litoral de San Andrés tem apenas 30 km de extensão. Em menos de 1 hora é possível dar uma volta completa na ilha de carro. Mas tamanho não é documento. Nessa pequena orla e nas minúsculas ilhas próximas, estão algumas das praias mais bonitas do Caribe. Confira as melhores praias de San Andrés.

É possível conhecer as melhores praias de San Andrés num curto espaço de tempo e sem gastar muito, como já mostrei nesse Roteiro de 2 dias. Agora, vem comigo entender quais são as melhores praias de San Andrés, com dicas e detalhes de cada uma, tipo como chegar, o que levar e onde se hospedar pra curtir mais. E se sobrar alguma dúvida, basta perguntar nos comentários.



1. Praia de Spratt Bight (Ou Praia Principal)

É a principal praia de San Andrés, tanto que, em inglês, é chamada de Main Beach, ou seja, Praia Principal. Fica em North End, que é o maior bairro e centro turístico da ilha, parte que considero o melhor lugar para se hospedar em San Andrés. Apesar de ser uma praia urbana, é incrivelmente linda. Na extensa faixa de areia branca, é possível ficar sob a sombra das palmeiras ou alugar uma espécie de pequena barraca de praia, comum no litoral da Colômbia. O mar tem os famosos 7 tons de azul e na água cristalina é possível avistar diferentes tipos de peixes passando entre os banhistas. Pra mim, o único problema dela é que tem pombos na areia, por isso prefiro ficar só na água.

Como chegar

Grande parte dos hotéis de San Andrés são próximos a essa praia, para onde é possível ir a pé. Se estiver distante, aí é melhor ir de táxi.

O que levar

Apenas canga ou toalha para estender na areia. Ou pode alugar barracas de praia com cadeira. A poucos passos do mar estão muitos restaurantes, lojas, cafés e sorveterias, então não precisa se preocupar.

Onde se hospedar

Há dezenas de hotéis em diferentes padrões e valores próximos à praia. Com bom custo-benefício, a dica é  Hotel Casablanca. Eu me hospedei no Zojo Island, em frente à marina de onde saem os passeios e a cerca de 10 minutos de caminhada da praia.

2. Isla Acuario

Fotógrafo mergulhador na Isla Acuario

Em mais ou menos 10 minutos de barco a partir da Marina de San Andrés, se chega à famosa Isla Acuario. Mas não pense que vá encontrar animais presos. Ela tem esse nome porque é um verdadeiro aquário natural. Basta colocar os óculos de mergulho e mergulhar nas águas mornas para ver o espetáculo de peixes e corais. É preciso levar sapatos de borracha para não machucar os pés nos ouriços (são milhares). É possível comprar os sapatos e óculos de mergulho no local, mas custa mais caro do que na ilha de San Andrés.

No local há poucas faixas de areia e elas vão mudando de lugar de acordo com a maré. Não é um lugar ideal para quem gosta só de estender a canga e tomar sol. O negócio é realmente ficar mergulhando e admirando a vida marinha. Leve também alguns pesos trocados, pra pagar pelo armário (aluguei por 10 mil COP) e deixar suas coisas em segurança. Outra coisa cobrada à parte no passeio é a tal “Tour Mantarraya”, onde o turista para acariciar esse belo animal marinho. Pra mim, isso é estúpido e faz parte do que chamo de turismo cruel.

Como chegar

A partir de passeios compradas na Cooperativa de Turismo ou na Marina de San Andrés, que custam, respectivamente, 15 mil e 20 mil pesos. Se comprar o pacote incluindo Johnny Cay, ambos juntos saem por 20 mil e 25 mil, respectivamente.

O que levar

Óculos de mergulho, sapato de borracha, protetor solar e pelo menos 10 mil pesos colombianos para pagar o armário (preço em 2018).

Onde se hospedar

A ilha  é minúscula e não há hotéis ou pousadas. Os embarques acontecem na Cooperativa na Praia de Spratt Bight e na Marina, em frente ao Zojo Island. Então, pra facilitar o acesso, pode se hospedar perto desses locais.

3. Playa Zarpada ou Playa de San Luis

Durante a volta na ilha (melhor passeio em San Andrés), essa foi minha última parada. Ela fica a 6 quilômetros de distância do centro, do lado leste. voltada para a Isla Acuario. O atrativo aqui é Rocky Cay, o único “cayo” em que é possível chegar andando pelo mar, num trecho raso que leva em média 10 minutos de caminhada.

É uma praia mais tranquila do que Spratt Bight, principalmente no final do dia, quando restam apenas os turistas dos hotéis próximos, como o Cocoplum, de onde tirei essa foto acima. Apesar de ter esse visual paradisíaco, foi a única praia de San Andrés onde vi grande volume de algas no mar e nas areias, incomodando um pouco o banho. Mas, pelo visual, acesso fácil e boa estrutura, merece lugar nesse ranking de praias de San Andrés.

Como chegar

É possível ir de táxi ou nos passeios que fazem a volta completa na ilha, de ônibus ou carrinho de golfe, como eu fiz. Recomendo dar a volta na ilha no sentido anti-horário, assim você chega aqui à tarde, com o sol mais baixo.

O que levar

Depende de onde vai estabelecer base. Se for almoçar em algum hotel, como o Cocoplum, poderá estacionar e utilizar as cadeiras de praia. Se não, é possível alugar barracas e cadeiras.

Onde ficar

Em San Luis não há tantos hotéis quanto em North End, mas há algumas opções de pousadas pé na areia, como o próprio Cocoplum, onde almocei.

4. Johnny Cay

Aqui o negócio é praia mesmo! A poucos minutos de barco da ilha principal, Johnny Cay é toda cercada de areia. Mas a praia principal, com vista para San Andrés, fica no sul da ilha. Lá é possível alugar guarda-sol e cadeira, o que vai custa em média 40 mil COP (mais ou menos R$ 50). É possível almoçar na ilha. Pra tudo isso, leve dinheiro vivo, em Pesos Colombianos.

Como chegar

A partir de passeios compradas na Cooperativa de Turismo ou na Marina de San Andrés, que custam, respectivamente, 15 mil e 20 mil pesos. Se comprar o pacote incluindo Isla Acuario, ambos juntos saem por 20 mil e 25 mil, respectivamente.

O que levar

Se não quiser alugar guarda sol e cadeira de praia, leve uma canga e um bom chapéu, porque o sol é forte quase o ano inteiro (clima em San Andrés). Se não quiser almoçar no local, também é válido levar um lanche. Além de protetor solar, que deve estar sempre com você.

Onde se hospedar

A ilha  é minúscula e não há hotéis ou pousadas. Os embarques acontecem na Cooperativa na Praia de Spratt Bight e na Marina, em frente ao Zojo Island. Então, pra facilitar o acesso, pode se hospedar perto desses locais.

5. West View

Entre rochas e sem nada de areia. A pouco mais de 10 km de distância do centro está essa que, surpreendentemente, é uma das melhores praias de San Andrés. Não é um lugar para tomar sol, cerveja e ficar de bobeira. West View é um pequeno local privado para observação de peixes. Para chegar na água, a melhor foram é saltando do trampolim a 6 metros de altura. Também há um toboágua. É lá que acontece a famosa caminhada submarina (isso eu acho meio estúpido e caro demais, cá entre nós).

Como chegar

Ao dar a volta na ilha, de ônibus ou carrinho de golfe, West View é a primeira parada interessante. Fica logo após Morgan Cave. Pra quem está hospedado em North End, perto de Spratt Bight, essa é a melhor forma de ir até lá.

O que levar

Protetor solar e óculos de mergulho são essenciais. Snorkel ajuda quem não gosta de subir para respirar. Pra fotografar a vida marinha, uma câmera de ação com caixa à prova d’água vai bem. No local é possível alugar colete salva-vidas.

Onde se hospedar

Um dos únicos hotéis próximos o suficiente pra ir a pé até West View é o Coral House. Na pequena vila próxima há opções de pousadas mais baratas, muito simples, e que não reservam pela internet.

Viajar com tudo reservado é bem melhor
  • Booking: descontos exclusivos em hotéis e reservas com cancelamento grátis
  • Real Seguros: compare preços de seguro viagem
  • Touron: ingressos e tours em Buenos Aires e em todo o Brasil
  • Confidence: compra de moedas e cartão pré-pago internacional

Descontos para economizar na viagem (e antes dela)

→ Utilize o cupom BUENASDICAS5 na Seguro Promo e tenha   5% de desconto  em seguro viagem

→ Acesse o Airbnb por esse link e ganhe mais de  R$ 150 em crédito  de hospedagem se ainda não for cadastrado.

→ Chip internacional de dados e voz com  15% de desconto  se usar o cupom CHIPMAISBARATO.

Autor

Criador e editor do Buenas Dicas, o blog de viagem super sincero. Siga nossas redes sociais e para dúvidas, propostas e parcerias, veja nosso contato.

Comentários