NY

Brooklyn, NYC: melhores hotéis, bairros e lugares para se hospedar

A parte turística do Brooklyn não tem nada a ver com aquele bairro violento dos filmes. Pertinho de Manhattan, ele tem charme próprio e hotéis incríveis com o melhor custo-benefício da cidade.
Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr

Hospedado no Brooklyn, todo dia eu ficava feliz quando ia embora de Manhattan. Era como sair do caos e chegar num bairro tranquilo e charmoso. Mas é preciso saber muito bem onde onde ficar no Brooklyn, pois ele é um condado (e não um bairro) imenso, com mais de 2 milhões de habitantes, com muitas áreas industriais remotas e menos seguras.

Aqui, vou listar as melhores regiões do Brooklyn, onde estão mais restaurantes, vida noturna e lojas, com dicas de hotéis próximos. E também onde é melhor se hospedar para ter acesso às principais linhas de metrô que levam aos pontos turísticos de Manhattan.

Vista do Brooklyn pra Manhattan. Piscina do 1 Hotel.

Vantagens de se hospedar no Brooklyn

  • O Brooklyn tem menos turistas do que Manhattan. Acredite, isso é importante. Na ilha, tudo é lotado e até as calçadas são engarrafadas. No Brooklyn ainda tem uma simpática atmosfera de bairro residencial.
  • O Brooklyn tem hotéis mais baratos. E se buscar numa mesma média de preços, a hospedagem no Brooklyn será melhor.
  • O Brooklyn tem mais opções de Airbnb. Esse tipo de hospedagem, que em alguns casos é proibido em NYC, tem mais e melhores acomodações no Brooklyn, por um preço menos absurdo que em Manhattan.
  • Restaurantes mais legais e mais baratos. O Brooklyn é uma região criativa de NYC e aqui estão os restaurantes e bares mais descolados, e comer e beber neles custa menos que na ilha.
  • Pontos turísticos diferentes. O Brooklyn ainda tem atrações menos conhecidos, localizados principalmente nos bairros a seguir. Vem comigo!

Bairros do Brooklyn – Onde é melhor se hospedar?

Com 2.7 milhões de habitantes e uma área maior que de Manhattan, o Brooklyn tem áreas completamente distintas. Os melhores lugares para se hospedar são os bairros que estão mais próximos e têm melhor acesso a Manhattan. São regiões com metrô, bons lugares pra comer, hotéis, lojas, mercados, farmácias e outras utilidades. São eles:

  1. Green Point
  2. Williamsburg
  3. Brooklyn Downtown e DUMBO
  4. Brooklyn Heights e Cobble Hill

Repare na imensidão do Brooklyn. Por isso é importante entender em que parte da região é melhor se hospedar. Para comparar com as opções de hospedagem em Manhattan, veja o post Manhattan ou Brooklyn, onde ficar em NY?

1. Greenpoint

Foi onde me hospedei na última viagem e gostei. Fiquei perto do Parque McCarren, uma espécie de Bairro Polonês de Nova Iorque, onde bares, pubs, restaurantes e até produtos no mercado tinham nome e origem polonesa. Para turistas, o melhor lugar para se hospedar em Greenpoint é perto da estação de metrô Nassau Av., onde estão as coisas mais úteis e interessantes do bairros, como farmácias, pizzarias, bares e cafés.

Desvantagem: a linha de metrô que corta o bairro (G-Verde) não é direta para Manhattan, então é preciso fazer conexão, o que aumenta o tempo de viagem em pelo menos 15 minutos, fora o calor e a chance de pegar o trem errado, o que é muito normal.

Dicas de hotéis em Greenpoint

2. Williamsburg – O bairro mais famoso do Brooklyn

Meca Hipster Mundial. Em Williamsburg é normal passear com porco na coleira, beber kombucha (bebida probiótica bizarra) e enrolar o bigode com parafina. Mas de modo geral, predomina uma galera jovem e bonita nas ruas, sem muita esquisitice. Tem bons cafés, restaurantes, lojas legais e lugares famosos de filmes, como a Joe’s Pizza.

Desvantagem: parte mais famosa do Brooklyn e com linha de metrô direta para Manhattan (L-Cinza), os hotéis são mais caros que a média de hospedagem do bairro.

Dicas de hotéis em Williamsburg

  • McCarren Hotel & Pool (4 estrelas com piscina e um dos hotéis mais baratos do Brooklyn. Bom custo-benefício)
  • Wythe Hotel (4 estrelas que ocupa uma antiga fábrica, todo trabalhado no estilo hipster)
  • The Williamsburg Hotel (hotel 5 estrelas elegante, com direito a piscina na cobertura)

3. Downtown Brooklyn e DUMBO

O Centro do Brooklyn (Brooklyn Downtown) é uma área comercial sem charme, mas tem muitas estações de metrô, bancos, lojas de grandes redes como a H&M e hotéis de luxo como o Sheraton. Mas, entre o centro e o mar, está o DUMBO, uma antiga área de galpões industriais, que foi revitalizada e hoje concentra empresas de tecnologia e publicidade. É um ponto turístico da cidade, de onde se tira a clássica foto da Manhattan Bridge.

Desvantagens: no próprio DUMBO não tem hotéis ou albergues, e o Centro é uma área feia, sem o charme dos dos bairros anteriores.

Dicas de hotéis em Downtown Brooklyn e perto do DUMBO

4. Brooklyn Heights e Cobble Hill

Bairros majoritariamente residenciais às margens do East River, têm boas opções de restaurantes, como o tailandês Pok Pok e a pizzaria Lucali. Brooklyn Heights é colado ao centro e melhor para transporte, com estação de importantes linhas de metrô que levam direto a diferentes pontos de Manhattan (Linhas 4, 5, R, A e C).

Desvantagem: essa área em si não tem atrativos turísticos, o que não é totalmente ruim, pois isso reduz o fluxo de gente no bairro, deixando a área mais tranquila, especialmente o pequeno bairro de Cobble Hill.

Dicas de hotéis em Downtown Brooklyn Brooklyn Heights e Cobble Hill

Não encontrei hotéis de qualidade, sejam baratos ou de luxo, disponíveis nessa região. Se não se importa em compartilhar quarto e banheiro, pesquise também albergues pelo Hostel World. Outra opção é buscar quartos em apartamentos de moradores pelo Airbnb (cupom de desconto), que tem algumas propriedades cadastradas na área.

Veja mais dicas de New York:

Viajar com tudo reservado é bem melhor
  • Booking: descontos exclusivos em hotéis e reservas com cancelamento grátis
  • Real Seguros: compare preços de seguro viagem
  • RentCars: aluguel de carro pelo menor preço em dezenas de países
  • Chip Internacional: internet no celular em qualquer lugar do mundo

Descontos para economizar na viagem (e antes dela)

Criador e principal editor do Buenas Dicas, o blog do viajante inteligente (que é você 😄). Siga nossas redes sociais e para dúvidas, propostas e parcerias, veja nosso contato.

Comentários