Bariloche

10 principais pontos turísticos de Bariloche e melhores passeios

Bariloche tem atrações o ano inteiro. Conheça os principais pontos turísticos e comece a montar o seu roteiro de viagem pela Patagônia Argentina, faça sol ou neve.

Nem só de neve vive Bariloche, na Argentina. Porta de entrada da Patagônia, a cidade tem atrativos como lagos, montanhas, rios, lojas e museus. Conheça agora os principais pontos turísticos de Bariloche e comece a planejar sua viagem.

Lembrando que para escolher o que visitar, depende da estação do ano. Por exemplo, é possível esquiar somente no inverno, na temporada que costuma ir de meados de junho a meados de setembro. Já o lago Nahuel Huapi pode ser explorado o ano inteiro e inclusive tem praias no verão.

1. Circuito Chico, o principal passeio

Tem poucos dias em Bariloche? Então comece pelo passeio básico, o Circuito Chico, que percorre as paisagens mais bonitas e emblemáticas da cidade:

  • Cerro Campanario
  • Capela de Santo Eduardo
  • Hotel Llao Llao
  • Lago Nahuel Huapi

Dica de agência de turismo: na empresa Brasileiros em Ushuaia (mas que também opera em Bariloche) esse passeio tem 4 horas de duração e passa também por outras atrações.

Cerro Campanario no inverno
Cerro Campanario no verão

2. Cerro Catedral, a maior estação de esqui

A principal estação de esqui de Bariloche está aqui, com seus mais de 100 km de pistas. No inverno é o local mais lotado da cidade. No restante do ano, é possível praticar esportes como trilhas, além de admirar a vista. Você pode ir por conta própria, mas algumas agências de turismo vendem tour para o Cerro Catedral, incluindo transporte desde o hotel e guia turístico que fala português. Ainda assim é um dos passeios mais baratos em Bariloche.

Estação de esqui no Cerro Catedral, em Bariloche. Melhor lugar para se hospedar no inverno.

3. Piedras Blancas: neve para amadores

Enquanto o Cerro Catedral se enche de esquiadores em nível intermediário e avançado, a estação de Piedras Brancas reúne os amadores. Pra quê? Pra descer a montanha em trenós ou fazendo o clássico esquibunda. Atividades disponíveis apenas no inverno.

 

Visualizar esta foto no Instagram.

 

Uma publicação compartilhada por Los Vitors (@los_vitors) em

4. Circuito Grande, um tour pela Patagônia

Em apenas um dia é possível conhecer os principais atrativos de Bariloche, como seus lagos e florestas temperadas. Além de uma parada em Villa la Angostura, considerada uma das 5 cidades mais bonitas da Argentina. Pode ser feito no verão, no outono e na primavera.

Villa La Angostura, no Lago Nahuel Huapi, a 82 km de distância de Bariloche e parte do passeio Circuito Grande.

5. Centro Cívico de Bariloche

Com vista para o Lago Nahuel Huapi, o Centro Cívico de Bariloche é uma grande praça cercada de edifícios inspirados na arquitetura dos Alpes. Lá está o Museu da Patagônia, com mostras permanentes de história natural e história regional da Patagônia. O Centro Cívico pode ser visitado o ano inteiro, mas fica mais animado na primavera, no outono e no verão, com atividades ao ar livre.

Lago Nahuel Huapi e construções em estilo alpino no Centro Cívico de Bariloche. Para quem vai ser carro e quer conhecer um pouco de tudo, essa a é melhor região para se hospedar em Bariloche.

6. Lago Nahuel Huapi, o onipresente

700 metros acima do nível do mar e com até 450 metros de profundidade, o Nahuel Huapi é o mais conhecido ponto turístico de Bariloche. Além de lindo e repleto de atrativos, o lago está envolvido em algumas lendas, como a de que Hitler teria vivido em uma de suas ilhas após fugir da Alemanha.

Florestas e montanhas nevadas vistas a partir do Lago Nahuel Huapi. No dias quentes, as praias do lago são um atrativo extra, como expliquei no texto onde se hospedar em Bariloche no verão.

7. Lojas de chocolate

Faça chuva, neve ou sol, uma das melhores atividades em Bariloche é comer chocolate. A cidade tem dezenas de fábricas e lojas, principalmente no centro. A mais famosa são as seguintes:

  • Rapa Nui
  • Benroth
  • Abuela Goye
  • Del Turista
  • Mamuschka

8. Catedral de Bariloche

Em estilo neogótico, fica às margens do lago Nahuel Huapi, pertinho do Centro Cívico. Construída em pedras e inaugurada em 1946, é perfeita para fotos. Você naturalmente vai passar por ela, nem precisa colocar no roteiro.

 

Visualizar esta foto no Instagram.

 

Uma publicação compartilhada por Edu (@e_escars) em

9. Cerro Otto, vistas incríveis o ano inteiro

Perto do centro de Bariloche, o Cerro Otto é um ponto turístico divertido que funciona em todas as estações. No inverno, é possível curtir a neve e praticar o famigerado esquibunda. No ano inteiro é possível subir em teleférico ou funicular para curtir a impressionante vista das montanhas e lagos. Lá no topo está a Confitería Giratoria.

Torres do teleférico do Cerro Otto e vista para o Lago Nahuel Huapi.

10. Cruce Andino, a travessia cênica para o Chile

Bariloche está próxima à fronteira com o Chile. A travessia até Puerto Varas é uma das experiências mais cênicas da Patagônia e é fácil de fazer. Recomendo não ir por conta própria. Vá com a empresa que deu nome à excursão, a Cruce Andino. É um passeio bate e volta de um dia inteiro, ou de dois dias, considerando uma noite em Villa Peulla.

Lago em Puerto Varas, no Chile. A cidade foi considerada um dos 10 melhores destinos do Chile.

Viajar com tudo reservado é bem melhor
      • Booking: descontos exclusivos em hotéis e reservas com cancelamento grátis
      • Real Seguros: compare preços de seguro viagem
      • Touron: ingressos e tours em Buenos Aires e em todo o Brasil
      • Confidence: compra de moedas e cartão pré-pago internacional

Descontos para economizar na viagem (e antes dela)

→ Utilize o cupom BUENASDICAS5 na Seguro Promo e tenha   5% de desconto  em seguro viagem → Acesse o Airbnb por esse link e ganhe mais de  R$ 150 em crédito  de hospedagem se ainda não for cadastrado. → Chip internacional de dados e voz com  15% de desconto  se usar o cupom CHIPMAISBARATO.

Criador e editor do Buenas Dicas, o blog de viagem super sincero. Siga nossas redes sociais e para dúvidas, propostas e parcerias, veja nosso contato.

4 Comments

  1. Oi, Nivaldo! Estou com viagem programa pra a Argentina em Abril (outono), no feriado de tiradentes, e como vou ficar pouco tempo, estou planejando passar dois a tres dias em Bariloche!
    O seu site foi um dos melhores e mais diretos que achei até agora, ótimas dicas!
    Mas o que você indicaria para fazer em pouco tempo?
    Lendo seu post, decidi ficar no centro cívico, mas fiquei em duvida de quais passeios fazer para realmente valer à pena o pouco tempo!
    Conto com sua ajuda!

    • Nivaldo responder

      Oi Fernanda. Se forem dois dias inteiros, dá pra fazer muita coisa. Até porque o centro é pequeno, pode conhecer nas horas vagas entre atividades mais importantes. Foque na natureza.

      Abril em Bariloche é uma boa escolha, já com um friozinho, mas ainda tranquilo para caminhar e poder fazer os passeios com segurança. O Circuito Chico é o passeio básico pra fazer, é até barato e não gasta nem um dia inteiro (umas 4 horas no total). Se tiver mais disposição, faça logo e talvez somente o Circuito Grande, que é mais cansativo. Recomendo também buscar, por lá mesmo, algum passeio de barco pelo Lago (quem sabe passar perto da suposta casa do Hitler).

      Aqui no post indiquei uma agência de turismo que é super recomendada, entra lá no site deles pra ver preços e horários dos passeios.

  2. Adorei! Lendo suas dicas parace bem mais fácil do que estava antes… Obrigada, Nivaldo e parabéns pelo site!

    • Nivaldo responder

      Obrigado, Carol, que bom que as dicas de Bariloche estão ajudando. Qualquer dúvida é só perguntar. Aproveite e veja também nosso guia de hospedagem. Boa viagem!

Comentários