Assim como em outros países da América do Sul, nós brasileiros não precisamos de seguro viagem para entrar na Argentina. Isso aí, não é obrigatório. Mas, para estar prevenido em casos de gastos com saúde e imprevistos como malas extraviadas e voos cancelados, recomendo muito a contratação de um plano.

Fazer um seguro viagem válido em Buenos Aires e em toda a Argentina em geral é fácil e barato. Principalmente se a viagem for somente a turismo, os planos são muito em conta. Em casos de viagem de aventura, como para esquiar em Bariloche, fazer alpinismo e outras coisas com maior risco, custa um pouco mais caro.

Melhor do que o seguro mais barato, é o seguro com melhor custo-benefício.

Alguns cartões de crédito oferecem seguro viagem grátis para clientes. Por exemplo, o Mastercard Platinum. Mas o maioria cobre apenas gastos com saúde. E muito mais comuns do que doenças e acidentes, são extravios de mala, cancelamentos de viagens, danos à bagagem e outros imprevistos do tipo. E a maioria dos seguros de cartões não têm essas assistências.

Para aproveitar Buenos Aires mais tranquilamente, vá com seguro viagem para a Argentina

Onde é melhor contratar um seguro viagem para a Argentina

Para quem não tem o seguro viagem do cartão de crédito, a melhor opção é utilizar comparadores de preços. Uso sempre a Seguros Promo, que oferece planos com o melhor custo-benefício. Para cada continente, são mostrados planos diferentes, por isso é preciso especificar na plataforma que o seu seguro viagem é para a América do Sul. Como fazer:

  • Acesse www.segurospromo.com.br
  • Na página inicial, vá no campo DESTINO e selecione América do Sul
  • Selecione a data de partida e de retorno (deve ser o dia do seu embarque e o dia do seu desembarque no Brasil. Não tente economizar um dia. Por exemplo, sua mala pode extraviar na volta, então é preciso ter cobertura para todos os dias)
  • Complete o formulário com seu nome, e-mail e celular (se você não fechar a compra em seguida, provavelmente a empresa vai ligar e é possível que ofereçam descontos. Então dê o número verdadeiro)
  • Clique em pesquisar

Escolha entre os melhores planos de seguro viagem para a Argentina

Todos os planos listados têm rede credenciada de médicos e hospitais em Buenos Aires e nas principais cidades da Argentina. Repare que na plataforma é possível ordenar os planos de acordo com menor preço ou melhor custo-benefício.

Coberturas extras importantes

O próximo passo é selecionar até 4 planos para comparar coberturas. Aí que vem a importância de já ter um roteiro de viagem ou pelos menos uma ideia do que vai fazer. Por exemplo:

  • Se pensa em alugar um carro na Argentina, escolha um plano com Assistência Jurídica por Acidente de Trânsito;
  • Se vai despachar bagagem, escolha um plano com coberturas contra danos, extravio e atraso de bagagem;
  • Se vai praticar esportes como esqui, rafting, ciclismo entre outros mais arriscados, escolha um plano com Cobertura Médica para Prática de Esportes;
  • Recomendo escolher um plano com boas coberturas em casos de cancelamento ou interrupção de viagem, gastos por atraso do voo (problema muito comum), cobertura farmacêutica, entre outras.

Atenção nos valores das coberturas básicas

Os itens “principais” relacionados a saúde geralmente tem coberturas em todos os planos, como Despesa Médica Hospitalar, Cobertura Médica por Enfermidade e ou Preexistente e Cobertura Odontológica. O que muda é o valor.

Por exemplo, no comparativo que fiz entre 4 planos (Affinity 10, Intermac 60 Prata, Assist Card AC 35 Inter e Assis Trip AT 40 INTER), encontrei valores muito diferentes, variando de 5 mil a 60 mil dólares de cobertura.

Qual o melhor seguro viagem para Buenos Aires e Argentina

Nessa pesquisa de seguro viagem para a Argentina, o plano com melhor custo-benefício encontrado foi o AT 40 INTER da Assist Trip, pois em sua faixa de preço, tem as coberturas mais completas. Simulando uma viagem de uma semana, esse encontrei esse plano por R$ 87,20.

Lembrando que cada tipo de plano cobra um valor a mais no caso de viajantes idosos, e a idade limite nem sempre é a mesma. Por exemplo, nessa simulação, os planos não selecionados cobram a mais para segurados acima de 70, 75 e 81 anos. No caso do Assis Trip com melhor custo-benefício, o plano sai mais caro para viajantes acima de 76 anos, que deverão pagar R$ 130,80.

Sobre a utilização do plano na prática, ainda não há forma que garantir qual é o melhor, qual plano oferece os melhores hospitais em cada cidade, por exemplo. Afinal cada experiência é única e poucas pessoas se interessam em relatar e compartilhar elogios ou críticas.

Como economizar com seguro viagem para a Argentina

Como blog parceiro da Seguros Promo, podemos oferecer um desconto de 5% em qualquer seguro comercializado pelo site. Basta utilizar o cupom BUENASDICAS5 antes de finalizar a compra. E se pagar via boleto, consegue mais 5%, totalizando 10% de desconto no valor final do seguro.

Minha experiência com seguro viagem em Buenos Aires

Eu já precisei de cobertura de seguro viagem em Buenos Aires e fui muito bem atendido. Estava hospedado em Palermo e fui a pé para o hospital, onde também fiz radiografia da face, pois se tratava de uma sinusite. Em crise no outro dia, precisei de atendimento em casa e os paramédicos chegaram em menos de 10 minutos após o chamado. Foi até meio exagerado ver duas ambulâncias na porta do hotel.

No meu caso, também tive facilidade de contato, com atendimento rápido e quase sempre em português. Nos hospitais, em espanhol, dá pra se virar com o básico.

Mas isso foi em Buenos Aires, maior cidade da Argentina. Para quem vai ao interior, obviamente a oferta de serviços é menor. Por isso um seguro viagem com boas coberturas é ainda mais importante para quem vai se aventurar em lugares remotos, onde pode ser necessário a transferência para um centro-médico maior.

Algum dúvida ou dica sobre seguro viagem para a Argentina?

Se tiver alguma dúvida ou dica sobre o assunto, utilize a parte de comentários abaixo. Eu respondo sempre o mais rápido possível. E mesmo quando não sei a resposta, tento encontra uma fonte de confiança para indicar e solucionar dúvidas. Boa viagem!

Mais dicas sobre Buenos Aires e Argentina

Mais dicas sobre seguro viagem:

 

Viajar com tudo reservado é bem melhor
  • Booking: descontos exclusivos em hotéis e reservas com cancelamento grátis
  • Real Seguros: compare preços de seguro viagem
  • RentCars: aluguel de carro pelo menor preço em dezenas de países
  • Chip Internacional: internet no celular em qualquer lugar do mundo

Descontos para economizar na viagem (e antes dela)

Autor

Criador e principal editor do Buenas Dicas, o blog do viajante inteligente (que é você 😄). Siga nossas redes sociais e para dúvidas, propostas e parcerias, veja nosso contato.

3 Comments

  1. Olá Nivaldo
    Estou indo passar três meses na Argentina para estudar. Vou com meu esposo e estou aproveitando muito as dicas de seu site. Minha maior preocupação é com o atendimento médico mesmo. Você deu dicas de seguros que estou pesquisando, mas como vou ficar mais tempo e não somos tão jovens…rs…temos 50 anos, gostaria de saber se há atendimento público na Argentina em hospitais para complementar algo que a gente precise lá e que o seguro não cubra. Outra dúvida é com relação à hospedagem. Como vamos “morar” lá por este período você teria alguma sugestão para economizarmos? Mesmo pelo airbnb ainda fica bem caro ficar lá todo esse tempo. Agradeço imensamente sua atenção!

    • Nivaldo responder

      Olá, Ligia. Diferente da maioria dos países, que não oferece saúde pública a estrangeiros, na Argentina é possível, segundo fonte do Ministério das Relações Exteriores do Brasil. Lembrando que é um país de terceiro mundo, com hospitais públicos com filas e muitos sucateados. Em Buenos Aires, dificilmente seu seguro viagem não cobrirá algo. Alguns planos oferecem atendimento somente na rede hospitalar indicada, outros, do tipo assistência viagem, cobrem qualquer hospital, que será primeiramente pago pelo segurado e depois haverá reembolso.

      Sobre hospedagem para esse período mais longo, sugiro primeiro escolher um hotel ou airbnb num desses bairros de Buenos Aires para as primeiras semanas. Depois, no seu curso e em grupos de brasileiras no Facebook, você busca apartamentos para alugar ou dividir, o que sai bem mais barato do que por sites de reservas online.

Comentários