17 pontos turísticos essenciais em Brasília

Construída entre 1957 e 1960 para ser a nova capital do Brasil, Brasília abriga os principais prédios públicos do país, monumentos e importantes museus. E muitas dessas atrações merecem uma visita.

Mas, entre os principais pontos turísticos de Brasília, se destaca a própria cidade em si, que se estende ao longo de dois grandes eixos, em formato de avião, repletos de superquadras e lugares únicos no mundo.

E apesar de possuir uma infinidade de pontos turísticos, Brasília é fácil de ser explorada. Afinal, as principais atrações estão na mesma avenida, o Eixo Monumental, perfeito para ser percorrido de carro (a qualquer dia) ou de bicicleta (aos finais de semana).

Estes são os principais pontos turísticos de Brasília

Há 8 anos vivendo em Brasília, já visitei os pontos turísticos mais conhecidos de cidade, e também lugares menos conhecidos, mas que merecem entrar no roteiro dos viajantes.

Para esta lista, selecionei 10 pontos turísticos essenciais para quem quer conhecer Brasília de verdade, com dicas e fotos sobre cada lugar.

1. Memorial JK

Em 1955, Juscelino Kubitschek foi eleito Presidente da República. Ele mobilizou a força de trabalho no Brasil para construir a nova capital numa região quase desabitada, no centro do país. Em 1960 Brasília foi inaugurada. Por meios de objetos pessoais e documentos, o Memorial JK conta um pouco da história de vida, da construção de Brasília e da morte de JK em um suspeito acidente de carro. A cripta com o corpo de JK está dentro do museu.

  • Eu visitei e recomendo. Vale a pena entrar no museu.
  • Horários e ingressos: memorialjk.com.br

2. Torre de TV

Uma das poucas obras do Eixo Monumental em Brasília que não foi desenhada por Oscar Niemayer é a Torre de TV. Com 244 metros, é a estrutura mais alta de Brasília. Na sua base tem um chafariz que fica lindo à noite e uma feira de artesanato aos finais de semana. A 75 metros de altura tem um mirante 360º de onde se pode ver o impressionante traçado de Brasília, abrangendo locais de interesse como a Esplanada dos Ministérios e o Estádio Nacional.

3. Museu Nacional da República

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é brasilia-pontos-turisticos-2.jpg

Foi inaugurado em 15 de dezembro de 2006, dia do aniversário de 99 anos de Oscar Niemeyer. Não tem um acervo fixo, recebendo apenas exposições e mostras itinerantes, sendo que uma das primeiras que recebeu foi justamente sobre o legado de Oscar Niemeyer.

4. Catedral Metropolitana de Brasília

A Catedral Metropolitana Nossa Senhora Aparecida, mais conhecida como Catedral de Brasília, foi o primeiro monumento a ser criado para a nova capital. Além das linhas extravagantes, comuns na obra de Oscar Niemeyer, a catedral tem painéis de cerâmica de Athos Bulcão e quatro grandes sinos, doados pela Espanha.

5. Congresso Nacional

Por fora, as Torres Gêmeas brasileiras chamam atenção pelo arquitetura de Oscar Niemeyer, com destaque para duas grandes “bacias”, embaixo das quais funcionam dos plenários da Câmara dos Deputados e do Senado Federal. Vale a pena visitar e ver o cenário futurista retrô dos corredores e salas do prédio e anexos. O congresso é aberto pra visitas todos os dias, incluindo feriados, das 9h às 17h30. É permitido assistir sessões no plenário.

Agende sua visita: congressonacional.leg.br

6. Banco Central do Brasil

Com 101 metros, é o edifício mais alto do Plano Piloto de Brasília. No seu interior, além dos escritórios do banco que controla a economia brasileira, funciona o Museu de Valores, que conta a história do dinheiro no Brasil, incluindo um rico acervo de notas e moedas antigas.

7. Pontão do Lago Sul

Complexo gastronômico mais famoso de Brasília. Parece um condomínio fechado (mas é aberto pra todos) de restaurantes, com um grande estacionamento e um calçadão na orla do lago. Os restaurantes e bares mais conhecidos lá dentro são o Bierfass e a Mormaii, todos à beira do Lago Paranoá. Durante o dia é possível alugar pranchas de Stand Up Paddle. À noite também é sempre um bom lugar para passear em Brasília.

8. Ponte JK

A Ponte JK é um dos monumentos mais novos de Brasília: foi inaugurada em 2002, para encurtar a distância entre o Lago Sul e o Plano Piloto. E logo ela se tornou um dos principais pontos turísticos de Brasília e ícone da arquitetura brasileira. Apesar dos arcos lembrarem o estilo de Oscar Niemeyer, a ponte foi projetada pelo arquiteto Alexandre Chan.

  • Se estiver de carro, vale a pena passar pela Ponte JK.

9. Superquadra 308 Sul

Azulejos Athos Bulcão
Palmas pro meu cachorro (@exviralata), quietinho junto aos azulejos de Athos Bulcão

No projeto original de Brasília, as Superquadras são grandes unidades de vizinhança, com escola, clube, igreja e comércio sustentável. São pequenos bairros, que devem suprir as principais necessidades dos moradores. Entre as dezenas de quadras do Plano Piloto, a SQS 308 foi a única que seguiu à risca os planos de Lúcio Costa.

Entre os elementos da 308 que se tornaram verdadeiros pontos turísticos de Brasília, estão a Igrejinha, projetada por Oscar Niemeyer, e cujo formato lembra o chapéu de uma freira, os edifícios cravejados por azulejos de Athos Bulcão e o paisagismo de Burle Marx.

  • Dica: na comercial abaixo da 308 Sul, está a Pizzaria Dom Bosco, fundada em 1960, e que vende apenas pizza muçarela em fatias.
  • Informações e horários de missas na Igrejinha: arqbrasilia.com.br

10. Superquadra 105 Sul

Pertinho da 308 sul, também na Asa Sul, outra a SQS 105 também merece uma visita. Ela se destaca por ter vários prédios com cobogós de cerâmica vermelha, que se tornaram elementos de chaveiros, miniaturas e ilustrações de Brasília. É um dos lugares mais “instagramáveis” de cidade.

  • Curiosidade: segundo o site Histórias de Brasília, ela é a única Superquadra com todos os blocos perpendiculares ao Eixo e paralelos entre si.

11. Blocos da Superquadra 107 Norte

Se você gosta de arquitetura, também vale a pena visitar a SQN 107. Em contradição à 308 Sul, a 107 é uma quadra nada modelo: ela é conhecida por ter três blocos de apartamentos completamente diferentes dos outros edifícios de Brasília.

Os blocos F, G e I são exemplares da Arquitetura Brutalista, conhecida pelas estruturas aparentes, especialmente de concreto. Projetos de Mayumi Watanabe, em colaboração com outros arquitetos.

12. Parque da Cidade

No Brasil inteiro, o Parque da Cidade é conhecido por ser o local do encontro de Eduardo e Mônica, personagens da música da Legião em Urbana.

E não foi à toa que eles se encontraram lá. Afinal, o Parque da Cidade tem muitas atrações, como ciclovia, lagos com patos, gansos e pedalinhos, equipamentos de ginástica, barracas de água de coco e uma grande área de cerrado preservado.

Mas é uma visita que recomendo apenas para quem pretende fazer alguma atividade física, ou está passando uma temporada maior na cidade. Como ponto turístico, pra visita rápida, não recomendo.

13. Parque da Asa Delta

O Parque da Asa Delta é uma das mais recentes áreas verdes abertas ao público em Brasília. Ele incorporou o antigo parque da Península dos Ministros, a um extenso gramado também na orla do Lago Paranoá, de onde se tem uma vista incrível da cidade, incluindo a Ponte JK.

Ele tem esse nome por um motivo óbvio: no parque tem um morro artificial, que os praticantes de Asa Delta usam para correr e decolar.

No Parque da Asa Delta é comum ver capivaras, gente nadando nas praias do lago e fazendo piqueniques. Seu defeito é não ter estacionamento.

  • Dica: vá um pouco antes do pôr do sol e espere a mágica acontecer.

14. Ermida Dom Bosco

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é capela-ermida-brasilia.jpg

Outro bom lugar para admirar o pôr do sol em Brasília é a Ermida Dom Bosco. E mais do que um lugar bonito, ela é um ponto turístico carregado de história.

Inaugurada em 1957, três anos antes de Brasília, a ermida está endereçada no paralelo 15S, conforme profecia do sacerdote italiano Dom Bosco, que viu ali um local de muita riqueza, junto a um lago.

Sonhos à parte, a Ermida Dom Bosco é um lugar que vale a pena ser visitado em Brasília, tanto pelo visual, quanto pela histórica e logicamente pela arquitetura, afinal ela abriga uma capela projetada por Oscar Niemeyer.

15. Palácio da Alvorada

Residência oficial do Presidente do Brasil, o Palácio da Alvorada fica às margens do Lago Paranoá e foi o primeiro edifício inaugurado em Brasília. Desenhado por Oscar Niemeyer, é um ícone da arte moderna brasileira. Mesmo se não for entrar, pode estacionar em frente ao palácio para admirar as emas no jardim e jogar moedas no espelho d’água.

  • A visitação ao Palácio da Alvorada está temporariamente suspensa.
  • Mais informações: df.gov.br/3711

16. CCBB Brasília

O Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB) também tem unidades em São Paulo, Belo Horizonte e Rio de Janeiro.

Já visitei todos eles, e posso afirmar que o CCBB Brasília é o mais interessante.

Enquanto os demais ocupam edifícios históricos e mais parecem museus, em Brasília o CCBB é um grande e convidativo complexo cultural, com cafés, lojas, cinema e jardim interativo para crianças, além da intensa agenda de mostras de arte (muitas delas gratuitas).

Vale frisar: não espere que seja um museu. Pra começar, não costuma ser silencioso. O CCBB Brasília é muito frequentado por locais e turistas, especialmente aos finais de semana.

17. Palácio do Itamaraty

Pra fechar com chave de ouro seu passeio pela Esplanada dos Ministérios, conheça o Itamaraty, edifício sede do Ministério das Relações Exteriores. Inaugurado em 1970, o Palácio do Itamaraty é uma das obras-primas de Oscar Niemeyer, sendo admirado sobretudo por seus arcos e suas proezas de engenharia.

Veja mais Buenas Dicas em Brasília

Viajar com tudo reservado é bem melhor

Descontos para economizar na viagem

  • Utilize o cupom BUENASDICAS5 na Seguros Promo e tenha   5% de desconto  em seguro viagem
  • Acesse o site O Meu Chip por esse link e tenha   15% de desconto  usando o cupom CHIPMAISBARATO

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *