Dicas de Aracaju para você não errar em nada na sua viagem.

Além de praias, pontos turísticos e passeios imperdíveis, descubra também como planejar outros detalhes da viagem, desde a melhor época para ir, até preços e como organizar seu roteiro.

Aracaju é a capital e principal destino turístico de Sergipe, o menor estado do Brasil. Possui cerca de 670 mil habitantes e 35 km de litoral. Eu achei a cidade um charme, mais organizada do que outras capitais no Nordeste, e uma excelente base para fazer passeios, inclusive para o norte da Bahia.

Dica de ouro: visite o Centro Histórico de Aracaju. É pequeno e pouco turístico, mas vale a pena conhecer o Largo da Gente Sergipana e o Museu da Gente Sergipana, um em frente ao outro. Depois, vá comer na Carne de Sol do Ramiro, um dos melhores restaurantes da cidade.

Dicas de Aracaju – Viagem bem planejada

  1. Melhor época
  2. Quantos dias ficar
  3. Como chegar e se deslocar
  4. Hospedagem
  5. Praias e passeios
  6. Dica de roteiro
  7. Vale a pena?

1. Melhor época para visitar Aracaju

Dia nublado na praia de Atalaia, em Aracaju, com muitas pessoas na areia.

Faz calor o ano inteiro em Aracaju. O clima se distingue basicamente entre a estação seca e a chuvosa.

Vá nos meses menos chuvosos, que são, nesta ordem, dezembro, novembro, janeiro, outubro, setembro, fevereiro e março. Evite abril, maio, junho e julho, que possuem a maior média de chuvas do ano. O mês de agosto marca o fim da temporada das chuvas, e costuma ser mais ensolarado a partir da segunda quinzena.

A cidade fica mais lotada em meses de férias e feriados nacionais, especialmente nas semanas do Carnaval e do Réveillon.

2. Quantos dias ficar em Aracaju

Monumento Arcos da Atalaia, no calçadão da orla, com a praia ao fundo.

Para fazer os 5 principais passeios de Aracaju, e ainda conhecer um pouco das praias e da Orla de Atalaia, você precisa no mínimo de 6 dias inteiros em Aracaju.

Mas se tiver menos tempo, tudo bem. Por exemplo, com 2 dias inteiros em Aracaju, dá pra conhecer a Praia de Aruanã e a Crôa do Goré, se divertir uma noite na Orla de Atalaia e ainda conhecer os pontos turísticos do Centro Histórico.

É uma cidade pequena, fácil para circular de carro, então o básico se conhece muito rápido. O que demanda mais tempo são os passeios para os locais mais distantes (e mais bonitos).

3. Como chegar em Aracaju e de deslocar

Mapa com distâncias entre o Aeroporto de Aracaju e as regiões com mais hotéis e pontos turísticos.

Aracaju está a 320 km de Salvador (5 horas) e a 280 km de Maceió (4 horas). Essas são as capitais mais próximas e viáveis para combinar num roteiro de carro.

Minha escolha foi chegar de avião, num voo direto a partir de Brasília, pela LATAM. Outras capitais que possuem voos diretos para Aracaju, hoje, são Recife, São Paulo, Rio de Janeiro e Salvador.

Chegada no Aeroporto de Aracaju

O Aeroporto de Aracaju me surpreendeu. É um dos mais modernos do Nordeste, bem climatizado e com muitas opções de cafés e restaurantes. Fica muito perto do Centro (11 km) e da região hoteleira na Orla de Atalaia (3.9 km km), para onde uma corrida de Uber custa menos de R$ 15. E em Aracaju já tem “Uber Moto”, que é ainda mais barato.

Logo ao lado do aeroporto estão unidades das principais redes de locadoras de veículos, como a Localiza e a Movida. Embora seja perto pra ir andando, o calor é intenso e as empresas oferecem transporte gratuito.

Vale a pena alugar carro em Aracaju?

Em Aracaju é perfeitamente viável, e até mais confortável, ir conhecer as praias mais centrais de táxi ou Uber. Por exemplo, da Orla de Atalaia até a praia de Aruanã, gasta-se cerca de R$ 18 o trecho. E ainda economiza o estacionamento, na faixa dos R$ 10 a diária.

Todos os principais passeios são realizados pelas agências de turismo. Dá pra ir de excursão desde a lugares mais próximos, como a Crôa do Gorê, a destinos mais distantes, como o Cânion do Xingó.

Mesmo assim eu preferi alugar carro, mas o motivo é o blog: precisava conhecer o máximo de lugares para poder escrever este guia de viagem para Aracaju. As estradas e ruas estavam em boas condições e sempre achei vaga para estacionar. O único problema foi o trânsito pesado em direção às praias.

4. Hospedagem em Aracaju

Piscina do hotel Eco Praia Aruanã, uma das nossas dicas de hospedagem em Aracaju

A maioria dos hotéis de Aracaju fica na Orla de Atalaia, onde também estão muitos restaurantes, lojas e o calçadão mais movimentado da cidade. Ali, o Vidam Hotel é uma das melhores opções de hospedagem.

O único defeito da região é a praia, sem estrutura e pouco recomendável para banho, além de ter acesso rudimentar.

Por isso, preferi me hospedar na Praia de Aruanã, onde o mar é mais limpo e amigável para banhistas, além de concentrar as melhores barracas da orla. Fiquei no Eco Praia Aruanã, um dos únicos hotéis na região. Foi a melhor escolha, pois dá pra ir andando até a praia.

Aqui no blog temos o guia Onde se hospedar em Aracaju, um texto completo com as melhores regiões para dormir na capital sergipana, com dicas de hotéis em diferentes faixas de preço. Vale a leitura para se planejar.

5. Praias e passeios

Praia de Aruanã, com suas areias escuras e um kite surf na água, no final da tarde. Poucas pessoas caminhando na areia.

Preciso ser sincero: as praias de Aracaju não são bonitas. Mesmo sem chuvas, a água estava marrom. As ondas estavam medianas. As praias em direção ao sul, como a Praia de Aruanã, da foto acima, são mais bonitas que a praia de Atalaia. Mesmo assim, não é aquele padrão de beleza que se associa ao Nordeste.

Eu já havia lido sobre isso em outros blogs e imaginei que fosse exagero. Mas isso não diminui em nada a cidade: Aracaju é sobretudo um destino de passeios para lugares paradisíacos, muito além da orla na capital

Praias do litoral sul de Aracaju

Caso queira focar em praias, as melhores estão no litoral sul de Aracaju: Praia de Aruanã, Praia do Robalo, Praia do Náufrago e Praia do Mosqueiro. São todas iguais, o que muda é a infraestrutura. Apenas a última praia desse trecho, a Praia do Viral, possui características bem distintas, com ampla faixa de areia e águas mais claras e calmas.

De lá da ponte sobre o Rio Vaza-Barris, já a 72 km de Aracaju, está a famosa Praia do Saco. Cheguei lá com a expectativa alta, pois li muitos elogios. Mas me decepcionei: quase nada de faixa de areia, bares lotados e algazarra de lanchas e superlotação na água. Uma questão de gosto pessoal.

Praias do litoral norte de Aracaju

Cruzei o Rio Sergipe e enfrentei horas de engarrafamento até a Praia da Costa, que possui a melhor estrutura do litoral norte de Aracaju. Também não fez meu estilo de praia. Segui para a Praia do Porto, no bairro de Atalaia Nova, e achei pior ainda. Novamente, questão de opinião. Há quem goste de som alto e muvuca.

A região fica mais tranquila nas proximidades do Makai Resort, que ocupa um trecho praticamente deserto da praia.

Passeios a partir de Aracaju

Aqui no blog tem um guia completo com os 5 principais passeios de Aracaju, com fotos, preços e dica de agência de turismo. Mas aqui já vou adiantar pra vocês quais são as melhores atividades:

  • Crôa do Goré, o passeio mais rápido e barato;
  • Mangue Seco, com suas dunas e centrinho histórico;
  • Cânion do Xingó, um dos trechos mais bonitos do Rio São Francisco;
  • Delta do São Francisco, com lindas praias e passeio de barco.

Dia de sol e mar azul em Mangue Seco. Uma escuna com a bandeira do Brasil está ancorada junto à Ilha da Tieta, onde também estão banhistas e um pequeno barco.

Entre esses lugares, destaco o passeio a Mangue Seco, por não ser um lugar tão cheio quanto a Crôa do Goré, e por ser fácil de ir num bate e volta de um dia só, por conta própria, como eu fiz e recomendo. Tem praias bonitas, como na Ilha da Tieta, da foto acima, além de dunas e mirantes. Veja também Como chegar em Mangue Seco, caso pense em ir de carro.

Passeios no Centro e na Orla de Atalaia

Entre os passeios urbanos em Aracaju, destaco estes lugares que você deve conhecer:

Orla de Atalaia – Mesmo que não esteja hospedado na região, vá conhecer o calçadão mais movimentado da cidade. Veja o letreiro, os Arcos de Atalaia, visite a Fundação Projeto Tamar e a Feira do Turista, que é o melhor lugar para comprar lembranças e presentes, como artesanatos e castanha de caju.

Passarela do Caranguejo – Continuação da Orla de Atalaia, é uma região mais nova. É onde fica a famosa estátua do caranguejo. Concentra o melhor da vida noturna de Aracaju, com muitos bares e música ao vivo.

Centro Histórico – Tem algumas igrejas bonitas e praças simpáticas. Mas o que realmente vale a pena ver é o Largo da Gente Sergipe, instalação com estátuas gigantes do folclore sergipano, e o Museu da Gente Sergipana, uma atração cultural moderna e interativa, dentro de um palácio centenário, com entrada gratuita.

Grandes estátuas do folclore de sergipano. À frente, estátua de um boi azul e amarelo, como o rio ao fundo.

Foto no Largo da Gente Sergipana, onde estão estátuas gigantes de figuras do folclore de Sergipe. A visita é gratuita, assim como para entrar no Museu da Gente Sergipana, outra atração imperdível, que fica do outro lado da avenida.

6. Dicas de roteiro em Aracaju

Um roteiro de 3 dias em Aracaju, considerando que são 3 dias inteiros, sem contar os dias de chegada e partida, é o mínimo possível para aproveitar a cidade. Se tiver 4 ou 5 dias, poderá incluir mais passeios.

Claro que cabe a você preferir passeios mas ou menos cansativos, ou simplesmente ficar na praia de bobeira. Mas deixo aqui algumas sugestões de como organizar o roteiro.

Roteiro de 3 dias em Aracaju

  • Dia 1 – Manhã na Orla de Atalaia. Almoço e tarde na Praia de Aruanã. Noite e jantar na Passarela do Caranguejo.
  • Dia 2 – De manhã, saída para o passeio a Mangue Seco. Final de tarde na Praia do Saco.
  • Dia 3 – Passe o dia curtindo o sol e os passeios na Crôa do Goré.

Roteiro de 4 dias em Aracaju

  • Dia 4 – Excursão de um dia para o Delta do São Francisco, um dos lugares mais bonitos de Sergipe. Caso tenha um dia a mais, você pode passar uma noite e explorar a região com mais calma.

Roteiro de 5 dias em Aracaju

  • Dia 5 – Excursão de um dia o Cânion do Xingó, um dos trechos mais cinematográficos de todo o leito do Rio São Francisco. É o passeio mais cansativo de todos, por isso a sugestão de deixá-lo para o último dia de viagem. Outra opção é intercalar: faça o passeio antes de um dia mais tranquilo e sossegado de praia.

Vale a pena visitar Aracaju?

Vista do alto das dunas de Mangue Seco, com palmeiras e o mar ao fundo. Um dos melhores lugares para visitar desde Aracaju.

Sim – Viagem gastronômica, pra comer bem, sem gastar muito. Gosta de fazer passeios, mesmo que sejam cansativos. Prefere cidades limpas e organizadas. Na praia, gosta de lugares com boa infraestrutura. Ótima escolha para casais, famílias com crianças e para quem viaja sozinho.

Não – Se você faz questão de uma praia linda, do ladinho do hotel, Aracaju não é pra você. Lembrando que as praias mais próximas costumam ser barrentas e são raros os hotéis pé na areia.

Opinião pessoal – É verdade que há praias muito mais bonitas no Nordeste, inclusive na parte urbana de outras capitais. Por exemplo, João Pessoa e Natal. Mas, como já falei aqui, o turismo em Aracaju é muito mais relacionado aos passeios que a região proporciona. Ela é a capital mais próxima dos dois trechos mais interessantes do Rio São Francisco, que são os Cânions do Xingó e o Delta. Além da proximidade com Mangue Seco. E é uma cidade com ótima gastronomia e preços abaixo da média de outros destinos turísticos no Nordeste. Eu adorei minha viagem e acho que vale a pena sim viajar para Aracaju.

Continue planejando sua viagem para Aracaju

Confira um ponto de vista diferente neste vídeo da Dezza Diniz, que foi o melhor que encontrei sobre dicas e o que fazer em Aracaju:

E antes de embarcar, veja também mais dicas aqui no blog.

Além deste guia rápido, no Buenas Dicas você encontra mais relatos da nossa viagem, para que seus dias em Aracaju sejam ainda mais completos. Veja roteiros, trajetos e mais informações sobre os melhores lugares para conhecer no litoral de Sergipe. Boa viagem!

Viajar com tudo reservado é bem melhor

Descontos para economizar na viagem (e antes dela)

        • Utilize o cupom BUENASDICAS5 na Seguros Promo e tenha   5% de desconto  em seguro viagem
        • Acesse o site O Meu Chip por esse link e tenha   15% de desconto  usando o cupom CHIPMAISBARATO
Autor

Criador e editor do Buenas Dicas, o blog de viagem super sincero. Siga nossas redes sociais e para dúvidas, propostas e parcerias, veja nosso contato.

Comentários