Canadá

EUA e Canada na mesma viagem: conheça o melhor de Toronto, Montreal e NY

Três das cidades mais importantes da América do Norte estão nesse roteiro, que cruza a fronteira de trem, numa das rotas mais lindas do mundo.
Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr

A primeira dica para fazer esse roteiro de 10 dias por Canadá e EUA, é comprar passagem de ida para Toronto e volta a partir de New York. Ou o contrário. Se não, vai precisar gastar mais tempo e dinheiro com voos e hospedagem.

Esse é um relato pessoal de viagem. Fiz esse roteiro no ano passado, viajando em setembro, com muitos trajetos de trem. Peguei um voo de São Paulo para Toronto, com conexão em Newark. Em seguida fui de trem para Montreal e Nova Iorque, de onde embarquei de volta ao Brasil. E aqui vão todas as dicas: melhor época, quanto tempo ficar em cada destino, onde ficar, o que fazer e dicas de roteiro com os principais pontos turísticos.

Quantos dias ficar em cada destino

Toronto e Montreal são cidades menores, com menos atrações turísticas, então pode passar menos tempo nelas, dedicando mais dias a Nova Iorque. Foi o que eu fiz. Mas, se preferir passar menos tempo em NY, o que é compreensível, devido aos preços absurdos e estresses, pode fazer da sua forma. Eu fiz assim:

Repare que são 10 noites no total. Por isso 10 dias de viagem, pois são 10 dias de hospedagem. Se contar o dia da viagem de ida, que geralmente é um dia perdido, serão 11 dias de viagem. É minha forma de contar, então um roteiro de 10 dias, significa uma viagem com 10 diárias de hotel.

Melhor época para fazer esse roteiro por EUA e Canadá

Evite viajar no inverno e no verão. Os meses de inverno, de dezembro a março, são de frio extremo e muita neve no Canadá e nordeste dos EUA. Não é fofo, não é clima natalino, é um pesadelo impossível de sair de casa e atrapalha muito pra turistas. Evite também o verão, especialmente julho e agosto, pois o calor em NY é insuportável e é tanta gente nas ruas que você vai achar que tá brotando turista dos esgotos. Prefira primavera e verão, que são nos seguintes meses:

  • Abril
  • Maio
  • Junho – mais pro fim do mês o calor já atrapalha em NY
  • Setembro
  • Outubro
  • Novembro – já vai estar bastante frio em todos os lugares

Hospedagem

Toronto, Montreal e NY não são destinos com hotéis baratos. Por isso me hospedei de diferentes formas: hostel, airbnb e hotéis econômicos. Este roteiro vai ser melhor aproveitado se você se hospedar em bairros centrais. Vá direto ao ponto:

Toronto – Dias 1, 2 e 3

A maior cidade do Canadá tem fama de chata e sem nada pra fazer, mas não caia nessa. Toronto, além de bonita, segura e organizada, é repleta de atrações naturais, esportivas e gastronômicas. (Se pensa em ficar mais ou menos tempo em Toronto, veja nosso Roteiro Toronto: o que fazer de 1 a 4 dias)

Dia 1 – Toronto

No primeiro dia que acordar em Toronto, conheça as atrações centrais. Passe pelo Old City Hall, o prédio da antiga prefeitura. Em frente a ele está o bonito letreiro com o nome da cidade. Lá perto está a região de Yonge-Dundas Square, conhecida como a Times Square de Toronto: dezenas de lojas e prédios com telões e luminosos. Depois pegue um metrô e vá para a Casa Loma, palácio em estilo medieval, com relíquias de época no acervo. Pra ver o pôr-do-sol, volte para o centro e suba ao mirante da CN Tower. À noite, vá direto para o histórico Distillery District, onde está uma das melhores cervejarias do país.

Roger Centre, abaixo da CN Tower
Distillery District e seus prédios em estilo vitoriano. Ótimo lugar para fotos e para beber cerveja.

Dia 2 – Toronto

No segundo dia, se o clima estiver bom, acorde cedo e vá conhecer um pequeno arquipélago no Lago Ontário. Nessas ilhas estão jardins, praias, parque de diversão para crianças, um farol dito mal-assombrado e lindas vistas para Toronto. Se chamam Toronto Islands e são um ponto turístico imperdível. Ótimo lugar para fotos. É preciso pegar uma balsa para chegar lá, mas são apenas 8 dólares e 20 minutos de viagem. Na volta, pegue um trem, ônibus ou vá no seu carro alugado até as Cataratas do Niágara. São apenas 130 km até lá, mas costuma ter trânsito, então não faça compromissos para a volta.

(Veja hotéis em Toronto)

Vista em jardim perto da praia de Chelsea (sim, tem praia em Toronto Island)
Passeio de barco nas Cataratas do Niágara

Dia 3 – Toronto → Montreal

No terceiro dia em Toronto, fui de manhã conhecer o Mercado St Lawrence, o principal mercado público de Toronto, um bom lugar para comer bem e sem gastar muito. Lá comi o Peamel Bacon, uma das comidas típicas de Canadá que têm origem em Toronto. Depois, segui a pé para a Union Station, de onde parte o trem para Montreal. Passei boa parte do dia dentro do trem de Toronto para Montreal. Foram cerca de 6 horas a bordo, percorrendo paisagens corriqueiras. Se comprar com antecedência, a passagem de avião pode estar até mais barata. Mas preferi ir de trem pra evitar o aeroportos, distantes do centro, além da chatice das salas de espera.

Dentro do trem de Toronto para Montreal

Montreal – Dias 4, 5 e 6

Acho que dois dias inteiros foi o suficiente para explorar o básico de Montreal. Mas gostei tanto de cidade que deu vontade de passar mais uma semana lá, apenas percorrendo parques e comendo as deliciosas comidas típicas. E a vida noturna é a melhor do Canadá.

Dia 4 – Montreal

No quarto dia de viagem, acordei em Montreal e fui a pé experimentar o café da manhã mais famoso do país, na Beauty’s Lanchonete, onde supostamente foi criado o típico café da manhã canadense, um bem servido prato com ovos mexidos, batata cozida, bagels, panquecas e linguiça. Tudo coberto pela calda de maple tree. Depois, aproveite a proximidade e siga para o Parque Mont-Royal. Vale a pena caminhar trilha acima até o mirante, de onde se tem a mais bonita vista de Montreal. De metrô, siga para a Ilha Santa Helena e visite a imponente Biosfera de Montreal. À noite, vá relaxar nos bares e restaurantes animados da Rue Saint-Denis.

(Veja hotéis em Montreal)

Tradicional café da manhã canadense, no Beauty’s
Esquilo no Parque Mont-Royal

Dia 5 – Montreal

No quinto dia de viagem, pegue o metrô e vá tomar café da manhã no outro lado da cidade, no Marché Jean-Talon, que tem vários quiosques de comidas típicas. Aproveite para caminhar na região, no bairro italiano (Petite Italie) e em Mile-End. Se já bater uma fome, siga até o Schwartz’s, restaurante tradicional que serve a melhor carne defumada de Montreal e já pertenceu à cantora Celine Dion. No fim de tarde, vá para Vieux-Montreal e Vieux-Port, o centro histórico da cidade. A região, que mais parece a Europa, tem ruas estreitas, grandes praças e igrejas, restaurantes e lojas. Além de uma grande roda gigante.

Sanduíche de carne defumada no Schwartz’s
Rua do bairro histórico de Montreal, o Vieux-Montreal
Roda gigante no porto antigo de Montreal

Dia 6 – Montreal → NY

No sexto dia peguei, foi para a estação e embarque no trem de Montreal para NY. São 10 horas de viagem, mas o conforto e a paisagem fazem valer a pena. A rota é cênica e já foi considerada uma das mais bonitas do mundo.

Cabine panorâmica no trem de Montreal para NY

New York – Dias 7, 8, 9 e 10

Optei por passar 4 noites em New York por ser uma cidade imensa e repleta de atrativos. Mas me arrependi, pois gostei muito mais do Canadá. Por lá, segui boa parte das dias desse Roteiro de 7 dias em NY. De qualquer forma, vou relatar o que mais gostei.

Dia 7 – NY

No sétimo dia de viagem e primeiro que acordei em NY, fui fazer um turismo a pé em Manhattan. Desci de metrô na Quinta Avenida, passei pela sede da Coca-Cola, pela Trump Tower, vi o Empire State Building, o Rockefeller Center e segui para o Central Park. Lá, fui até a Bethesda Fountain, cenários de dezenas de filmes, de Esqueceram de Mim a John Wick. Depois, novamente de metrô, segui para a ponta da ilha, onde vi o memorial às vítimas do World Trade Center e o novo prédio erguido no local, o One Trade Center. Ali perto está Wall Street, com as famosas estátuas do touro e da menina. Pra finalizar, andei mais minutos até Staten Island Ferry, de onde parte a balsa gratuita que passa perto da Estátua da Liberdade.

(Veja hotéis em NY)

Fonte Bethesda, no Central Park de Manhattan
Rua de Manhattan, perto do Ed. Empire State
Estátua da Liberdade vista da balsa gratuita para Staten Island

Dia 8 – NY

No oitavo dia, me dediquei a conhecer o Brooklyn, onde estava hospedado. Andei no centro (nada interessante) e fui ver a famosa região do DUMBO, onde todo mundo vai fazer aquela foto embaixo da Manhattan Bridge. Lá estão diversos parques à beira do canal, com excelentes vistas pra Manhattan, como o Main Street Park, onde está o Jane’s Carousel. Ainda no Brooklyn, fui conhecer Williamsburg, o bairro hipster, cheio de lojas de arte, artigos manufaturados, restaurantes veganos e gente alternativa de roupa listrada e bigode com gel.

Parque ao lado da Ponte do Brooklyn, com vista para Manhattan

Dia 9 – NY

No nono dia de viagem e terceiro dia inteiro e NY, estava cansado de correria. Já tinha visto os principais pontos turísticos, então fui passear mais tranquilo por Manhattan. Experimentei alguns dos melhores hot-dogs de NY, fui na Magnolia Bakery (que aparece em Sex and The City) e não achei lá essas coisas. Peguei o teleférico até a Roosevelt Island, uma tranquila ilha entre Manhattan e Brooklyn. Sem programar, atravessei três infernos de turistas chamados de Little Italy, China Town e Times Square. No fim da noite, resolvi enfrentar a fila do Momofuku Noodle Bar, que é realmente mais gostoso, mas muito caro.

Roosevelt Island, lugar tranquilo a uma estação de metrô ou teleférico de Manhattan
Inferno na Terra, mais conhecido como Times Square

Dia 10 – NY → BRASIL

No décimo e último dia de viagem, visitei o MOFAD, Museu das Comidas e Bebidas, que ficava perto do meu hotel do Brooklyn. Vale a visita. Depois, fiz a peregrinação até o aeroporto de Newark: Uber até o metrô no Queens, metrô até a Penn Station e de lá um trem até o aeroporto.

Cozinha do MOFAD, museu no Brooklyn que pouca gente conhece.

Mais dicas em New York:

Mais dicas no Canadá:

 

Viajar com tudo reservado é bem melhor
  • Booking: descontos exclusivos em hotéis e reservas com cancelamento grátis
  • Real Seguros: compare preços de seguro viagem
  • RentCars: aluguel de carro pelo menor preço em dezenas de países
  • Chip Internacional: internet no celular em qualquer lugar do mundo

Descontos para economizar na viagem (e antes dela)

Criador e principal editor do Buenas Dicas, o blog do viajante inteligente (que é você 😄). Siga nossas redes sociais e para dúvidas, propostas e parcerias, veja nosso contato.

Comentários