Booking.com

“Nada melhor do que não fazer nada”. Essa parte da letra de “Mania de Você, da Rita Lee, tem tudo a ver com Jericoacoara. Mas, mesmo sendo um destino perfeito para curtir a preguiça, tem sim muito o que fazer em Jericoacoara. Em uma semana na vila, aproveitei o que esse pedacinho de paraíso no litoral do Ceará tem de melhor.

Fiz todos os passeios possíveis, passei longas tardes nas praias, pratiquei esportes e aproveitei o melhor da culinária local. Também dei uma olhada nos pontos turísticos básicos. Tudo pra conhecer bem e poder vir aqui dizer o que fazer em Jericoacoara.  E como nem tudo são maravilhas, eu comento também o que NÃO vale a pena fazer em Jeri.

A novidade em 2018 é que agora os passeios podem ser comprados pela internet, no site da Touron. A média de preços é a mesma, com a vantagem de poder pagar em cartão e reservar a data com antecedência.

o que fazer em jericoacoara
Vida de cão em Jericoacoara é andar o dia inteiro nas praias e experimentar comidas típicas nos melhores restaurantes da cidade. Eles sim sabem aproveitar a vida no paraíso. Siga os passos do Cão Jeri e veja o que fazer. =D

 

1. Praia principal e outras praias

Em um dos pontos mais bonitos do litoral brasileiro, Jericoacoara tem mar azul escuro, de águas mornas e ondas fracas. O que significa que é perfeito para banhistas. Se na água é bom assim, na areia a diversão é outra. Na faixa de areias claras da praia principal da vila, você ocupar as mesas dos bares (desde que peça algo, claro) ou estender sua própria toalha. Tem espaço pra todo mundo. E se enjoar da praia principal (duvido), siga caminhando e encontre praias desertas pertinho da vila. A vizinha Praia do Preá é outro ponto que vale a pena visitar se tiver mais tempo disponível. Conheça as 3 melhores praias de Jericoacoara.

 

2. Pedra Furada e outras trilhas (Passeio Litoral Leste)

O Parque Nacional de Jericoacoara tem apenas 88 km2 de área e as principais atrações da região estão lá dentro ou muito próximas. Eu fiz o caminho mais básico de todos, que foi a Trilha da Pedra Furada, optando ainda pelo trajeto mais curto. Trilha muito fácil em quase toda sua extensão, com trechos de média dificuldade, pois tem grandes pedras no caminho. Para os mais preparados fisicamente, trilhas até a Praia do Preá e lagos de Jeri também são possíveis. Eu cheguei ao início da menor trilha com o bugueiro, pois a Pedra Furada faz parte do passeio ao Litoral Oeste, logo depois da Lagoa do Paraíso e da Praia do Preá.

 

3. A linda Lagoa do Paraíso (Passeio Litoral Leste)

É o principal passeio de Jericoacoara e o único realmente imperdível. Se tiver só um dia na vila, é pra lá que você tem que ir. A Lagoa do Paraíso é linda, de águas mornas e cristalinas. Lá tem como alugar pranchas de SUP, pedalinhos ou dar uma volta de veleiro por um preço muito em conta. O jeito mais barato de chegar lá é na carroceria de uma caminhonete adaptada. Mas tem outras formas de transporte e muito mais para fazer por la. Olha só tudo o que falei sobre a Lagoa do Paraíso.  Ao lado da Lagoa do Paraíso está a Lagoa Azul, que estava quase seca e sem ninguém quando estive por lá, em dezembro. Então, se quer ver as lagoas mais cheias, melhor ir pra Jeri até outubro.

 

4. Laguinho da Torta (Passeio Litoral Oeste)

O segundo passeio mais vendido em Jeri é para o chamado Litoral Oeste. Fui de Buggy, no passeio que passa pelos braços de mar, pela fazenda de cavalos marinhos, por Mangue Seco, Tatajuba e termina no Laguinho da Torta, que achei uma versão piorada da Lagoa do Paraíso. Talvez seja culpa da seca, pois, como falei acima, fui em dezembro, último mês da alta temporada e o mais seco do ano na região. Apesar do destino final não ter me impressionado, vale a pena fazer o passeio pelo Litoral Oeste principalmente pelas lindas praias que tem no caminho.

 

5. Árvore da Preguiça, o ponto turístico forçado de Jericoacoara

Tenho que falar dela porque é conhecida como um dos pontos turísticos de Jericoacoara. Mas, como falei aqui, ela é basicamente uma árvore que nasceu torta e isolada na areia da praia. Como virou atração e parada de turistas depois de um longo passeio pelo Litoral Leste, se tornou mictório oficial do pedaço. Pois é, o pessoal só vai lá tirar fotos e mijar na pobre árvore.

 

6. Aulas de Kitesurf e Windsurf

De junho a dezembro é a temporada dos ventos no litoral cearense. Nessa época o mar de Jeri vira o parque de diversões de atletas de kite e windsurf do mundo inteiro. Se quiser aprender algum desses esporte, existem algumas boas escolas em Jeri. A maior (e mais cara) delas é a ClubVentos, bem em frente à praia principal.

Pra sair surfando de kite, é preciso no mínimo de 10 horas de aula. Windsurf é mais fácil e muita gente já consegue velejar na primeira aula.

 

7. Comer, beber e curtir a noite

Se não falta o que fazer em Jericoacoara, também é abundante a oferta de bons lugares para comer e beber. A vila tem restaurantes sofisticados como o Tamarindo, boas peixarias como o Pescador Jeri, comidas nordestinas gostosas como no Pimenta Verde e muitas opções de bares e restaurantes baratos. Pra acompanhar, recomendo a imensa variedade de caipifrutas do Ceará. Aliás, Jeri não está muito longe de onde encontrei a melhor caipirinha do Brasil. Aliás, foi em Jericoacoara que eu comi algumas das melhores comidas típicas do Ceará. Pra fechar a noite, Jeri tem uma noite jovem e animada, com destaque para os bares e baladas (pode chamar assim?) da Rua do Forró.

 

8. Ver o pôr-do-sol na duna de mesmo nome

A Duna do Pôr-do-Sol é o ponto turístico mais conhecido de Jericoacoara. Assistir por lá esse espetáculo da natureza é irresistível no primeiro dia e obrigatório no último, pra fechar com chave de ouro a viagem para Jeri. Aproveite e faça muitas fotos desse fenômeno raro no Brasil, que é o sol de ponto exatamente em cima do mar.

→ Agora que você já sabe o que fazer em Jericoacoara, recomendo ir logo conhecer esse paraíso no litoral cearense. Se tiver tempo de sobra, tipo mais de 15 dias, vale a pena fazer a Rota das Emoções, que passa pelo Delta do Paranaíba, no Piauí e por destinos de extrema beleza no Maranhão, como Atins e Lençóis Maranhenses. Viva Jeri!

Viajar com tudo reservado é bem melhor
  • Booking: descontos exclusivos em hotéis e reservas com cancelamento grátis
  • Real Seguros: compare preços de seguro viagem
  • RentCars: aluguel de carro pelo menor preço nas principais locadoras do mundo

Descontos para economizar na viagem

Autor

Criador e principal editor do Buenas Dicas, o blog do viajante inteligente (que é você 😄). Siga nossas redes sociais e para dúvidas, propostas e parcerias, veja nosso contato.

3 Comments

  1. Simone Durães Maia responder

    Obrigada pelas dicas!!!!

    Consigo fazer esses passeios e aproveitar com uma criança de 4 anos????

    • Nivaldo responder

      Olá, Simone. A maioria das atividades é possível sim fazer com crianças, com exceção de trilhas maiores, como para Pedra Furada. Os passeios de buggy e transportes em Hylux até os pontos turísticos aceitam crianças. As empresas que vendem passeios online, como essa que indiquei no post Reservas de Passeios em Jericoacoara, geralmente aceitam crianças de até 3 anos gratuitamente. Fiz os passeios de buggy e tem uns trancos pelo caminho e o carrinho é todo aberto, então nesse caso tem que segurar firme a criança. Tem buggys maiores com bancos “normais” atrás, então tem mais segurança do que os menores, em que é preciso andar sobre o banco.

Comentários