Apesar de ser uma ilha muito pequena, com apenas 12 km de distância de uma ponta a outra, não falta o que fazer em San Andrés. Lá estão algumas das praias mais bonitas do Caribe, ótimos lugares para mergulho e snorkel, lojas livres de impostos e muitas possibilidades de passeios por mar e terra.

Descubra agora quais são os pontos turísticos imperdíveis em San Andrés, as melhores praias, os melhores passeios e as atividades que não podem ficar fora do seu roteiro nessa ilha rodeada por inacreditáveis tons de azul. (Antes de viajar, você nossas 15 dicas da Colômbia: documentos, tomadas, taxas e mais)

As 7 melhores atividades em San Andrés

Fazendo aquela referência básica aos 7 tons de azul do mar de San Andrés, selecionei as 7 melhores coisas pra fazer na ilha. Todas, claro, tem o mar como cenário principal. Abaixo, após o TOP 7, incluí também outras atividades possíveis.

Ranking de hotéis em San Andrés

1. Praia de Spratt Bight

É a praia urbana mais bonita que eu conheço. E também é a mais bonita da ilha principal de San Andrés. Areias brancas, gente bonita, boa estrutura na orla. E o mar tem os famosos 7 tons de azul, além de água morna e área segura para banho, com isolamento dos barcos. Tem bons restaurantes por perto, inclusive um onipresente Café Juan Valdés.

Se o plano é economizar em San Andrés, então passar longas horas nessa praia é a melhor programações possível.

 

2. Trampolim de West View

Sério, eu não consigo lembrar de nada mais legal do que isso em San Andrés. Pulei incontáveis vezes desse trampolim. São apenas 6 metros de altura separando a vista impressionante lá do alto, com a vista ainda melhor do fundo do mar. Pule agarrado aos óculos de mergulho. Em West View tem diferentes tipos de peixes pra observar. Olhando mais pro fundo, dá pra ver o pessoal fazendo caminhada submarina.

O melhor jeito de chegar em West View é durante a volta completa na ilha, um passeio que engloba diversas atividades, como vou explicar a seguir. O preço da entrada é 5 mil COP.

 

3. Volta completa na ilha

A parada em West View é apenas um dos atrativos desse que é o melhor passeio de San Andrés: a volta na ilha. O trajeto total tem menos de 30 quilômetros. O transporte mais barato é o ônibus que faz paradas em todos os pontos turísticos do caminho. Custa apenas 25 mil COP (entenda a moeda colombiana) por pessoa. Mas o jeito mais legal é alugar um carrinho de golfe. Em média, o aluguel para o dia todo custa entre 100 mil e 180 mil COP, dependendo do modelo.

Depois de West View, as melhores atrações no caminho são La Piscinita, que é um outro ponto para mergulho, e a Playa Zarpada, de onde é possível caminhar pelo mar raso até Rocky Cay.

 

4. Isla Acuario

Não é um aquário fechado, não tem ar-condicionado e não tem bicho preso. É simplesmente uma região no mar de San Andrés onde estão duas pequenas ilhas. Ao redor delas, águas tranquilas e cristalinas, repletas de peixes e corais. É preciso levar óculos de mergulho e sapato de borracha, pra não se machucar com os ouriços. Mas, se não levar, tem tudo pra vender e alugar.

Não é um lugar com estrutura pra ficar curtindo praia, apesar de ter bonitos bancos de areia. O negócio mesmo é ficar observando peixes. Então o jeito é deixar chinelo, roupa e outras coisas nos armários que os bares alugam, por 10 mil COP.

Para quem não tem uma câmera de ação com proteção aquática, na própria ilha os ambulantes vendem capinhas de plástico para poder mergulhar com o celular. Outra opção é encontrar um fotógrafo profissional. No dia da minha visita, tinha um todo equipado, sempre rodeado de peixes.

Fotógrafo profissional na Isla Acuario

O preço do passeio só para Isla Acuario custa de 15 mil a 20 mil COP. Se fizer junto com Johnny Cay, o preço total fica entre 25 mil e 20 mil COP.

 

5. Praia da ilha Johnny Cay

Aqui o negócio é praia. Também é possível observar peixes, mas a vocação dessa ilha é mesmo areia e guarda-sol. Leve muitos pesos trocados, porque em Johnny Cay tudo se aluga e nada é barato: guarda-volumes, guarda-sol, cadeiras e snorkel, entre outros equipamentos. Pode até existir algum lugar que aceite cartão de crédito, mas não confie apenas nele, porque o sinal é péssimo. O preço do passeio só para Johnny Cay custa de 15 mil a 20 mil COP. Se fizer junto com Isla Acuario, o preço total fica entre 25 mil e 20 mil COP.

 

6. Caminhada submarina

Observando os peixes em West View, reparei num pessoal caminhando no fundo do mar. Pareciam astronautas. Não é um mergulho, pois não se utilizam cilindros. O equipamento é uma espécie de capacete, que capta ar por uma mangueira ligada à superfície.

Peguei o panfleto no local, chamado Aquanautas, e funciona assim:

• A partir de 12 anos de idade

• Apenas 5 minutos de instrução

• 25 minutos de imersão

• 6 metros de profundidade

Essa já não é uma atividade essencial em San Andrés. É uma daquelas invenções para tirar um pouco mais de dinheiro do turista. Mas, nesse caso, pode valer a pena, por ser algo mais simples do que um mergulho e um pouco mais barato. No local, me informaram que o preço é 100 mil COP.

 

7. Jetboat, a aventura em lancha esportiva

Também vendido em West View e também mais uma invenção pra turistas, o Jetboat é pra quem não tem medo emoção. São 25 minutos a bordo de uma lancha turbinada, que realiza manobras loucas pelo mar de San Andrés. É preciso ter mais e 12 anos e menos de 100 kg pra participar. No local, me informaram que o preço  é 80 mil COP.

 

Outras atividades em San Andrés

Existe muito mais o que fazer em San Andrés. Principalmente para quem tem tempo de sobra ou não quer fazer apenas atividades envolvendo água e mar, como as listadas acima. Olha só o que mais essa pequena ilha tem pra oferecer.

• Compras em lojas livres de impostos

A ilha de San Andrés é zona livre de impostos. Ou seja, é um grande free shop. Não chegar a ser um paraíso das compras, mas é possível encontrar muitos produtos diferentes e alguns preços valem a pena. A  maioria das lojas está na Carrera 2, uma rua para pedestres perto da praia de Spratt Bight. Tem lojas de departamentos e outras especializadas em cosméticos, perfumes, pesca, roupas, bebidas e outras coisas.

• Vida noturna e baladas

Além dos cassinos, não existe muito coisa pra fazer depois do jantar. As alternativas são as festas nos maiores hotéis, caso esteja hospedado em algum deles e as poucas boates, como a Coco Loco. Ela foi a única que eu vi no centrinho da ilha e tem boas avaliações no Google Maps. Assisti alguns vídeos, e todos estavam ao som de reggaeton.

• Fotos clássicas em letreiros

Existem alguns letreiros com o nome de San Andrés espalhados pela ilha. O maior deles fica no finalzinho da praia de Spratt Bight, em direção ao aeroporto. O melhor hora pra fotografar é no final da tarde, quando o sol dá um show à parte. Passei no local várias vezes e sempre tinha fila.

E aí, agora já sabe o que fazer em San Andrés?

Aqui nesse post coloquei as melhores praias, os melhores passeios e outras atividades legais pra fazer nessa que é uma das ilhas mais bonitas do Caribe. Se você tem alguma dúvida, sugestão ou dica, pode mandar pelos comentários abaixo. Eu respondo o mais rápido possível. Boa viagem!

 

Para planejar sua viagem:  
  1. Booking: descontos exclusivos em hotéis e reservas com cancelamento grátis
  2. Real Seguros: compare preços de seguro viagem
  3. RentCars: aluguel de carro pelo menor preço nas principais locadoras do mundo
Viaje com descontos:
  1. 100 reais de desconto no Airbnb
  2. 5% ou mais de desconto em Seguro Viagem
Autor

Criador e principal editor do Buenas Dicas, o blog do viajante inteligente (que é você 😄). Siga nossas redes sociais e para dúvidas, propostas e parcerias, veja nosso contato.

15 Comments

    • Nivaldo responder

      Olá. Essa última viagem foi em abril. Muda sim. Geralmente surgem mais promoções de passagem para Colômbia e San André no começo do ano. Comprei em fevereiro.

  1. Olá, não foste a Cayo Bolivar? Vi em vários outros post que encontrava-se fechado em abril/2018 com previsão de abertura após abril.
    Mas não tive a certeza se esta aberta para visitação já. Em alguns blogs fica subentendido que agora em Julho já esta aberta pra visitação, mas certeza mesmo não tive. Se tiver informações a respeito, me ajudaria.

    Obrigada,

    • Nivaldo responder

      Olá, Cláudia. Pois é, estava realmente fechado. Antes de chegar lá, nunca tinha ouvido falar e não vi nenhuma lugar vendendo o passeio, talvez por causa disso. Mas, sinceramente, não fez a menor falta. As praias de San Andrés me bastaram completamente e superaram as expectativas. Tem muita coisa legal pra fazer.

      Fiquei apenas 4 dias em San Andrés, e fiquei o ocupado o tempo todo. Acho que vale a pena ir nessas ilhas mais distantes apenas se tiver pelo menos 6 dias lá. No meu caso, que acabo enjoando de praia todo dia, foi uma boa ter combinado com Cartagena, que além de praias tem lugares históricos e restaurantes melhores, além de boa vida noturna.

      Boa viagem!

  2. DOUGLAS PEREIRA DA FONSECA responder

    Nivaldo, so mais uma pergunta, rs:

    Vc tem algum lugar/site/app q vc acompanhava a cotaçao do peso colombiano em relaçao ao real?
    Vc fez uma comparaçao dos preços dos passeios (pesos X reais)…é que quero comparar se vake a pena enviar $ via western union ou trocar reais por pesos em bogotá (a cotaçao da WU ta pior q essa q vc usou)

    Vlw

    • Nivaldo responder

      Tranquilo, pode perguntar!

      Eu sempre acompanho cotação de moedas pelo aplicativo “Conversor de Moedas”, que mostra históricos e é o melhor que eu já usei até hoje. É grátis e só tem pra Android. Falei sobre ele aqui: https://www.buenasdicas.com/melhor-aplicativo-de-conversao-de-moedas-para-android-6124/

      Descobri só depois que existe esse lance de transferência pelo Western Union, que muita gente tem usado. Uns gostam, outros reclamam. Tem opiniões nos comentários do post Câmbio da Colômbia. Se vai pra Bogotá primeiro, onde tem muitas casas de câmbio, não sei se vale a pena enfrentar o trânsito péssimo de lá atrás de uma loja WU pra economizar alguns centavos. Talvez a diferença não pague nem o táxi. Já em San Andrés, como falei no post de câmbio, é mais complicado achar lugar pra trocar moeda.

  3. olá Nivaldo, parabéns pelo blog!!
    Cara, vou pra S.A. dia 22 de setembro, li em alguns blogs q essa época tem mta chuva…
    sabe se isso é real?
    Vc foi a Providência? Tem bate volta? Qnto custa?
    Abraços

    • Nivaldo responder

      Obrigado, Douglas!

      Infelizmente é verdade, e como as principais atividades em San Andrés tem a ver com praia, mergulho e sol, tem possibilidade do tempo ruim dominar a viagem. Mas, apesar de tentarem muito, o tempo é algo imprevisível, então pode ser tenha bons dias mesmo nessa época. Eu fiz um post completo sobre o assunto, incluindo opiniões de quem viajou em diferentes meses do ano. Dá uma olhada lá: Quando viajar para San Andrés: clima e melhores épocas e meses.

      Qualquer outra dúvida é só perguntar aqui ou lá.

    • Nivaldo responder

      Tinha esquecido de responder sobre Providencia. Mas aqui está:

      Eu não cheguei a ir lá, mas pesquisei bastante sobre preços e meios de transporte. Existem duas formas de chegar em Providencia a partir de San Andrés:

      Catamarã: a viagem de ida e volta tem preço médio de 320 mil COP, o que dá mais ou menos R$ 430. E duração média da viagem é de 3 horas e costuma ser turbulenta por causa das ondas. Dá uma olhada nesse relato aqui.

      Avião: somente aviões pequenos fazem o trecho entre as duas ilhas, pelas empresas Searca e Satena. O tempo de viagem é de 30 minutos em média. Pesquisando agora no site da Satena, encontrei passagens por 279 mil COP o trecho, ou seja, R$ 374 na cotação de hoje. Ida e volta, sairia por R$ 748. Recomendo comprar com antecedência, pois costuma esgotar.

      Pelo alto preço do avião e longo tempo de viagem de barco, acho que fica complicado e não vale a pena fazer bate e volta. Se for, melhor passar pelo menos duas noites em Providencia. Se tiver apenas um dia, melhor ficar em San Andrés mesmo, curtindo as praias e passeios. Ou mesmo sem fazer nada, o que é a melhor parte.

  4. MUITO mais que 50 tons de azul nessa ilhota, socorro. Coloquei na wishlist aqui…

    • Nivaldo responder

      A ilha de San Andrés é realmente linda! Se tiver mais tempo pra curtir a viagem, vale a pena ir também até Providencia. Qualquer dúvida sobre atrações e o que fazer em San Andrés, é só perguntar. Abraço.

  5. Oi novamente. Essas praias são limpas? Queria saber se tem alguma poluição ou sujeira, se são todas próprias para banho. Obrigada.

    • Nivaldo responder

      Olá. São muito limpas! Inclusive a praia principal, Spratt Bight, que fica no centro urbano da ilha, tem águas cristalinas e dá pra ver os peixes pertinho dos banhistas.

  6. Quero visitar essa ilha maravilhosa! Deve ser maravilhoso dar a volta nela de carrinho de golf. Obrigada pelo post! Belo trabalho!!!!

    • Nivaldo responder

      Obrigado pelo elogio, Cleide. San Andrés é realmente incrível, que considero uma das melhores ilhas do Caribe, onde estão algumas das praias mais bonitas da Colômbia e da América do Sul. Continue acompanhando nossas dicas de passeios, atividades e outras coisas legais pra fazer em San Andrés.

Comentários