Finalmente fui conhecer Veneza, a pérola do Mediterrâneo, encontro sublime de Oriente e Ocidente, cidade mais linda do mundo… É tanto exagero que nem parece verdade. Afinal, o que Veneza esconde embaixo de tantos elogios?

Não sei de onde saiu toda essa babação. Veneza é realmente simpática, diferentona e guarda um charme raro hoje em dia. Mas, sinceramente, está longe de ser uma das cidades mais lindas do mundo, apesar de ser muito fotogênica.

Então Veneza não mesmo é essa Coca-Cola toda?

estação de trem santa lucia veneza

Passei uma semana explorando o destino mais famoso da Itália, onde nasceram personagens históricos como o compositor Antonio Vivaldi e o mercador Marco Polo. Entre tantos pontos turísticos e verdadeiras obras de arte da arquitetura, não foi fácil escapar dos clichês.

Por fim, acho que consegui enxergar Veneza com olhos de sinceridade, reparando nos 5 principais destaques “ruins” e até inesperados da cidade. Aliás, cabe aqui dizer aos defensores venezianos: não disse (ainda?) que Veneza é ruim, apenas que ela tem alguns lados bem desagradáveis. Vamos a eles:

Verdade 1 | Veneza é mal cuidada

Engarrafamento de gôndolas entre casas desabando
Engarrafamento de gôndolas entre casas desabando

Grande parte de Veneza não se parece em nada com os cartões-postais. Muitas casas à beira dos canais tem a pintura velha e descascada, mesmo muito acima do nível da água. Sim, é uma cidade milenar, mas com tanto dinheiro e vivendo à base do turismo, deveria ser mais bem cuidada. Também reparei em alguns gondoleiros mal vestidos. Contraditório, levando-se em conta o preço absurdo de cada remadinha pelos canais.

Verdade 2 | A sinalização é maluca

veneza sinalização placas

Veneza é um labirinto e grande parte das ruas não têm saída. Sem falar que são todas iguais. Então é só seguir as placas, certo? Quem faz isso acaba andando em círculos, porque onde existe a sinalização, um espírito de porco alguém pintou as setas na direção contrária. Sem falar que elas indicam basicamente o caminho para dois únicos pontos de referência: a estação de trem e Ponte de Rialto. O único jeito de não se perder por lá é seguindo o GPS.

Verdade 3 | O turismo é massivo

veneza multidao de turistas cais 2

Isolada do continente e sem espaço pra crescer, Veneza parou no tempo. Por isso mesmo se tornou um grande (e úmido) museu a céu aberto. A cidade tem mais turistas do que moradores. E eles estão por todos os lados, ou melhor, em todas as filas. Das lojas de vidros de Murano aos guichês de ônibus, é tudo lotado. Cuidado para não ser atropelado.

Verdade 4 | Veneza é uma cidade cara e artificial

mascaras de veneza preços
Máscaras de Veneza Made in China. Valorizar o artesanato local ou comprar mais barato?

Em uma cidade sem espaço pra crescer e lotada de turistas, não é de se espantar que quase tudo seja muito caro, mesmo coisas de qualidade duvidosa. Hotéis ruins, comidas ruins e passeios ruins podem custar uma nota. Por isso é importante pesquisar muito bem onde ficar em Veneza, por exemplo, ou onde comprar presentes. E nesse ponto mora mais um questionamento do viajante moderno: pagar caro num item artesanal ou pagar 10 vezes menos numa réplica Made in China? As máscaras de Veneza e os vidros de Murano estão lá pra você testar a tentação.

Verdade 5 | Veneza é infestada de pombos agressivos

veneza ataque pombos san marco
Foto de Alfred Lui (CC). Tem mais pombos nojentos aqui.

Em quantidade e sujeira, os turistas só são superados pelos pombos em Veneza. E eles são famintos e agressivos, partindo pro ataque nas mesas de cafés e pizzarias. O cúmulo dessa situação de calamidade pública é a Pizza San Marco, onde é preciso desviar dos rasantes e “balas perdidas” caindo do céu. Com fétido louvor, Veneza está na lista Beleza de Merda: 10 lugares lindos, mas cheios de pombos. Literalmente uma bosta.

Então Veneza é toda ruim?

Tudo isso acima é verdade. Mas é mentira se eu disser que eu não voltaria em Veneza. Apesar de algumas armadilhas pra turistas e coisas terríveis como a infestação de pombos, Veneza é realmente um destino singular, o que se comprova por fotos nada profissionais como as minhas, que por serem em Veneza, parecem até ser de algum fotógrafo razoável (modéstia à parte).

veneza italia canal

Continue planejando sua viagem para a Itália

Quando o Coronavírus permitir, esperamos que a Itália volte a ser um dos principais destinos turísticos do mundo. Então, aproveite que você está no blog que é referência em dicas sobre a velha bota e organize outros detalhes da sua viagem. Por isso, veja também:

Viajar com tudo reservado é bem melhor
      • Booking: descontos exclusivos em hotéis e reservas com cancelamento grátis
      • Real Seguros: compare preços de seguro viagem
      • Passagens aéreas: melhores sites para pesquisar preços de passagens
      • Airbnb: reservas de quartos e apartamentos de temporada

Descontos para economizar na viagem (e antes dela)

        • Utilize o cupom BUENASDICAS5 na Seguro Promo e tenha   5% de desconto  em seguro viagem
        • Acesse o Airbnb por esse link e ganhe mais de  R$ 150 em crédito  de hospedagem se ainda não for cadastrado.
Autor

Criador e editor do Buenas Dicas, o blog de viagem super sincero. Siga nossas redes sociais e para dúvidas, propostas e parcerias, veja nosso contato.

4 Comments

  1. Fui uma vez a Veneza, amei a cidade. Muito linda; e não tive nenhum problema com o povo. Acho que é por que eu não fui à procura de defeitos. Veneza é um encanto. O passeio de gôndola foi melhor do que o esperado e a vista do terraço do Daniele é uma das mais lindas do mundo.

  2. Vc está coberto de razão! Se eu tivesse lido seu blog nem teria vindo. As pessoas deveriam ser mais sinceras, porque isso aqui é muito horrível. Tudo velho, cheira a mofo, não tem sinalização e uma enganação ao turista! As pessoas são enganadas e não querem passar atestado da furada se dizendo encantadas! Uma merda! Pense bem antes!

    • Toda cidade super turística tem essas mesmas questões de Veneza: partes mal cuidadas, hordas de turistas, partes pouco autênticas, apelo exagerado ao consumo. No entanto, Veneza tem uma parte muito autêntica longe dos turistas que, se descoberta, faz qualquer um se apaixonar pelo lugar. Sem contar a cultura que a cidade respeita, os museus, a música e as bienais de artes e arquitetura. Eu vou a cada dois anos para a bienal de artes e digo sem medo de errar: não há lugar melhor no mundo.

Comentários