Não nego a beleza da Playa Blanca, uma paradisíaca praia de águas cristalinas na Isla Barú, a 1 hora de distância de Cartagena. Mas digo com todas as letras: NÃO PERCA SEU TEMPO nesse passeio que só dá dor de cabeça e prejuízo. Infelizmente, essa é a principal dica sobre ela que já foi uma das 10 melhores praias da Colômbia. Hoje ela é armadilha para turistas.

Antes de chegar em Cartagena, eu li muitos outros blogs de viagem. Alguns dizem que a Playa Blanca é linda e imperdível. Outros dizem que acharam chato a insistência dos vendedores, mas que o passeio pode ser legal. Sério? Não sei quanto outros sites receberam pra falar bem da Playa Blanca de Cartagena, mas eu, que pago minhas próprias viagens, não tenho problemas em dizer que é a pior praia que já conheci.

Preços, agências de turismo e como chegar à Playa Blanca

Melhor preço: 50 mil pesos colombianos / Tempo de viagem: 40 minutos em lancha rápida

Foi difícil fazer uma foto de Playa Blanca sem jetski sem noção e sem vendedor passando na frente.

Se mesmo com meu aviso de que NÃO VALE A PENA conhecer a Playa Blanca, você quer saber como chegar lá e quanto vai gastar nesse que é o passeio mais vendido da cidade, aqui vão os detalhes.

Praticamente todas as agências de turismo de Cartagena das Índias vendem o pacote de um dia para a Playa Blanca. Todos incluem a mesma coisa, que é o transporte em barco e o almoço num bar da praia, que pode ser peixe ou frango com arroz de coco. Algumas poucas vendem o pacote com transporte em ônibus, teoricamente com ar-condicionado.

(Antes de embarcar, leia 15 dicas de viagem para a Colômbia)

Em “lancha rápida” (depois explico as aspas), os preços variam mais ou menos de 50 a 80 mil Pesos Colombianos. O que dá, na cotação de hoje, de R$ 60 a R$ 100. Também é preciso pagar 16.500 para embarcar, tipo R$ 20. Aí a gente acha legal e até barato, calculando que vai gastar só isso o dia inteiro, né? É a primeira pegadinha da Playa Blanca.

Caso ainda tenha interesse em fazer o passeio, evite as agências de turismo. Elas cobram mais caro e muitas enganam os clientes. Por exemplo, dizendo que você vai na tal lancha rápida, quando na verdade vai num barco lento, onde você vai passar a maior parte do dia adquirindo maresia.

Onde comprar  o pacote e não ser enganado

Muelle de la Bodeguita (mapa). Esse é o local de onde partem todos os barcos de passeios. Compre direto no guichê. Hoje, o preço oficial do passeio para Playa Blanca é 50 mil pesos. Em dias de semana, pode comprar no dia do passeio mesmo. Eles dizem que o embarque é 8h30, mas não vi nenhum barco partindo antes de 9h.

Pergunte para a atendente qual é o tipo do barco e para onde ele vai. E diga com todas as letras para onde você pretende ir. Isso porque o trajeto básico dos barcos é dar uma volta ao redor das Islas Rosario, parar por 2 horas no aquário e depois seguir para o almoço na Playa Blanca. Quem vai só para a Playa Blanca, precisa avisar na compra e depois é melhor refrescar a memória do piloto do barco.

Quando visitar a Playa Blanca

Nunca. Mas aos finais de semana, dizem por lá, é ainda pior. Nos feriados a praia também ficam lotada, principalmente na semana santa. Eu fiz o passeio numa quarta-feira do mês de abril. E mesmo assim, em dia de semana e fora da alta temporada, a praia estava como estava, sem excesso de turistas, mas cheia de problemas, como vou explicar a seguir.

→ Ranking de melhores hotéis em Cartagena

Porque a Playa Blanca é a pior praia do mundo

O título não é exagerado, exagero mesmo é o estrago que o turismo massivo fez com a Playa Blanca. Como falei no início, ela é realmente linda. Águas mornas cristalinas em tom de azul caribenho, areias brancas e um cinturão verde depois da faixa de areia. Os problemas ali são as pessoas, a falta de organização e a total falta de segurança no mar. Então mantenha as crianças longe de Playa Blanca. Só pra você entender melhor e não fazer esse passeio, vou listar algumas coisas que estragam qualquer possibilidade de diversão nessa praia.

• Preço de cadeiras e guarda-sol

Descendo na praia, fui recepcionado por um suposto garçom do bar (lembre-se dele, daqui a pouco tem mais). Ele me direcionou para o restaurante onde estava incluso o almoço. Antes de me sentar à cadeira, ela avisou que era cobrada uma taxa de aluguel do equipamento de praia: 10 mil pesos pela cadeira e 20 mil pesos pelo guarda-sol. Na cotação de hoje, algo como R$ 40 só pra ter uma sombra. Vai economizar muito se levar pelo menos uma esteira de praia.

• Vendedores insistentes

Esse problema eu já sabia. Muitos blogs de viagem avisam que eles são chatos. Não posso fazer o desavisado. Mas posso reforçar o aviso. Eles são insuportavelmente chatos e malas. Não tenho nada a reclamar dos vendedores de comidas, tipo o pessoal das ostras. Os piores são os vendedores de miçangas (colares, brincos, enfeites). Eles realmente forçam a amizade. Alguns chegam puxando papo antes de mostrar a mercadoria. Perguntam do Neymar, comentam sobre como a Colômbia foi legal após o acidente da Chapecoense, elogiam seu espanhol. Tudo papo furado pra vender miçanga. Não pense que passa um a cada hora. Passa um por minuto e é preciso negar com muita insistência até eles saírem.

• Mulheres massagistas

Elas passam na sua frente de maneira intercalada com os vendedores. Mas elas são muito piores do que eles. Porque elas pegam em você. Principalmente em outras mulheres. Se você negar a massagem, ela tenta confirmar a massagem para depois. Se negar para depois, elas vão se aproximando. Aí, não tem jeito: elas começam a esfregar as mãos onde alcançarem. Se não for ríspido ou se esquivar, elas continuam. Se deixar, mesmo se disserem que é um “regalito”, não aceitem, porque tudo tem um preço na Playa Blanca. Mas, se você gosta de massagem, boa sorte.

• Aluguel de Jetski sem noção

É a pior coisa da Playa Blanca. Alguém precisa controlar aqueles animais que pilotam “Moto Acuatica” a poucos metros de crianças. Quem tá de snorkel também é vítima fácil. Os irresponsáveis percorrem toda a extensão da praia, encarando e gritando os turistas na faixa de areia. Não tem nenhum limite de acesso às hélices do mal. Eles transitam costurando entre os banhistas. Prova do perigo, é que numa rápida busca na internet, encontrei algumas notícias de acidente por lá. E o barulho do motor e o cheiro de gasolina são constantes. Não há descanso.

• Comida, saneamento básico, lixo e sujeira

Sabe o almoço que todas as agências de turismo vendem no pacote de passeio para a Playa Blanca? Preferi não comer. Isso porque andei um pouco por trás das cabanas de praia. Em todas que eu reparei, os peixes já estavam assados desde muito tempo antes do almoço, empilhados em baldes e bacias no fundo dos bares, à mercê dos mosquitos. E o cheiro de urina era forte atrás de cada bar.

Felizmente não precisei de banheiro na Playa Blanca. Pelo que vi, os bares não tem água encanada e muitos não têm banheiro. Os banheiros disponíveis são improvisados em cobram 2 mil pesos do turista.

• Cartão de crédito é isca e tudo é caro

Nessa armadilha eu não caí, pois já estava esperto com os comerciantes de Cartagena. Mas funciona da mesma forma na Playa Blanca: alguns restaurantes dizem aceitar cartão de crédito. Sí, se pasa la tarjeta. Só que ninguém avisa que quase sempre tem uma taxa extra ou um valor mínimo. E que a máquina de cartão é do vizinho. E que, num lugar isolado como a Isla Barú, o sinal da maquininha falha muito.

Então, se pretende consumir qualquer coisa na Playa Blanca, é bom levar milhares de pesos colombianos bem guardados na bolsa (não vi e não pesquisei nada sobre roubos na praia, mas é sempre bom ficar esperto). Vi uma casa de câmbio armada em tenda de palha na praia, onde tenho certeza que a cotação de qualquer moeda é péssima. Leve somente Pesos Colombianos. Ps: repare no preço da água de coco, a 15 mil pesos, mais ou menos R$ 20.

• Garçom malandro

Lembra do garçom que me recepcionou na praia? Então. Ele passou a manhã toda tentando me convencer a pedir qualquer bebida. Chegava, forçava um papo, insistia. Várias vezes. Sem clima naquela total armadilha pra turista, não pedi nada. De repente, faltando muito pra lancha ir embora, ele chega com a conta de 50 mil Pesos Colombianos: 10 mil pela cadeira + 20 mil pelo guarda-sol + 20 mil pelos serviços dele. Pois é. Ele foi chato, insistente e depois ainda disse que 20 mil, tipo R$ 25, era o valor que eu devia por toda sua prestatividade.

• O retorno para Cartagena

No dia em que fiz o passeio para o resort Gente de Mar, na Isla Grande, a lancha era nova, bem cuidada e o piloto fez um caminho diferente para voltar, evitando as ondas grandes da tarde. Pra voltar da Playa Blanca é outra história: barco rachado e alta velocidade contra as ondas no caminho mais perigoso. Ninguém chegou seco em casa. Fiz um vídeo do barco rachado e das ondas.

A Playa Blanca pode ter salvação

Não me parece difícil deixar a praia um ambiente menos bizarro. Entendo que a comunidade ao redor da praia é pobre e todo mundo tenta tirar alguma renda do turismo. Mas isso pode ser feito de forma mais sustentável, pra não espantar os visitantes.

Primeiro, é preciso proibir os jetskis. Ou, no mínimo, colocar raias pra limitar a aproximação com banhistas e organizar a divulgação do passeio num único ponto. Até o Brasil tem bons exemplos disso, em praias tão movimentadas quanto a Playa Blanca.

Depois, é preciso que alguma organização de turismo colombiana (tipo essa ou essa) faça treinamentos e esclareça algumas coisas para os vendedores. Como a questão da insistência. Novamente o Brasil pode ser exemplo. No Rio de Janeiro mesmo, onde há mais pobreza e muito mais gente do que em Cartagena, os vendedores de mate e biscoitos globo se tornaram símbolo positivos das praias cariocas.

Também é preciso acabar com as vendas casadas nos passeios. Eu queria só conhecer a praia, eu não queria almoçar. Mas todos os pacotes disponíveis incluem almoço. E o guarda-sol, única coisa realmente necessária na praia, tem um preço absurdo.

Hoje, deixe a Playa Blanca para quem gosta de confusão

Eu entendo a responsabilidade que é dizer para milhares de turistas em potencial que não vale a pena visitar a Playa Blanca. Porque sei o quanto os moradores locais dependem dela. Mas, cá entre nós brasileiros, tem muita gente lá que curte esse estilo de praia, ou pelo menos estão mais acostumados. E tem muitos gringos loucos que não se importam com nada mesmo, que só querem ficar loucos de cocoloco no Caribe. Então, enquanto a turismo colombiano não dá um jeito na zona, vamos deixar a praia só pra quem não tá sóbrio.

Lembrando que ela é apenas uma das dezenas de atrações de Cartagena. Porque, a cidade sim, como um todo, merece ser visitada. Veja mais dicas de Cartagena.

Viajar com tudo reservado é bem melhor
      • Booking: descontos exclusivos em hotéis e reservas com cancelamento grátis
      • Real Seguros: compare preços de seguro viagem
      • Passagens aéreas: melhores sites para pesquisar preços de passagens
      • Airbnb: reservas de quartos e apartamentos de temporada

Descontos para economizar na viagem (e antes dela)

        • Utilize o cupom BUENASDICAS5 na Seguro Promo e tenha   5% de desconto  em seguro viagem
        • Acesse o Airbnb por esse link e ganhe mais de  R$ 150 em crédito  de hospedagem se ainda não for cadastrado.
Autor

Criador e editor do Buenas Dicas, o blog de viagem super sincero. Siga nossas redes sociais e para dúvidas, propostas e parcerias, veja nosso contato.

18 Comments

  1. Adriana Mendes responder

    Perfeito!!!! Exatamente isso! Tb fui desacompanhada e a única diferença é que fui de van e o almoço não estava incluído- havia pesquisado bastante sobre a furada dos barcos pra lá. A praia é linda, mas infelizmente minha maior lembrança é a insistência absurda dos vendedores, que vão te seguindo pela praia tentando por onde quer vc vá. Um horror! San Andrés é mil vezes melhor. Nem deveria ter perdido meu tempo em Playa Blanca, mas quis literalmemte pagar pra ver a beleza do lugar, mas realmente não vale a pena. Dizem q se dormir por lá naqueles hostals na praia é possível ter uma experiência diferenciada, antes e depois da multidão que apenas passam o dia. Não quis arriscar.

  2. miriam mendes veiga responder

    Olá, estive em San Andres e Cartagena em janeiro de 2018, e gostei muito de tudo ! Li bastante sobre o lugar, procurei todas as dicas possíveis, de blogs grupos etc E seguindo o conselho de alguns fui sim a playa blanca, e seguindo vários conselhos chegando na praia segui para a direita, meio fora da muvuca e pro lado dos hostels, e digo que foi a praia mais bonita que conheci em Cartagena, fiz bora bora, e fiz cocoliso e desbravei a cidade ! Claro que como em todo lugar é preciso lidar co assedio dos vendedores que tem pra todo lado,inclusive aqui no nosso nordeste, também não tive problemas pois já fui preparada para um sonoro e definitivo NO GRACIAS a cada investida ! Enfim , gostei de tudo ! Voltaria com certeza pra encher meus pés de bolha descobrindo as ruelas da Cartagena !

  3. Bruce de Melo Narcizo responder

    Não existe exagero nenhum no relato dele. Playa blanca é um lugar a não se voltar mais nunca. Ele esqueceu de contar que junto com os ambulantes existem diversas pessoas que aproveitam do seu descuido ao dar atenção e furtam seus pertences. Na minha viagem um celular foi embora. Também se esqueceu de falar que te oferecem um preço e colocam outro na conta. Uma fábrica de picaretas. Infelizmente. O local tem um potencial enorme de turismo e os nativos acabam com isso.

  4. Fui e amei! Insistência existe em todas as praias, seja de Cartagena ou Santa Marta… lamento sua experiência não ter sido boa mas a minha foi surpreendente. Nas ilhas do Rosário sempre enjoo e gostei dessa opção por ir de ônibus ou alugar carro… Deixe o turista decidir se é perda de tempo, não induza por sua experiência :)

    • Carlos Rodrigues responder

      O colega foi educado !! Playa Blanca é um esgoto a céu aberto, praia a distância lindíssima !! Quando chega perto um monte de sujeira na água, varias coisas nojentas boiando, povo sujo, desonesto, Colômbia foi a maior decepção que hs tive !
      Hotel 5 estrelas o dia todo e a noite cidade murada, só isso !! O resto é lixo do lixo. Voar quase oito horas para ficar nessa sujeira e ser roubado a cada minuto, fuja da Colômbia

    • Ratifico todas as queixas mencionadas no texto, cidade suja, taxistas que não observam as regras de transito. Buzinam tempo td. Ruas sujas, Cidade muralhada, é um horror em falta de educação e abordagens insistentes de vendedores de pacotes caros recheados de fantasias. Praia Grande é dez vezes mais limpa e organizada que qq praia de Cartagena. Já fui pra Cancun, e maioria das praias do Nordeste Brasileiro, gostar de uma praia que não tem saneamento básico de esgoto é difícil mas tem quem gosta. Se encontrarem um banheiro com lavatório e torneira em qq praia de Cartagena, vc não esta la´. Não existe menor preocupação com higiene. LUGAR SUJO COM ESGOTO A CEU SBERTO, isso a 30 metros da areia das praias. Com td respeito ao contraditório, nunca mais nem de longe.

  5. Olá. Discordo de quase tudo que foi dito. Inclusive estou aqui em Cartagena e já fui à Playa Blanca e vamos novamente amanhã de tanto que gostamos. Provavelmebte vc não ficou no lugar certo, pois onde ficamos estava sensacional. Praia linda!!!! Fomos de carro… 40min de cartagena !!! super tranquilo. Realmente os ambulantes são terríveis….. nisso eu concordei com vc. Porém em todo o restante NÃO. Há bóias cercando o espaço onde os banhistas devem tomar banho de mar. Para quem gosta de jet ski vai amar …. como eu meu marido e meu filho. Sobre a comida,na ilha do rosario tbm é assim…. o tal do almoço pronto feito em grande quantidade. Não gostou do modo de preparo? É só não comer, assim cono fizemos. E pedimos petiscos maravilhosos com vista para aquele cenario incrível de aguas azuis. Bom, nubca comentei nesses posts porem achei um exagero o seu texto sobre essa praia que fui obrigada a comentar. Turistas visitem sim…… é um belo passeio e vale mto a pena !!!!! Eu aprendi a ser ríspida com os ambulantes e pronto !!!!! Amamos a Playa Blanca !!!!!!!

    • Concordo com você! Achei exagerado esse texto… já quero voltar lá!!!

  6. Ola Nivaldo
    Acabo de sair de Cartagena e preciso deixar minha experiência sobre a Playa Blanca.
    Fomos em uma quarta feira, começo de fevereiro de taxi. Estavamos em 4 e combinamos 30k cop ida e volta por pessoa (total de 120k). O horario de ida e volta de nossa escolha.
    Andamos um pouco para sair da região que chegam os barcos e conseguimos alugar um guarda sol e 4 cadeiras por 30 mil cop e almocamos por 25k cada
    A praia estava super tranquila e foi um dia incrível.
    Acredito que não podemos tornar nossa experiência de um dia como verdade absoluta. Tem muitas variáveis que podem tornar o local melhor ou pior.

    • Nivaldo responder

      Obrigado por compartilhar sua experiência Felipe. Espero que os próximos visitantes da Playa Blanca leiam suas dicas e evitem a sequência de golpes que eu levei.

      • Dawerson Chiodetto responder

        Prezado NIVALDO, li seu comentário é mesmo assim fui até a Playa Bianca. Afirmo depois da minha experiência que você é muito educado. Playa Blanca é muito mais imundo do que falou, o povo é além de porco, desonesto, a cidade de Cartarena aproveitando o gancho só se salva a cidade murada, o resto é um esgoto a céu aberto, povo corrupto que se apresenta como bonzinho para te passar para trás a cada minuto, tudo é ruim !!! Fujam da Colômbia, nada presta, mesmo tempo de voo da para ir para Miami ou qualquer ilha caribenha de verdade.

  7. Nivaldo, muito bom o seu relato.
    Você me indicaria outra praia ou ilha próximo a Cartagena que eu pudesse ir com crianças.
    Gratidão.

    • Olá!! Boa noite!! Tudo bem???
      Fiz o passeio que tem lá, para nadar com os plânctons fluorescentes a noite.
      E fui avisada para não me assustar com o local … mas mesmo assim, o local é insalubridade, imundo, lotado de lixo por todos os lados, cheiro podre e mosquitos por toda parte ainda mais que o horário que chegamos era depois das 16:00 h( para quem chega de carro, pôde presenciar tudo isso) ( os que vão de barco, só veem o mar azul )…
      Mas o passeio dos plânctons é bem legal …

  8. Nossa ainda bem que você alertou sobre as mulheres massagistas. Eu odeio que toquem em mim. Muito obrigada!

Comentários