Canela

Parque e Cascata do Caracol, em Canela – Dicas para conhecer

Como chegar, preços de ingressos, dias e horários de visitação, estacionamento, trilhas e dicas do Parque Estadual do Caracol, onde está a cachoeira que é o principal ponto turístico de Canela.
Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr

O Parque Estadual do Caracol é o ponto turístico mais visitado de Canela, na Serra Gaúcha. Isso se deve a um grande atrativo natural: a Cascata do Caracol, uma cachoeira de 130 metros de altura. É fácil chegar lá e aqui vão todas as dicas, como preços, estacionamento, mirantes, trilhas e o que fazer nesse passeio imperdível.

Visitei o Parque do Caracol numa terça-feira à tarde, final de maio. O frio já estava chegando à Serra Gaúcha, levando junto os turistas. Mas o parque vazio e descontos em atividades entregavam que ainda era baixa temporada.

Resumo da visita ao parque da Cascata do Caracol

  • Transporte: Uber, R$ 13 a partir do Centro de Canela.
  • Preço do ingresso: R$ 20 (adultos) ou R$ 10 (idosos e crianças de 6 a 11 anos)
  • Duração da visita: 2 horas se não fizer as trilhas
  • Transporte volta: Uber, R$ 20 até o Centro de Gramado
  • Horários de funcionamento: todos os dias, das 9h às 17h30

Como é visitar o Parque Estadual do Caracol, onde fica a Cascata do Caracol

Resolvi fazer esse passeio de última hora e por conta própria, sem agendar com agência de turismo. Estava no Centro de Canela, perto da Catedral de Pedra e chamei um Uber. Aplicativos de transporte funcional bem na cidade. Chegou rápido. O parque fica a 9 km de distância. A maior parte do caminho é por um estrada de pista simples, em boas condições. Chegamos lá em 10 minutos e a corrida custou R$ 13.

Comprei o ingresso na bilheteria, embaixo do pórtico de entrada. Custa R$ 20 e aceita cartão de crédito. Por ser um parque estadual, é vendido apenas no local. Estacionamento grande, incluído no preço. Estava vazio, mas imagino que fique lotado em finais de semana de alta temporada. Não é preciso andar muito para ver a cachoeira. A poucos metros do estacionamento, por uma trilha urbanizada, a visão é magnífica.

Super acessível. Dá pra ir com bebê no carrinho, crianças, idosos e cadeiras de roda. Para fazer as melhores fotos, vá até o mirante, que se projeta sobre o despenhadeiro. Dá pra passar horas ali observando a imensa queda d’água. Por isso recomendo evitar dias tumultuados.

Observatório Ecológico

Seguindo pela trilha de pedras, a poucos metros está o Observatório Ecológico, uma pequena torre com um mirante no topo, acessado por elevador. Mas paga para entrar e, sinceramente, acho que não vale a pena. Subi lá numa outra visita e não tinha nada além de uma loja e a mesma vista. O preço é R$ 24 na alta temporada e R$ 12 nos dias de menor movimento.

Bondinhos Aéreos

Na montanha ao fundo da foto acima, dá pra ver as estações dos Bondinhos Aéreos, o teleférico que oferece um outro ponto de vista para a Cascata do Caracol. Ele funciona até as 17h e o preço do ingresso é R$ 46, já incluído o acesso ao parque.

Lojas de artesanato

Além de ver a cascata, no parque tem algumas outras coisas pra fazer. Seguindo pela trilha bem sinalizada, estão as lojas de artesanato e artigos típicos. Se for num dia frio e estiver despreparado, aproveite para comprar luva, gorro, cachecol e outras coisas que você provavelmente nunca mais vai usar, mas que serão um sucesso em Gramado.

Estação Sonho Vivo e Vila dos Imigrantes

Outro lugar para ver é a Estação Sonho Vivo, local de embarque num pequeno trem de ferro, onde é contada a história da colonização da Serra Gaúcha. O trenzinho passa por área de mata e chega à Vila dos Imigrantes, uma mini-cidade construída à moda dos imigrantes italianos. Essa parte do passeio eu não fiz, mas li tudo no blog Viagem Simplesmente, que informa que o preço do ingresso é R$ 12.

Trilhas do Parque do Caracol

Além de atrativos pra família e gente sem preparo físico, o parque também oferece as chamadas trilhas ecológicas. Pela placa com aviso de cobra, dá pra ver que são ecológicas mesmo. Como tinha que visitar outros lugares nesse dia, não encarei. Segundo o site oficial, é possível descer a escadaria até a base da cascata e admirá-la por outro ângulo. (Alguns dizem que são 700 degraus até a base, outros falam em 927 degraus. Se for até lá, pode contar pra me dizer depois?)

Mapa do Parque do Caracol, com trilhas, atrativos e utilidades

O Parque do Caracol dispõe de banheiros, restaurante e lanchonete com redes. Mapas como este abaixo estão espalhados pela área, o que facilita pra gente não se perder.

Vale a pena conhecer o Parque do Caracol?

Sim! Entre tantas atrações inventadas em Gramado e Canela, o Parque do Caracol, com sua bela cascata, é um dos lugares mais bonitos da Serra Gaúcha. Sem por um lado a urbanização tira a autenticidade e o contato com a natureza, por outro ela torna a visita mais fácil e possível para diferentes públicos que jamais fariam trilhas complicadas.

Se estiver na dúvida de quando é melhor visitar, recomendo apenas evitar dias chuvosos. Por mais perto que seja o estacionamento do mirante, a chuva atrapalha o passeio. Se possível, vá em dias de semana e de manhã, quando a luz do sol favorece as fotos da cachoeira.

Viajar com tudo reservado é bem melhor
  • Booking: descontos exclusivos em hotéis e reservas com cancelamento grátis
  • Real Seguros: compare preços de seguro viagem
  • RentCars: aluguel de carro pelo menor preço em dezenas de países
  • Chip Internacional: internet no celular em qualquer lugar do mundo

Descontos para economizar na viagem (e antes dela)

Criador e principal editor do Buenas Dicas, o blog do viajante inteligente (que é você 😄). Siga nossas redes sociais e para dúvidas, propostas e parcerias, veja nosso contato.

Comentários