Serra Gaúcha

O que fazer em Bento Gonçalves: 11 lugares imperdíveis

Entenda o que fazer de melhor em Bento Gonçalves, incluindo vinícolas e experiências surpreendentes.

Não falta o que fazer em Bento Gonçalves. Famosa por suas vinícolas, essa simpática cidade na Serra Gaúcha também tem outras atrações que merecem ser exploradas.

Para ajudar você a escolher o que visitar, selecionamos alguns dos principais pontos turísticos de Bento Gonçalves e lugares menos conhecidos que me surpreenderam.

Nessas dicas sobre o que fazer em Bento Gonçalves, você vai ver alguns dos atrativos mais visitados da cidade, como as vinícolas mais famosas, e também outros passeios imperdíveis nas regiões do Vale dos Vinhedos e do Roteiro Caminhos de Pedra.e

Dicas de Bento Gonçalves – Planejamento com antecedência

Antes de conhecer os lugares imperdíveis, entenda também estes detalhes importantes para planejar sua viagem a Bento Gonçalves.

  • Quantos dias ficar: recomendo passar no mínimo 3 noites e 4 dias. Assim tem um dia inteiro para explorar o Roteiro Caminhos de Pedras, outro dia inteiros para o Vale dos Vinhedos e meios períodos que sobram para conhecer o centro e outros atrativos. Mas, pra ter tempo como eu tive pra conhecer o máximo de lugares, passei 7 dias.
  • Hospedagem: recomendo dividir suas bases entre um hotel no Centro de Bento Gonçalves e uma pousada no Caminhos de Pedra. Tem todas as dicas no post Onde ficar em Bento Gonçalves, dá uma olha lá.
  • Melhor época para viajar: eu fui no verão, em fevereiro, e gostei bastante, pois, apesar do calor, pude ver os parreirais carregados e um numa festa de vindima. Mas não tem como negar que o frio do inverno, entre junho e setembro, é o melhor clima para saborear os vinhos. Nas dicas de Quando ir para Bento Gonçalves, tem todos os detalhes.

O que fazer em Bento Gonçalves: dicas, passeios e pontos turísticos

Essa seleção tem algumas das melhores e mais importantes atrações de Bento Gonçalves. São os lugares mais visitados, os passeios mais elogiados e as experiências que mais gostei de vivenciar.

Sem dúvidas vai ajudar na hora de montar o seu roteiro, inclusive porque também indicamos outros artigos para continuar planejando a viagem.

Olha só tudo o que selecionamos para você fazer e conhecer durante seu roteiro em Bento Gonçalves:

1. O Centro de Bento Gonçalves

Bento Gonçalves não é uma cidade feita para turistas, como Gramado. Por isso mesmo, é um destino muito mais autêntico. Mas tem lugares centrais que merecem uma visita.

Comece seu roteiro na Praça Achyles Mincarone, onde está a exótica igreja em formato de barril e o chimarródromo”, como os locais chamam o equipamento público que libera água quente, na temperatura ideal para o chimarrão. E nessa mesma praça está o letreiro de Bento Gonçalves, ótimo para fotos.

Agora, o que se pode realmente chamar de ponto turístico no Centro de Bento Gonçalves é o inusitado Chafariz de Vinho. Claro que não é vinho de verdade, mas é um lugar simbólico que demonstra a importância do vinho para a região.

2. Passeio no Trem-Maria Fumaça

Também conhecido como Trem do Vinho, a Maria Fumaça é uma locomotiva a vapor que percorre os trilhos entre Bento Gonçalves e Carlos Barbosa.

Em cerca de 1h30 de passeio, os antigos vagões de passageiros recebem apresentações culturais, como sanfoneiros e dançarinos de tarantela, além de encenações que remontam à imigração italiana.

Faz uma única parada pelo caminho, na estação de Garibaldi, onde os passageiros são abastecidos com vinho produzido na Serra Gaúcha. É considerado um dos principais passeios de Bento Gonçalves e de toda a Serra Gaúcha. Entenda como é fazer o passeio no trem Maria Fumaça.

3. Parque Cultural Epopeia Italiana

Vendido como uma continuação do passeio na Maria Fumaça, a Epopeia Italiana é uma espécie de parque temático cultural. Confesso que gostei mais de assistir à Epopeia Italiana do que de andar no trem. Se busca o que fazer em Bento Gonçalves com crianças, esse é um dos lugares a conhecer.

A ideia, como o próprio nome já indica, é contar a saga da imigração italiana no início do Século XX, com foco em famílias do norte da Itália e migraram para Bento Gonçalves.

E isso é feito de maneira riquíssima, com direito a filme e encenação teatral em diferentes ambientes, incluindo uma simulação de navio e uma cidade cenográfica que remete ao interior da Itália. Recomendo que seja um dos primeiros passeios do seu roteiro, assim entenderá um pouco melhor a cultura da cidade.

4. Casa da Erva Mate

A Casa da Erva Mate é uma das principais paradas no Roteiro Caminhos de Pedra. O local funciona numa típica casa com porão de pedra, construída em 1910, e que hoje é um dos cartões-postais da região.

Na loja, os funcionários ensinam como preparar o chimarrão, num processo que vai desde a temperatura correta da água, até dicas para não entupir a bomba, com é chamado o canudo de metal.

Na loja tem centenas de produtos típicos, como cuias de chimarrão em diferentes tamanhos e formatos. Se nunca tomou um “chimas”, aproveite para experimentar, embora com cuidados redobrados devido ao Coronavírus, que provavelmente vai acabar com o ritual gaúcho das rodas de compartilhar chimarrão.

5. Casa da Ovelha

Um dos lugares mais visitados de Bento Gonçalves é a Casa da Ovelha, parada obrigatória no Roteiro Caminhos de Pedra.

Você pode apenas visitar a loja, onde são vendidos queijos de ovelha e outros produtos da fazenda. Mas recomendo muito que faça algumas das atividades desse que é um verdadeiro parque temático rural.

Por exemplo, você pode dar mamadeira aos filhotes de ovelha. Ou assistir à apresentação de pastoreio dos cães da raça Border Collie. E até mesmo uma demonstração de falcoaria. Nas dicas do Parque da Ovelha tem todos os detalhes, incluindo valores e horários.

6. Cantina Strapazzon

Construída em 1880, a casa de pedra que é a sede da vinícola já foi cenário de novelas e filmes como O Quatrilho. Não bastasse o cenário literalmente cinematográfico, no local é feita uma degustação dos vinhos produzidos ali mesmo na propriedade.

Fiz a visita na época das vindimas, no verão, então os parreirais estavam carregados de uvas. E pude prová-las à vontade, direto do pé. Além de uvas e vinhos, a visita inclui também a degustação de suco de uva integral, grapa e frios como queijos e salames.

Pra mim, é uma das visitas mais importantes a se fazer em Bento Gonçalves, pois combina história e degustação de vinhos num dos lugares mais pitorescos da Serra Gaúcha.

7. Casa Valduga

Entre tantas vinícolas em Bento Gonçalves, a Casa Valduga se destaca por ser uma das maiores do Vale dos Vinhedos e oferecer diferentes experiências para o visitante, de uma simples degustação de vinhos e espumantes e até hospedagem nas pousadas do complexo.

Fiquei no meio termo e fiz a chamada “wine experience”. Nessa visita, pude acompanhar a seleção automatizada de uvas, o trabalho no armazenamento e tive a oportunidade única de tomar vinho direto da barrica.

Pra finalizar esse tour na Casa Valduga, pude experimentar diferentes rótulos e depois acompanhar o processo de “dégorgement”, que é o congelamento e retirada da levedura da garrafa de espumante. E ainda ganhei uma taça.

8. Rodízio Colonial

Não vá embora da Serra Gaúcha sem provar um legítimo rodízio colonial. Em Bento Gonçalves estão alguns dos melhores restaurantes do tipo, as famosas galeterias, como a Casa Ângelo, no Roteiro Caminhos de Pedra, e o Di Paolo, no Centro da Cidade.

Cada restaurante tem suas particularidades. Mas, generalizando, servem uma sequência que inclui sopa de capeletti, galeto assado, polenta e macarrão. De sobremesa, o sagu com creme é onipresente.

Aqui no blog tem uma lista com dicas de Onde comer em Bento Gonçalves, onde falo mais sobre o assunto e tem mais dicas de restaurantes. Entre tantas coisas para fazer em Bento Gonçalves, comer bem não poderia ficar de fora.

9. Festa de Vindima

Já pensou em amassar uvas com os pés, como faziam os primeiros imigrantes italianos na Serra Gaúcha? Numa festa de vindima você pode.

Em Bento Gonçalves, essa experiência é possível apenas no verão, entre dezembro e janeiro, época de colheita das uvas e início do processo de fabricação dos vinhos, a que se dá o nome de vindima. Eu fui na vindima da Vinícola Cristofoli e gostei bastante.

Cada vinícola tem seu próprio estilo de vindima. Mas, generalizando, trata-se de uma experiência na qual o turista pode colher e experimentar uvas direto do parreiral e depois amassar mais uvas ao som da tradicional tarantela. Costumam ser servidos almoços harmonizados ou uma mesa de frios.

10. Vale das Antas

Menos explorada por turistas do que o Vale dos Vinhedos e o Caminhos de Pedra, o Vale do Rio das Antas, no distrito de Tuiuti, também é uma das atividades mais bacanas para fazer em Bento Gonçalves.

O caminho por si só já vale o passeio. À beira da estrada, tem bons lugares para comprar produtos típicos e frutas regionais como figos e uvas, principalmente no verão. E tem algumas vinícolas na região, como a Salton e a Cainelli.

Pare também no mirante do Vale das Antas (foto acima), que garante lindas fotos num antigo trilho abandonado. E siga até a Ponte Ernesto Dornelles, também conhecida como Ponte dos Arcos e considerada uma das maiores pontes em arcos paralelos suspensos do mundo. Outro bom lugar para fotografar.

11. Igreja de Vinho

No Vale dos Vinhedos, não deixe de passar pela Capela Nossa Senhora das Neves, conhecida como A Igreja de Vinho.

Sim, ela foi construída utilizando vinho no processo de fabricação da argamassa. Longe de ser uma ostentação dos imigrantes italianos, isso aconteceu devido à grande seca da época. Na falta de água, os colonos ofereceram seus estoques de vinho para a obra.

Dizem que, nos dias mais quentes, dá pra sentir o aroma do vinho ao redor da igreja. Fiz o teste, aproveitando o calor, e preciso desmentir a lenda. A igreja é pequena e nada fotogênica. Mas se você é católico e gosta de histórias de superação, além de um caso curioso, é uma atração imperdível em Bento Gonçalves.

E o ponto turístico mais conhecido de Bento Gonçalves?

Este abaixo é o famoso Pipa Pórtico. O que ele faz? Bom, ele fica parado na estrada e a gente passa de carro embaixo dele. Simplesmente é um monumento em formato que lembra um barril de vinho. Difícil de enquadrar sem carros e nada fotogênico. Mas todo mundo estaciona ao lado e tira um foto.

Como visitar as atrações de Bento Gonçalves

Bento Gonçalves é daqueles lugares em que é imprescindível ter um carro à disposição. Isso porque os principais passeios e pontos turísticos estão distantes uns dos outros. Mesmo numa só região, por exemplo o Vale dos Vinhedos, é preciso percorrer longas distâncias entre as vinícolas e outros atrativos.

Se não é de beber e não faz questão de conhecer mais detalhes de cada lugar, pode alugar um carro e fazer os passeios por conta própria.

Mas, com tantas degustações de vinhos pelo caminho e lugares históricos para explorar, eu recomendo muito que você tenha um guia em Bento Gonçalves. Eu fiz os passeios com a AR Transporte, do casal Morgana Braido e Alexandre Facciocchi, ambos profundos conhecedores da região. Então, além de ser levado de carro às vinícolas e aos pontos turísticos, também aprendi bastante sobre cada lugar.

Foto no Vale dos Vinhedos, passeio imperdível em Bento Gonçalves.

Se tiver alguma dúvida, basta perguntar. E se é da cidade ou conhecer bem a região, utilize os comentários para mandar suas dicas de Bento Gonçalves, assim o roteiro dos próximos leitores fica ainda mais completo. E boa viagem!

Viajar com tudo reservado é bem melhor
      • Booking: descontos exclusivos em hotéis e reservas com cancelamento grátis
      • Real Seguros: compare preços de seguro viagem
      • Touron: ingressos e tours em Buenos Aires e em todo o Brasil
      • Confidence: compra de moedas e cartão pré-pago internacional

Descontos para economizar na viagem (e antes dela)

        • Utilize o cupom BUENASDICAS5 na Seguro Promo e tenha   5% de desconto  em seguro viagem
        • Acesse o Airbnb por esse link e ganhe mais de  R$ 150 em crédito  de hospedagem se ainda não for cadastrado.

Criador e editor do Buenas Dicas, o blog de viagem super sincero. Siga nossas redes sociais e para dúvidas, propostas e parcerias, veja nosso contato.

Comentários