Uruguai

10 dicas super úteis de viagem para o Uruguai

Quando ir, o que fazer, quanto gastar, roteiro e mais dicas de viagem para o Uruguai.

Pertinho do Brasil, o Uruguai é um dos melhores destinos internacionais pra gente conhecer em tempos de dólar e euro nas alturas. Já fui três vezes ao Uruguai e conheci um pouco de tudo, de pequenas vilas de praias até as cidades turísticas mais importantes.

Aqui mesmo no blog tem guias completos de viagem para o Uruguai, para você planejar nos mínimos detalhes. Mas agora você vai ver dicas rápidas, pra dar o pontapé inicial na organização da viagem.

Tá na dúvida? Veja se vale a pena viajar ao Uruguai.

Dicas de viagem e turismo no Uruguai

Veja dicas de cada detalhe para planejar sua viagem ao Uruguai. E se tiver alguma dúvida, basta perguntar para ter uma consultoria personalizada.

  1. Principais destinos
  2. Quando ir
  3. Documentos necessários
  4. Voos baratos e aeroportos
  5. Câmbio e que moeda levar
  6. Onde se hospedar
  7. Como se locomover
  8. O Uruguai é seguro?
  9. Preços e quanto gastar
  10. Dicas de roteiros

Prefere vídeo? Olha também as dicas sobre o Uruguai, incluindo como é o passeio para a Casa Pueblo, em Punta Ballenas:

Entenda um pouco de tudo e se precisar de qualquer dica extra sobre o Uruguai, basta perguntar. E se quiser uma consultaria personalizada, pode solicitar também. Confira as dicas:

1. Principais destinos turísticos do Uruguai – Onde ir e o que fazer

O Uruguai é pouco menor do que o estado do Paraná. Os lugares mais famosos e visitados estão na região costeira, incluindo cidades na margem do Rio da Prata e do Oceano Atlântico. Afinal, quais cidades visitar no Uruguai? Estas são as regiões e principais cidades turísticas do Uruguai e suas vocações:

  • Carmelo – Vinícolas e ecoturismo
  • Colonia del Sacramento – Lugares históricos e paisagens românticas
  • Montevidéu – Lugares históricos, gastronomia e vinícolas
  • Punta del Este – Praias, cassinos e festas de luxo
  • Jose Ignacio – Praias e luxo
  • Cabo Polonio – Praias e natureza
  • Punta del Diablo – Praias e festas jovens

2. Melhor época para viajar ao Uruguai – Clima e temporadas

Dá pra viajar ao Uruguai em qualquer época do ano, sempre atento às épocas de calor, frio e chuvas. E cada destino combina melhor com determinadas estações do ano, além de ficarem mais caros ou baratos.

Punta del Este tem clima digno de praia apenas no verão, de dezembro a março. Nessa época acontecem as maiores festas e a cidade fica lotada. Nos meses frios, especialmente de inverno, Punta del Este fica praticamente abandonada – O que é perfeito para economizar, embora sem chance de pegar praia.

Colonia del Sacramento é melhor nos meses menos chuvosos e de clima ameno ou frio, como maio, junho, julho, agosto e setembro, perfeitos para caminhadas no centro histórico.

Montevidéu é melhor nos meses de clima frio ou ameno. Evite apenas o verão, quando pode fazer até 40ºC. Imagine comer churrasco e passear no centro com esse calor.

3. Documentos necessários

Sim, é possível ingressar no Uruguai com RG brasileiro. Além, obviamente, do acesso com passaporte válido.

Assim como em outros países do Mercosul, cidadãos brasileiros podem entrar no Uruguai portando RG – Carteira de Identidade. Diferente do que é divulgado em fontes não confiáveis, não existe regra da validade do RG para ingressar no Uruguai, como ter menos de 10 anos de emissão. Segundo as regras do acordo do Mercosul, como consta no Portal Consular, o RG deve estar em boas condições e deve ser fácil reconhecer o titular pela foto.

Não precisa:

  • O CIVP – Certificado Internacional de Vacinação, comumente cobrado de brasileiros em outros países, devido à Febre Amarela, NÃO é exigido no Uruguai
  • Também NÃO é necessário levar uma quantidade mínima de dinheiro.
  • Não é obrigatório ter seguro viagem. Mas recomendo muito que faça um, por ser barato e muito importante. Saiba mais: Dicas de seguro viagem para a América do Sul.

4. Como ir para o Uruguai  – Voos e aeroportos

Tem dois aeroportos internacionais no Uruguai, o de Montevidéu e o de Maldonado, perto de Punta del Este. Mas este segundo costuma receber voos comerciais com maior frequência apenas no verão. Por isso, é quase sempre mais viável e mais barato comprar passagem para o Aeroporto de Carrasco, em Montevidéu.

Tem voos diretos do Brasil para Montevidéu saindo de Porto Alegre, São Paulo, Rio de Janeiro e Recife, por companhias aéreas brasileiras. Mas geralmente as passagens mais baratas são nos voos que fazem conexão em Buenos Aires, devido à maior demanda. Com escala na Argentina, também é possível ir pelas Aerolíneas Argentinas.

Tem todas as informações para o traslado do aeroporto nestas Dicas de Montevidéu.

5. Câmbio – Que moeda levar para o Uruguai

A moeda oficial do Uruguai é o Peso Uruguaio e esse é o melhor dinheiro para ter em mãos no país. Nas maiores cidades, como Punta del Este e Montevidéu, tem lugares que aceitam pagamentos em Real, Dólar ou Peso Argentino, mas é melhor não contar com isso, fora a complicação pra entender se está sendo um bom negócio.

O melhor lugar para comprar Pesos Uruguaios é no próprio Uruguai. Não compre no Brasil, não vale a pena. Leve em Real e troque nas casas de câmbio FORA DOS AEROPORTOS, onde a cotação é melhor.

Em determinadas épocas, pode ser que compense comprar Dólar no Brasil e no Uruguai trocá-los por Pesos. Apesar de ser um câmbio duplo, com duas perdas e dupla taxação. Na cotação de hoje, não compensa. Fora o trabalho extra. Resumindo, LEVE REAL.

Uso do cartão de crédito no Uruguai:

Comparando com o Brasil, cartão de crédito tem aceitação um pouco menor no Uruguai, inclusive em Montevidéu. No interior, é sempre melhor ter dinheiro vivo, pra não passar perrengue. Ou não precisar pagar taxas de uso do cartão.

        • Antes de viajar, lembre-se de liberar seu cartão para uso internacional, direto pelo site do cartão ou do banco.
        • Compras internacionais no cartão de crédito são taxadas em 6,38% pelo IOF.
        • Pode sacar dinheiro no Uruguai pelo cartão de crédito. Para cartão Visa, procure caixas eletrônicos da Rede Cirrus. Se for Mastercad, vá em terminais da Rede Plus. Valor de taxas dependem do seu banco e cartão.

6. Onde ficar – Melhores cidades para se hospedar no Uruguai

Se vai fazer uma viagem curta só pra dar uma volta geral, por exemplo um roteiro de até 5 dias, a melhor cidade para se hospedar sem dúvidas é Montevidéu. Por ser a mais próxima do aeroporto e praticamente na parte central do litoral, facilita muito a logística. Nesse caso, entender onde ficar em Montevidéu é essencial.

Para viagens mais longas, vale a pena dividir suas bases. Por exemplo, num roteiro de 10 dias no Uruguai, pode dormir 4 noites em Montevidéu, 2 noites em Colonia e 2 noites em Punta del Este ou numa praia mais roots, como Cabo Polonio. Ou Punta del Diablo, vila de pescadores que se tornou uma das praias mais descoladas nos últimos anos.

7. Como se locomover – Dicas de transporte no Uruguai

Não tem voos internos comerciais no Uruguai. E não tem trilhos de trem entre as principais cidades turísticas. O que manda é o transporte rodoviário. Rodando menos de 600 km, dá viajar entre os principais destinos, repare no mapa abaixo:

Em menos de 8 horas de viagem de carro, dá pra ir de um extremo a outro do Uruguai. De Carmelo a Punta del Diablo, são menos de 600 km de distância, passando por Colonia, Montevidéu e Punta del Este.

As estradas entre as cidades turísticas costumam estar em boas condições. Mas são todas pistas simples, de mão dupla. Aliás, são tão simples que cheguei a ver pontes para um único carro. Ou seja, se tiver alguém vindo na outra direção, você tem que esperar pra passar. Pistas duplas, até onde vi pessoalmente e apurei em mapas rodoviários recentes, apenas nas saídas de Montevidéu.

O melhor jeito de viajar pelo Uruguai é de carro. Se vai conhecer vários destinos, alugue um no aeroporto e aproveite a liberdade.

Se a ideia é economizar, tem viagens frequentes de ônibus entre as rodoviárias de Colonia, Montevidéu e Punta del Este. Foi o transporte que utilizei e me arrependi, pois só peguei ônibus pinga-pinga, que vai entrando em tudo que é vila. Alguns trechos duravam até 3 vezes mais do que se tivesse ido de carro.

8. Segurança – Com dica de seguro viagem para o Uruguai

Montevidéu costuma ficar em primeiro ou segundo lugar em índices de capitais mais seguras da América do Sul, junto a Santiago do Chile. No interior, a tranquilidade é ainda maior.

Mesmo assim, já li sobre muitos casos de roubos e crimes violentos no Uruguai, especialmente em regiões mais turísticas de Montevidéu. Então, por mais que seja um país relativamente seguro, lembre-se que você é turista, um tipo visado no mundo inteiro.

E não se esqueça de fazer um seguro viagem, que é muito útil em diferentes situações, desde uma mala extraviada até em casos de acidentes e necessidade de internação hospitalar, por exemplo. E como o seguro não é obrigatório no Uruguai, tem planos muito baratos. Dá uma olhada nessas Dicas de seguro viagem para a América do Sul e entenda melhor.

9. Preços – Quanto gastar no Uruguai num roteiro de 7 dias

O Uruguai já foi um país barato para brasileiros. Infelizmente não estamos mais nessa fase. Além do custo de vida alto no país, o Real se desvalorizou muito frente ao Peso Uruguaio.

Segundo comparativos com esse, hoje o custo de vida em Montevidéu é mais alto do que em São Paulo em todas as categorias. Por exemplo, hoje pra fazer uma refeição em Montevidéu, gasta-se 37% a mais do que em São Paulo, uma das cidades mais caras do Brasil.

E esse custo fica ainda mais alto se considerarmos as cidades turísticas do Uruguai. Em média, gasta-se no mínimo R$ 40 por uma refeição em restaurante mediano de Montevidéu. Transporte também é mais caro do que no Brasil. Por exemplo, uma corrida de Uber em Montevidéu ou Punta del Este custa hoje 50% a mais do que no Brasil.

Cálculo para um roteiro de 7 dias no Uruguai, para duas pessoas que dividem custos como táxis e hotéis, com bases em Montevidéu e Colonia del Sacramento:

  • Dia 1 – Chegada em Montevidéu, traslado à região central em van (R$ 40), jantar (R$ 50) e hospedagem em hotel 4 estrelas (R$ 300);
  • Dia 2 – Roteiro a pé, refeições (R$ 100) e hospedagem (R$ 300);
  • Dia 3 – Passeio com degustação de vinhos (R$ 200), refeições (R$ 100) e hospedagem (R$ 300);
  • Dia 4 – Ida em ônibus para Colonia del Sacramento (R$ 40), refeições (R$ 100) e hospedagem (R$ 250);
  • Dia 5 – Roteiro a pé em Colonia, drinques (R$ 50), duas refeições (R$ 120) e hospedagem (R$ 250)
  • Dia 6 – Mais atrações gratuitas e passeios em Colonia, duas refeições (R$ 150) e hospedagem (R$ 250)
  • Dia 7 – Viagem de volta a Montevidéu (R$ 40), lanche (R$ 30) e táxi pro Aeroporto (R$ 70).
  • TOTAL EM HOSPEDAGEM POR PESSOA = R$ 825
  • TOTAL EM REFEIÇÕES POR PESSOA = R$ 700
  • TOTAL EM PASSEIOS E TRANSPORTE POR PESSOA = R$ 355
  • TOTAL EM GASTOS POR PESSOA = R$ 1.880*

Esse cálculo é uma estimativa baseada em preços das regiões turísticas do Uruguai, considerando uma viagem com o melhor custo-benefício, sem ostentação e sem perrengue, com todas as refeições em restaurantes e hospedagem em hotéis de 3 ou 4 estrelas.

Então tem como sua viagem ao Uruguai ser muito mais barata do que isso, por exemplo custando menos de mil reais por pessoa num roteiro similar. Ou pode ser muito mais cara, de acordo com seu perfil e limites de crédito.

10. Roteiro no Uruguai – Quantos dias ficar e como planejar

A organização do roteiro depende principalmente de três fatores: quanto tempo você vai ficar no Uruguai, a época da sua viagem e de como pretende se locomover. Aqui vou apresentar diferentes alternativas.

Se vai apenas para Montevidéu, um roteiro com 2 ou 3 dias inteiros é o suficiente para conhecer as principais atrações. Nesse caso, veja O que fazer em Montevidéu e anote tudo no seu roteiro.

Agora, se pretende fazer um roteiro mais completo pelo país, incluindo os principais destinos turísticos, num roteiro de 7 dias, bem enxuto, dá pra conhecer um pouco de tudo. Vai facilitar bastante se estiver de carro. Nossa sugestão para um roteiro de 7 dias no Uruguai:

  • Dia 1 – Chegada em Montevidéu. Caminhada de reconhecimento nos arredores do hotel.
  • Dia 2 – Roteiro a pé no Centro Histórico de Montevidéu, incluindo Mercado del Puerto. Fim de tarde nas ramblas e passeio pelo bairro de Punta Carretas.
  • Dia 3 – Passeios pelos arredores de Montevidéu, com visita ao Forte do Cerro e degustação em vinícolas próximas.
  • Dia 4 – Viagem para Colonia del Sacramento. Passeio a pé no Centro Histórico, incluindo a Rua dos Suspiros. Subida ao Farol de Colonia.
  • Dia 5 – Viagem para Punta del Este, com paradas em praias do caminho, como Atlántida e Piriápolis. Entenda melhor: Dicas de praias no Uruguai.
  • Dia 6 – Dê a volta a pé na península de Punta del Este. Se for verão, aproveite para curtir uma praia. Ou vá direto para o algum cassino, como o maior deles, o Enjoy Punta del Este, antigo Conrad.
  • Dia 7 – Retorno para Montevidéu e devolução do carro no Aeroporto de Carrasco.

Informações úteis!

Fique atento também a algumas dicas práticas de viagem para o Uruguai. Dicas que vão ajudar você a entender o que levar, como e economizar e a não passar perrengue.

Voltagem – No Uruguai a voltagem padrão é 220 V com frequência de 50 HZ. Então, pra você que está nos estados brasileiros do sudeste e outros com voltagem de 110 V, atenção redobrada no hora de ligar seus eletrônicos na corrente elétrica.

Tomadas – O padrão de tomadas no Uruguai é aquele com três pinos redondos em linha. Neles, equipamentos brasileiros com apenas dois pinos redondos encaixam bem. Também há tomadas no padrão argentino, que exigem três pinos chatos. Essas precisam de adaptador, que você pode comprar em qualquer “ferreteria”. Se tiver sorte, pode encontrar alguma como essa da foto abaixo: para pinos chatos, mas já adaptada para pinos redondo.

Vale a pena viajar ao Uruguai?

O Uruguai é um dos menores países da América do Sul e um dos mais visitados por brasileiros. Tive a oportunidade de fazer três viagens ao país e sempre me agradou.

No verão, entre dezembro e março, vale a pena focar sua viagem nas praias. Apesar das águas geladas, o litoral do país é lindo e agrada diferentes tipos de viajantes, como os românticos em Colonia del Sacramento, os baladeiros em Punta del Este e os alternativos em Punta del Diablo. E a boa infraestrutura dos hotéis e passeios é ideal para famílias com crianças.

No restante do ano, aproveite para conhecer vinícolas e lugares históricos, além de passeios urbanos.

Pra mim, a única desvantagem em viajar para o Uruguai, atualmente, são os preços altos, devido à constante desvalorização do Real diante do Peso Uruguai. Fora isso, vale a pena sim visitar esse país super simpático, seguro e onde quase todo mundo entende português.

Continue planejando sua viagem ao Uruguai

Aqui no blog você encontra as melhores dicas de viagem para o Uruguai, incluindo seus três principais destinos turísticos, que são Colônia del Sacramento, Montevidéu e Punta del Este. Aqui também tem roteiros completos, incluindo um Roteiro por Argentina e Uruguai, com muitas dicas para combinar os dois países na mesma viagem.

Principais dicas de hospedagem no Uruguai:

Principais dicas de atividades no Uruguai

Viajar com tudo reservado é bem melhor
      • Booking: descontos exclusivos em hotéis e reservas com cancelamento grátis
      • Real Seguros: compare preços de seguro viagem
      • Passagens aéreas: melhores sites para pesquisar preços de passagens
      • Airbnb: reservas de quartos e apartamentos de temporada

Descontos para economizar na viagem (e antes dela)

        • Utilize o cupom BUENASDICAS5 na Seguro Promo e tenha   5% de desconto  em seguro viagem
        • Acesse o Airbnb por esse link e ganhe mais de  R$ 150 em crédito  de hospedagem se ainda não for cadastrado.

Criador e editor do Buenas Dicas, o blog de viagem super sincero. Siga nossas redes sociais e para dúvidas, propostas e parcerias, veja nosso contato.

Comentários