Booking.com

Quando se fala na cidade argentina de Bariloche, as primeiras cenas que vêm à cabeça são montanhas brancas de neve, resorts lotados de gente e esquiadores subindo os teleféricos e descendo nas pistas à toda velocidade.

Esse é, sem dúvidas, o lado mais famoso dessa cidade patagônica, de pouco mais de 100 mil habitantes, encravada na cordilheira dos Andes.

Mais Buenas Dicas em Bariloche

Pois foi dessa maneira que Bariloche criou sua fama internacional – sobretudo no Brasil – como point de esqui e conquistou seu lugar como o principal balneário de inverno do hemisfério sul.

Bariloche no verão

BARILOCHE_AMANHECER
E mais um dia de verão amanhece em Bariloche.

Assim como a neve não cai o ano inteiro, Bariloche não vive apenas do turismo de inverno. Até porque os flocos caem na região apenas cerca de dois meses por ano, aproximadamente entre os meses de junho e agosto.

A melhor época para viajar a Bariloche

Bariloche no verão

Reserve aqui seu hotel em Bariloche. A cidade também tem ótimos hostels e pousadas.

Se o seu foco é  somente neve e dane-se o resto, pode parar de ler por aqui. Mas se você não gosta de passagens aéreas caras demais, ruas intransitáveis, hotéis lotados e preços inflacionados, o melhor a se fazer é curtir Bariloche no outono, na primavera e, principalmente, no verão.

Fuja das filas

BARILOCHE_VERAO_RUA_MITRE

É nas estações fora da alta temporada de inverno que os restaurantes ficam mais vazios, os hotéis criam ótimas promoções e o tratamento oferecido aos turistas evolui, afinal, são poucas carteiras, digo, pessoas, curtindo a cidade.

Então, aproveite as preços e se jogue em Bariloche sem neve mesmo!

Chocolate-se

Ignore que esse verbo não existe e conjugue-o do jeito que lhe convir. Seja em formato de coelho da patagônica, de bandeira da Argentina e até mesmo de coração – aproveitando que Bariloche está sempre repleta de casais em lua-de-mel.

As principais casas do ramo – e das “ramas”, no caso de encontrar alguma que venda a especialidade de Mendoza – estão na rua Mitre, a mais turística da cidade. As vitrines e os aromas são convidativos em lojas como a Rapa Nui, a Chocolates Bonifácio e a Mamushka.

Derreta-se pelo churrasco

BARILOCHE_CHOCOLATE
Pode acreditar, em Bariloche é páscoa o ano inteiro.

Em Bariloche estão alguns dos mais deliciosos restaurantes especializados em carne da Argentina. Que o diga quem já passou pelo “El Boliche de Alberto”, onde tudo remete à paixão pelo churrasco argentino, desde a imensa parrilla argentina até os cardápios, forrados em couro de vaca.

Anime-se nas baladas

Desculpe pelo trocadilho, mas é no inverno que as baladas de Bariloche fervem mais do que nunca. Mas pra que cair na noite industrializada pela estação gelada, sendo que você pode ir no verão e encontrar os “boliches” e pubs sem filas, e ainda transitar melhor na pista de dança e admirar a paisagem sem tropeçar em ninguém?

BARILOCHE_BOLICHENa baixa e na média temporada, as famosas baladas da cidade podem não abrir juntas todos os dias, mas sempre existe uma – ainda mais se for sexta ou sábado – cheia de gente bonita. Pra encontrá-las, percorra a rua Rolando, onde está a disputada By Pass. A 1 km dali, na rua Juan Manuel de Rosas, está a não menos agitada Discoteca Cerebro.

Ande mais alguns metros, até a rua San Martín, e estará em frente ao The Roxy, um “restobar” com shows e temática toda rock and roll.

Isso apenas para citar algumas opções. A que realmente for a balada da noite certamente vai estar alardeando suas atrações aos quatro cantos do Lago Nahuel Huapi.

Aliás, falando nele…

Que tal velejar no lago Nahuel Huapi?

BARILOCHE_VERAO_LAGO

Impossível falar de Bariloche, especialmente no verão, e esquecer dele, quase onipresente e sempre deslumbrante lago Nahuel Huapi. Com a temperatura e a velocidade do vento mais amenas é possível, por exemplo, praticar windsurfing no lago. Além, é claro, da sua superfície azul ficar ainda mais intensa nos dias de céu limpo e sol a pino que só o verão – ou veranicos – pode proporcionar.

Reserve aqui seu hotel, pousada ou albergue em Bariloche.

A dica, principalmente nesses dias, é se sentar nas pedras da margem e admirar o vai e vem das frias águas do Nahuel Huapi.

Mais Buenas Dicas na Argentina

Guia de Buenos Aires

Onde comer em Buenos Aires

Dicas de El Calafate

Dicas de Salta e Jujuy

Viajar com tudo reservado é bem melhor
  • Booking: descontos exclusivos em hotéis e reservas com cancelamento grátis
  • Real Seguros: compare preços de seguro viagem
  • RentCars: aluguel de carro pelo menor preço nas principais locadoras do mundo

Descontos para economizar na viagem

Autor

Criador e principal editor do Buenas Dicas, o blog do viajante inteligente (que é você 😄). Siga nossas redes sociais e para dúvidas, propostas e parcerias, veja nosso contato.

2 Comments

  1. Você não falou do melhor point da cidade, a casa de câmbio Suldamérica. Todo turista deveria passar lá.

Comentários