Eslovênia: dicas de viagem, melhores destinos e roteiro

A Eslovênia foi a melhor surpresa no meu último roteiro pela Europa. Esse pequeno país é rico em história, gastronomia e tem cidades muito simpáticas, além de cenários cinematográficos.

E pra melhorar, é relativamente barato e muito fácil viajar pela Eslovênia, pois o país é seguro, conta com excelentes estradas e suas principais cidades são conectadas por trem.

Mas é importante ter atenção a estas dicas, para organizar sua viagem à Eslovênia da melhor forma possível, em todos os detalhes, desde a escolha do melhor mês, até onde se hospedar, onde comprar passagens (ônibus e trem) e o que esperar de cada destino.

Dicas de viagem para a Eslovênia

Confira a seguir as principais informações necessárias para planejar sua viagem à Eslovênia, incluindo a melhor época para viajar, quanto gastar, quantos dias ficar, onde ir e como organizar seu roteiro.

Sobre a Eslovênia

  • Moeda: Euro
  • População: 2.070 milhões de habitantes (última projeção oficial)
  • Capital: Liubliana
  • Fronteiras: Áustria, Hungria, Croácia e Itália

Com uma área de 20.273 km², a Eslovênia é um pouco menor do que o estado de Sergipe. Está localizada entre a Itália, a Áustria, a Hungria e a Croácia. Por isso mesmo, esses são os melhores países para combinar no roteiro.

Sua paisagem é diversa, com um pequeno litoral no Mar Mediterrâneo, ao sul de Trieste, vales perfeitos para trilhas, entre rios de águas cristalinas, e montanhas nevadas, com destaque para os Alpes Julianos.

O território esloveno é povoado há milênios, e já fez parte do Império Romano, do Império Austro-Húngaro e da República Socialista Federativa da Jugoslávia. Atualmente, é integrante da União Europeia e faz parte do Espaço Schengen, portanto, não é preciso passar pela imigração caso você chegue por outro país membro do acordo.

Melhores destinos turísticos na Eslovênia

A seguir, listei os principais destinos turísticos da Eslovênia, a partir dos mais visitados e conhecidos internacionalmente:

Avião – Não existem voos diretos do Brasil para a Eslovênia. Mas a capital do país, Liubliana, recebe voos das principais cidades da Europa, como Amsterdam, Lisboa, Madrid e Paris. Então basta fazer uma conexão.

Trem e ônibus – No meu caso, como estava num roteiro pela região, fui de trem de Budapeste a Liubliana, e depois segui de Liubliana para Trieste. A Eslovênia também é bem conectada por terra com a Croácia e a Áustria.

Barco – É possível navegar da Itália para a Eslovênia. A principal rota com balsas para passageiros é entre Veneza e Piran. Encontrei passagens disponíveis apenas na alta temporada, entre abril e setembro.

Preços na Eslovênia

Visitei a Eslovênia durante um roteiro em que também passei por Turquia, Grécia, Itália, Alemanha e Holanda. Entre esses países, a Eslovênia foi o segundo mais barato, atrás apenas da Turquia.

Especialmente nos quesitos comida e hospedagem, a Eslovênia é um país com ótimo custo-benefício, atualmente entre os mais econômicos da Europa.

Pra se ter uma ideia, numa viagem em casal, gastamos menos de 60 euros por diária num hotel bom e bem localizado em Liubliana (o Center Ljubljana, que eu recomendo). Por esse mesmo preço, mal se paga a diária de uma única pessoa em hostel em cidades como Berlim e Roma, por exemplo.

Com comida, gastávamos menos de 15 euros por pessoa, contando comida e bebida, nos restaurantes melhor avaliados em Liubliana e em Bled. E dá pra gastar muito menos, comendo em lugares mais simples.

Como se deslocar na Eslovênia

É fácil visitar as principais cidades turísticas da Eslovênia, seja de trem, carro ou comprando pacotes com agências de turismo.

Para comprar passagens de trem, use o site da cia estatal da Eslovênia, a Slovenske železnice,. Recomendo também pesquisar no Site Omio, onde às vezes as mesmas passagens custam menos.

Viajar de carro também é fácil. As principais locadoras de veículos estão na Estação de Trem de Liubliana. Foi lá que aluguei um carro para ir até Bled, passando por excelentes estradas, boa parte delas duplicadas.

A Eslovênia também é bem servida por linhas de ônibus, inclusive pela Flixbus, com a qual segui viagem para a Itália.

Quantos dias ficar na Eslovênia

Como você viu no início, tem muitos destinos turísticos importantes na Eslovênia. Dá pra passar um mês inteiro e ainda terá muitas coisas pra ver.

Mas, pensando apenas num roteiro básico, incluindo Liubliana, Bled e Piran, 7 dias são os suficiente na Eslovênia.

E é possível enxugar ainda mais. Por exemplo, se a sua ideia é apenas conhecer Bled e seu famoso cartão-postal, fique pelo menos 4 noites na Eslovênia, assim poderá explorar Bled com calma e passar pelo menos uma noite em Liubliana, que vale a pena ser conhecida.

Onde se hospedar na Eslovênia

Orla do rio no Centro Histórico de Liubliana

Considerando o roteiro básico acima, aqui vão dicas de hospedagem em cada um dos três principais destinos turísticos da Eslovênia.

Em Bled, procure ficar no centrinho, perto do lago e com fácil acesso a pé aos restaurantes. O Bled Rose Hotel fica nessa localização e é um dos melhores da cidade.

E como Bled fica próxima a Mojstrana e Kranjska Gora, você pode se hospedar por lá e conhecer esses e outros destinos em viagens bate e volta.

Já na capital, Liubliana, hospede-se entre a estação de trem e o centro histórico, assim poderá fazer tudo a pé. Eu fiquei no Center Ljubljana. Se preferir ficar no coração da cidade, numa área mais nobre, o Grand Hotel Union é a melhor opção.

Em Piran, o melhor lugar para se hospedar é o Centro Histórico, onde há pousadinhas simpáticas, como a Piraneska, perto de bons restaurantes, do mar e de pontos turísticos.

Por sua localização estratégica, é fácil incluir a Eslovênia em diferentes roteiros pela Europa.

Na minha viagem, fui de Budapeste a Liubliana de trem, e depois segui viagem de ônibus para Trieste, na Itália. Inclusive, já relatei aqui no blog como foi meu roteiro com Eslovênia e Itália.

Esse é um roteiro bem eclético, pois combina destinos menos conhecidos, como é o caso de toda a Eslovênia, com cidades que já sofrem com o turismo massivo, como Veneza e Verona, mas que ainda fazem parte dos desejos de muitos viajantes.

Outro roteiro muito fácil de fazer, é seguir de Liubliana para Koper, no litoral da Eslovênia, e depois cruzar a fronteira para a Croácia, que é repleta de destinos turísticos em seu litoral norte, como Umago, ainda pouco conhecida por brasileiros.

Há também quem combine a Eslovênia com uma viagem de trem a Zagrebe, capital da Croácia, e para Graz, no sul da Áustria.

A Eslovênia é um país de comidas gostosas, paisagens surreais de bonitas e atrativos diversos, entre montanhas nevadas, lagos alpinos e praias paradisíacas no Golfo de Trieste. Além de tudo, tem um povo bastante receptivo, pois ainda não estão acostumados a receber tantos turistas, e é um país muito seguro (entre os mais seguros da Europa) e relativamente barato para viajar.

Então, minha última dica, é que você compre logo a passagem e organize sua viagem para a Eslovênia.

Em caso de dúvidas, fale comigo! Eu respondo sempre o mais rápido possível. Boa viagem!


Texto escrito integralmente por mim, baseado em minha experiência de viagem para a Eslovênia. Utilizamos fotos de minha autoria, com direitos autorais protegidos por lei, e imagens de autores que permitam a utilização, devidamente creditados nas legendas.

Viajar com tudo reservado é bem melhor

Descontos para economizar na viagem

  • Utilize o cupom BUENASDICAS5 na Seguros Promo e tenha   5% de desconto  em seguro viagem
  • Acesse o site O Meu Chip por esse link e tenha   15% de desconto  usando o cupom CHIPMAISBARATO

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *