Amsterdam

O que fazer em Amsterdam em 1 ou 2 dias

Não perca tempo em atrações chatas e filas intermináveis. Nesse roteiro esperto em Amsterdam, vá direto aos pontos turísticos e lugares mais interessantes da capital mais louca da Europa.
Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr

Roteiro rápido em Amsterdam! Se você tem apenas 1 dia na cidade mais louca da Europa, vá direto aos lugares essenciais. Pontos turísticos imperdíveis, bairros charmosos, ao parque mais bonito, canais mais interessantes e outras atrações que realmente merecem o seu tempo.

Vale a pena passar apenas 1 ou 2 dias em Amsterdam?

Lógico! Claro que a capital holandesa tem atrações suficientes para semanas de viagem, isso se você quiser entrar em todos os museus, prédios históricos e fazer todos os passeios. Mas em 1 dia dá pra conhecer o básico. Principalmente se você está apenas fazendo conexão em Amsterdam, não deixe de conhecer a cidade. Aproveite que muitos voos da Air France-KLM passam pelo Aeroporto Amsterdam Schiphol e desembarque para uma ou duas noites em Amsterdam.

Para um roteiro rápido, se hospedar bem localizado é essencial

Numa viagem tão rápida, vai complicar muito se escolher um hotel longe da região turística. Por mais que seja fácil usar o transporte público em Amsterdam, vai facilitar bastante se hospedar nos bairros centrais. Assim vai fazer quase tudo a pé, sem perder tempo com deslocamentos. No Guia de onde ficar em Amsterdam: 6 melhores bairros, eu expliquei quais são as melhores localizações para turistas, com direito a mapa e dicas de hotéis. Passe lá antes de reservar.

O que fazer em Amsterdam no roteiro de um dia – 5 pontos turísticos principais

Nesse roteiro rápido, recomendo não perder tempo em lugares com filas longas ou experiências demoradas. É mais um tour geral do que fazer visitas. Claro que dá pra entrar em alguns lugares.  Dependendo de onde quiser entrar, recomendo comprar os famosos ingressos fura fila. Vou explicar de acordo com a atração. Dá pra fazer tudo em 1 dia, mas se tiver 2 dias em Amsterdam, pode percorrer tudo com mais calma e incluir outros pontos turísticos (dicas lá no final).

1. Centraal Station, Praça Dam, Centro Histórico e Jordaan

Comece pela Centraal Station (foto acima), maior estação de trem da Holanda. Siga para a Praça Dam, bem no centro histórico da cidade. Esse local já foi um mercado central, foi palco de revoltas pela igualdade social e presenciou assassinatos por soldados nazistas. Hoje concentra músicos de rua, artistas e monumentos, como o obelisco em homenagem às vítimas da Segunda Guerra Mundial (National Monument) e o Palácio Real de Amsterdam, que já foi casa da família real holandesa e hoje é residência oficial para convidados estrangeiros.

Após visitar a Praça Dam, caminhe pelas ruas e becos do bairro, que são repletas de lojas e bares. Colado ao centro, passe também pelo pequeno bairro Jordaan, famoso pelas galerias de arte, brechós e por seu antigo morador Rembrandt.


  • Duração: se não se perder muito, dá pra ver tudo em até 2 horas
  • Quer entrar no Palácio Real de Amsterdam? É possível comprar um ingresso sem fila.

2. De Wallen, o Bairro da Luz Vermelha

Polêmico. O distrito De Wallen é famoso por suas vitrines com garotas de programa. A prostituição é legalizada na cidade, mas muitos moradores são contra, principalmente devido ao pacote que acompanha as profissionais: cafetões, traficantes e uma galera barra pesada. Mas durante o dia pode andar tranquilamente, observado cenas peculiares, como senhoras passeando com cachorros nas ruas das vitrines.


  • Quer saber o preço da “entrada”? Em média um programa com as garotas do bairro custa a partir de €50 por15 minutos de diversão.
  • Fica mais bonito à noite, com as vitrines acesas e os mais mais movimentados.

3. Praça dos Museus (Museumplein)

Os principais museus da Holanda estão reunidos aqui. A poucos metros um dos outro, você pode ver o Museu Stedelijk, o Museu Van Gogh, o Rijksmuseum e os menos famosos Museu Moco e Museu do Diamante. É um lugar bonito para caminhar e tirar fotos nas fechadas monumentais dos museus. Se for visitar, escolha o Van Gogh ou o Rijksmuseum, que é considerado pelo Tripadvisor a atração número 1 de Amsterdam. Importante: o famoso letreiro IAMSTERDAM (foto acima) ficava em frente ao Rijkmuseum, mas foi retirado do local. Se quer um parecido para fotos, o Blog Holandesando explica onde você pode encontrá-los.



4. Vondelpark, o parque mais importante

Considerado um Monumento Nacional, ele é o parque mais visitado de Amsterdam e um dos principais locais para visitar se for na Festa do Dia do Rei. Possui lagos, trilhas e é um bom lugar para descansar ou fazer um piquenique. O parque é grande, então se quiser conhecê-lo por inteiro, a dica é alugar uma bicicleta. Aliás, é melhor pedalar no parque do que nas complicadas (para turistas) ciclovias de Amsterdam.


  • Onde alugar bicicleta: as principais empresas na cidade são a Mac e a Yellow.

5. Mini cruzeiro pelos canais de Amsterdam

Para qualquer tipo de roteiro em Amsterdam, sempre indico o passeio de barco pelos canais. É a melhor forma de ver o máximo de lugar em mesmo tempo, e a ainda matar a vontade de navegar como os nativos, passando por baixo de pontes e ao lado de importantes pontos turísticos. Existem diferentes tipos de passeios, que eles chamam de “cruzeiros”. Tem passeio noturno, passeio de uma ou duas horas, passeio com jantar e até um barco “Hop Off”, que a gente desce nas principais paradas e depois pegar outro barco de linha para continuar o passeio.



O que fazer em Amsterdam à noite

Pra percorrer todos esses pontos turísticos durante o dia, recomendo estar consciente. Por isso, deixe para a noite as atividades alucinógenas. Como já deve saber, Amsterdam permite o consumo de maconha nos chamados Coffee Shops, que vendem a droga em diversos formatos, como JOINTS (cigarro de maconha e tabaco), REFERS (cigarro de maconha pura, o nosso “baseado”) e SPACE CAKE (bolos e cupcakes de cannabis). Os mais famosos coffeeshops de Amsterdam:

  • The Bulldog Coffeeshop – Pub, hostel e ambiente enfumaçado em De Wallen
  • Hunter’s Coffeeshop – Também fica em De Wallen, o Distrito da Luz Vermelha
  • Barney’s Coffeeshop – Vende a droga e mata a larica com hambúrguer
  • Greenhouse Coffeeshop – Ervas, drinks e clientes famosos
  • DampKring Coffeeshop – Preços menores e foi cenário de 12 Homens e um Segredo
  • Kashmir Coffeeshop – Tem estilo árabe e foi um dos primeiros da cidade
  • Boerejongens – Significa “garotos da fazenda”. Tem três unidades e serve ervas de alta qualidade.
  • Amnesia – Nome sugestivo e drogas orgânicas. Fica em frente a um belo canal pra você viajar no visual.
  • 420 Café – Já é 4h20? Então entre para provar drinks, sucos e ervas.
  • Mellow Yellow – Aberto desde 1967, é  um dos mais antigoscoffeeshops de Amsterdam.

Outros lugares para visitar em Amsterdam

Obviamente que qualquer roteiro de viagem reflete as preferências do autor. Por exemplo, deixei de indicar o Casa da Anne Frank, que apesar de ser um marco local na história da Segunda Guerra, não me proporcionou uma experiência inesquecível. Também não indico a Heineken Experience por achar que eles é que deveriam pagar para o turista e não o contrário, afinal é pura propaganda da marca. De qualquer forma, aqui vão outras atrações e pontos turísticos importantes em Amsterdam que você pode colocar no seu roteiro de um dia:

Créditos das Fotos: Buenas Dicas e fotos de bancos de imagem gratuitos, de fotógrafos como @Eduard_grtl (Canal congelado em Amsterdam, foto do topo) e @redcharlie (rua do Jordaan com vista pra igreja Westerkerk)

 

Viajar com tudo reservado é bem melhor
  • Booking: descontos exclusivos em hotéis e reservas com cancelamento grátis
  • Real Seguros: compare preços de seguro viagem
  • RentCars: aluguel de carro pelo menor preço em dezenas de países
  • Get Your Guide: ingressos e tours para atrações no mundo inteiro

Descontos para economizar na viagem (e antes dela)

Criador e principal editor do Buenas Dicas, o blog do viajante inteligente (que é você 😄). Siga nossas redes sociais e para dúvidas, propostas e parcerias, veja nosso contato.

Comentários