Não conheço todas, mas ouso dizer que Atins é a melhor praia do Maranhão. A vila, localizada a 1 hora de barco de Barreirinhas, está cercada de maravilhas naturais: o Oceano Atlântico, o Rio Preguiças e os Lençóis Maranhenses.

Sim, os Lençóis Maranhenses.

Como fica na foz do Rio Preguiças, a praia de Atins costuma ser um pouco barrenta. Na vila, as ruas são de areia e os moradores, incrivelmente receptivos, fazem de Atins um destino a se lembrar para sempre.

Dicas de Atins – Como planejar a viagem

Aqui vão dicas de Atins para você organizar melhor a viagem, desde a compra da passagem aérea, pois é preciso entender um pouco sobre clima, opções de transporte e outros detalhes antes de partir para o roteiro de fato.

Onde fica Atins no mapa

Localizada no litoral do Maranhão, Atins está inserida entre o Rio Preguiças e o Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses. Faz parte do município de Barreirinhas, que é a maior cidade da região e de onde saem os passeios e transportes que levam até Atins.

Se já está convencido a fazer essa viagem, o primeiro passo é comprar sua passagem para São Luís, capital do Maranhão, cidade com o aeroporto mais próximo de Atins.

Como chegar em Atins

Não tem estradas para Atins, nem de terra.

Saindo de Barreirinhas, a melhor forma de chegar em Atins é de barco, na chamada “voadeira” que faz o passeio para Caburé e Pequenos Lençóis. Custa a partir de R$ 80 por pessoa, vendido em dezenas de agências de turismo no centro de Barreirinhas.

É preciso fazer todo o passeio. A maioria parte às 8h30.

Na hora do almoço em Caburé, por uma gorjeta de uns R$ 20, o barqueiro faz travessia de uns 10 minutos até Atins. É preciso deixar avisado quando comprar o passeio. Não leve muita bagagem, muito menos malas chiques, pois molha um pouco e não cabe muito coisa no barco.

Na volta, fazendo o blogueiro roots, resolvi testar o transporte por terra de Atins e Barreirinhas. A viagem durou umas 2 horas, mas pareceu um dia inteira. Sacolejando na carroceria da caminhonete adaptada, comendo areia, cruzamos dunas, riachos e fazendas. É mais barato? Uns R$ 20 a menos que o passeio de barco. Mas é uma economia burra.

Melhor época em Atins

Assim como em outras bases dos Lençóis Maranhenses, a alta temporada em Atins depende das lagoas cheias nas dunas, o que ocorre nos meses de junho, julho, agosto e início de setembro. Mas, dependendo de como foi a estação chuvosa, pode acontecer de ter lagoas cheias até novembro, como expliquei nas dicas que Quando ir aos Lençóis Maranhenses.

Mas como o turismo em Atins não depende somente do Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses, a temporada é um pouco mais longa. Praticamente não chove na região no segundo semestre. Então, o clima é de praia em Atins entre julho e dezembro.

Quantos dias ficar em Atins

Tem gente que faz apenas um bate e volta até Atins. Correria, não dá pra aproveitar o melhor da vila.

Eu passei 3 noites e acho que foi o suficiente para conhecer o básico. Fui embora arrependido. Para fazer os principais passeios e ainda ter tempo para curtir a vila com mais calma. recomendo ter pelos menos 3 dias inteiros em Atins, ou seja, 5 noites.

Hospedagem em Atins

É preciso ter preparo físico para andar nas ruas de areia fofa. Diferente de Jericoaocoara, onde é tudo pertinho, Atins é mais espalhada.

Perto do melhor ponto da praia, do mercado e de restaurantes, a Pousada Flamboyart tem localização estratégica na vila e ótimo custo-benefício. Eu me hospedei nessa região, em duas pousadas mais simples e mais baratas, já explicadas aqui no blog:

O que fazer em Atins

Para entender porque considero Atins a melhor praia do Maranhão, selecionei algumas das principais atividades para realizar na vila. E não apareça com correria. Atins é daqueles lugares para aproveitar sem pressa. Então deixe o relógio na pousada e saia para aproveitar a vila, antes que ela se torna famosa como Caraíva ou Jericoacoara.

Os bares e restaurantes de praia de Atins

Atins tem poucas e boas barracas de praia. Tem as mais simples e exóticas e também algumas com certo luxo, essas de donos franceses. Minha favorita sem dúvidas foi a Estresse Zero, que fica na ponta da praia, bem na divisa mais visível do Rio Preguiças com o Mar. Os donos, um casal de São Luís, fazem cachaças exóticas e frutos do mar fartos, como a gostosa moqueca de arraia que eu comi. E os preços são bem em conta.

Vista do bar Estresse Zero

Outros bares e restaurantes de praia quem valem a pena conhecer em Atins são o Bar.Co, o mais sofisticado da vila, o Cabana, onde tem aulas de kitesurf e o Niky Bar Praia, de um italiano que serve pipoca pra acompanhar a cerveja.

Aulas de kitesurf

Com o mar e vento ideais para a prática de kitesurf, Atins naturalmente se tornou paraíso para profissionais e aprendizes do esporte. Tem hotéis especializados, escolas e alguns bares que tem professores. Fiz aula com um professor do bar Cabana. Custou R$ 250 por duas horas de aula, bem mais barato do que nos outros lugares. Quando mais horas você pegar, melhor fica o custo-benefício. Gostei de aula, mas preciso de pelo menos mais umas 10 horas pra conseguir controlar o kite.

Passeios nos Lençóis Maranhenses

Diferente de Barreirinhas, onde é preciso sacolejar quase 1 hora para chegar às dunas, em Atins o sacolejo até o parque leva só 20 minutos e o trajeto é bem mais agradável. Se você tem espírito roots, gosta de andar na praia e não tem medo de ficar perdido, dá pra ir a pé. Nesse caso, recomendo salvar o destino no Google Maps, porque moradores locais me disseram que o trajeto tem umas travessias de mangue e caminhos tortos.

Visitei a Lagoa da Capivara e lagoas próximas. Elas não perdem nada em beleza para a Lagoa Bonita, na região de Barreirinhas. A única coisa que eu estranhei ali foi a presença de coco de bode (bolinhas estranhas) por quase todo o caminho. Também visitei a praia na região e dei só um mergulho, até perceber que era uma praia de tombo e a maré estava puxando muito.

Almoço em Canto do Atins

Pra encerrar o passeio até as lagoas, os carros param nesse pedaço de nada conhecido como Canto do Atins. Ali estão dois restaurantes turísticos, conhecidos por terem o que chamam de “O melhor camarão do mundo”. Uma grande fábula que inventaram para atrair turistas. Os dois restaurantes, o da Luzia e o do Antônio, servem uma mesma receita de camarão com molho secreto. Gostoso, mas está longe de ser o melhor do mundo. Aliás, nem o melhor de Atins ele é. O peixe assado é mais gostoso do que o camarão, mas também não é o melhor do mundo.

Camarão do Antônio. Dizem que é melhor do que o da Luzia, mas não é o melhor do mundo

A caipirinha estava honesta, mas longe de ter a qualidade da melhor caipirinha do brasil, que eu provei bem perto dali, no povoado de Mandacaru.

Onde comer em Atins

Se o Canto do Atins foi bem abaixo do esperado, os outros restaurantes me surpreenderam para o lado bom. Além do Zero Estresse que falei no início, onde comi uma deliciosa moqueca de arraia, outro que merece destaque é o Restaurante do Rico. Além de ter wi-fi, o restaurante faz o melhor peixe que já comi na vida. Cremoso, ele derretia no garfo e na boca. Tive que comer rápido, antes que toda a população de cachorros e gatos de rua de Atins pulasse em cima do prato.

O que achou das dicas de Atins?

Procurei concentrar aqui o máximo de informações sobre Atins, para você planejar sua viagem por conta própria. Mas, se sentiu falta de alguma informação específica, basta perguntar. Eu mesmo respondo, sempre o mais rápido possível.

E se precisar de uma consultoria personalizada, seja para montar seu roteiro ou escolher uma pousada, sinta-se à vontade para comentar ou enviar um e-mail para nivaldo@buenasdicas.com.

Mais fotos de Atins

Por toda essa estrutura de charme roots, Atins merece ser a melhor praia do Maranhão. Um lugar com ótimos restaurantes, bares exóticos, pousadas charmosas, águas calmas e a imensidão dos Lençóis Maranhenses logo ao lado, Atins é uma praia diferente, com lugar de destaque entre todas as praias do Brasil.

E agora que você já sabe todas as dicas e o que fazer em Atins, vai ficar ainda mais transformar essa viagem em realidade.

Olha só nossa galeria de fotos de Atins:

 

Mais dicas de viagem para o Maranhão

Aproveite para ver também nossas outras dicas sobre essa incrível viagem para o Maranhão.

Viajar com tudo reservado é bem melhor
      • Booking: descontos exclusivos em hotéis e reservas com cancelamento grátis
      • Real Seguros: compare preços de seguro viagem
      • Passagens aéreas: melhores sites para pesquisar preços de passagens
      • Airbnb: reservas de quartos e apartamentos de temporada

Descontos para economizar na viagem (e antes dela)

        • Utilize o cupom BUENASDICAS5 na Seguro Promo e tenha   5% de desconto  em seguro viagem
        • Acesse o Airbnb por esse link e ganhe mais de  R$ 150 em crédito  de hospedagem se ainda não for cadastrado.
Autor

Criador e editor do Buenas Dicas, o blog de viagem super sincero. Siga nossas redes sociais e para dúvidas, propostas e parcerias, veja nosso contato.

14 Comments

  1. Marcos Wagner Junior responder

    Boa tarde, estou com passagem comprada para São Luis e estou pensando em ficar 2 a 3 noites em Atins. Li em alguns lugares e no seu blog que é possível caminhar para as lagoas por conta, não precisa de nenhum guia? Gostamos de fazer as coisas sem excurssões, no nosso tempo. Você chegou a conhecer/viu algumas pessoas que fizeram a pé? Obrigado.

    • Nivaldo responder

      Olá, Marcos. Antes de chegar em Atins, também estava com essa ideia de ir andando até as dunas. Olhei pelo mapa, na visão por satélite, e me pareceu bem perto e viável ir pela praia. Mas conversei com os donos de um restaurante, que já moravam lá há uns anos. Disseram que foram a pé uma vez, mas se arrependeram. Levaram o dia todo, pois tem muitos trechos que não dá pra passar (mata, lama, etc). E tem as marés. Então precisaram desviar a rota para a estrada…de areia fofa. E olha que me pareciam bem roots e já conheciam bem a região.

      Possível é. Eu segui a dica e não tentei. Se for, pegue dicas com locais e se prepare bem. O sol é de lascar.

  2. Já estive em Barreirinhas e agora estou em Atins. Realmente, que lugar mágico!!! Aqui tem um charme , uma tranquilidade que nunca encontrei em lugar algum. Fui ao canto do Atins e é sensacional! Cheguei na segunda feira e ficarei até sábado. Tô amando!!!!!

    • Nivaldo responder

      Demais né! Obrigado por compartilhar, Jorge. Só comi peixe bom e camarão grande aí, haha, bom demais. Aproveite a viagem.

  3. Olá, todos os anos faço uma viagem com meu marido em Dezembro, uma semana antes do Natal, este ano gostaria de ir lenços maranhenses até Jericoacoara, queria ficar em Barreirinhas e ir até os lençóis, você recomenda hospedagem em Atins? Percebi que Atins é mais “fofo” que Barreirinhas.
    Não somos aventureiros queria um passeio sossegado, adoramos uma praia linda com um bom “quiosque” você recomenda este passeio?
    Obrigada..

    • Nivaldo responder

      Oi Andréia. Boa palavra pra diferenciar as duas. Atins é uma vila que ainda está descobrindo o turismo, imagine uma Jericoacoara 10 anos atrás. Pousadas charmosas, praia tranquila e ótimos restaurantes improvisados nas ruas de areia. Barreirinhas é uma capital regional, com infraestrutura, mas com zero charme e o calor é de matar.

      Acho que seu lugar é Atins mesmo! Me hospedei em dois lugares lá, na Pousada Nativa e na Pousada Estrela dos Lençóis. E fiz um post com mais dicas, o Onde Ficar em Atins, onde explico as melhores localizações.

      Sobre passeios que saem de cada uma, dicas de transporte e relatos, dá uma olha também no post Roteiro nos Lençóis Maranhenses.

      E falando em Jeri, também passei um bom tempo lá. Comece por aqui: O que fazer em Jericoacoara.

  4. Adorei sua reportagem! Estamos em Pipa e um amigo falou em Atins e Barreirinhas e fomos pesquisar. Sua reportagem nos atiçou a mente e vamos fazer esse roteiro ainda esse ano. Quais os meses de maior movimento e de baixo movimento?

    • Nivaldo responder

      Obrigado, Keity! A Alta Temporada em Atins, Barreirinhas e toda a região dos Lençóis Maranhenses é de junho a agosto. Pois é nessa época, depois da estação das chuvas, que se pode ir com a certeza de encontrar as lagoas cheias nos Lençóis. Dependendo do ano, em setembro, outubro e até início de novembro é possível que as lagoas durem mais.

      Desses meses, por causa de férias escolares, julho é o mês mais cheio, quando hotéis ficam mais caros e os passeios lotam os atrativos. Pra fugir da agito de julho, é melhor ir agora em julho ou depois, em agosto ou início de setembro.

      Mas pra Atins você pode ir durante todo o segundo semestre, quando é tempo bom de praia. Mesmo se encontrar as lagoas vazias, aproveite pra curtir a praia, a culinária excelente e o charme da vila.

    • Esse ano a temporada de chuvas foi bem maior que nos últimos ano. Se duvidar, até dezembro as lagoas ainda estarão cheias. Vale a pena ir depois de julho. Ultimamente os lençóis estão mega cheios, alta temporada é muiiiita gente. Pra quem busca um pouco de paz, é melhor depois de julho.

  5. Maryane Silvestre responder

    Atins, é o lugar mais lindo de todos no Maranhão!! Estivemos em Atins, Eu, meu marido e nossa filha de 9 anos, em Julho/17 e nossa experiência foi essa mesma que você descreveu em seu texto….Atins é mágico pela energia do local e das pessoas! Amamos e pretendemos voltar!! Ps: Amamos a Estresse Zero e tenho a mesma opinião quanto ao Canto do Atins…. Conhecer Atins foi uma alegria enorme????

    • buenasdicas responder

      Oi Maryane, obrigado pelo comentário. Bom saber que você também teve uma ótima experiência em Atins. Também quero voltar, só preciso ter disposição pra encarar a jornada de avião, ônibus e barco até lá outra vez.

  6. Também gostei muito de Atins! Não é a mais bonita (mar com rio), mas sem dúvidas é a melhor praia do Maranhão, por ser um lugarzinho muito charmoso, ainda bem natureza.

    • buenasdicas responder

      Obrigado pelo comentário, Mara! Que bom que gostou de Atins, a vila é realmente um charme. Fico até na dúvida se é bom ela virar de vez uma Jeri, ou se é melhor ficar assim, ainda desconhecida pelo turismo massivo.

Comentários