Praga

7 dicas sinceras para sua viagem a Praga

Dicas para não passar perrengue em Praga. Que moeda levar, como se deslocar, onde ficar e mais.

Dicas de Praga pra você entender se deve ou não colocar a capital da República Tcheca no seu roteiro de viagem ou mochilão pela Europa. Dicas realmente sinceras sobre o que fazer, onde ficar e o que esperar de uma das cidades mais bonitas do mundo.

Afinal, Praga é ou não essencial para uma primeira vez na Europa?

Vou contar um pouco dos meus dias em Praga, desde a chegada de trem, o hotel barato e bem localizado, os passeios clássicos, os melhores restaurantes que conheci e outras informações para você planejar sua viagem.

Dicas de viagem a Praga, na República Tcheca

  1. Melhor época
  2. Que moeda levar
  3. Como chegar
  4. Onde se hospedar
  5. Pontos turísticos
  6. Onde comer e beber cerveja tcheca
  7. Vale a pena?

1. Melhor época em Praga

Evite o congelante inverno de Praga. Entre os meses de novembro e março, as temperaturas abaixo de zero complicam muito a vida do turista.

Prefira viajar na primavera, entre abril e junho, quando faz um friozinho gostoso, e no verão, de junho a setembro, quando é possível sair de bermuda e curtir mais ou lugares a céu aberto.

Junho e julho, no verão, são os meses mais chuvosos.

2. Câmbio – Que moeda levar?

A República Tcheca, felizmente, está fora da Zona do Euro. A moeda oficial do país é a Coroa Tcheca. A conversão atualmente está fácil de fazer.

1 Real = 4 Coroas Tchecas

Dificilmente você vai conseguir fazer a troca no Brasil. A melhor opção é levar Euros ou Dólares para fazer o câmbio em Praga.

Mas cuidado com as ciladas. Em muitas casas de câmbio da cidade, é cobrada uma taxa absurda dos turistas, inclusive em lojas aparentemente, como na estação de trem.

No blog Insider Praga, especialista na cidade, tem dicas de como trocar dinheiro em Praga, inclusive com recomendações de casas de câmbio mais honestas.

3. Como chegar em Praga

dicas de praga estação de trem

Não há voos diretos do Brasil para a República Tcheca. Como o país fica praticamente no meio da Europa, é muito fácil incluir Praga no seu roteiro com outros países e ir de trem.

Foi o que eu fiz.

Minha viagem de trem de Berlim a Praga durou pouco mais de 4 horas, num vagão econômico, muito limpo e confortável. O único problema foi chegar na (tente dizer isso)  Hlavní Nádraží, a estação central de Praga.

Construída nos tempos de glória do Império Habsburg, a estação é moderna e conectada ao metrô. Mas estava de sujeitos estranhos e armadilhas para turistas. Dizem que batedores de carteiras são comuns.

Os taxistas também são um problema. Queriam me cobrar o equivalente a R$ 200 para uma corrida de 10 minutos. Por isso preferi pegar o metrô, mesmo depois precisando caminhar 20 minutos com a mochila pesada nas costas até o hotel.

4. Onde ficar em Praga

onde ficar em praga 7

O lugar mais indicado para hospedagem em Praga é a Cidade Velha. Ou seja, o Centro Histórico de Praga. Ficando lá, você poderá sair a pé para visitar pontos turísticos como a Ponta Carlos e o Orloj, o relógio astronômico.

Na Cidade Velha estão ótimos hotéis, como o Zlateho Stromu, um charmoso 4 estrelas que parece um palácio.

Também tem apartamentos de temporada relativamente baratos e albergues bem avaliados nessa região, caso queira gastar menos.

Meu hotel bom e barato

Mas eu consegui economizar ainda mais. No bairro Praga 7, do outro lado do rio, fiquei no Extol Inn Hotel, com café da manhã e tudo, gastando menos do que se tivesse dormido num hostel do centro histórico.

De lá, precisava ir de bonde elétrico até o centro. Mas eram apenas 15 minutos e alguns poucos euros de transporte, então valeu a pena. E ainda pude dormir no silêncio.

5. Pontos turísticos de Praga

Fiquei apenas 4 dias em Praga, mas consegui aproveitar a cidade muito bem, com foco em longas caminhadas e muita cerveja tcheca. Vou listar os pontos turísticos de Praga que eu conheci e também lugares como museus e igrejas, dos quais eu geralmente corro, mas que são muito recomendados internet afora.

dicas de praga
A Igreja Gótica, o Orloj e a Praça da Cidade Velha

Cidade Velha

Não é exatamente um ponto turístico, mas sem dúvidas caminhar por lá é a melhor coisa pra fazer em Praga. Entre ruas de pedra e becos medievais, o bairro concentra algumas das principais atrações turísticas e históricas da cidade, como:

A Praça da Cidade Velha, o Cemitério Judeu, o colégio jesuíta Clementinum, a Igreja Gótica Nossa Senhora em frente de Týn, a Praça da Cidade Velha, o Museu de Artes Decorativas, o gueto judeu Josefov, a Casa Municipal e, claro, o relógio astronômico medieval Orloj. Se gosta de literatura, também vale visitar a casa onde nasceu Franz Kafka.

Cidade Pequena

Exatamente do outro lado do rio, o distrito de Malá Strana também é cheio de igrejas e charmosas ruas medievais. Seu principal ponto turístico é o imponente Castelo de Praga, onde eu entrei apenas até a parte gratuita, porque não sou de pagar pra olhar igreja.

O melhor desse bairro são as vistas fantásticas de Praga, partida ao meio pelo Rio Moldava e com o céu rasgado pelas cúpulas das igrejas .

Ponte Carlos

Ligando a Cidade Velha e a Cidade Pequena, está a A Karlův Most, o ponto turístico mais disputado de Praga, considerada uma das pontes mais bonitas do mundo . Ao longo dos seus 516 metros, estão 30 estátuas, 3 torres, alguns pedintes e centenas de turistas. Nos horários de pico (no verão é o início da noite), fica difícil conseguir um ponto pra fotografar.

Casa Dançante

A arquitetura vanguardista-psicodélica é o único atrativo desse prédio projetado pelo croata Vlado Milunić. Quase se tornou um centro cultural, mas acabou mesmo foi como prédio de escritórios. Ou seja, vá até lá apenas se quiser tirar uma foto. Já adianto que é menor do que eu esperava e “pessoalmente” nem chama tanta atenção.

Zoológico de Praga

Vá apenas se tiver tempo sobrando ou se estiver em Praga com crianças. Embora muito bem avaliado e elogiado pelos amplos espaços e tratamento aos animais, não deixa de ser um zoológico. Tem urso polar, zebra, girafa, hipopótamo… Mesmo assim eu não fui. =D Os visitantes não recomendam a visita no inverno, quando os bichos ficam escondidos ou trancados em espaços isolados.

6. Onde comer e beber em Praga

Uma cerveja local ou um museu?

cerveja tcheca praga

Se essa pergunta já é tendenciosa, imagine quando o destino é a República Tcheca, país que faz algumas das melhores cervejas do mundo, com destaque para aquelas do tipo weiss, de trigo.

Apesar de ter conhecido diferentes bares e restaurantes, apenas dois lugares se destacam nas minhas memórias:

  • Pra beber, vá no Klub Lavka. O atendimento é lento, mas a cerveja consegue ser melhor do que a vista, sobre o Rio Moldava, com o Castelo de Praga e a Ponte Carlos emoldurando a embriaguez.
  • Pra comer, vá no Pasta Fresca. O restaurante fica num subsolo da Cidade Velha e tem a melhor massa que já comi na vida, inclusive melhor que na Itália. Lugar fino, grande carta de vinhos e tudo muito barato.

7. Vale a pena incluir Praga no roteiro?

Definitivamente SIM.

Sério, não pense duas vezes e coloque Praga no seu roteiro.

Seja uma viagem romântica ou um mochilão barato pelo Europa, Praga é um destino realmente essencial. Além de ser muito fácil chegar de trem em Praga a partir de cidades como Berlim, Viena e Munique.

E como é um dos destinos mais baratos da Europa, seus dias em Praga poderão ser de ostentação.

Minha dica de roteiro de trem:

Berlim > Praga > Viena > Bratislava > Budapeste

ponte carlos praga fisheyeContinue planejando sua viagem à Europa:

Aqui no blog você encontra posts que são verdadeiros guias de viagem para os principais destinos turísticos da Europa, incluindo países próximos à República Tcheca e outros que são muito viáveis para encaixar no mesmo roteiro. Veja também:

Viajar com tudo reservado é bem melhor

Descontos para economizar na viagem (e antes dela)

        • Utilize o cupom BUENASDICAS5 na Seguros Promo e tenha   5% de desconto  em seguro viagem
        • Acesse o site O Meu Chip por esse link e tenha   15% de desconto  usando o cupom CHIPMAISBARATO

Criador e editor do Buenas Dicas, o blog de viagem super sincero. Siga nossas redes sociais e para dúvidas, propostas e parcerias, veja nosso contato.

1 Comment

Comentários