Para viver toda a beleza dos Lençóis Maranhenses, é preciso viajar na época certa. Historicamente, a garantia de lagoas cheias é no meio do ano, nos meses de junho, julho e agosto.

Mas é possível que essa melhor época para o turismo se prolongue, o que depende da temporada de chuvas anterior. Entenda agora quando ir para os Lençóis Maranhenses.

Quando chove nos Lençóis Maranhenses

Segundo dados climatológicos de Barreirinhas, cidade que é porta de entrada dos Lençóis Maranhenses, os meses mais chuvoso do ano na região, são, nesta ordem:

  1. Março
  2. Abril
  3. Fevereiro
  4. Maio
  5. Janeiro
  6. Junho

Especialmente em março e abril, costuma chover muito. Mas não reclame que isso vai estragar suas férias. Se não fossem as chuvas, não existiriam lagoas nos Lençóis Maranhenses. Quanto mais chove, mais tempo duram as lagoas e mais extensa fica a temporada, o que favorece o turismo e a economia na região.

Junho, julho e agosto são os melhores meses nos Lençóis Maranhenses

Logo depois das chuvas, vêm os meses de clima seco e lagoas cheias. Essa é a melhor época para viajar aos Lençóis Maranhenses, em que é praticamente certo que vai encontrar clima seco e lagoas cheias. Mas cada mês tem suas particularidades:

  • Junho: é o início da alta temporada, com lagoas cheias e muito limpas, recém enchidas pelas chuvas. Mas repare que junho é o sexto mês mais chuvoso do ano na região. Então há possibilidades de chuvas. Geralmente são chuvas rápidas, só pra molhar a galera no meio do passeio e deixar o céu nublado pra estragar as fotos um dia ou outro.
  • Julho: mês de férias e com menos chances de chuva, é o auge da alta temporada e do excesso de turistas, o que tira um pouco aquela sensação paradisíaca de caminhar no deserto mais bonito do mundo. Recomendo reservar hospedagem com bastante antecedência em Atins e Barreirinas e não deixar para agendar os passeios na última hora.
  • Agosto: a chance de chover é quase zero e as cidades-base, como Barreirinhas, Atins e Santo Amaro já estão mais tranquilas. Li reclamações sobre “lagoas mexidas”, com águas barrentas e menor volume de água em agosto. Mas viajei nesse mês e achei tudo lindo, embora tenha ficado imaginando todo o volume de urina acumulada nas lagoas ao longo da alta temporada (não tem banheiro, faz calor e todo mundo bebe muita água. Adivinha onde se faz xixi?)
Lençóis Maranhenses em Agosto. Lagoas cheias e céu limpo.

Outros meses nos Lençóis Maranhenses

Historicamente, é mais provável encontrar um bom volume de água nas lagoas somente até o meio do mês de setembro. Mas, como falei no início, é principalmente a temporada de chuvas que determina por quanto tempo as lagoas ficarão cheias. Em 2017, acompanhei relatos de viagens para os Lençóis Maranhenses o ano todo: durante o mês de outubro e até o meio de novembro, as lagoas estavam cheias.

Entre junho e janeiro, é uma boa época para extender a viagem até Atins, a melhor praia do Maranhão, que além de ser uma boa base para explorar os Lençóis Maranhenses, tem praia, ótimos restaurantes, pousadas e escolas de kite-surf.

Os meses menos prováveis para encontrar volume de água suficiente para nadar nas lagoas são dezembro, janeiro e fevereiro. Mas em março a beleza das lagoas já começar a ressurgir, embora o clima possa atrapalhar a viagem. Por isso recomendo, a quem viaja nessa baixa temporada chuvosa, entre janeiro e abril, que dê uns dias de folga ao roteiro, assim não perde nenhuma atração por conta das chuvas.

E então, quando é melhor viajar para os Lençóis Maranhenses:

O Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses é aberto para visitação o ano inteiro.  Para combinar tempo bom para o turismo com lagoas cheias, prefira junho, julho e agosto. Se não gosta de excesso de gente, evite julho. Se foi um ano de muitas chuvas, pode ir em setembro, outubro e novembro, mas nesse último mês provavelmente já vai encontrar as lagoas com menor volume de água. A vantagem dessa média temporada é encontrar os melhores hotéis com mais vagas e preço mais baixos. Por fim, se não se importa com a chance maior de chuvas e menor de ver as lagoas cheias, pode ir em qualquer outro mês. Atrativos não faltam na região. Por mais que as lagoas estejam secas, a beleza desse deserto único no mundo faz valer a viagem, além de toda a oferta de atividades.

Mês a mês nos Lençóis Maranhenses

  • Janeiro: lagoas secas e pode chover
  • Fevereiro: lagoas enchendo e pode chover
  • Março: lagoas enchendo e vai chover
  • Abril: lagoas enchendo e vai chover
  • Maio: lagoas cheias e pode chover
  • Junho: lagoas cheias e pode chover
  • Julho: lagoas cheias e poucas chances de chuva
  • Agosto: lagoa cheias e quase zero chances de chuva
  • Setembro: lagoas provavelmente cheias e quase zero chances de chuva
  • Outubro: lagoa provavelmente esvaziando e quase zero chances de chuva
  • Novembro: lagoa provavelmente esvaziando e quase zero chances de chuva
  • Dezembro: lagoa provavelmente secas e poucas chances de chuva

Como estava o clima nos Lençóis Maranhenses na época do sua viagem?

Como falei, tudo depende do clima e essa está longe de ser uma ciência exata. Então, pra ajudar quem ainda vai viajar, compartilhe com a gente como estava a região quando você esteve por lá. Qualquer informação ou dica ajuda. Se estava chovendo no mês tal, se estava muito calor, se as lagoas estavam cheias. Manda pra gente!

E se você ainda não viajou, utilize os comentários para mandar sua dúvida. Eu respondo sempre o mais rápido possível. Boa viagem!

Agora que já sabe quando é melhor viajar aos Lençóis Maranhenses, chegou a hora de conhecer esse paraíso brasileiro.

Sites consultados: Climate-Data-org e ICMBio

Viajar com tudo reservado é bem melhor
  • Booking: descontos exclusivos em hotéis e reservas com cancelamento grátis
  • Real Seguros: compare preços de seguro viagem
  • Touron: agência de turismo online para reservar passeios e traslados
  • RentCars: aluguel de carro pelo menor preço nas principais locadoras do mundo

Descontos para economizar na viagem

 
Autor

Criador e principal editor do Buenas Dicas, o blog do viajante inteligente (que é você 😄). Siga nossas redes sociais e para dúvidas, propostas e parcerias, veja nosso contato.

Comentários