João Pessoa

Dicas de viagem a João Pessoa: o que fazer, atrações, praias

João Pessoa é uma capital com ares de interior. Com 720 mil habitantes, tem praias bonitas e próprias para banho na região central. E piscinas naturais a poucos minutos de barco, além de um charmoso centro histórico e passeios até praias paradisíacas.

Entenda o que fazer em João Pessoa para aproveitar ao máximo um roteiro de 3 a 5 dias, que é o tempo ideal na capital da Paraíba. Um pequeno guia de viagem, com as praias mais bonitas, passeios imperdíveis e outras atividades.

Como ir do aeroporto até os principais bairros de João Pessoa

O Aeroporto de João Pessoa fica a 10 km de distância do Centro. Mas não tem porque se hospedar lá. A dica é ficar nas praias da orla central, como Manaíra e Cabo Branco, que ficam a pouco mais de 20 km de distância do terminal. Esse trecho em aplicativos de transporte, como Uber, custa a partir de R$ 30. No meu caso, fomos de táxi pois era um grupo de 5 pessoas e encontramos fácil um carro grande pra levar todo mundo junto.

Mas deveríamos mesmo era ter alugado um carro, o que fizemos depois (pesquiso locadoras aqui). Pois as principais atividades são bem espalhadas por João Pessoa e região. Passeios indispensáveis até o litoral levam cerca de uma hora de viagem, além do próprio descolamento do aeroporto, que não é barato.

Hospedagem

A melhor região para se hospedar em João Pessoa é na orla das praias centrais, que são Tambaú, Manaíra e Cabo Branco. O trecho mais turístico de todos, com mais bares, restaurantes e o calçadão mais animado, fica nos encontro das praias de Tambaú e Cabo Branco. Exatamente nessa área estão o histórico Tambaú Hotel e o moderno Laguna Praia.

Não é caro dormir em João Pessoa. Mesmo nessa excelente região, bons hotéis em frente à praia custam entre R$ 200 e R$ 300 por dia na média temporada, em dia de semana. Por menos de R$ 150 é possível reservar uma boa pousadas nas ruas internas. Mas, na alta temporada em dezembro e janeiro, os valores podem mais do que dobrar, principalmente em feriados como Natal e Réveillon. A dica é sempre reservar com antecedência.

No post Onde ficar em João Pessoa estão explicados em detalhes os principais bairros e praias.

O que fazer em João Pessoa

Selecionei os melhores passeios, praias e pontos turísticos de João Pessoa. Assim fica fácil montar seu roteiro, já por dentro do que vale a pena fazer ou não. E como são todas atividades a céu aberto, evite viajar para João Pessoa nos meses de abril, maio, junho e julho, que são muito chuvosos. A melhor época é de setembro a janeiro.

Praias de João Pessoa

João Pessoa tem quatro praias na parte urbana central. São bonitas, valem um passeio e uma tarde ou outra na areia. Mas estão longe de serem imperdíveis. A dica é escolher um hotel perto de uma dessas praias e ficar por lá mesmo. Não tem porque fazer um tour de praias, por exemplo.

Principalmente se ficar numa das praias mais movimentadas, como Tambaú e Cabo Branco (que geograficamente são a mesma praia). Elas têm calçadão, ciclovia, bares em quiosques e bons restaurantes na avenida. O mar, geralmente próprio para banho, tem águas mornas, que vai de trechos completamente sem ondas a outros de mar aberto não muito agitados. Vale a pena assistir este vídeo sobre as 10 principais praias de João Pessoa:

Estas são as praias urbanas de João Pessoa

  • Praia do Bessa
  • Praia de Manaíra
  • Praia de Tambaú
  • Praia de Cabo Branco
  • Praia da Ponta do Seixas

Farol do Cabo Branco e a Ponta do Seixas

Um passeio imperdível na orla de João Pessoa é ir até o Farol do Cabo Branco, construído numa falésia. Mirante natural perfeito para observar a Ponta do Seixas, logo ao lado, que é o ponto mais oriental da América do Sul. Dica: vá de boné ou chapéu, porque o sol costuma ser tenso e não tem onde se esconder. No local tem vendedores, caso se esqueça de levar. Ou vá no pôr-do-sol, melhor horário para tirar fotos.

Feirinha de Artesanato de Tambaú

Pra quem gosta de compras, esse é um dos principais pontos turísticos de João Pessoa. Fica quase em frente ao Hotel Tambaú, entre as praias de Tambaú e Manaíra. Então você provavelmente vai passar pela região de qualquer forma. É um bom lugar para comprar roupas de malha, mantas, cangas, redes, enfeites, imagens de santos, souvenires do cangaço e outros produtos típicos. São diversas bancas num casarão. Pode pechinchar, mas nem precisa muito, pois os preços são competitivos.

Piscinas naturais em João Pessoa

Repleta de corais, a costa de João Pessoa tem bons lugares para observar a vida marinha, em piscinas naturais a poucos minutos de barco da praia. As principais piscinas naturais turísticas de João Pessoas são estas:

  • Piscinas naturais de Picãozinho
  • Piscinas naturais do Seixas
  • Piscinas naturais da Praia da Penha

Passeio para Picãozinho

Eu fiz o passeio de catamarã com parada nas piscinas do Picãozinho. Escolhi esse por ter a saída mais próxima do hotel e ser o mais barato. Custa a partir de R$ 30 por pessoa e pode ser comprado direto com os barqueiros na Praia de Cabo Branco. Se não tiver óculos de mergulho e snorkel, eles alugam (melhor levar o seu, pois é bem estranho compartilhar respirador). Para ver como é o passeio, recomendo assistir este vídeo:

Meu embarque foi na Praia de Cabo Branco e foram cerca de 15 minutos de viagem até as piscinas. Como saímos no último passeio do dia, a maré já estava subindo e ficamos cerca de 1 hora no local. Achei o tempo suficiente para nadar entre os corais e observar os peixes nas águas mornas e muito cristalinas. Mas em média são até três horas de permanência no local.

Para quem é amador no assunto, é um passeio que vale a pena fazer. Além de ser legal, dura pouco tempo e é relativamente barato. Se gostar muito, aí sim vá conhecer outras piscinas naturais. Embora uma só já esteja de bom tamanho.

Centro histórico de João Pessoa

Fundada em 1585, João Pessoa tem muita história pra contar. E parte dela está preservada no centro da cidade, que concentra igrejas seculares e conjuntos de casarios coloridos revitalizados.

O que ver no Centro Histórico de João Pessoa

  • Centro Cultural São Francisco – Convento e igreja em estilo barroco. Com interior rico em pinturas e adornos em estilo barroco-rococó. Sua parte mais antiga foi inaugurada em 1730.
  • Igreja de Nossa Senhora do Carmo – Convento e igreja construídos em estilo barroco romano, inaugurados no século XVIII.
  • Praça Antenor Navarro – Com sobrados dos anos 1920, foi revitalizada e é um ótimo lugar para fotografar.
  • Casario do Largo de São Frei Pedro Gonçalves – Casas construídas no final do século XIX, próximas à igreja homônima.
  • Paço Municipal – Edifício de 1921, em arquitetura eclética, onde funcionava a Agência Central dos Correios e Telégrafos de João Pessoa. Hoje é sede da prefeitura.
  • Casarão dos Azulejos – Sobrado construído no século XIX, adornado com azulejos trazidos do Porto, em Portugal. Hoje abriga atividades culturais.
  • Hotel Globo – Histórico hotel com exposições de arte e vista panorâmica para o Rio Paraíba.
 Então tudo é lindo e bem cuidado no centro histórico de João Pessoa?  Não. Na minha experiência, praticamente não andei, pois estava um calor de matar. De dentro do carro, achei tudo simpático. Diferente do que viu a youtuber do Eu Nasci pra Viajar, que dá uma opinião bem sincera.

Litoral sul da Paraíba

Algumas das praias mais bonitas do Brasil estão no litoral sul da Paraíba, a menos de 1 hora de carro de João Pessoa. Por isso uma visita à cidade fica completa apenas com esse passeio. Se não tiver folga no roteiro, pode conhecer várias no mesmo dia.

Por isso, como falei no início, é importante ter um carro em João Pessoa (veja preços aqui). Fazer um tour desses de carro ou com agência de turismo não é a mesma coisa. Imagine, chegar numa linda praia e ter apenas 30 minutos pra olhar. E depois chegar em outra que pouco te interessa e ter que ficar o mesmo período.

Praias para incluir no seu roteiro em João Pessoa:

  • Praia do Jacarapé – Apesar de ficar perto do Centro de Convenções, é uma praia desconhecida do turismo de massa, sendo mais frequentada por locais. Tem bares simples na faixa de areia entre o rio e o mar. Para chegar, tem um pequeno trecho de estrada de terra. Distância de Tambaú: 15 km.
  • Barra de Gramame – O Brasil e seus paraísos escondidos. A praia na foz do Rio Gramame é daquelas que dá vontade de morar ou pelo menos passar o dia pescando. Tem alguns bares simples na areia. Distância de João Pessoa: 25 km.
  • Praia do Amor – No município do Conde, é uma praia urbana com alguns bares, pouco bonita. O que leva os viajantes até ela é a sua “pedra furada” tal qual a de Jericoacoara, embora bem menor. Mas, para casais bregas, é um ponto turístico. Distância de João Pessoa: 30 km.
  • Praia do Coqueirinho – A cor do mar faz inveja a muitas praias no Caribe. Além de ser uma praia eclética, com uma longa faixa de areia diante do mar aberto, de ondas fortes, e um trecho de águas calmas, preferido pelas famílias. E aqui estão alguns dos melhores restaurantes do litoral da Paraíba. Distância de João Pessoa: 39 km.
  • Praia de Tambaba – Injusto ser conhecida apesar como uma praia de nudismo. Tambaba é uma praia de beleza paradisíaca, e tem uma parte em que você pode ficar vestido. Distância de João Pessoa: 42 km.

Estrada de João Pessoa para o litoral sul

Boa parte do percurso até essas praias é pela rodovia PE-008. Essa estrada está, digamos, em “condições de uso”. Pista simples, estava com trânsito pesado, com grande fluxo de caminhões, buggys e carros de passeio. Acostamento estreito e inexistente em alguns quilômetros. Então tenha atenção redobrada.

E na chegada às praias, tem alguns trechos em estradas de terra. Na chegada a Coqueirinho, para estacionar é preciso descer uma ladeira muito íngreme. Pra subir é pior ainda. Complicado pra um carro mil subir, ainda mais cheio de gente.

Cabedelo e o pôr-do-sol no Jacaré

Ao norte de João Pessoa, está a cidade de Cabedelo. A Praia de Intermares e a Praia Formosa são simpáticas, mas não há porque ir passar o dia, caso esteja hospedado em João Pessoa.

A atração principal está do outro lado da península, perto da foz do Rio Paraíba, mais precisamente na Praia do Jacaré. É lá que acontece a famosa apresentação “Bolero de Ravel” sob o comando de Jurandy do Sax.

Fui lá conferir esse duplo espetáculo, o do sol e o do Jurandy. Realmente é um passeio interessante, apesar de já ser um clichê de João Pessoa. Quando o sol vai se pondo sobre o rio, surge no horizonte a canoa trazendo o Jurandy, todo de branco, tocando no sax sempre a mesma música, Bólero, de autoria do francês Maurice Ravel.

Tem alguns restaurantes no local, que cobram ingressos pela vista privilegiada para o show no rio. Ou você pode ver sem pagar nada, logo ao lado.

Viajar com tudo reservado é bem melhor
      • Booking: descontos exclusivos em hotéis e reservas com cancelamento grátis
      • Real Seguros: compare preços de seguro viagem
      • Touron: ingressos e tours em Buenos Aires e em todo o Brasil
      • Confidence: compra de moedas e cartão pré-pago internacional

Descontos para economizar na viagem (e antes dela)

        • Utilize o cupom BUENASDICAS5 na Seguro Promo e tenha   5% de desconto  em seguro viagem
        • Acesse o Airbnb por esse link e ganhe mais de  R$ 150 em crédito  de hospedagem se ainda não for cadastrado.

Criador e editor do Buenas Dicas, o blog de viagem super sincero. Siga nossas redes sociais e para dúvidas, propostas e parcerias, veja nosso contato.

2 Comments

  1. Fabio Pastorello responder

    Muito legal o post, chegou em hora certa que um dos próximos destinos pós quarentena para onde queremos ir é João Pessoa.

    • Nivaldo responder

      Olá, Fábio! Difícil não gostar de João Pessoa. É minha capital preferida do nordeste (ainda falta conhecer Natal, Maceió e Aracaju). Pena que não tirei nenhuma foto padrão Viagens Cine. ;)

      Também é um dos lugares que quero voltar depois desse COVID.

      Obrigado por sua presença aqui. Abraço.

Comentários