Depois de passar 4 dias em San Andrés e conhecer as  melhores praias e atividades da ilha , aqui vão minhas dicas para quem pretende ficar o mesmo tempo ou menos por lá. Por isso o roteiro começa com as melhores atividades, pra quem tem pressa.

E antes que alguém pergunte  quanto tempo passar em San Andrés, eu já respondo: no mínimo 2 noites, pra ter pelo menos 1 dia inteiro pra explorar a ilha. E no máximo em 7 dias é possível fazer todas as principais atividades  possíveis. Claro que dá passar mais tempo que isso, mas aí já vai começar a repetir praias e passeios (o que não é uma maravilha).

Roteiro de 2 dias em San Andrés

Dia 1 – chegada e reconhecimento para passeios e compras

Eu sempre considero o primeiro dia, que é o dia da chegada, como um dia de descanso e reconhecimento de território. Se você escolheu um hotel em North End, aproveite para explorar a cidade. Passe pela praia de Sprat Bight, de um azul inacreditável. Visite algumas  lojas livres de impostos na Carrera 2 e vá marcar passeios na cooperativa Coonative Brothers Também aproveite para pesquisar preços de aluguel de carrinhos de golfe. Tudo isso está muito próximo. Por fim, sente-se em alguma sorveteria à beira da praia ou no Juan Valdez Cafe. Se chegar ainda pela manhã, terá tempo livre para ficar de bobeira na praia.

Cooperativa Coonative Brothers. Melhor lugar para comprar passeios em San Andrés.

Dia 2 – Volta na ilha

Acorde cedo e vá direto  alugar um carrinho de golfe  para dar a volta na ilha. Essa é a melhor maneira de conhecer os principais pontos turísticos de San Andrés. Os preços do aluguel variam muito, por isso é importante pesquisar. Encontrei valores entre 100 mil e 190 mil COP por veículos parecidos. A dica é a locadora Esmeralda (localização e opiniões), que tem melhor aspecto e diferentes tipos de carros, enquanto outras funcionam em lotes baldios e à beira da rua. Esse preço garante o carro das 8h às 18h. Alguns modelos não precisam ser reabastecidos, então sempre confirme antes de alugar.

Teoricamente, é preciso apresentar carteira de motorista pra alugar o carrinho. Mas, na realidade, ninguém cobra o documento. No meu caso, a agência de turismo apenas pediu um depósito caução de 100 mil COP, que devolveram no final. De qualquer forma,  recomendo ter sua CNH brasileira quando estiver dirigindo. Há algum policiamento nas estradas e não duvido que verifiquem os turistas  de vez em quando. Também  é importante levar dinheiro trocado, para pagar a entrada  das paradas em West View, La Piscinita e algum possível estacionamento.

Poucos minutos depois de pegar o carro, eu já estava em West View, que é a primeira parada realmente interessante. Custa 4 mil COP pra entrar. Lá estão o trampolim e o toboágua. Não é uma praia, é um ponto de mergulho. Milhares de peixes ficam ali beirando quem compra bobagem pra alimentá-los.  Também é lá que acontece a caminhada submarina (item 6), pelo preço de 100 mil COP. Eu não fiz porque me pareceu meio bobo, então fiquei só com meus óculos de mergulho mesmo, e pulando à vontade no trampolim.

A próxima parada é em La Piscinita, um outro ponto de mergulho, com menor estrutura e menos atrativos, embora o mar seja igualmente bonito. Depois,  ignorei o Hoyo Soplador, que me pareceu desinteressante, e segui direto para o Cocoplum, o principal hotel e restaurante (comi um caríssimo peixe esquentado em microondas) na Playa Zarpada, onde está a Rocky Cay . Achei essa praia menos bonita do que a Sprat Bight, mas vale a pena a parada para caminhar, no mar raso, até o navio enferrujado em Rocky Cay.

Saída: 8h

Retorno: 18h

Preço: 150 mil

Como não fiz todas as paradas, mesmo saindo às 9h30, devolvi o carrinho pouco antes das 17h, a tempo de assistir o pôr-do-sol na praia de Spratt Bight. Caminhe por todo a praia, em direção ao aeroporto, e tire fotos no letreiro de San Andrés. Para quem tem apenas 2 dias em San Andrés, esse é o melhor desfecho para viagem. Curta, porém suficiente para conhecer as principais atrações da ilha. À noite, se estiver afim de balada, a melhor de San Andrés é o Coco Loco.

 

Roteiro de 3 dias em San Andrés

Dia 3 – Mergulho amador e praia paradisíaca

No terceiro dia em San Andrés, a dica é fazer um passeio duplo, que vai para Isla Acuario e Johnny Cay. É um passeio barato, principalmente se você comprar no lugar certo (como informei aqui). Em média, custa entre 20 e 30 mil COP. Ou seja, não passa de R$ 40.

A Isla Acuario é um local para mergulho amador e observação de peixes.  Você deve levar óculos de mergulho e sapato de borracha, pois os corais são repletos de ouriços . Se não levar, no local todo se compra ou se aluga. Por isso o mais importante é levar um pouco de dinheiro vivo, principalmente para colocar suas coisas num armário. A permanência no local é de pouco mais de duas horas. Quando estava lá, o guia avisou que no local é mais barato para embarcar no Submarino.

Em seguida, o barco leva para Johnny Cay, outra pequena ilha. Aqui, o foco é praia. E que praia! Sem dúvidas uma das mais bonitas de San Andrés e da Colômbia. Também é importante ter dinheiro trocado, para alugar cadeiras, guarda-sol e comprar o que precisar.

Nesse passeio duplo, o  embarque acontece às 9h30 e o retorno é às 15h. Quando fui, meu barco atrasou e saiu apenas às 10h . O retorno foi pontual. Esses horários não são idênticos com todos os barqueiros e agências de turismo. Por isso é importante pesquisar no dia anterior, pra saber com quem vai e os horários exatos.

Saída: 9h30

Retorno: 15h

Preço: 20 mil pesos

 

Roteiro de 4 dias em San Andrés

Dia 4 – Submarino ou Paraglider ou o que você quiser

Nesse último dia inteiro em San Andrés, aproveite para fazer as atividades especiais da ilha. Não faltam opções. No meu caso, preferi voltar a West View e passar o dia aproveitando o trampolim e observando os peixes. Outra possibilidade é andar no submarino para observação da vida marinha. Para quem não tem medo de altura,  a dica é fazer o paraglider: aquela coisa que parece uma paraquedas sendo puxado por uma lancha .

Praia de Sprat Bight, a mais bonita e central da ilha principal de San Andrés.

E se já estiver cansado de gastar tempo e dinheiro em passeios pra turista ver, passe o dia na praia, tranquilo. Afinal, é pra relaxar que a gente viajar, não só pra bater ponto em passeio besta.

 

Resumo desse roteiro em San Adrés

Dia 1. Chegada, reconhecimento e compras nas lojas livres de impostos.

Dia 2. Volta na ilha, com paradas em West View, La Piscinita, Rocky Cay e outras atrações. Fim de tarde na praia.

Dia 3. Passeio para Isla Acuario e Johnny Cay. Fim da tarde na praia e fotos nos letreiros.

Dia 4. Dia pra relaxar na praia ou escolher passeios como submarino, caminhada no fundo do mar ou paraglider.

Dia 5. Embarque de volta.

 

Até a próxima viagem, San Andrés!

Viu como é possível fazer um roteiro completo em apenas 2, 3 e 4 dias em San Andrés? Se tiver o último dia inteiro, melhor ainda, assim no dia seguinte, é só partir para o aeroporto. Esse roteiro de 4 dias também se encaixa quando o voo é à noite ou no fim da tarde. No meu caso, fui embora no dia seguinte de manhã. E na decolagem, prepare-se para mais um espetáculo, porque os 7 tons de azul ficam por todos os lados do avião.

E se tiver alguma dica extra ou tiver alguma dúvida, é só mandar pelos comentários abaixo, que eu sempre respondo o mais rápido possível.

 

Para planejar sua viagem:  
  1. Booking: descontos exclusivos em hotéis e reservas com cancelamento grátis
  2. Real Seguros: compare preços de seguro viagem
  3. RentCars: aluguel de carro pelo menor preço nas principais locadoras do mundo
Viaje com descontos:
  1. 100 reais de desconto no Airbnb
  2. 5% ou mais de desconto em Seguro Viagem
Autor

Criador e editor-chefe do Buenas Dicas. Contato: nivaldo@buenasdicas.com

Escreva seu comentário