Peschiera del Garda: cheia de charme, perto de Verona

Aos pés dos Alpes, o Lago di Garda é o maior lago da Itália. Sua orla é repleta de cidadezinhas simpáticas. Para quem está em Verona, a mais fácil de visitar é Peschiera del Garda.

Além do fácil acesso, de carro ou de trem, Peschiera del Garda tem inúmeras atrações, como locais históricos, passeios de barco e boa gastronomia.

A seguir, confira todas as dicas de Peschiera del Garda, incluindo como chegar, o que fazer, onde comer e onde se hospedar, caso queira passar mais tempo.

Como chegar em Peschiera del Garda

O jeito mais prático e barato de ir de Verona a Peschira del Garda é de trem. A passagem custa a partir de 3,80 € na Trenitalia e a viagem tem apenas 14 minutos de duração.

A estação de trem de Peschiera del Garda fica a apenas 5 minutos de caminhada do início do Centro Histórico. É fácil e seguro fazer tudo andando.

Se você estiver em Milão, Bréscia e até mesmo em Veneza, também pode fazer o passeio de um dia, tipo bate e volta. Pesquise passagens aqui, buscando simultaneamente na Trenitalia, na Ítalo e também passagens de ônibus.

O que fazer em Peschiera del Garda

As belas paisagens de Peschiera del Garda já começam a se revelar na saída da estação de trem, como as vistas para o Rio Mincio, os canais da cidade e o Lago di Garda, com as montanhas nevadas com os Alpes ao fundo.

Pontos turísticos e centro histórico

  • A primeira atração do caminho é a Porta Verona, portal medieval que dá acesso à cidade antiga.
  • Em seguida, no caminho de pedestres do Parco Catullo, está o edifício Palazzina Storica. Atravessando a ponte sobre o canal, chega-se à pequena ilha do Centro Histórico.
  • O centrinho de Peschiera del Garda é o menor que já vi numa cidade italiana. É simpático, com pequenos edifícios coloridos em arquitetura italiana.

Passeio de gôndola, calçadão e praia

Bastam 2 minutos para atravessar até a outra extremidade da ilha, onde estão a Porta Brescia e a Ponte di Porta Brescia. Nesse local, descobri que não é preciso ir a Veneza para andar de gôndola.

  • Bem ali, nas águas azuis do canal, é possível embarcar num passeio de gôndola,  bem mais barato do que em Veneza (e sem pombos).
  • Siga para o Lungolago Mazzini, um extenso e arborizado calçadão às margens do Lago di Garda, com vista para os Alpes nevados ao fundo. Visual de cinema.
  • O calçadão leva até a Praia Capuccini, onde é possível alugar um pedalinho. E banhistas encaram as águas geladas do lago.

Navegação no Lago di Garda

Estes passeios de barco eu não fiz, mas fiquei com vontade. Caso você tenha tempo, acho que vale a pena embarcar em alguma atividade aquática no Lago di Garda.

São várias as opções de passeios, à venda diretamente no guichê do píer, que fica quase em frente ao Centro Histórico.

Ou reserve diretamente nesta agência parceira do blog, e já chegue com um passeio agendado, como este cruzeiro de meio dia no Lago di Garda, incluindo almoço e guia turístico.

Mais atividades no Lago di Garda, Alpes e região:

Onde comer em Peschiera del Garda

Tem muitos bons restaurantes no Centro Histórico da cidade, de comidas típicas de Itália, especialmente de especialidades da região. Algumas dicas:

  • Eu almocei no Pasta Salame, que tem pratos de massa e ótimo custo-benefício. Achei a comida aqui melhor do que todas que provei em Verona.
  • O Ristorante Il Cantinone é bem avaliado e serve clássicos como Carbonara e Cacio e Pepe, além de tábuas de frios e frutos do mar.
  • Em ambiente elegante, à beira do canal, o Raffilù é considerado um dos melhores restaurantes de Peschiera del Garda.
  • Já a mais tradicional osteria da cidade, a Osteria Rivelin, fica do outro lado do canal. Basta atravessar a Ponte di Porta Brescia.

Onde ficar em Peschiera del Garda

Como eu já estava hospedado em Verona, precisei voltar para a cidade grande. Mas, se você também prefere lugares tranquilos, acho que vale a pena dormir uma ou duas noites em Peschiera del Garda.

Assim você poderá fazer mais passeios, experimentar mais restaurantes e curtir um raro destino sem tantos turistas na Itália, especialmente se não for na altíssima temporada (junho, julho e agosto).

Dicas de hotéis:

  • Em frente à estação de trem, o Hotel Garden é confortável e tem bom custo-benefício.
  • O segundo melhor hotel na região da estação é o K Modern, na mesma faixa de preço.
  • Na entrada do centro histórico, o Hotel Bell’arrivo é o mais reservado da cidade. Fica à beira do canal e alguns quartos têm vista para o Lago di Garda.
  • Bom, barato e no centro histórico, o Cabanon Urban tem apartamentos de temporada com vista para o canal.

Mapa do nosso passeio em Peschiera del Garda

Neste mapa, marquei a localização de todos os pontos turísticos, restaurantes e hotéis indicados, além do roteiro que fizemos a pé, desde a estação de trem.

Todo esse trajeto tem apenas 3,2 km. Mas lembre-se que é preciso fazer ida e volta. E é impossível não andar mais do que isso, afinal, sempre dá vontade de explorar mais lugares pelo caminho. Por isso, recomendo ir com um calçado confortável. E mesmo se não estiver frio, leve um casaco, pois o vento pode ser forte e gelado na orla do lago.

Vale a pena visitar Peschiera del Garda

Como falei no início, o passeio a Peschiera del Garda foi a melhor atividade durante meus dias em Verona.

Numa região de cidades tomadas pelo turismo massivo, como Veneza e Milão, a pequena Peschiera del Garda oferece um pouco de tranquilidade, além de boa comida, paisagens naturais e atividades divertidas.

Então, vale a pena conhecer Peschiera del Garda, e de preferência dormir pelo menos uma noite na cidade.

Boa viagem!

Viajar com tudo reservado é bem melhor

Descontos para economizar na viagem

  • Utilize o cupom BUENASDICAS5 na Seguros Promo e tenha   5% de desconto  em seguro viagem
  • Acesse o site O Meu Chip por esse link e tenha   15% de desconto  usando o cupom CHIPMAISBARATO

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *