Montevidéu

O que fazer em Montevidéu: 11 lugares e dicas para montar o roteiro

Tudo para planejar sua primeira viagem ao Uruguai. Da chegada no aeroporto, até os principais pontos turísticos.

Capital e maior cidade do Uruguai, Montevidéu é uma cidade grande com ares de interior. Relativamente segura e cada vez mais voltada ao turismo, lá estão atrações que não podem faltar no seu roteiro. Entenda aqui o que fazer em Montevidéu, com dicas de passeios, pontos turísticos e lugares imperdíveis.

Além desse guia de atividades em Montevidéu, aqui também estão dicas gerais para planejar melhor a vigem e o roteiro, incluindo informações sobre transporte, segurança e câmbio de moeda, entre outras.

Prefere vídeo? Olha só estas dicas de Montevidéu da Marjorie, incluindo passeios para um mirante, a fonte dos cadeados e a questão da liberação da maconha no Uruguai.

Sobre Montevidéu:

  • População: 1,4 milhões de habitantes;
  • Fundação: 1724 – 296 anos de idade em 2020;
  • Fuso Horário: GMT –3, igual ao horário de Brasília;
  • Curiosidade: já foi avaliada como a cidade sul-americana com melhor qualidade de vida.

 O que fazer em Montevidéu – Dicas de planejamento 

Onde fica o letreiro de Montevidéu: Rambla Peru, no final da Praia de Pocitos.

Antes de partir para as atrações, recomendo ver estas rápidas dicas de Montevidéu para planejar melhor sua viagem. Com elas você vai economizar tempo e dinheiro desde o primeiro dia no Uruguai.

Tudo para você entender o que é preciso para aproveitar com tranquilidade sua viagem a Montevidéu:

Câmbio e que moeda levar

A moeda oficial do país é o Peso Uruguaio. Compensa mais fazer o câmbio em solo uruguaio, trocando direto de Real para Peso. Evite cambiar no aeroporto, onde a cotação costuma ser péssima.

Tem casas de câmbio por toda a cidade, em bairros como o Centro, Punta Carretas e Pocitos. Já troquei na Cambio Gales e gostei do local, bem estruturado e na ocasião o Real estava com boa cotação.

Chegada no Aeroporto de Montevidéu

O Aeroporto Internacional de Carrasco fica a 20 km de distância dos principais bairros de Montevidéu, como Pocitos. A corrida do táxi oficial e único permitido no aeroporto custa em média o equivalente a R$ 150. Melhor custo-benefício tem a van, que custa o equivalente a uns R$ 40 por pessoa. Mais detalhes e agendamentos no site oficial.

Na volta, fica mais barato ir de táxi, pois pode pegar o táxi comum. Neles, uma corrida até o aeroporto vai ficar na faixa nos R$ 70 em média. Uber funciona normalmente em Montevidéu, mas pra chamar no aeroporto tem os clássicos problemas com taxistas e locais de embarque. (Última viagem em 2019. Se alguém tiver atualizações quanto a Uber e outros apps de transporte, comenta aí).

Transporte em Montevidéu

Montevidéu não tem metrô. Táxi é relativamente barato e funciona bem à moda antiga, erguendo o braço para o carro que passa com bandeira livre. Uber e Cabify são abundantes, e pode utilizar o mesmo app que usamos no Brasil. Em nenhum momento precisei usar ônibus. Se quiser gastar pouco, o blog Mineiros na Estrada explicou bem como pegar ônibus em Montevidéu.

Mas, sinceramente, a melhor forma de se deslocar é a pé. Montevidéu é uma ótima cidade para caminhar. As ruas dos bairros centrais são arborizadas e tranquilas. E ainda tem o calçadão das ramblas, que são um convite para longas caminhadas à beira do Rio-Mar.

Hospedagem em Montevidéu

Se tiver apenas uma ou duas noites em Montevidéu, fique nas proximidades do Centro e do Casco Viejo, o bairro histórico. Nessa região em localização estratégica, o Crystal Tower, é um hotel 4 estrelas de ótimo custo-benefício.

Agora, se preferir um lugar menos turístico, perto dos melhores restaurantes e vida noturna, vá direto para o bairro de Pocitos. Minha dica de hotel na região é o Punta Trouville. Tem quartos grandes e fica a poucos metros da praia.

Segurança em Montevidéu

O Uruguai costuma liderar rankings de segurança e qualidade de vida na América do Sul. Montevidéu inclusive já figurou em alguns índices como a capital menos violenta do continente.

Há controvérsias? Sempre. Particularmente, achei muito seguro andar nas ruas de Montevidéu. Mas muitos viajantes não recomendam andar à noite pelo Centro. E de uns anos pra cá, vi algumas notícias de roubos e crimes violentos em Montevidéu, inclusive a morte de um turista brasileiro durante um tiroteio.

Por isso, apesar de estar num país bem mais seguro do que o Brasil, ande com atenção pelas regiões turísticas e fique esperto com os seus pertences assim como se estivesse na sua cidade.

Onde comer em Montevidéu

Apesar de ser mais caro para comer em Montevidéu do que em Buenos Aires, e de não ter tanta variedade como a capital argentina, fome você não vai passar. Muito pelo contrário.

Os melhores restaurantes de Montevidéu estão concentrados no Casco Viejo, perto do Mercado del Puerto, e nos bairros de Punta Carretas e Pocitos.

Dicas de restaurantes em Montevidéu:

  • Es Mercat – No Casco Viejo, perto do Mercado del Puerto, esse restaurante combina o melhor da culinária do Mediterrâneo com a gastronomia do Uruguai. Tradicional descolado.
  • Primuseum – No Casco Viejo, serve bons pratos tradicionais do Uruguai e tem apresentações de Tango.
  • Los Leños – No Centro de Montevidéu, famoso pela tradicional parrilla uruguaia. Os pratos costumam ser fartos.
  • La Otra Parrilla – Em Punta Carretas, essa é minha outra dica de parrilla em Montevidéu. Pratos bem servidos e sobremesas com muito doce de leite.
  • El Horno de Juan – Em Pocitos, perto da Rambla Perú, é uma pizzaria boa e barata. Pedaços robustos, à moda argentina.
Degustação de massas artesanais e vinhos uruguaios:

Para o almoço ou jantar, é possível agendar uma experiência gastronômica no Restaurante Fellini, no bairro de Pocitos. Inclui pratos de massas caseiras, acompanhadas de um vinho nacional escolhido pelo sommelier da casa.


 Principais pontos turísticos e passeios em Montevidéu 

Antes de tudo, entenda que é preciso ficar no mínimo 2 ou 3 dias inteiros em Montevidéu para conseguir visitar os principais pontos turísticos e fazer passeios essenciais. O que é perfeito para uma viagem de fim de semana, por exemplo.

Estes são os principais lugares que selecionamos para as nossas dicas sobre o que fazer em Montevidéu:

1. Las Ramblas

Não tem mar em Montevidéu. Mas isso não parece verdade quando a gente olha as praias da cidade e a vista infinita sobre o estuário do Rio da Prata. E na cidade não faltam lugares para passear curtindo esse atípico litoral.

Praticamente toda a orla do Montevidéu é acompanhada por largas avenidas de trânsito rápido, as chamadas Ramblas. Quase todas elas tem um calçadão com ciclovia. Ótimo lugar para passear e curtir um fim de tarde como os locais, bebericando seu mate.

Gostei bastante de caminhar na Rambla República Argentina, perto do Centro. Mas sem dúvidas a rambla mais conhecida e frequentada é a Rambla República del Peru, onde fica a Praia de Pocitos. Aliás, se for para Montevidéu no verão, melhor levar roupa de banho para curtir um dia de praia.

2. Puerta de la Ciudadela

A Porta da Cidadela marca o início do Centro Histórico de Montevidéu. Ela simboliza a muralha construída pelos espanhóis, que protegia a região mais importante de Montevidéu no século XVIII. Embora a muralha original tenha sido demolida, esse portal foi construído à semelhança da histórica estrutura de defesa.

Visita à Porta da Cidadela: ela fica na extremidade da Plaza Independencia, perto do Museu Torres Garcia. Passar por ela é a melhor forma de entrar no principal bairro turístico de Montevidéu, a Cidade Velha.

3. Cidade Velha (Casco Viejo)

Antes de conhecer cada atração especificamente, vale a pena dar uma volta geral pelo Casco Viejo de Montevideo, como é chamada a região do Centro Histórico da Cidade.

Roteiro no Centro Histórico de Montevidéu: é na Cidade Velha que estão os prédios antigos mais bonitos e os museus mais importantes de Montevidéu. E suas ruas, algumas delas exclusivas para pedestres, são cheias de bares e restaurantes tradicionais. Um deles é o Jacinto, de ambiente simpático e comida gostosa. O melhor jeito de explorar a região é a pé, de olho no mapa pra não perder nenhum lugar importante.

4. Mercado del Puerto

Não tem como falar sobre o que fazer em Montevidéu, sem indicar uma visita ao Mercado del Puerto. Mas se você é vegano, é melhor pular esse parte do texto.

O Mercado del Puerto é uma espécie de mercado público dedicado à carne, particularmente ao churrasco na parrilla, à moda uruguaia. O espaço concentra diversos restaurantes. São grades e mais grades de carne assando ao mesmo tempo, praticamente o dia inteiro.

Mas assim, cá entre nós, eu não gostei das comidas que provei. Como é um dos lugares mais turísticos da cidade, pouco frequentado por moradores, a qualidade acaba ficando de lado. Embora não dê pra negar que, para carnívoros, é um dos principais lugares para conhecer em Montevidéu.

5. Plaza Independencia

Localizada no início do Centro Histórico, a Plaza Independência é a principal praça de Montevidéu. Passar por ela é essencial para um roteiro completo. Foi inaugurada em 1840 e ao seu redor estão os principais edifícios públicos e culturais do Uruguai, como o Museu da Presidência, o Palácio Salvo e o Museu do Tango. No centro da praça, está a estátua de José Artigas, herói nacional e considerado o fundador do Uruguai.

Tem pouco tempo em Montevidéu?

Pra quem gosta de chegar com tudo reservado e pretende conhecer o máximo de lugar em menos tempos, recomendo fazer um city tour em Montevidéu. Por exemplo, este passeio de meio período, que busca você no hotel e leva às principais atrações de Montevidéu.

Aliás, se tem apenas um dia em Montevidéu, fazer passeios com agências de turismo é a melhor forma de agilizar as atividades, principalmente para quem acha legal ter uma guia de viagem explicando tudo.

6. Museu da Casa do Governo – Palácio Estévez

Em frente à Plaza Independencia, esse edifício do século XIX foi durante muitos anos a sede da Presidência do Uruguai. Quando o gabinete presidencial mudou de endereço, o local foi transformado em museu, guardando um rico acervo da história do Uruguai, como documentos, fotos e uniformes do exército, entre outros.

Visita ou Museu da Casa do Governo: fiz essa visita e acho que vale a pena. Além de interessante e em localização central, a entrada é gratuita. Além de ser uma atividade histórica e cultural que não vai impactar em tempo no seu roteiro. Bom passeio para um dia de chuva.

7. Teatro Sólis

Projetado à semelhança de teatros italianos, o Sólis é o mais famoso e importante teatro de Montevidéu e de todo o Uruguai. Foi inaugurado em 1856 e desde então recebe as principais peças de teatro, óperas e concertos no país. Fica em frente à Plaza Independencia, então é fácil incluir no roteiro. Pra quem busca o que fazer em Montevidéu com chuva, essa é outra boa visita.

Visita ao Teatro Sólis: a visita guiada acontece de terças a domingos, às 11h, 12h e 16h. Custa o equivalente a R$ 11. Veja na agenda oficial se tem algo em cartaz na época da sua viagem.

8. Palacio Salvo (melhor mirante)

Com 95 metros de altura e 27 andares, foi durante algum tempo o prédio mais alto do Uruguai e da América do Sul. Por sua arquitetura, história e localização privilegiada, no coração da cidade, se tornou um dos principais pontos turísticos de Montevidéu.

Visita ao Palacio Salvo: é possível conhecer o interior do edifício numa vista guiada, que percorre alas históricas e termina no mirante no topo do prédio. Custa o equivalente a R$ 20. Tem todos os detalhes no blog Viver Uruguay.

9. Fortaleza General Artigas (Fuerte del Cerro)

Museu General Artigas – Foto: MunicipioA

Se você gosta de história, esse é um dos pontos turísticos imperdíveis em Montevidéu. Construída numa colina junto ao Rio da Prata, a 132 metros acima do nível do mar, foi a última fortaleza erguida no Uruguai pelo Império Espanhol. Tem pouco mais de 200 anos de idade e sua principal função era proteger o farol. Além de oferecer uma das melhores vistas de Montevidéu, no local hoje funciona o Museu General Artigas, que guarda relíquias da época.

Visita ao Forte do Cerro: a 12 km de distância do Centro de Montevidéu, a fortaleza é um passeio que demanda mais tempo. Aberto para visitas somente de quartas a domingos. Mais detalhes, como preços, horários e fotos, também no Viver Uruguay, blog especialista em Montevidéu.

10. Shopping Punta Carretas (antiga prisão)

Já pensou fazer compras no prédio de uma prisão? Em Montevidéu isso é possível. O Shopping Punta Carretas, um dos principais da cidade, funciona no mesmo edifício da antiga penitenciária. Foi nela que ex-presidente Pepe Mujica passou 14 anos como preso político da ditadura militar no Uruguai. Obviamente o interior foi todo remodelado, mas a fachada continua a mesma dos tempos de presídio.

Visita ao Shopping Punta Carretas: com cinema e praça de alimentação, localizado num dos melhores bairros de Montevidéu, o Punta Carretas é um bom lugar pra fazer compras e sair um pouco do roteiro turístico.

11. Degustação de vinhos em bodegas

Aos poucos o Uruguai vem se tornando um importante destino de enoturismo na América do Sul. A principal região produtora de vinhos no país é Canelones, a 50 km de distância da capital. Mas é possível visitar bodegas e fazer degustações no próprio município de Montevidéu.

Entre as bodegas perto de Montevidéu, a Bodega Bouza é uma das mais visitadas e com melhor estrutura. Também na região metropolitana, os vinhos da Bodega Carrau são bastante elogiados. Para entender mais sobre os passeios a vinícolas e enoturismo no Uruguai, recomendo ler este artigo no Blog do Vinho.

O que fazer em Montevidéu em 3 dias ou mais

Se você tem apenas um dia em Montevidéu, a dica de roteiro é percorrer todo o Casco Viejo a pé, num passeio que vai desde a Plaza Independencia até o Mercado do Porto. E no final da tarde vá ver o pôr-do-sol numa rambla. Um ótimo passeio em qualquer época do ano, principalmente no inverno.

Se tiver dois ou três dias, poderá acrescentar outros lugares e passeios mais elaborados, como um dia inteiro dedicado às bodegas e arredores de Montevidéu. No outro, curta as ramblas, lugares menos turísticos em Pocitos e Punta Carretas e um passeio à fortaleza de Artigas.

E se for nos dias mais quentes de verão, troque as longas caminhadas por um dia inteiro na Praia de Pocitos e passeios nos shoppings e museus.

Dica de roteiro de 4 dias em Montevidéu

  • Dia 1 – Chegada, traslado ao hotel. Aproveite para conhecer os arredores e jantar num restaurante menos turístico.
  • Dia 2 – Caminhada pelo Centro e Casco Viejo. Explore os pontos turísticos ao redor da Plaza Independencia, como o Teatro Sòlis e o Palacio Salvo. Almoço nos arredores do Mercado del Puerto. No fim de tarde, passeio a pé em Punta Carretas, passando pelo Parque Rodó e com parada para um mate ao pôr-do-sol na Playa Ramírez.
  • Dia 3 – Dia de passeio pelos arredores de Montevidéu. Se estiver de carro (e tiver um motorista da vez), vá de manhã à Fortaleza General Artigas e depois siga para um almoço harmonizado com vinhos na Bodega Bouza.
  • Dia 4 – Se tiver um tempo pela manhã, aproveite para alugar uma bicicleta e pedalar pelas Ramblas de Montevidéu. E boa viagem de volta!

Como visitar os pontos turísticos de Montevidéu

Como falei no início, Montevidéu é uma ótima cidade para caminhar. Muitas atrações estão próximas, principalmente entre o Centro e o Casco Viejo, então dá pra combinar vários lugares de uma vez.

Eu fiz tudo por conta própria e achei tranquilo. Mas, se preferir facilitar os passeios e atividades, pode utilizar uma agência de turismo. Por exemplo, se tiver pouco tempo em Montevidéu, pode embarcar num city tour e passar pelos principais pontos turísticos. Inclusive por lá circulam muitos daqueles ônibus turísticos com teto aberto.

Também é possível alugar um carro. Tem muitas locadoras na cidade e no aeroporto. Mas, se a ideia é fazer um turismo urbano, não compensa, devido ao trânsito e à dificuldade para estacionar. Agora, se pensa em fazer um tour pelas praias do Uruguai ou esticar até outros destinos como Punta del Este e Colonia del Sacramento, aí sim vale a pena estar motorizado.

Aqui no blog já me perguntaram sobre compras em Montevidéu. A reposta é sempre a mesma: Não tem nada no Uruguai que não tenha no Brasil, e por lá ainda é tudo mais caro. Compre no máximo um doce de leite de lembrança. Ou um pacote nacional de mate, se for um tomador de chimarrão. E se precisar de roupas, malas, perfumes, essas coisas, vá no shopping.

O que achou das nossas dicas de Montevidéu? Se ainda tiver dúvidas, basta comentar que eu respondo o mais rápido possível. E boa viagem!

Viajar com tudo reservado é bem melhor
      • Booking: descontos exclusivos em hotéis e reservas com cancelamento grátis
      • Real Seguros: compare preços de seguro viagem
      • Touron: ingressos e tours em todo o Brasil.
      • Airbnb: reservas de quartos e apartamentos de temporada.

Descontos paraco economizar na viagem (e antes dela)

        • Utilize o cupom BUENASDICAS5 na Seguro Promo e tenha   5% de desconto  em seguro viagem
        • Acesse o Airbnb por esse link e ganhe mais de  R$ 150 em crédito  de hospedagem se ainda não for cadastrado.

Criador e editor do Buenas Dicas, o blog de viagem super sincero. Siga nossas redes sociais e para dúvidas, propostas e parcerias, veja nosso contato.

5 Comments

  1. Marjorie Lopes responder

    Oii Nivaldo! Que delícia ver meu vídeo por aqui, obrigada! Bateu uma saudade de Montevidéu <3

    • Nivaldo responder

      Oi Marjorie! Eu é que agradeço. Ajudou bastante a enriquecer as dicas. Abraço.

    • Nivaldo responder

      Também tô com saudades de Montevidéu. Quanto a gente pode viajar, mais vontade dá, haha.

  2. Michel Pouvoir responder

    Um passeio imperdível em Montevideo é o Museo de Artes Decorativas, na Ciudad Vieja.

Comentários