Lisboa

Guia de viagem para Lisboa: quando ir, o que fazer, hospedagem e roteiros

Pinterest LinkedIn Tumblr

Viajar para Lisboa é o sonho de muita gente. E já adianto: vale cada centavo. A capital de Portugal é uma das cidades mais interessantes da Europa. Cores vibrantes, comida gostosa, monumentos grandiosos e preços que não assustam. E aqui tem as mais sinceras dicas de viagem para Lisboa.

Fiz esse post que é praticamente um guia de viagem para Lisboa, com dicas mastigadas de roteiro, pra quem vai a primeira vez e não tem muita experiência na Europa e com viagens internacionais de modo geral. Saiba quando ir, como chegar, onde se hospedar, o que fazer, quanto gastar, onde comer e mais dicas de Lisboa. Vem comigo!

Quando viajar para Lisboa

Considero que a melhor época para visitar Lisboa é quando não está quente demais, nem frio demais, nem chovendo muito. E de preferência quando a cidade não está mais superlotada do que o normal. Dessa forma, considero que os melhores meses para visitar Lisboa são:

  • Março: chance de chuva moderada. Temperaturas entre 10ºC e 17ºC.
  • Abril: chance de chuva moderada. Temperaturas entre 11ºC e 20ºC.
  • Maio: pouca chance de chuva. Temperaturas entre 13ºC e 22ºC.
  • Junho: pouca chance de chuva. Temperaturas entre 15ºC e 25ºC.
  • Setembro: pouca chance de chuva. Temperaturas entre 16ºC e 27ºC.
  • Outubro: chance de chuva moderada. Temperaturas entre 15ºC e 23ºC.

Então não vale a pena viajar nos outros meses? Claro que vale, desde que você saiba o que esperar. Lembrando também que previsão do tempo não é nada preciso. Mas, generalizando, as temporadas, estações do ano e outras variáveis fazem com que Lisboa seja predominantemente fria e chuvosa em novembro, dezembro, janeiro e fevereiro, e que o calor e as multidões sejam insuportáveis em julho e agosto (meses de férias na Europa).

Como ir para Lisboa – Passagens e voos

Lisboa recebe voos dos principais capitais da Europa e também está ligada ao Brasil atualmente por voos diretos das seguintes capitais: Natal, Recife, Rio de Janeiro, Brasília, Salvador, Belo Horizonte, Fortaleza, Porto Alegre, Belém e São Paulo. A maioria desses voos é operado pela companhia portuguesa TAP e alguns pelas brasileiras AZUL e LATAM.

O preço médio da passagem varia de R$ 2500 a R$ 4.500, sendo mais barato voar a partir das capitais do nordeste. Promoções não são raras. Se ficar de olho, pode comprar por menos de R$ 2.000. Para pesquisar preços, veja nossas dicas de sites para comprar passagem aérea mais barata.

Chegada em Lisboa – Imigração e documentos necessários

Portadores de passaporte brasileiros precisam passar pela imigração na chegada a Lisboa. Eles costumam ser rigorosos com brasileiros, devido à grande onda de imigração ilegal. Para não ter problemas, saiba o que é preciso levar.

  • Passaporte: documento obrigatório e deve ser válido no mínimo pelos próximos três meses.
  • Comprovante de seguro viagem: obrigatório e deve ter cobertura mínima de 30 mil euros, segundo regras do Espaço Schengen.
  • Endereço em Portugal: geralmente o fiscal pergunta onde você ficará hospedado. Tenha o endereço anotado em local de fácil acesso.

O CIVP, Certificado Internacional de Vacina e Profilaxia, com vacina contra febre amarela, NÃO é cobrado em Portugal.

Como ir do Aeroporto de Lisboa para o centro

Existem diferentes alternativas de transporte, como ônibus, táxi e Uber, que funciona em Lisboa e cobra em média 10 Euros numa corrida até os bairros turísticos centrais. Mas sem dúvidas o melhor jeito de sair do aeroporto é de metrô: logo que sair do terminal, vai ver a Estação Aeroporto. A passagem custa 1,50 + 0.50 pelo cartão recarregável. Em cerca de 30 minutos você chega aos bairros centrais, como na Estação Baixa-Chiado.

E você pode verificar todas as estações e tempos de viagem no site do Metropolitano de Lisboa, que também explica os tipos de bilhetes e descontos. Passo-a-passo para ir ao Centro:


 Sabia que seguro viagem é obrigatório em vários países? Compare preços na Real Seguros
  1. Embarque na Estação Aeroporto, Linha Rosa, Sentido São Sebastião
  2. Na Estação Alameda, conexão para a Linha Verde, sentido Cais do Sodré
  3. Se estiver hospedado na Baixa, desembarque na Estação Baixa-Chiado ou Rossio

Hospedagem – Onde ficar em Lisboa

Para facilitar o acesso aos pontos turísticos, metrôs, restaurantes e fazer muitas coisas a pé, recomendo se hospedar na região central de Lisboa. A região mais turística de todas é a Baixa, onde ficam a Rua Augusta, a Praça do Comércio e o Elevador de Santa Justa. Nessa região, uma pousada que indico é a Lost Lisbon Chiado, que costuma fazer ótimas promoções na baixa temporada.

Ao redor do centro e também com estações de metrô, pontos turísticos e bons restaurantes acessíveis a pé, o Cais do Sodré, o Rossio e a região de Marquês de Pombal valem a hospedagem. No Rossio, em frente ao metrô, indico o Goodmorning Lisbon, que é um hostel bastante animado, com programação própria de festas e jantares.

Outra região que destaco é o histórico bairro da Alfama, que apesar das ladeiras e de não ter metrô, é próximo ao centro e tem charme próprio.

Para encontrar hotéis e apartamentos de temporada com o melhor custo-benefício, recomendo pesquisar em sites como Booking e Airbnb. Se reservar com pelo menos três meses de antecedência, encontra vaga nas melhores opções.

Booking.com

O que fazer em Lisboa – Principais pontos turísticos

Lisboa oferece atrações para uma vida inteira. Mas como o tempo de viagem costuma ser, em média, de 4 a 5 dias em Lisboa, é melhor focar nos lugares mais importantes da cidade. Selecionei pontos turísticos e atividades que merecem entrar na sua lista do que fazer em Lisboa:

  • Praça do Comércio: uma das maiores praças da Europa, cercada de edifícios e locais histórico, como o Martinho da Arcada, café e restaurante que era frequentado por Fernando Pessoa.
  • Rua Augusta: exclusiva para pedestres, é o centro do turismo em Lisboa, com suas dezenas de cafés, restaurantes, lojas e hotéis. Movimentada dia e noite, liga a Praça do Comércio à Praça do Rossio.
  • Parque Eduardo VII: esse belo parque é o maior do Centro de Lisboa e forma um cenário impressionante, com a vista alcançando toda a região da baixa até o Rio Tejo.
  • Alfama: um dos mais antigos bairros de Lisboa, sobreviveu ao terremoto de 1755. Suas ladeiras preservam casarios históricos e tem ótimos bares, tornando a região um dos eixos da vida noturna de Lisboa.
  • Mirantes da Alfama: uma atração à parte na Alfama são seus miradouros, como o Portas do Sol. Lá um portal conta em quadrinhos divertidos a secular história de Portugal. E a vista para o porto de cruzeiros é Magnífica.
  • Castelo de São Jorge: em estilo medieval, é um dos pontos turísticos mais visitados de Lisboa, além de possuir uma linda vista para a cidade. Ingresso: 10 Euros
  • Bairro Alto: esse nome faz todo sentido. Para chegar lá, onde estão algumas das melhores tascas com shows de fado em Lisboa, é preciso subir longas ladeiras e escadarias.
  • Quer mais? Veja os 20 principais pontos turísticos de Lisboa.

Passeios guiados em Lisboa em região

Quase sempre prefiro conhecer os lugares por conta própria. Mas há passeios em Lisboa que são melhores ou somente possíveis de serem feitos com guias. Fiz três atividades que recomendo bastante:

  • Tour de Tuk Tuk: Lisboa está cheia daqueles triciclos motorizados, típicos da Tailândia. Eles percorrem diferentes lugares, como um pacote incluindo Alfama, Bairro Alto e Chiado, que dura 2 horas. Boa forma de percorrer a cidade ouvindo histórias de um guia turístico e morador local. Em média, custa 100 Euros para duas pessoas.
  • Passeio de veleiro no Rio Tejo: partindo das Docas de Belém, esse passeio que pode ter 1 ou 2 horas vai até a Ponte 25 de Abril. O melhor horário é ao pôr-do-sol. Em média custa 30 Euros e inclui drinque a bordo.
  • Bicicleta elétrica: esse é um tour exclusivo da Varina, empresa local de Trafaria, do outro lado do Rio Tejo. Pedale, sem muito esforço, pelas praias, colinas e matas entre Trafaria e Costa Caparica.

Para reservar essas atividades, eu utilizei o Airbnb, que além de hospedagem, agora trabalha com experiências turísticas. Sai mais barato do que agência de turismo e, de modo geral, acho a experiência mais autêntica, pois cada “anfitrião” oferece atividades que realmente gosta e entende.

Belém, uma atração à parte

A 8 km de distância do centro de Lisboa, a charmosa Belém é um bairro de Lisboa. Às margens do Rio Tejo, foi um importante centro da navegação portuguesa e hoje concentra vários monumentos, museus e importantes pontos turísticos. Passar um dia em Belém é essencial em qualquer roteiro em Lisboa. O que fazer em Belém:

  • Pastéis de Belém: local onde foi criado o famoso Pastel de Belém, vendido em outros lugares como “Pastel de Nata”. Além de comer, dá pra acompanhar a fabricação dessa iguaria da culinária portuguesa.
  • Mosteiro dos Jerónimos: em arquitetura manuelina, foi eleito uma das 7 Maravilhas de Portugal e tem mais de 500 anos de história. Ingresso: 10 Euros.
  • Torre de Belém: inaugurada em 1520 como um forte de defesa do Rio Tejo, hoje funciona como museu e também é uma das 7 Maravilhas de Portugal.
  • Docas de Belém: local de onde partem passeios de barco pelo Rio Tejo. Recomendo fazer a atividade ao pôr-do-sol.
  • Padrão dos Descobrimentos: monumento erguido no século passado, em homenagem às grandes conquistas da navegação portuguesa. É possível visitar uma exposição no seu interior.
  • MAATmuseu com uma bela arquitetura e vista privilegiada para a Ponte 25 de Abril. Tem uma galeria de arte contemporânea (sem graça) e a chamada Central, com exposições interativas de eletricidade e tecnologia. Ingresso: 5 Euros para a Central.

Sintra, a cidade dos palácios, perto de Lisboa

Um bate e volta clássico para que viaja a Lisboa é a suntuosa Sintra. A 30 km de distância da capital, Sintra é ocupada a milênios. De forte muçulmano na época do domínio dos mouros, se transformou em refúgio de verão da família real portuguesa. O resultado, são palácios e castelos grandiosos.

O mais famoso deles é o Palácio Nacional de Pena. Esse antigo convento foi reformado e ampliado pelos monarcas que o adquiriram. Foi casa do último Rei de Portugal, Manuel II. Em localização privilegiada no topo de uma colina, tem vista que alcança as praias do Atlântico e o Rio Tejo. Somado a isso, a bela arquitetura e suas cores vibrantes, garantiram ao Palácio da Pena lugar como uma das 7 Maravilhas de Portugal.

Principais monumentos e palácios para visitar em Sintra:

  • Parque e Palácio da Pena – Bilhete adulto (18 a 64 anos) – 14 euros
  • Castelo dos Mouros – Bilhete adulto (18 a 64 anos) – 8 euros
  • Chalet e Jardim da Condessa d’Edla – Incluído no ingresso do Parque + Palácio da Pena
  • Quinta da Regaleira – 6 Euros
  • Parque e Palácio de Monserrate – Bilhete adulto (18 a 64 anos) – 8 euros
  • Palácio Nacional de Sintra – Bilhete adulto (18 a 64 anos) – 10 euros
  • Palácio Nacional e Jardins de Queluz – Bilhete adulto (18 a 64 anos) – 10 euros
  • Abegoaria e Quinta da Pena – Passeio a cavalo custa 15 Euros por 30 minutos
  • No site Parques de Sintra tem mais detalhes sobre a maioria desses monumentos

Onde comer em Lisboa – Dicas de restaurantes

Em Lisboa se come muito bem e não se gasta tanto. Por cerca de 8 Euros é possível comer um prato de bacalhau em bons restaurantes centrais. Por mais 2 Euros, se bebe o vinho da casa. Gorjeta é bem-vinda, em cerca de 10%.

Restaurantes com bom custo-benefício, que comi e recomendo:

  • Zé Varunca – Típica tasca portuguesa no Bairro Alto. Ótimo bacalhau.
  • O Fernandinho – Simples, frequentado por operários locais do Chiado. Comida boa, tradicional e bem servida.
  • Alpendre – Tradicional, em frente à Sé de Lisboa. Mais frequentado por locais do que por turistas.
  • As Bifanas do Afonso – Boteco com cara de “pé sujo”. Serve os melhores sanduíches de Lisboa. Muito barato.
  • Manteigaria – Rede especializada em pastéis de nata. Tem no Mercado da Ribeira, entre outros pontos.

Os melhores restaurantes de comidas típicas em Lisboa, indicados por leitores do Tripadvisor:

  • Há Tapas no Mercado – Onde fica: Mercado de Arroios
  • Versículo do Faia – Onde fica: Bairro Alto
  • Floresta das Escadinhas – Onde fica: Rua de Santa Justa
  • Crisfama – Onde fica: Rua da Cruz de Santa Apolônia
  • Taberna Sal Grosso– Onde fica: Calçada do Forte

Roteiro de 5 dias e 4 noites em Lisboa

Quem pergunta quanto tempo ficar em Lisboa, ouve diferentes respostas. Para conhecer o básico de Lisboa, combinando a cidade com outros destinos em Portugal em na Europa, recomendo dormir pelo menos 4 noites em Lisboa, o que rende 3 dias inteiros na cidade.

Dia 1 – Chegada. Aproveite para jantar um belo bacalhau.

Dia 2 – Passeios no centro de Lisboa: Praça do Comércio, Baixa, Rossio e Parque Eduardo VII. Noite de fado no Bairro Alto.

Dia 3 – Manhã de roteiro em Belém. Tarde na Alfama, com mirantes como Castelo de São Jorge ou Portas do Sol.

Dia 4 –Dia em Sintra. Essencial é o Palácio da Pena. Noite nos bares da Rua Rosa, na Baixa de Lisboa.

Dia 5 – Compre um Pastel de Nata pra viagem e se despeça de Lisboa

Orçamento – Quanto gastar numa viagem a Lisboa

Considerando esse roteiro de 5 dias, com hospedagem em pousada central bem avaliada, refeições em restaurantes com bom-custo benefício, transporte e entrada nos principais pontos turísticos.

  • 4 noites em pousada no Chiado – 300 Euros, para um casal, 150 Euros por pessoa, se dividirem.
  • Ingresso do MAAT: 5 Euros
  • Ingressos Palácio da Pena e Castelo dos Mouros – 22 Euros
  • Gastos com metrô em Lisboa e trens para Sintra e Belém: 30 Euros
  • Transporte de Tuk Tuk até os palácios em Sintra: 15 Euros
  • Dez refeições em restaurantes, mais gastos com cafés e petiscos: 150 Euros
  • Presentes e gastos inesperados: 100 Euros
  • TOTAL: 472 Euros, equivalentes a R$ 2.033 na cotação de hoje.

Esse é um orçamento simulado, baseado em preços reais. Quanto vai gastar, depende do perfil de cada um. Aqui, foquei numa viagem com o melhor custo-benefício, sem perrengue, mas também sem ostentação. Nessa conta não considerei gastos com sua ida a Lisboa, afinal cada uma parte de um lugar e paga um preço diferente na passagem. E há quem vai por terra ou de outros pontos da Europa.

Quer mais dicas de viagem para Lisboa?

Se quiser alguma informação extra, dicas para roteiros diferentes, mais lugares para visitar de acordo com seu perfil e outras informações, é só perguntar pelos comentário abaixo. Eu respondo sempre o mais rápido possível.

Boa viagem para Lisboa!

Viajar com tudo reservado é bem melhor
  • Booking: descontos exclusivos em hotéis e reservas com cancelamento grátis
  • Real Seguros: compare preços de seguro viagem
  • RentCars: aluguel de carro pelo menor preço em dezenas de países
  • Touron Turismo: ingressos e tours em Buenos Aires e em todo o Brasil

Descontos para economizar na viagem (e antes dela)

  • Utilize o cupom BUENASDICAS10 na EasySim4U e tenha  10% de desconto  em chip internacional
  • Utilize o cupom BUENASDICAS5 na Seguro Promo e tenha   5% de desconto  em seguro viagem

Criador e principal editor do Buenas Dicas, o blog do viajante inteligente (que é você 😄). Siga nossas redes sociais e para dúvidas, propostas e parcerias, veja nosso contato.

Comentários