Ter o que fazer em Santiago do Chile não é problema! Difícil mesmo é organizar seu tempo para fazer todos os passeios, conhecer os parques, tomar um vinho nos bares, experimentar as comidas típicas, subir nos mirantes e fazer um incrível bate e volta até a praia ou a neve.

Já dei muitas dicas de Santiago aqui no blog, e não sei porque, nunca tinha feito uma seleção sobre as melhores coisas pra fazer na cidade. Então agora confira o que fazer em Santiago.

São dicas de passeios grátis, de bons restaurantes, parques, compras, cidades próximas e outras atividades que vão enriquecer muito sua estadia na capital chilena.

→ Hotéis com desconto, pousadas de charme e muitos hostels baratos em Santiago

 

1. Pra fazer tudo melhor, esteja bem localizado

o que fazer em santiago metro

Em Santiago, o lugar em que você se hospeda vai influenciar muito na sua rotina na cidade. Por isso, escolha muito bem o seu bairro e, de preferência, reserve um lugar próximo ao metrô, o que vai gerar muita economia.

Pense também no tipo de hospedagem. Santiago tem alguns dos melhores hostels de América do Sul. Pra começar a planejar, veja esta lista dos melhores hostels de Santiago. Se prefere ficar em hotel, de preferência de luxo, esta lista dos melhores hotéis de Santiago é imperdível. As listas já são bem completas, inclusive com dicas de localização, mas informação nunca é demais. Para saber mais dicas de bairros, veja este post: onde ficar em Santiago.

 

2. Suba nos mirantes e enxergue longe

shopping costanera santiago

Os mirantes de Santiago são alguns dos lugares mais visitados da cidade. Os mais famosos são o Cerro Santa Lucia, que tem fácil acesso pelo Centro, e o Cerro San Cristóbal, que permite uma vista incrível da Cordilheira dos Andes e da cidade a partir de seus 280 metros. Para chegar ao mirante, basta pega o funicular no Bairro Bellavista. E ano passado foi inaugurado o Sky Costanera, novo mirante de Santiago, no 61º andar do Costanera Center, o prédio mais alto da América do Sul.

Preços para subir ao mirante Sky Costanera:

Pesssoal, atualizando hoje (17-maio-2018), o ingresso aumentou muito de preço. O adulto está 15 mil pesos Chilenos, cerca de R$ 90. Sinceramente, acho que não vale a pena. A vista do San Cristóbal é mais bonita e não custa esse absurdo. Além de ser bem mais legal andar de funicular e teleférico do que de elevador. Resumindo, não vale a pena pagar isso tudo.

Site oficial

 

3. Corra, pedale e admire os parques de Santiago

O Cerro Santa Lucia é uma atração duplamente interessante: é mirante, mas também é parque, cheio de rotas e vegetação nativa do Chile.
O Cerro Santa Lucia é uma atração duplamente interessante: é mirante, mas também é parque, cheio de rotas e vegetação nativa do Chile.

No Vale Central do Chile, Santiago tem uma vegetação completamente diferente das que estamos acostumados no Brasil. Em plena metrópole, existem bons lugares para apreciar a natureza. Entre os parques mais bonitos de Santiago, estão o Parque Bicentenario, inaugurado em 2007, que tem trilhas para caminhadas e permite a entrada com bicicletas. Se busca o que fazer em Santiago sem gastar nada, essa é uma das melhores dicas.

Outras áreas verdes, que também valem um passeio, são o Parque Araucano e a Quinta Normal. Mais sobre o Parque Araucano no blog diário de viagem.

 

3. Coma bem e ao estilo chileno

completo-santiago-chile

Eu mesmo já falei mal da gastronomia chilena alguma vezes. Isso porque simplesmente conheci os lugares errados na primeira viagem. Explorando mais Santiago, descobri ótimos lugares para experimentar as comidas típicas do Chile, além de bons restaurantes e bares para todos os bolsos e apetites. Hoje, comer é uma das coisas que eu mais gosto de fazer em Santiago. Para entender melhor o que estou falando e ir direto aos lugares certo, veja este post:  Onde comer bem em Santiago.

 

4. Explore (e compre) os melhores shoppings de Santiago

SHOPPING_SANTIAGO_CHILE
Essa é uma parte da enorme praça de alimentação do Parque Arauco, o shopping de luxo de Santiago. Lá dentro ainda estão dezenas de grifes internacionais.

Essa é uma dica sobre o que fazer em Santiago só pra quem não tem problemas em gastar dinheiro. Porque desde que o Real começou a se desvalorizar, fazer comprar em Santiago é um tanto caro para nós brasileiros. Mas, se isso não é problema, Santiago tem dezenas de lugares interessantes para você abrir a carteira, como o luxuoso Shopping Parque Arauco e o Mall Sport, dedicado a todos os esportes que você puder imaginar.

Para ver mais shoppings e centros comerciais que valem uma visita, veja no mesmo post indicado no link do Parque Arauco: Compras e Shoppings em Santiago.

 

6. Andar no bairro Paris-Londres

cartaz de lanchonete em rua de ladrilhos no bairro paris-londres em santiago

Um micro-bairro tranquilo e com belíssima arquitetura, colado ao agitado Centro de Santiago. O estilo europeu se deve ao fato de que boa parte das construções do bairro estava dentro de um antigo mosteiro, que foi vendido à prefeitura para pagar dívidas. Apesar do tamanho, tem uma boa lanchonete, restaurantes e hotéis, que listei no post onde ficar em Santiago.

É uma passeio que pode ser combinado com o número 9 da lista, mas que merece um destaque especial nessas dicas sobre o que fazer em Santiago.

 

7. Seguir os passos de Pablo Neruda

PABLO_NERUDA_POESIA

O poeta, cônsul, boêmio e vencedor do Prêmio Nobel de Literatura de 1971 é um dos personagens históricos mais conhecidos do Chile. Inimigo declarado da ditadura de Pinochet, Neruda viveu sua juventude e depois seus últimos anos de vida em Santiago.

Para os fãs do poeta (e das coisas boas da vida), uma boa dica sobre o que fazer em Santiago é seguir os passos do poeta. Sua casa em Santiago, batizada de La Chascona, hoje é um importante museu, quase sempre incluída entre os principais pontos turísticos de Santiago. Se quiser explorar o lado boêmio do poeta,  conheça alguns bares que eram frequentados por ele e ainda são bons pontos de encontro na capital. Veja todas as dicas no post Roteiro Pablo Neruda em Santiago.

 

8. Bate e volta na praia

praias hoteis vina del mar

Fora o risco de terremoto, Santiago tem a melhor localização entre as capitais da América do Sul. Isso porque, em menos de duas horas de viagem, é possível pegar uma praia ou curtir a neve.

Se for no verão ou fim de primavera, não deixe de explorar um pouco do litoral chileno. A praia mais perto de Santiago é Viña del Mar, uma cidade limpa, organizada, com cassino e bons restaurantes. Se for de ônibus, é só descer na rodoviária e seguir de metrô até a orla. E a cidade ainda pode ser combinada com um passeio na vizinha Valparaíso.

 

9. Bate e volta na neve

(Pra quem não sabe esquiar, a dica é esta radical descida de Tubing! Olha o vídeo.)


Perto de Santiago também estão lugares interessantes pra curtir a neve, seja esquiando, fazendo o clássico esquibunda ou curtindo o visual, que garante lindas fotos. Mesmo fora do inverno, alguns desses pontos valem a visita, como o próprio Valle Nevado, como foi dito no blog Nós no Chile.

Além do Valle Nevado, outros bons lugares para curtir a neve perto de Santiago são Farellones e Cajón del Maipo, um inacreditável Cânion Andino a apenas 1 hora de carro de Santiago. Em Cajón del Maipo estão atrativos como o Centro de Esqui Lagunillas, as termas Baños Morales e os o belíssimo lago de Embalse El Yeso. Então, quando começar a se perguntar o que fazer em Santiago, lembre logo da neve!

→ Hotéis com desconto, pousadas de charme e muitos hostels baratos em Santiago

 

10. Viajar na história

museu pre colombiano santiago

Resolvi agrupar algumas das atrações mais clássicas e conhecidas de Santiago em uma única categoria. Isso porque a maioria dos lugares estão próximos uns dos outros e não demandam muito tempo. E se você gosta de passeios turísticos, eles são essenciais na sua busca sobre o que fazer em Santiago.

Em uma caminhada pelo centro dá para explorar: Plaza de Armas, Palacio de La Moneda e Mercado Central. Se curte história ainda mais antiga, aproveite e faça uma visita ao Museu Chileno de Arte Pré-Colombiana. Veja todas as dicas sobre estes pontos turísticos de Santiago.

 

11. Cafes con piernas

cafe con piernas santiago

Dizem que é por causa da repressão religiosa, que faz o pessoal buscar alternativas, digamos, menos santas de felicidade. Dizem também que é por causa do machismo. Mas o fato é que, na América do Sul, só em Santiago é normal ter seu café servido por uma garçonete de biquini. Ou de cinta-liga ou outra roupa minúscula, depende de qual das centenas de estabelecimentos você entrar. E só entram homens.

O preço? A entrada é gratuita e os preços são praticamente os mesmo cobrados nos cafés normais. A diferença é que nos cafes con piernas, tudo o que você pede, tem que pedir um pra vadia profissional que te atende. Imagine só quantos cortados e cafés essas garotas tomam por dia! Veja outras 16 coisas que amamos no Chile.

 

12. Explorar a Argentina

cropped-dicas-mendoza-estrada-santiago.jpg

Quando já estiver cansado de comidas com abacate, cafes con piernas e suco de framboesas, além do sotaque acelerado dos chilenos, pegue um ônibus para Mendoza, a primeira cidade Argentina do outro lado da Cordilheira dos Andes. Em Mendoza, o que não falta é churrasco, vinho e esportes de aventura. E se estiver em um mochilão pela América do Sul, siga viagem até Bariloche e depois para El Calafate, onde está o Glaciar Perito Moreno.

 

Quer mais dicas sobre o que fazer em Santiago do Chile?

Para saber mais sobre passeios, parques, roteiros, restaurantes, hotéis, hostels, opções de bate e volta na praia ou na montanha, vinícolas e outras dicas de pontos turísticos e atividades, confira os outros posts do Buenas Dicas sobre o Chile e mantenha-se ligado nas atualização do blog. Mais artigos:

Dicas do Chile | Dicas de Santiago | Dicas de Viña del Mar

Viajar com tudo reservado é bem melhor
  • Booking: descontos exclusivos em hotéis e reservas com cancelamento grátis
  • Real Seguros: compare preços de seguro viagem
  • Touron: agência de turismo online para reservar passeios e traslados
  • RentCars: aluguel de carro pelo menor preço nas principais locadoras do mundo

Descontos para economizar na viagem

 
Autor

Criador e principal editor do Buenas Dicas, o blog do viajante inteligente (que é você 😄). Siga nossas redes sociais e para dúvidas, propostas e parcerias, veja nosso contato.

6 Comments

  1. Adorei seu blog! Mas eu gostaria de uma opinião sua. Estou querendo ir com minha família e meu filho de 1 ano para Chile em agosto, vc acha que é muito frio para ir com uma criança pequena que mora numa cidade quente? É muito frio? Tenho receio de ir e ele acabar adoecendo…

    • Oi Sarah. Tá aí uma coisa que eu não entendo nada, que é criança, hahaha.

      Frio vai estar, com médias de 5 °C a 17 °C. Dá uma olhada nos detalhes aqui: https://www.buenasdicas.com/quando-ir-santiago-melhor-epoca-4785/

      Mas o Chile é preparado para o frio. A maioria dos hotéis e restaurantes tem aquecedor. E a vedação de janelas é bem melhor que no Brasil. Entre outras estruturas.

      E pensa nas crianças chilenas que vão completar 1 ano no inverno. Eles também nunca tiveram que enfrentar o frio e vão lidar com isso, bem protegidos e agasalhados.

      Outro ponto é o transporte, tipo evitando andar a pé. Uber e cabify são baratos, nem vai precisar dos táxis malandros.

    • buenasdicas responder

      Obrigado Lid. Gostei do seu post e do seu blog. É sempre legal ter mais dicas sobre o que fazer em Santiago e ver outros pontos de vista sobre a cidade, pra que possamos fazer roteiros e viagens cada vez mais completas. Abraço.

  2. Excelentes dicas. Agora me permitam dizer: chamar as moças que trabalham nos cafés de “vadias” (mesmo com a brincadeirinha de deixar riscada a palavra) foi um desrespeito que destoa da qualidade deste site, um vacilo machista dos grandes.

    • Fala Dauro. Que bom que gostou das nossas dicas sobre o que fazer em Santiago.

      Sobre as profissionais que trabalham nos Cafés con Piernas, respeitamos e, como você mesmo observou, queremos riscar o preconceito, ainda mais numa sociedade tradicionalmente machista como a chilena. A palavra está riscada por seriedade, não por piada.

      Sua observação é válida, mostra que infelizmente há outras interpretações possíveis.

      Abraço.

Comentários