Aqui vão minhas dicas de Cartagena, sinceras como sempre. As informações que você precisa para planejar sua viagem para Cartagena sem erro. Tem dicas de quando ir, o que levar, onde se hospedar, restaurantes, preços, exemplos de roteiro, ciladas e as melhores atrações da cidade.

Passei uma semana em Cartagena, bem mais que o recomendado, que é de três a cinco dias. Fiz isso exatamente para reparar em cada detalhe da cidade e realizar o máximo de ativdades. Assim posso dizer o que vale a pena fazer em Cartagena. Uma coisa eu já adianto: a cidade é incrivelmente linda, preservada e vibrante. Superou minhas expectativas.

Índice:

 

História e dados de Cartagena

Fundada em 1533, ganhou esse nome em homenagem à cidade espanhol de Cartagena. Mas a região é habitada há milênios por povos pré-colombianos, como a tribos Kalamarí e Carex, entre outras.

Após o domínio espanhol, Cartagena desenvolveu um dos mais importantes portos do continente. Por ele, as produções de ouro e prata da Colômbia e do Peru eram enviados para a Europa. Para se protegerem dos intensos ataques de franceses e ingleses, os espanhóis construíram 11 quilômetros de Muralha e o maior forte militar da Colômbia. Enriquecida, Cartagena se encheu de casarões e construções em estilo espanhol e italiano.

População atual: 980 mil habitantes

Distância de Bogotá: 1073 km

Dúvidas comuns sobre Cartagena

Antes de ir às dicas completas, veja as dúvidas mais comuns de quem vai viajar para Cartagena, com as devidas respostas. Talvez uma delas seja igual à sua.

Qual a voltagem?

Em toda a Colômbia a voltagem é de 110 V.

Qual o tipo das tomadas?

O padrão colombiano, usado em Cartagena, é de tomadas com dois pinos transversais. Essa da foto. É mais barato e mais cômodo levar adaptador do Brasil.

Qual a moeda utilizada?

Em Cartagena se utiliza a moeda oficial da Colômbia, o Peso Colombiano. A sigla é COP. Entenda a cotação e onde trocar no artigo Câmbio na Colômbia. Mas já adianto: a melhor moeda para levar é o Real Brasileiro, o que atualmente compensa mais do que levar Dólares ou Euros.

Clima e quando viajar para Cartagena

Calor sempre faz. O ano  inteiro, a temperatura em Cartagena oscila geralmente entre 25 ºC e 35 ºC. Não é raro ultrapassar os 40 ºC. Mas devidamente protegidos por protetor solar e chapéu, a gente acaba se acostumando com ele algumas horas por dia. Entre 11h e 15h, a melhor forma de sobreviver é não sair na rua.

Evite a época das chuvas. Além de não combinar com praia, Cartagena costuma alagar. Quando chove forte, a cidade amuralhada represa a água e as ruas históricas viram um caos. Os meses mais chuvosos são maio, junho, julho, agosto, setembro, outubro e novembro. Em dezembro e abril existe chance moderada de chuvas.

Assim, pra evitar as chuvas, a melhor época para viajar a Cartagena é nos meses de janeiro, fevereiro e março. Mas previsão do tempo é sempre imprevisível. Minha viagem foi na segunda semana de abril e não vi nenhuma gota de chuva. Às vezes amanhecia nublado, mas logo o sol dominava o céu.

Alagamento depois de forte chuva em Cartagena | Foto do El Universal

 Quanto tempo ficar em Cartagena

Pra conhecer a cidade amuralhada, recomendo pelos menos um dia inteiro. Se o seu voo chegar pela manhã, tarde e noite são suficientes. Isso é tempo o bastante para fotografar as portas mais bonitas e conhecer os principais pontos turísticos e monumentos da cidade. No fim da tarde, a dica é andar por cima da muralha e assistir o pôr-do-sol no mar.

Mais um dia inteiro é necessário para visitar algum resort nas Islas Rosário. Os passeios geralmente partem 9h e retornam a Cartagena por volta de 16h30.  Aproveite o noite livre para explorar a gastronomia local.

Resumindo, pra fazer essas que considero as duas únicas atividades essenciais em Cartagena, dois dias são o suficiente. Blogs que indicam um mínimo de 3 dias, consideram também um passeio para a Playa Blanca. Mas, como já disse aqui, a visita não vale a pena, porque a Playa Blanca é um inferno turístico.

Dá pra passar mais dias em Cartagena? Claro que sim. Apesar de ser possível ver o básico em dois dias, Cartagena tem atrações o bastante para pelo menos cinco dias de viagem. Principalmente para quem pretende fazer passeios para diferentes praias das Islas Rosario. Ou passeios para lugares mais distantes, como Barranquilla, Santa Marta ou para tomar banho de lama no Vulcão Totumo.

Tour Vulcão de Lodo El Totumo: consultei preços e horários em algumas agências de turismo em Cartagena. Em média, o passeio custa 70 mil COP, com saída às 9h e retorno às 15h30. Também é possível reservar com antecedência aqui pelo GetYourGuide, onde geralmente custa um pouco mais caro, mas tem a comodidade de comprar de casa e chegar com tudo garantido.

O que levar para Cartagena

Fazer uma mala para Cartagena é simples. Não precisa levar calça, sapato, blusa de frio ou qualquer peça de inverno. Leve apenas roupas leves como camiseta, bermuda, saia, regata e roupas de banho. Se já tiver um chapéu de palha, leve também. Em Cartagena todo mundo usa chapéu na rua, pois é a melhor forma de proteger a cabeça do sol escaldante.

Acessórios de praia também são importantes, como óculos de mergulho, snorkel e sapato de borracha, pra usar na água. Itens como protetor solar e óculos de sol também são importantes. Mas tudo bem se não levar, pois tem tudo isso pra vender por lá e não custa caro.

Preços e câmbio em Cartagena

Cartagena não é uma cidade cara para nós brasileiros. No geral, os preços se parecem com os das capitais brasileiras. Claro que existem coisas mais caras e outras mais baratas. Por exemplo, táxi é muito mais barato. Às vezes custa menos do que Uber. Restaurantes são mais caros do que em Bogotá, mas estão numa média parecida com São Paulo. Um hambúrguer bom custa em média R$ 15 e um prato em restaurante fino custa mais de R$ 50. Hotéis bem localizados, como vou explicar mais abaixo, tem um custo-benefício ruim.

O que pesa no orçamento mesmo são os passeios. Se quiser visitar uma praia boa, tem que comprar o pacote com transporte de barco e day-use até algum resort das Islas Rosário. Os preços variam entre 120 e 190 mil COP. No cotação de hoje, de R$ 150 a R$ 200 por pessoa.

Falando em câmbio, é fácil trocar dinheiro na cidade. Atualmente vale a pena levar Real mesmo. Quem leva Dólar ou Euro também não sai perdendo muito. Leve Pesos Colombianos apenas para pegar o táxi do aeroporto pro hotel, em média 12 mil COP, se estiver hospedado na cidade amuralhada. Pra mais detalhes, veja o artigo Câmbio na Colômbia: onde trocar e que moeda levar.

Transporte em Cartagena

Táxi

A melhor forma de se locomover em Cartagena é de táxi. Apesar de aplicativos como Uber funcionarem normalmente na cidade, os táxis são mais baratos e chegam mais rápido. Aliás, nem é preciso pedir: eles circulam noite e dia pelas ruas, dentro e fora da cidade amuralhada. Eles não têm taxímetro, por isso é importante perguntar o valor da corrida para o motorista antes de entrar.

Por exemplo, uma corrida de táxi do aeroporto até o centro da Cidade Amuralhada, custa em média 13 mil COP. Em trajetos internos dentro das muralhas, os preços são ainda mais baixos.

Bicicletas e motos

Muitas lojas alugam bicicletas e motos elétricas dentro da cidade amuralhada. Acho que vale mais como passeio do que como meio de transporte, porque fica é complicado estacionar ou amarrar os veículos. E o trânsito é chato em Cartagena, cheia de cruzamentos e ruas estreitas.

Ônibus e passeios turísticos

Para ir a lugares como Islas Rosario, Playa Blanca, Santa Marta e outras localidades, é mais barato comprar pacotes turísticos que incluem transporte de ida e volta. Por causa do calor, nem pensei em andar de ônibus em Cartagena.

Hospedagem

Antes de viajar, cansei de ler dicas que diziam que o melhor lugar da cidade é a cidade amuralhada. Fato. Mas o que ninguém fala é do custo-benefício disso.  Expliquei com todos os detalhes no post Onde Ficar em Cartagena: 3 melhores bairros e hotéis. Mas aqui vai um resumo:

Cartagena é uma cidade normal, com prédios, periferia, aeroporto e outras coisas. Mas a parte turística fica praticamente toda dentro de uma muralha militar. Essa região é mais segura e é possível fazer tudo a pé. Está cheia restaurantes, agências de turismo e lugares históricos. E se hospedar em meio a isso tudo tem um custo alto. Dá uma olhada aqui no Booking nos hotéis e pousadas dentro da cidade amuralhada.

Vista do Hyatt Regency, um dos melhores hotéis com piscina de Cartagena.

Mas, do lado de fora, também existem boas opções. A melhor localização é o bairro de Bocagrande. Lá está o melhor shopping, bons restaurantes e a melhor praia urbana de Cartagena, que vale só pela vista, porque a areia é feia e a água é barrenta.

Bocagrande é um pequeno istmo, com mar de ambos os lados. Prédios de alto padrão, hotéis mais em conta e chance de ver a Cartagena real. E um táxi até a cidade amuralhada custa menos de R$ 20. Aqui no Booking tem bons hotéis em Bocagrande. À frente de Bocagrande, num istmo ainda menor, conhecido como Castillogrande, está o luxuoso Hilton de Cartagena.

Pontos turísticos de Cartagena e melhores atividades

Cartagena é uma cidade fácil de explorar a pé. Isso porque praticamente tudo o que interessa está dentro da cidade murada. Além da própria arquitetura das milhares de casas e prédios coloridos, aqui vão alguns destaques do centro histórico:

• Plaza de los Coches: é um larga na entrada principal do centro histórico. Aqui estão a Torre do Relógio e o Portal de los Dulces. Lugar bonito e lotado de gente noite e dia. Você naturalmente vai passar aqui em algum momento.

• Castillo de San Felipe de Barajas: um forte com séculos de história e resistência a invasores. Fica perto do centro, do lado de fora da muralha. Esperava mais dele, mas, de qualquer forma, vale a visita para tirar algumas das melhores fotos da viagem.

Vista do alto do Castelo de San Felipe, em Cartagena

• Plaza de la Aduana: outro grande espaço público, cercado de casarões coloniais.

• Igrejas e catedrais: apesar de não ser praticamente de turismo religioso, a beleza e a grandiosidade das igrejas de Cartagena garantem lindas fotos. Como as mais bonitas estão todas dentro da cidade amuralhada, não precisa sair em busca delas. Naturalmente você passará em frente.

Igreja de São Pedro Claver, dentro da cidade amuralhada de Cartagena de las Índias

• Plaza de Bolívar: guardas as devidas proporções, é a Praça da República de Cartagena. Bonita e arborizada, concentra pombos e pedintes. Foi onde Gabriel García Marquez dormiu num banco na noite que chegou a Cartagena.

Plaza Bolívar, no Centro da Cidade Amuralhada de Cartagena

• Museo del Oro: em frente à Plaza Bolívar, tem entrada grátis. Mas não tem muito o que ver lá dentro. Não vale a pena perder tempo aqui.

Parque Fernandez de Madrid: uma bonita praça cercada de restaurantes interessantes (e caros), como o Bar KGB, todo decorado com temática da União Soviética. É um boa região pra experimentar bebidas típicas, almoçar, jantar e começar a noite.

Bar KGB, bom para beber e admirar a decoração soviética

• Plaza de Santo Domingo: também uma espécie de largo. Concentração de turistas nos restaurantes em meio ao mar de pombos. Aqui está uma estátua doada por Fernando Botero.

• Plaza de San Diego: é a pracinha mais simpática de Cartagena. Tem bons restaurantes e bares ao redor, e é bem menos movimentada do que as outras. Fica em frente ao hotel Sofitel Legend, antigo convento que inspirou o romance O Amor e Outros Demônios, do GABO.

• Plaza de las Bóvedas: na extremidade da muralha, é uma grande galeria comercial, com lojas de esmeraldas, roupas, artesanato, souvenires turísticos e casas de câmbio. É um bom lugar para começar a caminhada sobre a muralha.

• Caminhada sobre a muralha: sim, tem como andar em cima dela, com vistas privilegiadas para o mar e para as lindas ruas coloridas de Cartagena. Melhor começar no fim da tarde, depois das 16h, pra evitar torrar no sol e pra terminar em grande estilo, no pôr-do-sol.

O melhor lugar pra encerrar a caminhada é no Café del Mar, na hora do pôr-do-sol

• Pôr-do-sol no mar: todo dia, centenas de pessoas se reúnem ao longo da muralha pra ver o sol se pôr no mar. Próximo ao bar Café del Mar a vista é a mais interessante, pois além da cidade histórica e do mar, dá pra admirar os imensos prédios de Bocagrande. Tudo com a bandeira da Colômbia tremulando. Garantia de lindas fotos.

Getsemaní: é um antigo bairro de escravos, também dentro da cidade amuralhada. É como se fosse uma mistura de Vila Madalena com Pelourinho. Muitos bares e gente na rua noite e dia. Aqui está o maior número de hostels de Cartagena.

Fila do cachorro quente no Getsemaní. A vida noturna é vibrante.

Praias de Cartagena e Região

Apesar da localização no mar do Caribe, as praias continentais de Cartagena não são bonitas. Do outro lado da muralha, tem mar, mas não tem praia, pois em vez de uma faixa de areia, tem somente pedras. As praias mais próximas estão em Bocagrande e para o outro lado, em direção ao aeroporto. Praias com águas em tons de azul caribenho estão somente nas Islas Rosário e na Isla Barú. (Tudo sobre as praias de Cartagena)

Visitei todos esses lugares. A praia de Bocagrande é feia e lotada de vendedores e massagistas que assediam os turistas. Se estiver hospedado no bairro, pode tentar a sorte. Pra quem está na cidade amuralhada, não vale a pena se locomover até lá. As praias no caminho do aeroporto são igualmente feias, de águas e areias turvas, embora mais vazias de gente. Na Isla Barú, a Playa Blanca é linda mais é infernal.

Por isso, se quer curtir um dia incrível de praia em Cartagena, só existem uma solução: vá para os resorts das Islas Rosário. Os melhores são o San Pedro de Majagua, o Coralina e o Gente de Mar (veja mais detalhes como horários e preços do passeio). Resumindo as praias de Cartagena:

Praia de Bocagrande

Não é bonita, mas quebra um galho num dia sem passeios.

Playa Bocagrande, com o shopping ao fundo
Praias das Islas Rosario

Uma mais linda do que a outra, então vá direto nos melhores resorts. (Tudo sobre as praias de Cartagena)

Praia no hotel Gente de Mar, na Isla Grande das Islas Rosario
Playa Blanca

Bonita, mas ordinária. Armadilha para turistas. (Tudo sobre as praias de Cartagena)

Barco ancorada na Playa Blanca. Altas emoções no mar.

Dicas de restaurantes e onde comer em Cartagena

Em comparação com Bogotá, no geral em Cartagena se come pior e se paga mais. Não que seja tudo ruim, mas é preciso escolher bem onde vai, sempre de olho em avaliações no Tripadvisor, Google Maps e blogs de viagem.

Meu maior erro na cidade foi restaurante espanhol Pata Negra. O lugar é lindo e luxuoso, mas a comida vem em porções minúsculas. E o preço é exatamente o oposto. Foi o lugar mais caro que eu comi em toda a viagem e depois tive que sair em busca de uma hamburgueria pra matar a fome.

Falando em hambúrguer, recomendo conhecerem o La Pepita. É um lugar grande e animado, e o cardápio é muito variado. Os sanduíches são muito baratos. É possível comer bem por menos de R$ 20.

Pra economizar pra valer com alimentação, recomendo uma visita ao La Esquina del Pan de Bono. A lanchonete é pequena, lotada e funciona 24h. A especialidade são uma espécie pão recheado de massa folhada. Tem de diversos sabores e custam em média menos de R$ 5 cada. Os sucos são excelentes, principalmente o suco de guanábana.

 

Para planejar sua viagem:  
  1. Booking: descontos exclusivos em hotéis e reservas com cancelamento grátis
  2. Real Seguros: compare preços de seguro viagem
  3. RentCars: aluguel de carro pelo menor preço nas principais locadoras do mundo
Viaje com descontos:
  1. 100 reais de desconto no Airbnb
  2. 5% ou mais de desconto em Seguro Viagem
Autor

Criador e principal editor do Buenas Dicas, o blog do viajante inteligente (que é você 😄). Siga nossas redes sociais e para dúvidas, propostas e parcerias, veja nosso contato.

15 Comments

  1. Valquíria Colombo responder

    Nivaldo, passando apenas para elogiar seu blog…muito bacana. Tenho pesquisado muito pois irei em março e o seu blog foi o mais completo até agora e me esclareceu muito.
    A única coisa que estou muito preocupada é que ficarei 10 dias em Cartagena, não vou a San Andrés por não ser aficcionada por praias, porém não sei se vou encontrar um roteiro histórico, museus, algumas ilhas suficiente para preencher estes dias.
    Estou pensando seriamente em esticar num bate e volta a Barranquilla e talvez a Santa Marta, porém esta segunda opção está totalmente ligada a praia…
    Mas enfim, vou estudando
    Obrigada por todas as informações que vc nos trouxe.

    • Oi Valquíria! Obrigado pelo elogio e que bom que o blog está ajudando. Pois é, 10 dias é muito tempo em Cartagena. Olha, se você não gosta de praia, recomendo mesmo que visite Bogotá ou Medellín.

      Eu passei 4 dias em Bogotá e foi o suficiente para conhecer o básico da cidade. É muito bonita e cultural, com lugares como o Museu Botero, as grandes praças, os cafés e restaurantes bem melhores do que os de Cartagena (aqui dei 3 dicas). E como faz frio, é bom pra se recuperar do calor de Cartagena. Depois que voltei, me disseram que Medellín é ainda mais interessante. Não conheci, mas li bastante sobre ela e tenho vontade de visitar.

      Então, se sobrar 5 dias em Cartagena, pode fazer um bate e volta para conhecer Barranquilla e Santa Marta, o vulcão Totumo (onde tem o banho de lama) e outras atrações fora da cidade. Sobre praias, fui com minha mulher que também não curte, e mesmo assim ela adorou o resort Gente de Mar, que tem limite de pessoas por dia, então é sempre tranquilo.

  2. Sandra Moura Silva responder

    Olá, tudo bem. Minhas filhas de 18 e 20 anos viajarão para Cartagena em fevereiro, e temos algumas dúvidas.
    Quanto você acha que se gasta por dia com alimentação ( restaurantes, hamburguerias, etc padrão médio)
    Elas vão ficar 6 dias, e quanto você acha que se gasta em média? Quanto levar? tirando os gastos com passeio , pois alguns estão inclusos. Não temos a mínima noção!!!!!!! É melhor levar peso colombiano em espécie? Aceitam cartão pré pago? Estou aflita com tantas dúvidas. Obrigada

    • Oi Sandra. Depende do estilo delas. Eu comi um pouco de tudo. Em hamburguerias boas dentro da cidade amuralhada, um sanduíche com batata frita e refrigerante custa em média entre 12 mil e 20 mil Pesos Colombianos (Entre R$ 15 e R$ 25). Em restaurantes arrumadinhos, com ar-condicionado, garçom e tal, mas sem luxos, um prato típico com arroz, peixe frito ou bife e salada fica de R$ 30 a R$ 40. Também é possível gastar bem menos, como na lanchonete número 3 do post Onde comer em Cartagena. Diria que com R$ 60 por dia, por pessoa, se come bem em Cartagena, sem luxos.

      Sobre moeda, é melhor levar Real e lá trocar por Pesos Colombianos. Tem muitas casas de câmbio na entrada do Centro Histórico (Cidade Amuralhada). Se o cartão-pré pago for bandeira Visa ou Master, é bem aceito na cidade, mas em alguns lugares exigem um valor mínimo de gasto pra usar, ou cobram uma pequena taxa. Não é como no Brasil que qualquer R$ 1 a gente passa no cartão. Tem mais detalhes no post Câmbio na Colômbia.

      Se ainda não escolheu hotel, dê uma olhada no post Onde se hospedar em Cartagena, pode tirar muitas dúvidas. E pode voltar a perguntar! Ajudo com tudo o que souber. Abraço.

      • Sandra Moura Silva responder

        Muitíssimo obrigada pela sua atenção!
        Quanto você acha que elas devem levar de dinheiro , mais ou menos para ficar esses 6 dias?
        Com gastos alimentação e algumas compras básicas (souviners), não fazemos a mínima idéia rsrs
        Comentei sobre o cartão pré pago, para que não fiquem com muito dinheiro em espécie, ou no caso de faltar dinheiro, poderíamos carregar cartão.

        • É uma boa ideia, eu costumava fazer isso de levar cartão pré-pago e pedir para alguém depositar no Brasil. Outra alternativa é o envio por Western Union, mas leva de 1 a 2 dias ficar disponível no destino. Sobre gastos, depende do que elas comprarem… Por exemplo, Cartagena é o paraíso das esmeraldas. Tem joias e pedras de todo preço, de R$ 30 a milhares de reais. Se elas não levarem, também vai ser útil comprar óculos de mergulho e sapatilha de borracha (para não se machucarem com ouriços nas praias). Comprei lá por R$ 30 cada.

          Quanto aos passeios, para ilhas das Islas Rosario, como Gente de Mar, custam em média R$ 190. Mas elas podem querer ir em lugares mais jovens, como o hostel flutuante Casa en el Agua, cujo passeio com transporte e entrada custa em média R$ 300.

          Se forem fazer passeios assim todo dia, fica mais caro. Se forem só nesses dois, por exemplo, e nos outros dias andarem por Cartagena e lugares históricos na cidade, fica bem mais barato, pois entradas são baratas e táxi é barato. Uma estimativa assim bem por cima de gastos por pessoa nesses 6 dias.

          • Alimentação: R$ 400
          • Bares e baladas: R$ 400
          • Passeios: R$ 8000
          • Táxi: R$ 100
          • Extras: 300

          Resumindo muito, acho que dá pra cada uma levar o equivalente a R$ 2 mil pra viver bem por lá. Economizando, é possível menos de R$ 1.500. Mas são estimativas, depende muito do padrão de viagem delas.

          • Sandra Moura Silva

            Muito grata pela sua pronta atenção! Está nos ajudando muito.
            Elas vão ficar próximo a praia, no OZ HOTEL, a agente viagem disse que é centralizado, tem comércio, lojas, restaurantes por ali, e dá pra andar bem a pé por lá.
            Você sabe se ali tem Casas de Câmbio, facil.

  3. Olá! Muito obrigada por todas as dicas, estão sendo muito úteis.
    Vou passar 7 dias na Colombia e pensei em ficar 3 dias em Bogotá e pensei em ficar 4 dias em Cartagena.
    Gostaria de sua opiniao sobre esses dias e também sobre a melhor forma de ir para Cartagena.

    • Olá. Que bom que as dicas estão ajudando. Tá legal esse roteiro, é o tempo suficiente pra conhecer o básico de cada uma. Outra ideia é tirar um dia de cada uma (ou excluir Bogotá) para ir a San Andrés. Eu não conhecida lá, incluí no roteiro na última hora e foi o lugar que mais gostei. Claro que isso depende da época do ano. Se for agora, por exemplo, tem mais chances de chuva.

      De Bogotá pra Cartagena tem muitas curvas e despenhadeiros nas estradas. Moradores de lá me disseram pra ir sempre de avião para Cartagena. Tem companhias aéreas baratas que fazem o trecho, como Wingo e Viva Colômbia.

  4. Boa tarde,
    Gostaria de saber a respeito de onde fazer câmbio. Em Bogotá a cotação é melhor do que em Cartagena? Você teria uma média de gastos? Vou para Bogotá, Cartagena e San Andres. Obrigada. Lucimara

    • Nivaldo responder

      Olá, Luciamara. Olha, na época da minha última viagem, em abril, o câmbio em Cartagena estava levemente pior do que em Bogotá. Digamos que a cada mil reais que trocasse, perderia dez reais na diferença. Explico mais detalhes no post Câmbio na Colômbia.

      Quanto gastar depende do seu estilo de viagem. Entre as 3, gastei mais um Cartagena, por conta dos passeios caros. Por exemplo, para ir ao Gente de Mar, custa mais de R$ 200 por pessoa. Já em San Andrés gastei muito apenas com o aluguel de carro e golfe para dar a volta na ilha, também pouco acima de R$ 200. Mas é possível conhecer os mesmos locais de ônibus por R$ 30 em média.

      Em Cartagena e San Andrés os restaurantes tem a mesma média de preço, mas Cartagena tem mais opções. Em Bogotá, a comida é muito melhor e custa tipo 20% a menos. Tem mais detalhes sobre gastos no post Câmbio na Colômbia (olha lá minha resposta para o Nascimento)

  5. Olá, tudo bem?
    Estou com uma dúvida, acredito que possa me ajudar.
    Vou para Cartagena e depois para San Andres e Providencia.
    Vale apena gastar tempo e dinheiro indo para as praias de Cartagena sendo que depois irei para outros lugares que tbém possuem praias? Pergunto isso porque antes de Cartagena irei para Medellin, estou pensando em ficar mais um dia em Medellin e tirar um dia Cartagena, neste caso, ficaria apenas 2 dias e meio em Cartagena…
    Obrigada. Abraços.

    • Nivaldo responder

      Olá, Juliana. Ótima pergunta! Acho que dois dias são o suficiente em Cartagena. No primeiro, ande pelas ruas da Cidade Amuralhada. É lindo no pôr-do-sol e muito animado à noite. Se gosta de fortes, vá no Castillo San Felipe. No segundo dia, recomendo que você vá conhecer a praia do resort Gente de Mar, nas Islas Rosario. Entendo que vai ver muitas praias em San Andrés, mas vale a pena ir nessa de Cartagena. Ela tem um estilo de beleza diferente e uma mordomia que não vai encontrar igual em S.A. Dá uma olhada também no post O que fazer em San Andrés e qualquer outra dúvida é só perguntar.

  6. Que legal, amei suas dicas de Cartagena!!! vou pra lá mês que vem. ainda não sei onde me hospedar….. tem alguma informação ou dica de hotel? praia ja vi que vou ter que ir de barco, é isso mesmo né?? obrigadaaa

    • Nivaldo responder

      Olá, Rosana. Que bom que gostou das dicas. Aqui nesse post mesmo tem algumas dicas de hospedagem. Mas, se quer se aprofundar no assunto e entender como funcionam os bairros, onde é perto de pontos turísticos, onde é mais seguro pra andar a pé e também ver umas dicas de hotéis, recomendo ler o texto Onde Ficar em Cartagena: melhores bairros e hotéis.

      Uma dica rápida, e que também tem post aqui, é escolher um hotel com piscina, pra conseguir enfrentar o calor de Cartagena. Aqui tem uma lista com os melhores.

      Sobre os passeios de barco

      É isso aí! Nas melhores praias de Cartagena é possível ir apenas de barco. Estou falando das praias das Islas Rosario, onde estão os resorts com praias privativas. Já para a Playa Blanca é possível ir por terra, inclusive saem passeio de ônibus e custam um pouco menos do que de barco. Mas não recomendo ir lá nem de barco, pela exploração excessiva do turista.

      Qualquer outra dúvida é só perguntar. Boa viagem!

Comentários