Como é ficar no Vila Angatu Eco Resort, em Santo André, Bahia

A experiência de hospedagem no Vila Angatu já começa no caminho: para chegar lá, é preciso percorrer as praias de Porto Seguro e cruzar de balsa o Rio João de Tiba, cercado de Mata Atlântica.

Passei 4 noites no Vila Angatu Eco Resort, na pacata Santo André, e agora conto tudo sobre essa viagem, incluindo como chegar, detalhes sobre a praia, as comidas e dicas para escolher um quarto melhor localizado dentro do complexo.

O resort está disponível para reservas no Booking.com e no Hoteis.com, além do site oficial. Compare preços através dos nossos links. O blog receberá uma comissão e você não paga nada a mais por isso.

Importante dizer que este NÃO é um texto patrocinado. Todos os custos da viagem, inclusive as diárias, foram pagas do meu próprio bolso.

Como chegar no Vila Angatu Eco Resort

O próprio resort oferece serviço de “transfer” desde o Aeroporto de Porto Seguro, por uma taxa extra.

Mas eu preferi ir de carro, pois assim teria mobilidade para visitar outras praias da região. Retirei o carro na Movida do aeroporto (consulte aqui) e segui rumo a Santa Cruz de Cabrália.

O trajeto é todo pela orla de Porto Seguro. Pelo caminho, estão a animada Praia de Taperapuã, onde fica o Axé Moi, e Coroa Vermelha, onde foi celebrada a primeira missa no Brasil.

Levei 40 minutos para chegar à balsa de Santa Cruz de Cabrália. Mas o trânsito pode elevar bastante esse tempo. Por exemplo, se for no início da manhã ou em horário de almoço num feriado ou final de semana, no fluxo das praias.

A balsa de Santa Cruz de Cabrália funciona 24 horas por dia, com embarques de 30 em 30 minutos. A frequência é reduzida apenas na madrugada. Ela chega à outra margem em cerca de 20 minutos.

Do lado de lá, já na vila de Santo André, por uma estrada em excelentes condições, foram apenas 5 minutos até chegar no resort.

Na viagem de ida e ou de volta ao resort, não deixe de passar pelo Mirante do Centro Histórico de Santa Cruz de Cabrália e também pelo Centro Histórico de Porto Seguro, de onde se tem a melhor vista das praias da região.

Recepção e primeiras impressões do Vila Angatu Eco Resort

Fomos recebidos com água de coco personalizada com a marca do hotel e funcionários muito simpáticos. Aliás, todo o atendimento é muito eficiente no resort, com a energia única da Bahia.

No caminho até o quarto, o resort foi se revelando: grandes piscinas, jardins bem cuidados e uma infinidade de tipos de suítes.

E falando em quartos, acho que recebi um “upgrade”. Apesar de ter reservado o quarto mais barato disponível, fomos conduzidos para um chalé bem em frente ao mar.

Tipos de quartos no Vila Angatu Eco Resort

Reparei em 3 padrões principais de quartos no resort:

  1. Os blocos de apartamentos, que são interligados ao restaurante e à recepção. Conta com apartamentos no térreo e no primeiro andar. São os mais próximos também da piscina principal e do acesso à praia.
  2. Em seguida estão os chalés. Com grande espaço ajardinado entre eles, a privacidade é garantida. O meu, de casal, fica na primeira fileira, separado do mar apenas por um extenso gramado e uma cerca viva. Suíte confortável, com banheiro espaçoso e rede na varanda.
  3. Por fim, tem os quartos na vila de Paraty. Pois é. Não entendi a razão, mas o resort possui quartos numa espécie de réplica dos casarões da cidade fluminense de Paraty. É a área mais fotogênica do hotel, e também a mais distante da piscina, do restaurante e do acesso à praia.

Gostei bastante do chalé em que fiquei, embora a vida selvagem tenha atrapalhado um pouco: havia morcegos barulhentos morando no forro do quarto, e era impossível curtir a varanda, devido à quantidade de muriçocas, imunes ao repelente. E como eram dias chuvosos, precisava de guarda-chuva para ir jantar.

Piscinas e área de lazer no Vila Angatu Eco Resort

A grande piscina no pátio central é o maior charme do resort. Entre as duas partes principais da piscina, estão as mesas do bar. Mas dá pra andar ou nadar entre todas as áreas, pois está tudo conectado por pontes.

E a vista pro mar é quase onipresente.

Gostei especialmente da tranquilidade das piscinas. Como não possuem toboáguas ou quaisquer brinquedos, não tinha gritaria e correria de crianças.

Próximos à área da piscina, estão uma quadra de vôlei de praia, um “slackline” e o salão de jogos com mesas de sinuca e pebolim.

Numa parte mais afastada do jardim, encontrei ainda uma sala de jogos de tabuleiro e carteado, além de um espaço com TV, onde alguns hóspedes assistiam jogos de futebol.

A praia do Vila Angatu Eco Resort

O resort é pé na areia, ou seja, tem acesso direto à praia.

Mas esse assunto complicado pra mim, pois choveu quase todos os dias da viagem 😭.

Com o mar barrento devido às tempestades e o céu nublado, fui à praia mais para caminhar.

Um desperdício, pois o hotel monta cadeiras sob barracas que mais parecem um camarote na praia, numa área exclusiva para hóspedes.

A praia é bem tranquila, mas não deserta. Os vizinhos mais próximos são a Vila Araticum e o Victor Hugo, pousadas com restaurantes abertos ao público externo. Andando mais um pouco, se chega ao resort Campo Bahia.

Na ponta da praia, a cerca de 15 minutos de caminhada, encontramos bares diversos e um mar mais calmo. É onde se localiza a Barraca da Santinha, com as bandeiras de Brasil e Alemanha, uma homenagem à Seleção da Alemanha de Futebol, que se hospedou em Santo André para a Copa do Mundo de 2014.

Restaurante e qualidade da comida no Vila Angatu

Meu pacote de hospedagem, meia-pensão, incluía café da manhã e jantar. Desde que o resort deixou de ser all inclusive, é a única opção possível.

Todas as refeições são servidas no salão ao lado da piscina.

Nas três primeiras noites, o jantar foi à la carte. No cardápio, pratos de massa, frango, peixe e carne bovina, além de saladas, frutas e sobremesas. Escolhi apenas os pescados e gostei. Nada excepcional, mas de qualidade acima da esperada para uma refeição incluída de resort. Gostei mais do que das comidas do Iberostar Bahia, por exemplo.

Na última noite, uma sexta-feira, o resort recebeu muitos hóspedes e o jantar mudou para o sistema de bufê. Ou seja, bandejão. Deu saudade das noites anteriores. Apesar de servirem ali pratos similares, fica aquela sensação de comida por quilo, e o sabor da comida, mantida aquecida, não foi o mesmo.

Já o café da manhã estava excelente todos os dias. No bufê, além de itens comuns como frutas, bolos e ovos mexidos, também servem pratos regionais, como carne seca, cará e jerimum. E ainda havia um ilha com tapiocas preparadas na hora. E você sabe, tapioca no Nordeste é sempre melhor.

Passeios e restaurantes perto do Vila Angatu

Na própria praia do resort, dá pra ir andando aos restaurantes das pousadas Vila Araticum e Victor Hugo, abertos para passantes.

E também como falei acima, a cerca de 15 minutos de caminhada estão os bares da foz do rio, que servem petiscos e refeições.

Como estava de carro, aproveitei para ir além.

A intenção era almoçar no famoso restaurante da Maria Nilza, mas as estradas de terra até lá estavam alagadas devido às chuvas intensas.

Então fui ao Maroca Praia, na vila de Santo Antônio, a 10 km do Vila Angatu. Recomendo o restaurante tanto pela estrutura quanto pela comida. É um local relativamente novo, como mesas internas e também dispostas na praia. Conta com estacionamento.

Vale a pena se hospedar no resort Vila Angatu

Gostei bastante da hospedagem, principalmente do custo-benefício.

Fiz a reserva aproveitando uma promoção de “Black Friday”, pagando menos de R$ 600 por diária, incluindo café da manhã e jantar. E ainda consegui me direcionaram a um quarto de padrão superior ao reservado.

Em datas normais, sem promoção, o valor das diárias no hotel em média varia de R$ 700 a R$ 900. Até o momento, sempre no mesmo sistema de hospedagem. Valores pesquisados em fevereiro de 2023.

› Vila Angatu ou La Torre Resort?

O Vila Angatu é bem mais barato do que o Resort La Torre, em Porto Seguro, onde as diárias estão na média dos R$ 1.300. Dependendo da data, o La Torre chega a ser o dobro do preço.

Mesmo que o La Torre seja all inclusive, é uma diferença muito grande, pois o Vila Angatu é pé na areia, numa praia melhor e mais tranquila.

Para uma viagem em casal, ou mesmo em família, caso as crianças não sejam muito agitadas, recomendo muito a hospedagem no Vila Angatu Eco Resort.

Conheça os Melhores resorts de Porto Seguro, uma seleção exclusiva do blog. Já adianto que o Vila Angatu não está entre eles, pois está endereçado no município de Santa Cruz de Cabrália, e não em Porto Seguro.

Continue planejando sua viagem ao sul da Bahia

Caso tenha mais tempo no seu roteiro, combine Santo André com Arraial d’Ajuda, Trancoso e Caraíva, vilas de Porto Seguro com lindas praias e bons restaurantes.

Aqui no blog você encontra também roteiros completos pela região, como este Roteiros de 3 dias em Arraial d’Ajuda, além de guias de praias, a exemplo deste como as Melhores praias de Trancoso.

Boa viagem!

Viaje com tudo reservado

Descontos para você economizar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *