em Mendoza, na região central:

  • El Palenque Aristides – Restaurante tradicional, serve pratos fartos da culinária argentina, como milanesas, batatas fritas com queijo e excelentes empanadas. Lugar pra comer bem sem gastar muito.
  • Cordillera Vinos y Fuegos – Ambiente um pouco mais refinado, onde se destacam os pratos feitos na parrilla. Também serve carnes em cortes argentinos, como lomos, matambres e chorizos, além de boas empanadas e, como diz o nome, tem uma grande carta de vinhos da região.
  • Canta La Rambla – Restaurante espanhol. Ou melhor, catalão. Especializado em pratos da Península Ibérica, como lulas empanadas, paella e muitos outros frutos do mar.
  • Fuente y Fonda – Não existe nada mais argentino em Mendoza. Cantina charmosa, de pratos bem servidos da tradicional cozinha ítalo-argentina, com raviólis, lasanhas, carnes assadas e doces típicos.
  • Azafrán – Na capital argentina dos vinhos, nada como jantar dentro de uma adega. Restaurante tradicional na cidade, serve pratos finos e também petiscos consagrados da culinária argentina, como empanadas. E a carta de vinhos é uma das melhores de Mendoza.

Dicas de bodegas e vinícolas com restaurantes e harmonização com vinhos:

Na cidades que é a maior produtora nacional de vinhos, e o enoturismo movimenta a economia, não faltam lugares para aprender a combinar pratos e vinhos. Ou simplesmente para comer com a maior oferta possível de vinhos regionais. Atenção: para almoçar, geralmente é preciso agendar com antecedência.

  • Bodega Finca Agostino – A 40 km do centro da cidade, essa é uma das melhores bodegas de Mendoza. E é possível almoçar no local, harmonizando pratos finos com vinhos próprios.
  • Casa El Enemigo – A 30 km do centro de Mendoza, esse é um dos melhores restaurantes da província. Pertence ao famoso enólogo Alejandro Vigil. A harmonização com vinhos acontece em todo a sequência do menu, da entrada até a sobremesa.

Devido à distância da região central de Mendoza, para ir a esses restaurantes, é bom ter um carro alugado e um motorista da vez. Ou compre os passeios com agências de turismo. Outra opção, para não estar tão longe, é se hospedar nessa região das principais bodegas de Mendoza. Nas dicas de Onde ficar em Mendoza, tem sugestões de pousadas inclusive “dentro de vinícolas”.

Alguma dúvida sobre o que comer ou onde comer em Mendoza?

Além desses restaurantes mais tradicionais ou refinados, Mendoza também tem ótimas lanchonetes, onde se comem excelentes “panchos”, o cachorro-quente argentino, entre outras especialidades de comidas de rua ou mais baratas, como pizzas e empanadas.

Para esses, a dica é realmente sair andando e parar onde lhe apetecer. De preferência, com o celular em mãos para poder conferir opiniões de outros viajantes.

E para planejar outras etapas da viagem, aqui no blog mesmo tem muito mais dicas de Mendoza.

Viajar com tudo reservado é bem melhor
      • Booking: descontos exclusivos em hotéis e reservas com cancelamento grátis
      • Real Seguros: compare preços de seguro viagem
      • Passagens aéreas: melhores sites para pesquisar preços de passagens

Descontos para economizar na viagem (e antes dela)

        • Utilize o cupom BUENASDICAS5 na Seguros Promo e tenha   5% de desconto  em seguro viagem
        • Acesse o site O Meu Chip por esse link e tenha   15% de desconto  usando o cupom CHIPMAISBARATO

Criador e editor do Buenas Dicas, o blog de viagem super sincero. Siga nossas redes sociais e para dúvidas, propostas e parcerias, veja nosso contato.

5 Comments

  1. Bruno Carbonaro responder

    Nossaaaaaaaaahhhhh que delícia de dicas de churrasco argentino em Mendoza. A-D-O-R-O linguiça preta, não vivo sem. Obrigado por compartilhar dicas tão legais de restaurantes em Mendoza e tudo sobre a verdadeira parrilla.

  2. Queria ver aqui umas dicas de como preparar esse churrasco argentino em casa! Além de sugestões de onde encontrar esses cortes.

  3. @85749dce0d8cb18657034d8324f3be68:disqus Pode até ser, principalmente no sul. Mas no sudeste e no centro-oeste não conheço ninguém que goste e nenhum lugar que sirva a iguaria. E valeu, Policarpo. Espero tornar esse espaço no mínimo uma fonte válida sobre os encantos da Argentina.

    • João André Anunciação responder

      Acredito que o equivalente a morcilla aqui no Brasil seja o churiço (tipo de lingüiça feita a base de sangue. Nunca comi a tal morcilla, mas gosto do churiço (e sou do sudeste). O churiço não é muito conhecido mesmo e já deve estar ficando esquecido, só os mais velhos apreciam, é uma tradição que não está sendo passada à frente.

  4. Policarpo Azedo responder

    Grande blogueiro! Parabéns pela iniciativa. A Argentina, fora os argentinos, é um lugar maravilhoso mesmo. Uma correção: a tal da morcilla, ou morcilha para os tupiniquins, pode não ser muito apreciada na maioria dos estados como Goiás e toda a sua região metro e centropolitana (aí incluímos Brasília), mas é uma iguaria digna de muita pompa no sul e, posso até arriscar, no sudeste do país. Bem preparada pede um bom tinto encorpado desses envelhecidos em carvalho com “vê”.

Comentários