Nem só de salsicha vive a culinária alemã, eu poderia dizer. Mas seria uma grande mentira. Embora o país tenha bons pães, pratos com carnes e batatas, sanduíches, biscoitos e doces que merecem ser provados, é de salsicha que eles gostam mais.

Selecionei algumas das melhores comidas típicas da Alemanha. Pratos que merecem entrar no cardápio da sua viagem. Quase tudo com muito salsicha, inclusive na salada. Vegetarianos, tem poucas comidas pra vocês aqui.

A boa notícia é que não é caro comer na Alemanha, especialmente em Berlim. A capital é uma das mais baratas da Europa Ocidental e tem bons restaurantes típicos, inclusive nos bairros turísticos. Se estiver em outras importantes cidades turísticas, como Munique, Hamburgo e Nuremberg, também vai encontrar bons restaurantes e boas comidas de rua realmente típicas da Alemanha.

 

1. Brezel, o pão diferentão alemão

É um pão, mas parece mais um biscoitão. Também chamado de Bretzel, Laugenbrezel e popularizado nos Estados Unidos como Pretzel. Independente do nome, o formato de laço é inconfundível. Se vir um desses, pode experimentar. Não é ruim, mas também não é bom (gosto pessoal). O brezel é uma daquelas coisas que não têm sabor de nada, mas que a gente precisa dar uma mordida pra ver de qual é. Pode ser encontrado com cobertura doce, mas o tradicional mesmo é coberto apenas por sal grosso. Bom pra petiscar entre uma cerveja e outra em Munique, onde é mais comum.

Parece uma pizza de Bretzel. Melhor do que comer puro.

 

2. Salsichas de várias cores e sabores

Antes de chegar na Alemanha, eu pensava que salsicha era salsicha e pronto. Mas lá eu descobri dezenas de variedades, cores, temperos e sabores de salsicha. Eles são realmente apaixonados por salsicha, que se faz presente em entradas, pratos principais e petiscos, seja crua, frita ou cozida. Principais tipos de salsichas alemãs:

• Bratwurst, a salsicha assada

• Nürnberger Rostbratwürste, a salsicha de Nurembergue

• Weisswurst, a salsicha branca da Baviera

• Leberwurst, a salsicha de patê de fígado

Tem fotos, descrições e mais tipos de salsichas alemãs no site DW.

 

3. Currywurst, a salsicha típica de Berlim

A Currywurst merece uma explicação à parte. Mais do que uma mera salsicha picada temperada com curry, ela virou um pratrimônio cultural de Berlim. Vendido por ambulantes, lanchonetes vietnamitas e bares, a Currywurst é um petisco muito barato que enche a barriga, além de ser muito gostoso. Só não coma demais, pra não enjoar.

Esse Currywurst eu comi em frente ao Memorial do Holocausto, em Berlim. Sempre acompanhado de uma boa cerveja alemã.

 

4. Wurstsalat, a salada de salsicha

Pois é, os alemães são capazes de colocar salsicha até na salada. A receita é simples: rodelas de salsicha (dos tipos Lyoner ou Regensburger), cebola temperada com azeite, vinagre, cebolinha, um pouco de açúcar pra temperar. O prato é mais comum na Bavária e apreciado pelos cervejeiros que passam as tardes dos tradicionais biergartens.Se for pra Oktoberfest, não deixe de provar. Mais detalhes também no DW, jornal alemão que agora tem esse site em português.

Pois é, veganos e vegetarianos, a Alemanha é um ambiente hostil pra vocês.

 

5. Königsberger Klopse, a almôndega alemã

Diferente do Brasil, que ostenta cortes de carne nobre de norte a sul, a Alemanha desenvolveu diferentes receitas com bolos de carne e almôndegas. O que sai muito mais barato do que pedir um filé, por exemplo, além de valer como experiência gastronômica cultural. A mais típica almôndega alemã é essa Königsberger. Surgida na antiga Prússia, hoje é comum em Berlim e no norte da Alemanha, especialmente na fronteira com a Polônia. Geralmente é servido com alcaparras e um molho de raíz forte. No site Se Minha Cozinha Falasse tem a receita e mais fotos desse diferente prato típico alemão.

 

6. Fischbrötchen, o sanduíche de peixe

Típico do norte da Alemanha, especialmente nas cidades litorâneas, pode ser encontrado também no Fischmarkt, o mercado de peixes de Hamburgo. É basicamente uma fatia de peixe (arenque ou salmão), algumas rodelas de picles e molho a gosto, dentro de um generoso pão. O blog Viaje na Viagem esteve lá na feira e tem algumas dicas pra quem pretende visitar esse nada cheiroso ponto turístico de Hamburgo.

E aí, tem coragem de encarar? | Foto de Maxpixel (CC)

 

7. Chucrute, o acompanhamento quase onipresente

Acompanhamento principal de muitos pratos na Alemanha. O chucrute está para os alemães assim como o arroz e o feijão estão para os brasileiros. É simplesmente repolho fermentado em conserva, servido frio. Acompanha principalmente salsichas, linguiças e carne de porco em geral. No início gostei, depois fui achando enjoativo. No meu quinto dia na Alemanha, já não aguentava nem olhar.

Esse chucrute eu comi na Vila Germânica em Blumenau, onde tem muitos bares e restaurantes especializados em culinária alemã.

No Brasil, pode ser encontrado nos restaurantes alemães de cidades como Blumenau, em Santa Catarina, e Nova Petrópolis, no Rio Grande do Sul, entre outras cidades com imigração alemã. Aliás, essa e outras comidas alemãs fazem parte também das melhores comidas típicas do Rio Grande do Sul.

 

8. Eisbein, o joelho de porco

Um corte muito tradicional na Alemanha e presente em diferentes pratos no país do 7 a 1. Com uma densa camada de gordura por fora, e carne é macia e saborosa por dentro. Experimentei na Alemanha e em Blumenau, mas o melhor que eu comi foi no Bar Alemão, em Curitiba.

 

9. Spätzle, o macarrão alemão

Massa caseira, mais comum no sul da Alemanha e suas fronteiras. Lembra as massas orientais. Tem ovo na receita, então os vegans também ficam de fora. Mas os vegetarianos podem experimentar. Se quiser fazer em casa, pergunta do Rodrigo Hilbert, que aprendeu a fazer para acompanhar um goulash.

 

10. Bratapfel, o doce de maçã recheada

Pegue uma maça e retire aquele miolo com semente. No lugar, coloque amêndoas, passas, cravo, canela e torrone, vinho e acúcar. Se for replicar aqui no Brasil, vale a pena colocar castanha de caju e castanha-do-pará, por exemplo. Depois, leve ao forno por mais ou menos 15 minutos. Tem receita no Cuecas na Cozinha. É uma sobremesa natalina, comum em fins de ano. Geralmente é servida acompanhada de sorvete.

 

11. Rote Grutze

Pra fechar a lista, uma sobremesa alemã de dar água na boca: frutas vermelhas com sorvete. Na receita, frutas vermelhas como amora, mirtilo, framboesa, cereja e morango, forrando uma bem servida bola de sorvete de creme ou baunilha. A receita tem outros detalhes, que eu vi aqui neste blog e fiquei com vontade de tentar fazer em casa. Como não gosto nada de Apfelstrudel, o doce típico mais famoso da Alemanha, o Rote Grutze merece fechar a lista.

 

Não faltou o schnitzel?

Não. Apesar de ser comum nos cardápios alemães e de ser relacionado em alguns sites como um prato alemão, na verdade ele é Austríaco. Mas, mesmo não sendo originalmente alemão, não deixe de experimentar. Principalmente se você enjoar das comidas com gostos exóticos. Isso porque o schnitzel é basicamente um bife empanado, geralmente servido com limão e… chucrute.

 

Mais comidas típicas da Alemanha

Outros blogs de viagem também provaram pratos tradicionais alemães e compartilharam as dicas com os leitores. Tem outras opções, de pratos a sobremesas, de diferentes tipos e origens. E tem até mais pratos com salsicha e chucrute, se esses aqui não forem suficientes. Então dê uma passada lá no Como Viaja e

Para planejar sua viagem:  
  1. Booking: descontos exclusivos em hotéis e reservas com cancelamento grátis
  2. Real Seguros: compare preços de seguro viagem
  3. RentCars: aluguel de carro pelo menor preço nas principais locadoras do mundo
Viaje com descontos:
  1. 50 reais de desconto no Booking
  2. 100 reais de desconto no Airbnb
  3. 5% ou mais de desconto em Seguro Viagem
Autor

Escreva seu comentário